O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
13 min para ler 585 Compartilhado 151 Comentários

Zenfone 2 vs. Moto Maxx: Duelo de gigantes

A ASUS lançou na semana passada o Zenfone 2, um smarptphone com hardware de top de linha mas com preço de intermediário. Naturalmente, ele é comparado com os topos de linha de outras marcas e nesse comparativo ele enfrenta um smartphone que tem mais de um ano mas ainda é um dos melhores no mercado em vários aspectos:  o Moto Maxx. O problema é que ele custa muito caro ainda. Quem será que vence a batalha?

Moto Maxx vs. Zenfone 2: Preço e disponibilidade

Como dito anteriormente, o Moto Maxx já é um smartphone que tem 1 ano de vida, mas isso não quer dizer que esteja ultrapassado. Ele usa um processador Snapdragon 805 que é muito potente, e ainda tem a favor o fato de não usar a nova geração de processadores da Qualcomm, que não foi bem aceita no mercado pelo fato de esquentar muito. Ele atualmente custa ente R$ 1.800 e R$ 2.000, o que é um preço bem salgado por um smartphone que será substituído em breve.

Do outro lado temos o Zenfone 2, novo no mercado e custando entre R$ 1.200 (versão de 16GB) e R$ 1.500  (versão de 32GB). Nesse quesito é difícil ter um vencedor, já que possuem propostas diferentes, porém se analisarmos que o Moto Maxx já não é tão novo assim, poderia ter seu preço reduzido pela Motorola.

Moto Maxx vs. Zenfone 2: Design e construção

Temos aqui duas apostas bem diferentes de construção. Com o Moto Maxx, a Motorola apostou alto em uma construção de primeira qualidade, usando materiais nobres e caros que obviamente se reflete em seu preço. Ele é construido com Kevlar, material super resistente utilizado em coletes à prova de bala, tendo a traseira revestida em nylon balístico, o que dá a ele um acabamento único não encontrado em nenhum outro celular do mercado.

traseira
Moto Maxx usa nylon balístico enquanto Zenfone 2 usa plástico. / © ANDROIDPIT

Já a ASUS optou pelo tradicional e menos resistente material no Zenfone 2, o policabornato (nome bonito para o plástico). Para diminuir a impressão de básico e dar um pouco de sofisticação ao modelo, a ASUS deu um acabamento de metal escovado na traseira de plástico, uma boa imitação, mas não deixa de ser plástico. Não há nada de metal ou outro material mais resistente nele.

frente
Zenfone é consideravelmente maior que o Moto Maxx.  / © ANDROIDPIT

Na parte de design ambos também são bem diferentes. Podemos dizer que os 2 são grandões e possuem exatamente o mesmo aproveitamento frontal: 70,8% para o Zenfone e 70,9% para o Maxx. Na parte de baixo os 2 possuem botões capacitivos, porém mais uma vez a ASUS economizou, já que os botões do Zenfone 2 não possuem qualquer tipo de iluminação, o que dificulta seu uso no escuro. Além disso o Moto Maxx possui um design mais arrojado com linhas retas. Já o Zenfone copiou quase tudo do LG G3, que na minha opinião perde ponto por falta de criatividade.

A decisão aqui é bem óbvia, o Moto Maxx tem uma construção muito melhor. E no design podemos dizer que empatam, afinal é questão de gosto pessoal.

Moto Maxx vs. Zenfone 2: Tela

Aqui voltamos à boa e velha discussão: AMOLED ou IPS? O Moto Maxx traz uma tela de 5,2 polegadas com resolução Quad HD de 2560 x 1440 pixels e usa a tecnologia OLED (antecessora do AMOLED). Sem dúvidas que se trata de uma tela excelente, porém ela perde em qualidade para as telas de AMOLED da Samsung, principalmente quando debaixo de luz direta, onde a tela fica com difícil visualização.

zenfone 2 vs maxx telas
Moto Maxx possui tela Quad HD e OLED, superior à do Zenfone 2 em todos os aspectos. / © ANDROIDPIT

Já o Zenfone 2 tem uma tela de 5,5 polegadas com resolução full HD de 1920 x 1280 pixels e usa a tecnologia IPS. Existem boas telas de IPS no mercado, como no caso da utilizada pela Sony no Xperia Z3 e Z3+. A questão é que a Sony melhora a tela com suas tecnologias vindas dos televisores, tornando elas competitivas com a AMOLED. Já a ASUS deixou a desejar nessa melhoria. No geral a tela do Zenfone 2 é mediana. Em ambientes escuros ela funciona perfeitamente com bom brilho e contraste, o problema é usar ele na luz do dia. A tela é muito refletiva e sobre a luz direta é muito difícil enxergar alguma coisa.

Há o modo Vivid, onde você consegue aumentar o contraste e deixar a tela mais viva, mas não é o suficiente e não ajudar na claridade. Nesse aspecto, sem dúvidas, que a tela do Moto Maxx é superior à tela do Zenfone 2.

Moto Maxx vs. Zenfone 2: Software

O Moto Maxx usa o Android puro, assim como todos os smartphones da Motorola atualmente. Logo de cara muitos irão dizer que isso é garantia de atualização ou que a Motorola sempre atualiza seus aparelhos primeiro que a concorrência. Isso seria verdade se estivéssemos falando do Moto X ou do Moto G, mas não acontece com o Moto Maxx. O topo de linha da Motorola foi abandonado pela empresa ao ser comparado com seus irmãos mais fracos. Ele ainda está no Android  5.0.2 e não há informação concreta sobre quando ele será atualizado.

home maxx
Moto Maxx usa Android quase puro, mas na última atualização ficou bugado.  / © ANDROIDPIT

Mas essa não é a pior parte. Quando a Motorola atualizou o Moto Maxx do 5.0 para o 5.0.2, ela simplesmente colocou um software totalmente cheio de bugs, travamentos, lags,  além de momentos que ele trava e reinicia sozinho. 90% dos donos do Moto Maxx reclamam que isso aconteceu, no meu caso também. A única solução foi utilizar uma ROM alternativa, ou era isso ou a troca do aparelho.

Mas nem tudo é ruim, o Moto Maxx possui bons recursos de software como o reconhecimento de voz, para quem usa, e também o Active display que economiza bastantes bateria quando o usuário sabe utilizá-lo de maneira correta.

Do outro lado temos o Zenfone que está rodando o Android 5.0. A ASUS não falou quando irá atualizar o dispositivo, mas dado o histórico da empresa com o Zenfone 5 e 6, acredito que pelo menos até o Android M ele deva ser atualizado.

HOME ZENFONE 2
Zen UI do Zenfone 2 é bem modificada e pode ser customizada. / © ANDROIDPIT

Falando da interface, a ASUS usa a Zen UI, uma interface totalmente modificada pela empresa que traz muitos recursos interessantes e úteis. Podemos citar a barra de notificações enorme que conta com atalho para praticamente tudo o que você precisa. Outro recurso bacana é o de acordar a tela com dois toques, que é uma cópia descarada do Knock Code da LG, mas que é super útil em uma tela de 5,5 polegadas.

Outra interessante característica da Zen UI é a possibilidade de customizar praticamente tudo nela, desde ícones, temas, fundos e muito mais. Para quem achá-la muito colorida, como eu achei, há vários temas mais sóbrios e discretos na Play Store.

Nesse quesito eu daria um empate, já que é questão de gosto. Mas levando em consideração o abandono e os bugs encontrados atualmente no Moto Maxx, eu vou de Zenfone 2.

Moto Max vs. Zenfone 2: hardware e desempenho

Aqui pode ser o momento mais crucial do comparativo: o desempenho. De um lado temos o Moto Maxx como todo seu poder de fogo de um tradicional SoC da Qualcomm. Ele utiliza o Snapdragon 805 que possui 4 núcleos de 2.7 GHz Krait 450 e a poderosa GPU Adreno 420. Além disso conta com 3GB de memória RAM, um dos primeiros Androids a romper a barreira dos 2GB. Mas o grande diferencial do modelo é que ele conta com 64 GB de armazenamento interno, embora não tenha suporte para expansão via cartão Micro SD. Abaixo uma tabela comparativa:

ASUS Zenfone 2 vs. Motorola Moto Maxx – Especificações Técnicas

  ASUS Zenfone 2 Motorola Moto Maxx
Dimensões: 152,5 x 77,2 x 10,9 mm (ZE551ML, ZE550ML)
148,1 x 71,5 x 10,9 mm (ZE500CL)
143,5 x 73,3 x 11,2 mm
Peso: 170 g (ZE551ML, ZE550ML)
155 g (ZE500CL)
176 g
Tamanho da bateria: 3000 mAh (ZE551ML, ZE550ML)
2500 mAh (ZE500CL)
3900 mAh
Tamanho da tela: 5,5 polegadas (ZE551ML, ZE550ML)
5 polegadas (ZE500CL)
5,2 polegadas
Tecnologia da tela: LCD AMOLED
Tela: 1920 x 1080 pixels (0 ppi) (ZE551ML)
1280 x 720 pixels (0 ppi) (ZE500CL, ZE550ML)
2560 x 1440 pixels (696 ppi)
Câmera frontal 5 megapixels (ZE551ML, ZE550ML)
2 megapixels (ZE500CL)
2 megapixels
Câmera traseira 13 megapixels (ZE551ML, ZE550ML)
8 megapixels (ZE500CL)
21 megapixels
Flash: Dual-LED Dual-LED
Versão do Android: 5.0 - Lollipop 4.4.4 - KitKat
RAM: 4 GB (ZE551ML)
2 GB (ZE500CL, ZE550ML)
3 GB
Memória interna: 32 GB (ZE551ML)
16 GB (ZE500CL, ZE551ML)
128 GB (ZE550ML)

64 GB
Memória removível: microSD Não disponível
Chipset: Intel Atom Qualcomm Snapdragon 805
Número de núcleos: 4 4
Velocidade máx. 2,3 GHz (ZE551ML)
1,6 GHz (ZE500CL)
1,8 GHz (ZE550ML)

2,7 GHz
Conectividade HSPA, LTE, NFC, Dual-SIM , Bluetooth 4.0 HSPA, LTE, NFC, Bluetooth 4.1

Do outro lado temos outro monstro. O Zenfone 2 traz um processador Intel 64 bits Atom Z3580 com 4 núcleos de 2,3 GHz além de uma GPU PowerVR G6430 Quad-core. Além é claro do seu principal destaque: 4GB de RAM.

antutu
No Antutu, há um empate técnico entre o Zenfone 2 e o Moto Maxx. / © ANDROIDPIT

Em números de benchmarks, os 2 praticamente empatam com uma ligeira vantagem para o Moto Maxx. Porém, na prática é outra coisa. Ter 4GB de memória RAM faz muita diferença na hora da multitarefa, embora 3GB de RAM seja praticamente a mesma coisa. Mas no uso diário o Zenfone 2 se sai melhor, notavelmente com o sistema mais fluido e sem nenhum travamento. Além disso, é digno de nota que a GPU utilizada pelo Zenfone 2 é otimizada para jogos, sendo que é a mesma utilizada no iPhone 5S. Por outro lado, o fato do software do Maxx estar bugado acaba influenciando muito no desempenho do hardware dele. Mas mesmo assim, o Zenfone 2 leva a melhor aqui também.

Moto Maxx vs. Zenfone 2: Câmera

A Motorola nunca foi muito boa em câmeras, disso todos sabem. Porém, é unânime dentre todos os reviews na internet que pela primeira vez a Motorola fez um bom trabalho com o Moto Maxx. Ele possui uma câmera de 20,7 MP com abertura de f/2.0, o conjunto ótico é todo feito pela Sony.

zenfone 2 vs maxx cameras
Moto Maxx e Zenfone possuem câmeras equivalentes, mas o Maxx é ligeiramente melhor. / © ANDROIDPIT

A qualidade da câmera do Moto Maxx é digna de um top de linha, embora esteja pouca coisa abaixo aos concorrentes LG G3 e Galaxy S5, ele entrega fotos com excelente qualidade e pouco ruído. Além disso, ela tira fotos satisfatórias mesmo em ambientes pouco iluminados.

Um ponto negativo é o aplicativo de câmera que é bem simples, e só traz de especial as funções HDR e slow motion. Claro que isso é resolvido facilmente através de um aplicativo de terceiros. Ele também filma em full HD e em 4K, detalhe que não esquenta e fecha o aplicativo como acontece com o Snapdragon 810.

Screenshot 2015 08 25 08 52 45
Câmera do Moto Maxx é a stock, que é bem simples. / © ANDROIDPIT

Do outro lado temos o Zenfone 2 que traz uma câmera feita pela Toshiba e composta de 5 lentes. A abertura também é f/2.0 e possui um sensor retroiluminado que, teoricamente, ajudaria a tirar fotos com baixa luminosidade. Ele grava vídeos somente em full HD e não em 4K.

Screenshot 2015 08 25 08 53 15
Zenfone 2 possui até modo manual com controle de abertura do obturador. / © ANDROIDPIT

Há também o software proprietário da ASUS que não faz feio para a concorrência já que vem com muitos recursos e modos de fotografia além do modo manual, que embora não seja completo igual no G4, é bem útil. Dá para controlar a velocidade do obturador, ISO e outras coisas. Há ainda o Super HDR e a interessante função Super resolução que é capaz de tirar fotos de até 50 MP que utiliza alguma tecnologia semelhante ao PureView da Microsoft, que basicamente consiste em utilizar super pixels.

Na prática, cada câmera se destaca em algum ponto diferente. No geral, o sensor do Moto Maxx consegue captar mais luz que o do Zenfone 2, favorecendo as fotos em ambientes com pouca iluminação. Notem no exemplo abaixo que na foto tirada pelo Moto Maxx há mais constraste, pois a lente conseguiu captar mais luz, pois acima da gata dá para notar o reflexo de umal luz no sofá, no Zenfone não. Um detalhe interessante é que a câmera do Moto Maxx destaca mais o branco.

foto nina
Fotos do Moto Maxx possuem mais contraste. / © ANDROIDPIT

No exemplo abaixo, o Zenfone conseguiu equilibrar melhor as cores, já o Moto Maxx destacou muito o preto perdendo alguns detalhes da foto.

FRUTAS
Ambos reproduzem bem as cores. / © ANDROIDPIT

As fotos abaixo foram tiradas em um ambiente com pouca iluminação e ainda artificial. Como no primeiro exemplo, dá para notar que o Moto Maxx conseguiu tirar uma foto mais clara, além disso na do Zenfone dá para notar um leve granulado no preto. A do Moto Maxx também conseguiu mais detalhes: reparem na camada de poeira na tampa da lente.

LENTE
Moto Maxx aproveita melhor a luz. / © ANDROIDPIT

Embora o software da ASUS dê um banho no simplista da Motorola, no geral as fotos do Moto Maxx são melhores, além disso devemos levar em consideração que o aparelho da Motorola grava vídeos em 4K, o Zenfone 2 não. Porém, não devemos tirar o mérito do Zenfone. As fotos são praticamente no mesmo nível, além do mais com ajustes manuais que ela tem, dá para melhorar ainda mais a qualidade das fotos.

Moto Maxx vs. Zenfone 2: Bateria

O maior destaque disparadamente do Moto Maxx é sua enorme bateria de 3900 mAh. Embora muitos esperassem mais, o Moto Maxx ainda é o rei das baterias dentre os tops de linha. O único que chega perto dele é o Xperia Z3, mas ainda assim é inferior. Além disso ele conta com a tecnologia de carregamento rápido da Motorola e inclui no pacote um carregador rápido.

O Zenfone 2 também não decepciona na bateria, ela tem capacidade de 3000 mAh. Além disso ele também conta com carregamento rápido e, no Brasil, também vem no pacote um carregador de alta perfomance para carregá-lo mais rápido. Porém, é difícil bater o Moto Maxx.

Fiz o seguinte teste, utilizando os 2 celulares simultaneamente durante 1 dia, com uso intenso e fazendo as mesmas coisas: Wifi e 4G sempre ligado, telas no máximo de brilho, cerca de 3 horas de música, 2 horas de vídeo, 1 hora jogando jogos pesados e acessando quase que freqüentemente redes sociais e Whatsapp. Tirei ambos os aparelhos da tomada às 6:00 da manhã, às 20:00 do mesmo dia a bateria do Zenfone estava com cerca de 7% , ou seja, no final. Já o Moto Max ainda tinha cerca de 25% de bateria. Ou seja, ela agüentaria muito bem até o outro dia. Moto Maxx vence fácil o quesito bateria.

Moto Maxx vs. Zenfone 2: Conclusão

Embora seja um comparativo difícil, pois ambos são excelentes aparelhos, no geral o Moto Maxx leva a melhor. Porém, vale destacar a diferença de preço de ambos é muito grande, então isso pode pesar na hora da compra pois o Zenfone tem desempenho ligeiramente melhor e custa bem menos. Mas a soma dos aspectos mostram que o Moto Maxx é melhor smartphone: construção e acabamento, tela, câmera e bateria.

Além disso, não podemos esquecer que em breve será apresentado o novo Moto Maxx, e isso com certeza fará com que o preço do atual caia bastante, tornando-se assim uma bela opção de compra. Para quem pode esperar, fica a dica.

Moto Maxx e Zenfone 2, onde comprar

O Moto Maxx pode ser encontrado na maioria das lojas on-line, aqui vai uma ressalva: A diferença de preço entre elas é gritante, por isso separamos as melhores ofertas para vocês:

O Zenfone 2 também pode ser comprado em várias lojas, mas atenção para as suas variantes, pois ele está disponível em várias cores e em duas versões: uma com 16GB e outra com 32GB de armazenamento interno.

Os comentários favoritos dos leitores

  • Luiz Fernando 25/ago/2015

    Custo benefício é Moto Maxx, sem dúvida. Não sei da onde tiraram esse valor de 2.500. No submarino acha até por 1.554 à vista, hoje, 25/08./2015. Eu tenho o Moto Maxx, saí da apple e não me arrependo. Parrudo, bem acabado. Peguei o ZF2 na mão e parecia que estava segurando um S4 de plástico. Absurdo pagar caro em algo mal acabado. A câmera dele filma em 4K e depois a gente reproduz na TV, é gritante a diferença das gravações que eu fazia em full hd no iphone 5S.
    O desempenho dele é monstro, não vi nada que desapontasse. O jogo CSR Racing no iphone chegava a ter vários 'lags' e no Moto Maxx dá pra jogar ele direto, 6 horas, até acabar a bateria. Pois esse jogo exige bastante do processador mas sem esquentar muito. No iphone, esquentava (e olha que a GPU do iphone é a mesma do ZF2) e a bateria não durava 1:30 com esse jogo. Desempenho monstro é do Moto Maxx, neste caso.
    Assistente de voz: pensei em atender celular dirigindo. Não pode. Eu atendo, perfeitamente. sem nem encostar no aparelho. Mandar mensagem, email, responder, escutar. Sim, ela fala a mensagem ou email que chega. Detalhe, você pode acionar a assistente, mesmo com a tela bloqueada. SOMENTE O MOTO MAXX FAZ ISSO.
    Beleza? Não. O iphone é lindo. Mas de que adianta? Ineficiente, bluetooth que não funciona, bateria que não dura, desempenho bom, desde que ligado a uma tomada ou bateria externa? O Moto Maxx é funcional, eficiente e desempenho poderoso. Eu uso muito, particular e corporativo. E fins de semana no lazer, fotos e filmagens. Perfeito. E a bateria? 36 horas em média. 4G ligado, wifi quando tem, gps ligado, brilho em cerca de 80%. Não sou fã boy da marca. Aliás, acho que tem muito a melhorar. Mas o Moto Maxx é um Sr. aparelho com excelente custo benefício sim. Imaginem quando sair a 2ª geração dele. Valeu!

  • Washington Lobo 25/ago/2015

    Se não é um moto maxx, não é um moto maxx!! :P

151 Comentários

Escreva um comentário:
  • Talvez não devêssemos levar como verdade "absoluta" os resultados demonstrados nessa matéria, os dois smartphones usam arquiteturas diferentes, a Motorola usando ARM, e a Asus usando x86, porém como nós sabemos o antutu (usado nos testes de desempenho) foi criado inicialmente para dispositivos ARM e talvez traga resultados impressos quando usado em um x86, e como muitos devem saber a arquitetura x86 é mais eficiente que ARM, e não vejo uma configuração tão superior do processador usado pela Motorola que justifique essa disparidade entre as pontuações.
    Abraços!

  • Se eu me decidir pelo zf2 vou sentir falta da bateria e da melhor tela... e se eu escolher o moto maxx vou sentir saudades da zen ui q é muito util e bonita, oh duvida cruel.

  • Tenho um Moto Maxx, não me arrependo de ter comprado roda games e não encerra nenhuma tarefa mesmo games pesados, rodo Gta SA com muitas modicações pesadas sem travar e só troco por outro melhor. Na minha opinião o Zenphone 2 perdeu por ser mais novo e um hardware atual. A pontuação do Antutu 47 pra 52 já diz tudo. Agora pra comparar só com os dois nas mãos, porque assim não me convenceu!

  • Eu comprei o meu Moto Maxx por exatos R$ 1.467,18 no Submarino, com frete. À vista e com cupom de desconto. Deve chegar essa semana.

  • Que a Asus entrou forte no mercado e com um custo benéfico interessante isso ninguém pode negar, e sempre quem vai ganhar com isso é o consumidor... Concorrência para o consumidor é sempre positivo.

  • Eu também acho esses telefones grandes demais, não tem jeito nem de colocar no bolso, eu estou satisfeito com meu galaxy s5 mini ele é muito bom 👍

    • 5,2 do moto maxx já acho gigante pra mexer com uma mão só, imagine uma de 5,5 do ZF, iphone 6 plus, S6+, note 5 entre outros. já entram na família dos tablets. hehehe. Mas é gosto e tem consumidor que gosta. Valeu! Abs.

  • SEM MESMO PRECISAR DESSA COMPARAÇÃO EU PREFIRO O ZENFONE 2. MANO É INTEL SE LIGA.

    • A intel está entrando na briga agora, com a Asus, Lenovo e outras. Mas o Qualcomm o Snapdragon 805 que possui 4 núcleos de 2.7 GHz Krait 450 e a poderosa GPU Adreno 420, fazem do maxx uma boa opção também. São 2 opções poderosas e o ZF ainda traz intem de 64bits. A motorola enquanto nas mãos do google, já teve um produto com a intel. Quem não se lembra do poderoso Moto Razr 1? Hoje, nas mãos da Lenovo, ela optou pela fabricante americana. Valeu! Abs.

      •   15

        Luiz Fernando, lhe fazendo uma critica pessoal, quanto tanto construtiva, seus comentários estão criticando muito a opinião pessoal alheia de alguns usuários do site a qual você respondeu(isso não é defender ponto de vista). Não seria mais fácil você ser feliz com seu smartphone ao invés de ficar nessa briga incessante sem lacunas, e sem paredes para colocar seu smartphone e empresa como um totem?
        Não me leve a mal, mas a sua atitude já esta um tanto que infantil.

      • Elerson, você está atrasado, falando de ontem, de assuntos já resolvidos. Hoje é um novo dia, bem diferente. Grande abraço e obrigado pelas observações que, certamente, são bem vindas e por ler meus comentários. :)

      •   15

        Não há atrasos em meu entedimento Luiz, fiz meu comentario baseado em sua resposta ao comentario do Orion Eliseu, que simplesmente demonstrou sua satisfação com a empresa Intel, e você simplesmente o respondeu com informações um tanto desnecessarias, e que me desculpe, é de conhecimento de todos a quem acompanha esse mundo dos smartphones.
        Me permita lhe fazer uma correção, o Razr I não foi desenvolvido com a Google já de posse da Motorola, o projeto e desenvolvimento já estava finalizado quando a Google adquiriu a empresa.

      • Informações desnecessárias? Legal. Respeito sua opinião. Ainda bem que vivemos numa economia livre e numa democracia, onde todos podem se expressar livremente, com suas opiniões, pontos de vista e comentários. Mesmo que, para alguns, pareçam desnecessários, ou contrários ao ponto de vista de quem le. Em 2013 foi o lançamento do razr 1. Logo, na mão da google ainda, mesmo que o projeto já estivesse pronto há tempos. Não critiquei a opinião do colega Orion. Só comentei, o que ainda é permitido por aqui, não? Grande abraço!

      •   15

        Razr I foi lançado em Setembro de 2012, que por sinal foi o ano de aquisição da Motorola pela Google, enfim, o que estou demonstrando é que a Google não teve influencia direta ao lançamento desses smartphone, diferentemente do Moto X e Moto G.
        Não criei impeditivos aos seus comentários meu caro, mantenha a sua postura, não tenha uma atitude agressiva e seja respeitoso, assim como estou sendo com você. E há criticas sim, ou sua pontuação gramatical esta errada, assim causando desavenças ao meu entendimento, e se assim for, peço lhe desculpas.

      • Olá, meu caro. Em 2012 foi o lançamento em Londres e em outubro do mesmo ano ele chegou aqui. O que eu queria destacar era o fato de, já nessa época, a intel já tentava entrar no mercado bilionário de smartphones, mas sem sucesso na época. Tudo bem. Vamos em frente, conversando na boa, como estamos fazendo. Grande abraço e obrigado.

      •   15

        A sim, agora sim entendi o objetivo do seu comentário Luiz Fernando, conversando é que nós humanos nos entendemos não é.
        O azar da Intel é ter tentado embarcar a arquitetura x86 em um mundo onde ARM era rei. O Razr I era um bom smartphone, excelente desempenho, infelizmente ele sofria de carência de compatibilidade de aplicativos, ainda bem que hoje em dia esse problema foi praticamente sanado.
        Abraços.

      •   13

        Tive um Motorola Razr XT890 com processador da Intel e era um excelente gadget! Construção muito robusta (kevlar), interface legal e a velocidade de processamento era muito boa mesmo em Outubro de 2012 (comprei logo no lançamento). Era um belo aparelho, na minha opinião! Abraço.

      • Tive um RAZR I da Motorola com o processador Intel... Oh aparelho bom... Intel é sempre Intel

Mostrar todos os comentários
585 Compartilhado

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi