O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
3 min para ler 114 Compartilhado 45 Comentários

"Criptografia do WhatsApp impede a entrega de mensagens à Justiça”, diz diretor da empresa

Depois de respostas evasivas, o WhatsApp finalmente se manifestou de forma mais clara e aberta sobre a impossibilidade de entregar as mensagens do seu programa solicitadas pela Justiça brasileira. Esse fato chegou até mesmo a causar a prisão de Diego Dzodan, vice-presidente do Facebook (dona do app de mensagens) na América Latina, na última semana, em São Paulo. 

Eu acho a versão flat do Galaxy S7 melhor do que o Galaxy S8 de bordas curvas.
O que você acha?
50
50
1480 participantes

Em entrevista ao site Olhar Digital, Matt Steinfeld, diretor de comunicação do WhatsApp, explicou que o programa não armazena nenhum conteúdo das mensagens trocadas entre duas pessoas. O material permanece nos servidores da empresa até o momento em que ele é entregue ao destinatário. Quando isso acontece os registros são apagados instantaneamente desses mesmos servidores. Dessa forma, o Whatsapp não registra nada do que as pessoas conversam. 

Steinfeld explicou ainda que a adoção por parte do WhatsApp de um recurso de criptografia chamado End-to-end também torna quase impossível o acesso às mensagens. Isso porque a funcionalidade “ ‘bagunça’ a mensagem enviada, o que inclui texto, fotos, vídeos, clipes de voz para que ela não possa ser acessada por cibercriminosos ou outros agentes maliciosos”. Nas palavras do executivo, isso significa que “o próprio WhatsApp não pode acessar o conteúdo das mensagens das pessoas”. 

O WhatsApp usa um recurso de criptografia chamado End-to-end, que torna quase impossível o acesso às mensagens

Esse seria o principal motivo da empresa não conseguir enviar as mensagens solicitadas à Justiça brasileira. Essa suposta desobediência, inclusive, já causou o bloqueio do app no país em dezembro do ano passado.  E o episódio pode acontecer de novo, já que o delegado Fernando Barbeiro - o mesmo que solicitou junto ao Judiciário que o programa tivesse seu funcionamento interrompido – afirmou que um novo pedido de bloqueio poderia ser feito

Quando perguntado se existe algum risco do WhatsApp deixar de oferecer seu serviço no Brasil,Steinfeld afirmou que uma das prioridades da empresa é mostrar às pessoas como os servidores funcionam, indicando a impossibilidade de se registrar as conversas. Ele citou ainda que o país tem mais de 100 milhões de usuários e que a ideia é permanecer na região por muito tempo. 

androidpit whatsapp single tick
O WhatsApp pode ser bloqueado mais uma vez no Brasil? / © ANDROIDPIT

Para completar, o executivo declarou que o WhatsApp procura colaborar com as autoridades de diversos países, com canais dedicados a pedidos de emergência. Além disso, a empresa participa de tratados internacionais que permitem a solicitação de dados por parte de governos.

E o que você acha das declarações do executivo do WhatsApp? Você acredita que seja mesmo impossível atender os pedidos da Justiça brasileira? Dê a sua opinião!

Fonte: Olhar Digital

Os comentários favoritos dos leitores

45 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários
114 Compartilhado

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi