O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
172 Compartilhados 60 Comentários

O que sabemos sobre o Andromeda, o sistema que unificará o Android e o Chrome OS

A ideia de ver o Android funcionando em um computador segue sendo o sonho de muitos usuários nos últimos anos. E este objetivo pode estar próximo de ser atingido, mais precisamente no próximo dia 04 de outubro, quando o Google pode apresentar a solução definitiva: o Andromeda. Trata-se de um sistema operacional resultante da união entre o seu SO mobile e o Chrome OS, usado em seus notebooks. Mas o que sabemos sobre esse projeto?

Para o dia 04 de outubro temos apenas uma certeza: a de que o Google promoverá um evento em que exibirá os smartphones da linha Pixel, que substituirão os Nexus. São eles o Pixel e o Pixel XL, fabricados junto à HTC e que serão os primeiros dispositivos desenvolvidos 100% sob controle da Big, tanto no hardware, quanto no software.

Mas, segundo consta, a linha Pixel não será a única atração do evento. O Google teria na manga diversas novidades a serem apresentadas, entre elas o Andromeda, o sistema operacional resultante da fusão entre o Android e o Chrome OS. 

Mas quais são as evidências da existência do Andromeda?

Um dos primeiros sinais foi o tweet do vice-presidente sênior do Google, Hiroshi Lockheimer, que anunciou que o dia 04 de outubro de 2016 ficaria gravado na memória, da mesma forma que o dia 24 de setembro de 2008, quando a primeira versão do Android foi apresentada.  

É pouco comum por parte das empresas de TI exagerarem na importância de seus eventos, principalmente se elas não tiverem uma boa carta na manga. E, baseado na declaração do executivo, muitos conectaram seu comentário a uma suposta apresentação do Andromeda. Principalmente porque Lockheimer pertence a divisão responsável pelo desenvolvimento do Android e do Chrome OS. 

A teoria é reforçada devido a uma publicação do site 9 to 5 Google, que afirmou ter encontrado pistas no AOSP (Android Open Source Project) do Android Nougat sobre a existência do sistema operacional híbrido. O artigo explica que o Google estaria testando o Android no Nexus 9. No entanto, é estranho que a empresa não esteja testando o este suposto SO no Pixel C, o tablet sucessor do Nexus 9. 

TESTEANDROMEDA
O Andromeda já é citado no AOSP / © Android Authority

A ideia do Andromeda não é completamente nova e o Google já havia feito avanços nessa direção alguns meses atrás, quando permitiu que apps do Android fossem baixados dentro do Chrome OS. Além disso, uma reportagem do jornal Wall Street Journal (WSJ), publicada no ano passado, informou que um dos objetivos do Alphabet - o novo conglomerado que engloba a marca Google - seria unir o Android e o Chrome OS em um só sistema, com lançamento previsto para 2017, com uma prévia sendo apresentada neste ano.

SC
Sergio Colado
A chegada do Andromeda pode fazer com que o Google ganhe a força que precisava no mercado de PCs e que não conseguiu com o Chrome OS.
O que você acha?
431 participantes
50
50

"Os engenheiros do Google têm trabalhando durante dois anos para combinar dois sistemas operacionais e têm feito progressos recentemente", explica o artigo do WSJ. "A empresa planeja lançar sua plataforma hibrida em 2017, mas espera mostrar uma versão prévia já no ano que vem [2016]".   

remix os 04
Remix OS foi uma das primeiras tentativas de levar o Android para o computador / © ANDROIDPIT

O Projeto Bison

Além de já estar em um estágio relativamente avançado em seu desenvolvimento, é possível que o Andromeda já tenha até mesmo um hardware dedicado ao sistema. Segundo o site Android Police, trata-se de um notebook da linha Pixel, cujo lançamento está previsto para o terceiro trimestre de 2017. A página afirma que o computador é fruto do trabalho conjunto de três equipes: Android, Chrome OS e Pixel. Ele funcionará com as características de um do primeiro de forma totalmente funcional, aliado a elementos do segundo. 

Ainda segundo o Android Police, o Bison seria um ultrabook, bastante fino e com display de 12,3 polegadas, mas que também suportaria o modo tablet. Ele pode ser vendido em duas versões: com os processadores Intel M3 ou Intel Core i5, 32 ou 128 GB de armazenamento e 8 ou 16 GB de RAM. Ele também contará com sensor de impressão digital, duas portas USB Type-C e até mesmo uma entrada 3,5 mini Jack, teclado com retro-iluminação e bateria com autonomia de até dez horas.

meilleurs chromebooks 2015 acer chromebook 15 01
Em 2017, a linha Chromebook dará lugar ao "Projeto Bison", um notebook com o Andromeda instalado / © ANDROIDPIT / Acer

Tudo isso seria embalado em uma carcaça com 10 mm de espessura, o que o tornaria mais fino que o Macbook Air. Seu preço inicial seria de US$ 799 (R$ 2.590, mais taxas e impostos), um valor não necessariamente baixo para um notebook, mesmo nos EUA.

Analisando todas as evidências, é provável que o Google mostre no próximo dia 4 de outubro uma pequena demonstração do Andromeda. Será uma mostra que a Big G está apostando forte na convergência entre PC e mobile, da mesma forma que ela unificou as versões do Ice Cream Sandwich para tablet e smartphone em um só anos atrás. Só que, dessa vez, será algo muito maior. 

E o que você acha da chegada do Andromeda? Será que essa convergência é uma aposta acertada do Google?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Andreu Vasconcelos há 2 meses

    Por enquanto fico com Windows no PC e deixo o Android para o smartphone. No ambiente industrial e empresarial então, nem se fala, o Windows está décadas à frente. Para efeitos comparativos, diria que o Android equivale ao Windows 95...

  • Steven Oliver há 2 meses

    Pode ser que em um futuro não muito próximo eu passe a achar isso interessante, mas agora não serve para nada. O Android é uma plataforma somente para consumo e transformar todo o poder do PC em um objeto para mero consumo é um retrocesso enorme para a humanidade. O Smartphone já tornou os seres humanos menos inteligentes porque não precisam produzir nada, basta ler WhatsApp, Facebook e jogar alguma coisa, enquanto que o PC era algo que fazia com que as pessoas pensassem e produzissem. Parece que o Google está incomodado com os seres pensantes que ainda sobraram e usam PC.

  • Léo Walk há 2 meses

    Por incrível que pareça, eu ainda uso o meu velho desktop... Rsrsrs...

  • Steven Oliver há 2 meses

    Não entendi... Acho que você quis ser engraçado, não foi? Se não aceita meu argumento, contra-argumente.

60 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi