O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
1 vez compartilhado Sem comentários

Porque a Nokia não optou pela plataforma Android? Parte 1

(Imagem: isnsfw.blogspot.com, editada pela AndroidPIT)

Ontem escrevemos um artigo sobre como a Nokia estava ter problemas para conseguir ter uma quota considerável no mercado de smartphones na Europa e que as operadoras europeias foram muito diretas ao dizerem que a Nokia simplesmente não consegue competir com os smartphones Android e iOS. Mas aqui fica um fato interessante: sabia que a Google ofereceu à Nokia o uso de Android antes de terem feito a parceria com a Microsoft? É verdade! De fato, a Nokia passou imenso tempo a negociar a opção com a Google, e no final optou por formar uma parceria com a Microsoft. As ações da Nokia estão num mínimo de 15 anos, e então achamos justo fazer duas perguntas: 1. porque é que a Nokia não escolheu o sistema operacional da Google? e 2. será que a Nokia lamenta essa decisão? As respostas a essas perguntas podem parecer óbvias, mas a situação é realmente muito mais complexa do que parece.

De herói a zero

É difícil de acreditar que apenas há alguns anos atrás, a Nokia dominava o mercado de smartphones, literalmente. Atualmente detém apenas 1% do mercado de smartphones. Não foi um erro tipográfico. 1 porcento. Então o que aconteceu? Como pode uma empresa que "detinha" o mercado mundial de smartphones e bilhões de dólares em receitas perder 99% da sua quota no mercado em apenas alguns anos? A resposta a essa pergunta é simples: devido à plataforma Android e ao iPhone.

A Nokia reparou na situação problemática, mas não reagiu a tempo

Desse ponto em diante, as coisas só pioraram para a empresa finlandesa. A Nokia simplesmente começou a deteriorar-se e o CEO da empresa, Stephen Elop, ficou tão enfurecido com o desempenho da sua companhia em relação às plataformas Android e iOS que enviou a famosa carta a todos os seus funcionários. Se quiser ler a carta toda, pode ser encontrada aqui. Mas deixamos aqui o essencial da carta:

  • Depois de contar a história de um homem preso num prédio em chamas e ter de tomar uma decisão de como sobreviver, o CEO da Nokia disse: "Também nós estamos sobre uma "plataforma em chamas". e temos de decidir como é que vamos mudar o nosso comportamento."
  • Depois de citar o crescimento incrível da Apple (de 25% para 61% em menos de 2 anos), Elop falou da plataforma Android e afirmou: "E depois apareceram os dispositivos Android. E em apenas 2 anos, a Google criou uma plataforma que atrai os desenvolvedores, as operadoras e os fabricantes. A plataforma Android foi lançada em smartphones topo de gama, já são líderes no mercado mid-range e rapidamente entraram no mercado de smartphones que custam menos de 100 EUR. A Google tornou-se numa força gravitacional, atraindo grande parte da inovação da indústria a si mesma.
  • "Enquanto os competidores lançaram chamas na nossa quota de mercado, o que aconteceu à Nokia? Deixámo-nos ficar para trás, perdemo-nos das tendências e perdemos tempo. Nessa altura, pensávamos que estávamos a tomar as decisões certas; mas, em retrospectiva, estamos agora a anos de distância. O primeiro iPhone foi lançado em 2007, e nós ainda não temos um dispositivo que esteja ao mesmo nível do dispositivo da Apple. A Google entrou em cena há pouco mais de 2 anos, e nesta semana tomaram a nossa posição de liderança em volume de smartphones. Inacreditável."

Consideramos essa última citação extremamente significativa, devido ao CEO da empresa que há uns anos era a mais poderosa do mundo, afirmar publicamente que a Google fez com que a Nokia se tornasse insignificante em apenas 2 anos. Continua perguntando "como é que ficámos tão para trás em relação ao resto do mundo que tem evoluído?".

A Nokia sempre respeitou a Google e a sua plataforma móvel Android, e o CEO da Nokia não hesita em afirmar publicamente que, na verdade, foi considerada a opção de implementar a plataforma Android nos seus dispositivos, dizendo "A Android está a crescer bastante bem e tem uma quota de mercado significativa. A Nokia poderia trazer grandes números para o "ecossistema" Android o que poderia representar uma mudança substancial na dinâmica do mercado de sistemas operacionais móveis." Desse modo claramente afirmando que a Nokia encaixaria perfeitamente no "ecossistema" Android e que a Google também estava pronta para fazer com que isso se tornasse numa realidade. Mas por que é que isso não aconteceu?

A resposta a essa pergunta será explicada na segunda parte deste artigo.

Sem comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi