O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
9 min para ler 188 Compartilhado 86 Comentários

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly: iguais no papel, diferentes na prática

Cada fabricante aposta num produto diferente todo ano. Algumas, inclusive, lançam algo novo todo o mês. Na opinião dessas marcas, cada aparelho que é colocado ao mercado conta com características diferentes e que valem sempre o investimento do usuário. É como se todos fossem bons, de certo modo. Os fabricantes dos modelos deste comparativo apostaram em números altos para embalar seus novos dispositivos, que são dois intermediários que estão fazendo sucesso no mercado nacional. Mas, em quais pontos o Zenfone 3 é realmente bom quando comparado ao Quantum Fly? Descobriremos a seguir.

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly - Design e acabamento

O projeto visual de ambos os smartphones é bastante diferente, visto que cada fabricante aqui apostou em revestimentos e visuais distintos. O Zenfone 3 é recoberto em vidro na parte frontal e na traseira, conta com botões capacitivos na parte inferior frontal e suas bordas são feitas em policarbonato com elementos em alumínio.

Em comum, ambos tem o sensor biométrico na parte traseira. No caso no Quantum Fly, o projeto escolhido pela Quantum é bem distinto, até porque temos um aparelho com linhas um pouco mais retas e revestido em alumínio. A parte traseira lembra bastante o Lenovo Vibe K5, por sinal.

zenfone 3 side quantum fly
Botões físicos do Zenfone 3 e do Quantum Fly / © AndroidPIT

O Zenfone 3 é mais preciso, com engenharia de construção mais sólida. Não se compara com um Samsung topo de linha, ou com o próprio Zenfone 3 Deluxe, mas o dispositivo tem um toque mais firme quando comparado a pegada do Quantum Fly.

zenfone 3 front quantum fly
Acabamento traseiro de ambos / © AndroidPIT

O Quantum Fly é um pouco mais compacto, mas o Zenfone 3 tem boa pegada, como mencionado acima. É claro que a sujeira e as marcas de dedos ficam mais visíveis em superfícies de vidro, como é o caso do Zenfone 3. De modo geral, gosto mais do visual do Quantum, embora o Zenfone 3 tenha uma precisão de construção superior, tornando seu manuseio mais agradável de certo modo.

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly - Tela

O que podemos esperar de um bom painel IPS LCD? Se você pensou em cores equilibradas, brilho intenso e boa visibilidade, está no caminho certo. Nesse sentido, ambos os fabricantes fizeram um bom trabalho no que diz respeito ao painel de ambos os dispositivos. Tanto o Zenfone 3 quanto o Fly contam a resolução Full HD.

A tela do Zenfone 3, contudo, é a que oferece cores mais vívidas, maior nível de nitidez e brilho mais intenso. Mesmo com a variante de 5,5 polegadas é possível notar uma qualidade melhor na reprodução de cores e no contraste. Se fosse o Zenfone 2 nesse comparativo, certamente o aparelho teria perdido de lavada, literalmente, já que a tela dele era tudo, menos vívida e com bom contraste.

screen zenfone 3 vs quantum fly
Ambos contam com telas Full HD / © AndroidPIT

De forma alguma a tela do Quantum Fly é ruim, mas ela me incomoda num determinado ponto, que é a tendência para tons mais quentes. Logo, os brancos são mais amarelados e o preto é mais acizentado. As cores, contudo, são bem reproduzidas, sem distorço graves, e podem até ser otimizadas com a ajuda de um utilitário calibrador para o visor.

quantum fly zenfone 3 comparativo hero
A tela do Zenfone 3 é mais vívida / © AndroidPIT

Se você, assim como eu, for mais exigente nessa questão da qualidade do visor, certamente irá optar pelo Zenfone 3 nesse quesito. A Asus evoluiu bastante nesse sentido, e o painel do dispositivo é um prato cheio para quem gosta de ver fotos e assistir a vídeos em alta definição.

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly - Software

Até que enfim chegou o dia em que eu posso fazer uma análise ou comparativo onde a Asus consiga levar alguma vantagem com relação ao software. O Zenfone 3 já está recebendo o Android 7.0 Nougat no exterior, e o update deve chegar para o modelo nacional em breve. Isso é uma boa notícia, e mostra um comprometimento da marca em manter seus modelos mais caros atualizados.

A Quantum, por sua vez, já disse que o Fly será levado ao Nougat, mas ainda sem data definida. Contudo, a marca brasileira já nos provou que faz um bom trabalho no que diz respeito ao software. O Fly, por exemplo, ganhou um update em novembro que trouxe inúmeras melhorias a performance do dispositivo, aprimorando, inclusive, sua câmera.

O Zenfone 3 já está recebendo o Android 7.0 Nougat no exterior

É claro que nem tudo são flores, principalmente quando o olhamos para a customização que ambos os fabricantes optaram em fazer no sistema. A Zen UI regrediu um pouco nos últimos anos e, embora não esteja tão pesada quanto a TouchWiz já foi um dia, ainda traz muitos apps pré-instalados e inúteis. A interface, às vezes, parece mal traduzida e desproporcional ao tamanho da tela.

Nada contra interface customizada, aliás, sou uma pessoa que gosta mais desse tipo de software do que do próprio Android puro, mas, a Asus realmente precisa ter um cuidado maior nesse sentido.

zenfone 3 side quantum fly screen
Zenfone 3 e Quantum Fly rodando com o Android 6.0 Marshmallow / © AndroidPIT

O software do Quantum deve agradar aqueles que se simpatizam com o trabalho que a Motorola faz em seus dispositivos, visto que temos aqui um software pouco modificado. Os ganhos aqui são inúmeros, como pouco uso do armazenamento interno, por exemplo.

Embora eu goste mais do software customizado, minha escolha no comparativo fica com o sistema presente no Quantum Fly, que é menos invasivo e melhor cuidado. Espero colocar as mãos na Zen UI do Android 7.0 Nougat em breve, onde será possível conferir se a Asus realmente está mudando seu software positivamente. Até lá, fico com a customização leve da Quantum.

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly - Performance

A Quantum apostou num processador deca-core para o Quantum Fly, o primeiro com essa característica no mercado nacional. Foi o processador do Quantum Fly, inclusive, que me fez dar esse título ao meu comparativo, visto que em dias de uso com ambos os modelos pude notar que essas explosões de números que as fabricantes anunciam como algo proveitoso pode ser na verdade algo superficial na prática.

O processador da MediaTek que equipa o Quantum é bom, e já vimos ele presente em outros modelos chineses de marcas famosas, como a Huawei. O chipset gerencia bem o consumo de energia, não superaquece muito o dispositivo mesmo tendo dez núcleos. Contudo, mesmo usando um software amarrotado, o Zenfone 3 se mostrou mais eficiente no multitarefa e em tarefas cotidianas.

Asus Zenfone 3 no Geekbench 4.0 multi-núcleo: 4058
Quantum Fly no Geekbench 4.0 multi-núcleo: 4014

O modelo que testamos do Zenfone 3 tem 4GB de RAM, o que é "compensado" no Fly, de 3GB, por um processador com mais núcleos. É claro que ninguém precisa de um dispositivo que apenas abra o Instagram ou o WhatsApp rapidamente, logo, a maior diferença que pude perceber entre ambos foi no processamento gráfico. É basicamente inviável rodar Unkilled ou Implosion no Quantum Fly, simplesmente porque os gráficos não dão conta desses títulos em vários momentos.

É claro que o Snaprdragon 625 não é o mais avançado disponível no mercado, mas, definitivamente ele não fez feito frente ao deca-core da MediaTek. Este chipset, inclusive, foi melhor no consumo de bateria, entregando até 2 horas a mais de autonomia que o Quantum Fly, que dura em média 16 horas em uso moderado no 3G. Ponto para o Zenfone 3 na performance usual e um pouco mais avançada.

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly - Câmera

A comparação entre as câmeras foi bem inusitada, diga-se de passagem. O Quantum Fly melhorou bastante depois de receber um update corretivo no software, que otimizou o app da câmera e melhorou os resultados obtidos por este sensor. Mas, a câmera principal do Quantum Fly está um pouco atrás do Zenfone 3.

Entretanto, os resultados foram bem diferentes com a câmera frontal, que se mostrou melhor no Quantum Fly. Analisem as fotos ao longo deste comparativo e comparem com a imagem abaixo. Vocês irão notar que ela é reproduzida em tons diferentes em cada aparelho, mas, no Quantum Fly, a cor da minha camiseta está mais próxima da realidade. Além disso, o meu tom de pele e a exposição estão melhores reproduzidas no aparelho da Quantum.

selfie zenfone 3 quantum fly
Selfie com o Zenfone 3 e o Quantum Fly / © AndroidPIT

No caso da frontal, os resultados do Quantum Fly são bons mesmo na tela do computador. O Zenfone vem com um modo embelezar mais agressivo, que aumenta olhos, esfumaça demais a pele e traz alterações que, visualmente, fazem todo sentido quando usadas na China ou em Taiwan.

O Quantum Fly, com relação a câmera traseira, faz boas fotos em diferentes tipos de condições de luminosidade. O Zenfone 3, por sua vez, tende a deixar as cores mais escurecidas em alguns momentos, mas é perceptível que a qualidade das imagens é superior no aparelho da Asus, principalmente no que diz respeito ao ruído e a nitidez.

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly - Especificações técnicas

  ASUS ZenFone 3 Quantum Fly
Modelo: ZE552KL/ZE520KL Q7(FLY)
Fabricante: Asus Quantum
Dimensões: 152,6 x 77,4 x 7,7 mm 14,92 x 7,35 x 0,75 mm
Peso: 155 g 140 g
Tamanho da bateria: 3000 mAh 3000 mAh
Tamanho da tela: 5,5 polegadas 5,2 polegadas
Tecnologia da tela: LCD LCD
Tela: 1980 x 1080 pixels (410 ppi) 1920 x 1080 pixels (424 ppi)
Câmera frontal 8 megapixels 8 megapixels
Câmera traseira 16 megapixels 16 megapixels
Flash: LED Dual-LED
Versão do Android: 6.0 - Marshmallow 6.0.1 - Marshmallow
Interface: ZenUI Stock Android
RAM: 3 GB
4 GB
3 GB
Memória interna: 32 GB
64 GB
32 GB
Memória removível: microSD microSD
Chipset: Qualcomm Snapdragon 625 MediaTek MT
Número de núcleos: 8 10
Velocidade máx. 2 GHz 2,1 GHz
Conectividade HSPA, LTE, Dual-SIM , Bluetooth 4.2 HSPA, LTE, Dual-SIM , Bluetooth 4.1

Asus Zenfone 3 vs. Quantum Fly - Veredito final

Definitivamente, estamos diante de smartphones que contam com inúmeros pontos em comum no papel, mas, na prática, as coisas se mostraram um pouco diferentes. O Zenfone 3 se diferencia, na minha opinião, em pontos que considero essenciais, como qualidade de construção e tela. Se você procura por hardware, por exemplo, também deverá encontrar neste dispositivo uma alternativa mais equilibrada.

O aparelho da Asus traz USB Type-C, que faz toda diferença no tempo de carregamento e na transferência de dados entre dispositivos, como PCs.

Já o Quantum Fly entrega um conjunto de especificações e aspectos interessantes, mas que acabam perdendo quando comparadas na prática. A economia na compra do Fly, em comparação com a versão mais em conta do Zenfone 3, é pouca, logo, não dá pra deixar passar alguns detalhes básicos, como a falta de potência no processamento gráfico num chipset com dez núcleos.

A tela e a câmera traseira do Quantum Fly também ficam um pouco para traz, embora o dispositivo tenha se mostrado melhor em selfies na frontal. Para autorretratos, inclusive, o Fly vem com um flash de LED na frente.

Minha escolha neste comparativo é o Zenfone 3.
Qual aparelho é o melhor na sua opinião?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Maurício Milasi há 1 semana

    Acabou que deu no mesmo, foram pelas especificações! Alguém perguntou se este Artigo era matéria paga, é claro que é! O AndroidPit vem promovendo muito o ZF3 que se compararmos ao ZF2, basicamente são elas por elas! Eu estou fazendo boicote à Asus por conta do Suporte que sempre foi inaceitável e também pelo fato da Asus ter deixado na mão milhares de clientes que compraram o ZF2 no mundo inteiro! O ZF2 não passa de uma carcaça cheia de bugs cujo projeto a Asus abandonou e também tem o fato do pós-venda da Asus como o Nivaldo Cavalcante muito bem citou! Nota zero para a Asus também neste quesito! O feedback é lento demais e negligente demais!

  • Delmary Andrade Coutinho há 1 semana

    Eu gosto de pesquisar muito antes de comprar um smartphone. Geralmente, a primeira coisa que olho, é o processador, depois memória interna, bateria, design e tela. Nem esquento muito com câmera. Analisando esse post, posso dizer quê: Em matéria de celular, em geral, sempre terá um modelo bom ou excelente e vai do gosto do usuário. Creio que esses dois modelos da análise, parecem não deixar a desejar nas suas respectivas posições: Intermediário. Celular sempre será questão de gosto. Cada pessoa tem uma marca preferida, um modelo, um estilo. E assim vai... Na minha humilde opinião, não existe celular ruim, existe aquele modelo de celular, que se encaixa na exigência de cada usuário. Seja simples, intermediário, ou top de linha... 😉👍

  • Júnior Pereira há 1 semana

    Milagre a Asus liberar assim tão ligeiro o N pro ZF3, kkkk... Ano passado, que dizer ainda os usuários do ZF2 estão mendigando por uma atualização, pro M. Se já receberam eu não sei, alguém confirmar. Esse ZF3 pelas especificações merecia ser atualizado até o O ou além, o problema é que a Asus abandona, acho que eles só pensam em vender e depois a pessoa se vire.

  • Marcelo Neri há 1 semana

    Maurício, realmente o pós vendas da Asus é péssimo e alguns aparelhos são problemáticos!

86 Comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi