O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
1 vez compartilhado 2 Comentários

Se o app é gratuito, é você que colocamos à venda!

 

Muitas vezes, a percepção que temos da realidade nos engana. E isso vale também para a realidade que compreende o jogo da linguagem do qual participamos, ora como produtores de fala, ora como receptáculos de informação. Tomemos como exemplo um termo bastante chamativo no mundo dos aplicativos: app gratuito! O problema é quando a gratuidade incluída no adjetivo "gratuito" é relativa. Nesse instante, cai por terra a objetividade e a universalidade dos significados. Se é que elas algum dia existiram... Bem, tudo isso está mais parecendo um tratado linguístico. Deixemos de lado os rebuscamentos e sejamos diretos e, talvez, duros: se você pensava que um app gratuito fosse inteiramente gratuito, você estava completamente enganado. Não, um app gratuito não é totalmente gratuito! Apesar de não pagarmos por muitos deles, seus desenvolvedores (ou proprietários) não deixam de fazer dinheiro utilizando os seus dados!

Uma pesquisa feita pela Universidade de Cambridge sobre mais de 250 mil aplicativos confirma: num conjunto de aplicativos gratuitos testados, 70% deles fazem uso de dados que lhes são totalmente dispensáveis. Um exemplo disso é que 35% dos apps gratuitos da categoria chamada "comics" exigem informações de localização do usuário. Outros coletam contatos, mensagens e até mesmo a agenda do usuário que os baixa. E o mais impressionante dessa história é que isso não se limita ao conjunto de apps gratuitos: 40% dos apps pagos também se apropriam de dados completamente "inúteis" para o bom funcionamento deles. Inúteis? Mais ou menos... Tais dados são utilizados pelos desenvolvedores dos apps como informações preciosas que podem ser vendidas em forma de banco de dados para empresas de publicidade.

Quem deveria pagar quem?

É claro que você pode ainda achar que um app gratuito é um app gratuito. Porém, isso significa ignorar que no momento de fornecer seus dados a um app específico, você está trocando suas VALIOSAS informações por um app. Talvez não haja um intercâmbio monetário nessa relação, o que lhe faria pensar que o app é totalmente gratuito. Mas com suas informações, os desenvolvedores conseguem justamente produzir dinheiro. Ou seja, nessa cadeia que envolve seus dados, um app e dinheiro, por que há, necessariamente um intermediário? Se formos mais radicais, chegaremos a indagar: por que é que o desenvolvedor de um certo app não nos paga para obter tão valiosas informações?

Os pesquisadores de Cambrigde, provavelmente menos radicais do que a lógica do pensamento que rege nossa conclusão, sugerem que os aplicativos passem a solicitar dois tipos de permissão do usuário: a de que o aplicativo possa rodar no seu dispositivo e uma outra que solicite o uso de seus dados pessoais para fins publicitários. Nada mal. Pelo menos o usuário passa a ter consciência de que ele está operando uma troca como qualquer outra feita na sociedade capitalista. Só que em vez de pagar por seu app com dinheiro, ele paga com seus preciosos dados pessoais que, talvez, não tenham qualquer equivalência no mundo monetário.

Fonte: Tech Crunch

2 Comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi