O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
7 min para ler 9 Compartilhado Sem comentários

AndroidPIT entrevista: Diego Rodriguez fala sobre o app bopbop

Hoje entrevistamos o italiano Diego Rodriguez, codinome “Inferno”. Ele desenvolveu sozinho o app bopbop, um jogo de passatempo mais do que inspirado no jogo “Dots”, que acaba de chegar ao Android. Será que ele simplesmente roubou a ideia? Como o Diego lida com a crítica de que seu app não passa de uma imitação barata do Dots você fica sabendo na nossa entrevista.

firmware
Diego Rodriguez. / © AndroidPIT

AndroidPIT - Oi, Diego, conte-nos um pouco sobre a sua história. O que você fez e o que você pretende?

Diego - No verão passado, depois de cinco longos anos, terminei finalmente meu curso de informática. Durante meu período na universidade, não me ocupei muito com criação de jogos, mas é o ramo em que eu mais gosto de trabalhar. Depois do meu curso eu me candidatei a várias empresas de jogos, mas eles não contratam ninguém sem experiência no ramo. Aproveito a oportunidade então para dar um recado para essas empresas: se precisarem de alguém, estou aqui!

AndroidPIT - Como você iniciou sua “carreira” como desenvolvedor de aplicativos? Você já tinha programado antes?

Diego - Tudo começou com Super Mario Bros. em meu Nintendo, quando eu tinha cinco anos. Pode soar engraçado, mas esse foi o meu primeiro encontro com jogos eletrônicos. O primeiro jogo que desenvolvi foi mesmo o “bopbop”. Fui inspirado pelo grande trabalho da Betaworks com o jogo “Dots” para iPhone - há pouco o jogo também foi liberado para Android. Tarde demais, na minha opinião.

Gostei do estilo do jogo: simples e com enorme fator viciante. Então criei a minha versão para testar minhas habilidades e mudar um pouco a mecânica de jogo do original. O resultado foi bom, eu criei o jogo bem rápido e o lancei na Play Store, para que os usuários do Android também tivessem sua versão de Dots. Mas para mim o “bopbop” não é um clone do Dots, mas um exercício.

AndroidPIT - Quando você teve o primeiro contato com o Android? Houve um motivo especial?

Diego - Antes de “bopbop” eu já havia desenvolvido um aplicativo para Android, mas não era um jogo, e sim um widget de relógio. Na época, eu havia comprado um relógio Ziiiro, e me irritei por só haver uma versão digital para o iPhone. Então decidi criar um widget para Android e o resultado acabou sendo muito bom.

firmware
O Widget Ziiiro do Diego para o Android. / © Diego Rodriguez

Uso o widget até hoje nos meus dispositivos. Também entrei em contato com os desenvolvedores do app Ziiiro para iOS e pedi a permissão para lançar o meu aplicativo para o Android. Mas a resposta nunca chegou. Então o widget nunca será lançado na Play Store.

AndroidPIT - Seu aplicativo “bopbop” já teve muitos downloads na Google Play Store. Você teve problemas na sua criação? Tem alguma história interessante?

Diego - Claro que aconteceram problemas durante a fase de criação. A primeira versão do jogo eu construí num framework nativo para Android. Ela foi concebida para o Android 4.0. Até que não foi difícil, mesmo sendo o meu primeiro jogo. Os problemas apareceram nas fases seguintes. Notei que o framework não era ideal para otimizar gráficos, efeitos e funções como de alocação de memória. Esses são exatamente os aspectos que devem ter prioridade no desenvolvimento de um aplicativo. Por essas razões procurei um framework melhor e escolhi o libgdx, uma multiplataforma bem desenvolvida.

firmware
O aplicativo "bopbop". / © Diego Rodriguez

A transferência me custou duas semanas e os resultados foram muito bons no que concerne à jogabilidade. O aplicativo funcionou bem mesmo em aparelhos mais fracos.

Uma história interessante… sim, houve um bug numa versão do jogo. Os pontos desapareciam sem razão. Verifiquei o código-fonte inúmeras vezes e no fim o erro não estava no código, e sim nas animações que eu havia desenvolvido. Precisei reescrever o sistema de animações do zero.

AndroidPIT - Descobri seu aplicativo no fórum XDA. Você poderia falar um pouco sobre suas experiências com o XDA-Developers?

Diego - O XDA é uma comunidade bem legal, que reúne muitas pessoas, não apenas desenvolvedores. No começo eu era um simples usuário no fórum, e procurava atualizações para os meus aparelhos, temas, ROMs e funções customizadas.

Como desenvolvedor apareço lá pela primeira vez. Fui encorajado por um amigo, Mirko Dimartino. Eu o conheci durante o desenvolvimento do “bopbop” e ele disse que deveria apresentar o meu trabalho na comunidade XDA. E depois que fiz isso, os downloads dispararam, graças ao XDA!

AndroidPIT - Quando você apresentou o app no XDA, ele ainda se chamava “dotdot” - por que mudou o nome?

Diego - Mudei o nome depois que os advogados do Betaworks me contataram dizendo que eu estava violando os direitos de seus clientes. Eles alegavam que a semelhança dos nomes iria confundir os usuários de “Dots”. Concordei e decidi mudar o nome para “bopbop”.

firmware
De"dotdot" para "bopbop" - mudança de nome legal. / © Diego Rodriguez

AndroidPIT - Você teve outros problemas com a Betaworks? Vocês ainda estão em comunicação?

Diego - Não, tudo foi esquecido depois que mudei o nome. Não houve mais comunicação com a Betaworks.

AndroidPIT - A atitude deles era previsível?

Diego - Sim, claro. Mas no lugar deles eu não faria o mesmo. Acho que se meu app fosse copiado ou clonado, eu veria o que os usuários pensam da cópia. O usuário no fim deve decidir que versão prefere. Mas essa é uma questão de mercado, que também deve ser respeitada, Nesse sentido, posso entender a posição e a reação da Betaworks.

AndroidPIT - Quando jogamos os dois apps, percebemos que você usou até a mesma fonte do original. Falando sério, agora: quão grande foi a influência do trabalho da Betaworks no seu?

Diego - Bem, a fonte não é a mesma, mas é bem parecida com o original. Usei a mesma interface do “Dots”, mas a modifiquei um pouco, além de mudar a mecânica do jogo. Na minha versão também se pode unir pontos em diagonal, há outros bônus e diferentes modos de jogo, ausentes no original. Minha intenção não foi copiar ou clonar o jogo. Usei-o apenas como modelo para testar minhas habilidades.

AndroidPIT - Em sua opinião, copiar ou clonar aplicativos é uma atitude legítima por parte dos desenvolvedores?

Diego - Eu respeito a propriedade intelectual, mas também tenho minha própria opinião sobre o tema. Clonar um aplicativo exatamente como o original é errado, pois assim não se presta nenhum serviço ao usuário. Além disso, é simplesmente ridículo inventar a roda de novo. Por outro lado, usar algo que já existe para desenvolver ideias novas é perfeitamente legítimo, pois o tema é mostrado de uma outra perspectiva, e o resultado pode ser melhor ou pior do que o original.

AndroidPIT - O Android é uma espécie de “Velho-Oeste”, em que todos os desenvolvedores podem pegar o que quiserem, ou deve haver regulações mais estritas?

Diego - Adoro a liberdade que a plataforma Android possibilita, e acho bom que meu trabalho não precise passar por uma avaliação antes de se tornar acessível ao usuário. Sou aberto às opiniões dos usuários sobre o meu aplicativo, críticas e sugestões de acréscimos são sempre bem-vindas. Depois do feedback, irei mudar o app e empregar muitas das ideias propostas.

AndroidPIT - Você planeja desenvolver outros apps para Android?

Diego - Claro! Nos próximos dias começarei um novo projeto, uma ideia própria. Será algo em que as plantas terão um papel importante (sim, essas coisas verdes, que crescem…). Além disso, ainda quero fazer algo com naves espaciais para o Ouya, mas essa é outra história.

Eu desenvolvo apps com prazer para o Android, porque tenho um smartphone com esse OS, mas também considero programar para iOS.

AndroidPIT - Que hardware e software você usa para o desenvolvimento de aplicativos para Android?

Diego - No momento eu trabalho com um Macbook Pro Retina e uso Eclipse IDE. Além disso, usei a genymotion virtual machine para testar meu app no pc, sem precisar instalá-lo no smartphone.

firmware
"bopbop" em desenvolvimento. / © Diego Rodriguez

AndroidPIT - Você teve financiamento para desenvolver seu aplicativo?

Diego - Esse é um tema complicado. No último update do app eu resolvi inserir compras in-app. Espero que os usuários comprem algo para apoiar o meu trabalho. Mas para os próximos jogos gostaria de seguir um novo caminho. Talvez uma versão-demo e uma versão completa. Como jogador, sei que é importante poder testar o jogo antes de comprá-lo.

AndroidPIT - Muito obrigado pela entrevista, Diego!

9 Compartilhado

Sem comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi