O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
107 Compartilhado 55 Comentários

Que tipo de informações uma (boa) caixa de smartphone traz?

Ainda que muitos usuários façam uma bela pesquisa pela internet antes de comprar o seu próxima smartphone, acreditem, existe muita gente que decide pelo próximo aparelho nas lojas ou direto nas operadoras. E agora?

Agindo dessa forma, o consumidor fica na mão de dois fatores: do conhecimento do vendedor que, não raro, não possui o treinamento adequado para passar as informações corretas; e da caixa (sim, da caixa!), que pode passar informações preciosas e que podem ser bem úteis na hora de decidir pela compra.

Logo, fizemos uma análise indicando quais dados você deve prestar atenção na embalagem de um smartphone e que vão te ajudar a conhecer melhor o aparelho.

Para isso, escolhemos a caixa do Lenovo Vibe A7010 e analisamos o que cada lado da embalagem pode trazer:

teaserwhytobuylenovovibe
Embalagem frontal do Lenovo Vibe A7010 / © ANDROIDPIT

A caixa traz os principais diferenciais do modelo

Além da imagem do smartphone, a parte frontal da caixa do Lenovo Vibe traz curtas informações a respeito de alguns dos principais diferenciais do modelo: a tecnologia Dolby ATMOS, voltada para a qualidade de áudio do aparelho, a tela de 5,5 polegadas com resolução FullHD e a câmera de 13 megapixels. Mas tudo muito breve, com destaque majoritário à imagem do produto, o que é compreensível.

Informações gerais

As informações gerais do aparelho costumam trazer dados úteis para conhecer mais sobre o modelo e o que ele pode trazer em termos de acessórios. Esse tipo de dado, normalmente fica localizado na face inferior da embalagem.

IMG 20160215 171920
Informações gerais da caixa do Lenovo Vibe A7010 / © ANDROIDPIT

As informações gerais tendem a trazer o nome completo do modelo (no caso um Lenovo Vibe A7010), algumas características do hardware (se é Dual-Chip, a capacidade de armazenamento, a cor, etc) número de série do aparelho, o IMEI, local de fabricação e quais são os itens físicos que compõem o kit (manual de instruções, cabos, fone, capas, carregador, etc).

Parte traseira da embalagem

É na parte traseira da embalagem que o usuário deve buscar mais informações a respeito do smartphone, já que as imagens do aparelho normalmente ganham destaque na parte frontal da caixa e nas faces laterais.

Na parte traseira, é possível confirmar outras configurações do aparelho, recomendações de compra, termos de uso e contatos da fabricante, explicações sobre uso de hardware (cartões de memória, por exemplo), questões de armazenamento e disponibilidade de serviços.

boxlenovovibearticle
Parte traseira da caixa do Lenovo Vibe A7010 / © ANDROIDPIT

Informações de maior interesse do usuário sobre as especificações do aparelho estão, até por uma questão de espaço, representadas em símbolos e com explicações resumidas em poucas palavras. Mas a partir delas, você já consegue saber com mais consistência sobre as características do modelo.

lenovovibeiconsbox
Resumo com as principais características do produto / © ANDROIDPIT

Por padrão, você pode encontrar dados como tamanho de tela e resolução da mesma, a capacidade de bateria (medida em mAh), resolução das câmeras e quantos chips o aparelho suporta. A partir daí, cada fabricante passa a destacar os diferenciais do seu aparelho.

No caso do Lenovo Vibe, por exemplo, é destacado o processador Octa-Core, a memória interna (32GB) e a memória RAM (2GB). Além disso, a tecnologia Dolby Atmos, presente nos speakers frontais do smartphone também é citada mais frequentemente (ela já aparecia na parte frontal da embalagem).

E você? Já se baseou em uma embalagem na hora de comprar seu smartphone? Conte-nos sua experiência!

107 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Alessandro De Andrade 16/fev/2016

    Não há necessidade de matérias sobre caixa de smartphone.

  • CAV 16/fev/2016

    Bom pra você. Aliás é o que todo mundo deveria fazer realmente: pesquisar. Mas sempre tem aquele que mal sabe mexer no celular e quer comprar um smartphone já só porque ouviu falar no tal do WhatsApp. E compra um Galaxy Y da vida achando que tá levando coisa boa ou paga 1200 num Moto G 3ª Geração sendo que com menos você acha um Moto X 2ª Geração e como mais uns trocados você já poderia pegar um Moto Maxx (tratado como um Galaxy Y pela Motorola Brasil, mas na teoria, é um puta celular).
    Se menos consumidores como o que eu descrevi existissem, certamente Samsung e LG não teriam o sucesso que tem. E marcas exóticas como a Xiaomi, a HTC, a Huawei, a BLU e a ZTE teriam mais chances e mais segurança no mercado brasileiro.

55 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi