O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
193 Compartilhado 54 Comentários

Pensa que é fácil fazer um Nexus? Conheça os principais desafios dos fabricantes

Os Nexus, esses smartphones que anunciam as novidades trazidas na próxima versão do Android, são encomendados a um fabricante escolhido pela Google por algum motivo (sucesso no ano anterior, política da empresa, etc.). Mas quais são as questões que um fabricante deve considerar quando tem a tarefa de fazer um Nexus? Isso é o que nós vamos tentar revelar neste artigo. Veja abaixo.

Fazer um bom modelo, mas que não concorra com os próprios

Se voltamos na história dos Nexus, percebemos que vários dos modelos são feitos à imagem e semelhança do carro-chefe atual da fabricante. Por exemplo, o Nexus 4 tem uma grande semelhança com o LG Optimus G, o smartphone de gama alta dos sul-coreanos que começou a indicar de que eles sabiam fazer as coisas muito bem. O problema de terem feito irmãos quase gêmeos é que, a não ser que você se aprofundasse muito nas especificações técnicas do aparelho, não perceberia a diferença.

Os aparelhos Nexus e LG Optimus G tinham duas grandes diferenças: o armazenamento de dados (8 ou 16 GB no Nexus e 32 GB no Optimus) e a qualidade da tela (e a resolução, que variava ligeiramente), superior no modelo coreano. Além disso, a LG encontrou um grande problema com o Nexus 4, que ofuscava internacionalmente suas vendas do Optimus G, basicamente pela diferença de preço e pouca diferença de características técnicas entre os aparelhos.

androidpit nexus 4 nexus 5 nexus 6
O Nexus 4 (extrema direita) era muito parecido com o LG Optimus G. / © ANDROIDPIT

Mais para a frente a LG aprenderia e procuraria não fazer modelos tão parecidos com os seus de gama alta do momento. Isso se notou no Nexus 5, que saiu muito mais simples que o modelo LG G2. Quando estive na apresentação do modelo Nexus 5X na Espanha, me chamou a atenção a resposta dada para a pergunta de por que o modelo novo não incluía os botões traseiros típicos da LG.  A resposta foi “Isso é porque se trata de um modelo Nexus, não de um LG” . O que nos leva ao próximo ponto.

Mas se um fabricante soube o que fazer quando foi escolhido para fabricar um Nexus, foi a Motorola. Até então os norte-americanos se limitavam a modelos que não passassem de 5,2 polegadas de tela, e de uma hora para a outra, com o Nexus 6, eles vão e produzem um dos maiores phablets do Android. A Motorola deixou claro sem precisar dizer nenhuma palavra: não quero que ofusquem minhas vendas, portanto vou fabricar um modelo para um mercado diferente ao dos meus smartphones.

androidpit nexus 6 hero 1
O Nexus 6 pode ter servido de inspiração para o Motorola Moto X Style. / © ANDROIDPIT

Foi um movimento muito inteligente da Motorola: a Google teria o Nexus 6, e a Motorola seguiria vendendo sua linha de smartphones normalmente, sem perdas. Além disso, a Motorola se beneficiou ao abrir as portas para o universo dos phablets, de forma que neste ano lançou o Moto X Style. A Google, por sua vez, decidiu colocar outro phablet no mercado, dando este ano seu voto de confiaça à Huawei.

Até que ponto a Google influencia na fabricação?

A resposta a esta pergunta é bem complexa, porque para saber respondê-la com exatidão teríamos que estar diretamente envolvidos no projeto Nexus. A Google dá alguma diretriz para o design? No caso desta resposta ser afirmativa, essas diretrizes são muito sutis, porque cada Nexus deve ter uma certa identidade do fabricante escolhido pela Google. Suponho que a única exigência da Google, para a infelicidade de muitos, é que o modelo não inclua entrada para cartões microSD com a desculpa de tentar promover o serviço do Google Drive.

Então, e novamente me coloco no terreno da apresentação do Nexus 5X, a Google dá mais algum tipo de ordem na hora de fabricar o Hardware? Se eu fosse a Google, teria pedido à LG que elaborasse um novo design que não lembrasse tanto o Nexus 5 de 2013, porque há mais semelhanças do que diferenças no quesito visual. Parece que aqui a Google dá certa liberdade, basta ver o que a Huawei fez com seu Nexus 6P, muito mais elegante e a um preço razoável (ao menos nos Estados Unidos).

androidpit Nexus 5X 5 8
A Google deu liberdade, como o faz com todos, à Huawei na hora de fabricar seu Nexus. / © ANDROIDPIT

Neste ponto podemos concordar que a Google não dá muitas opiniões quanto ao aspecto do smartphone, mas sim quanto ao hardware, pelo menos no processador. Desde o Nexus 4 absolutamente os todos os modelos Nexus têm um chip Snapdragon, incluindo o Nexus 6P (você já conhece a tradição da Huawei de colocar seus próprios processadores), por um motivo claríssimo: A Qualcomm libera seus drivers o mais rápido possível para agilizar as atualizações por parte da Google (e para que os desenvolvedores façam suas obras-primas)

E no futuro, os fabricantes vão continuar com o mesmo comportamento?

A Google tem sorte, muita sorte. Tem uma grande quantidade de amigos a que recorrer para produzir os Nexus, tantos que inclusive pode se permitir escolher dois fabricantes por ano. Porém os fabricantes, além de ver o pessoal da Mountain View como esse amigo generoso, o vêem como uma ferramenta de promoção. Não são bobos, procuram chegar ao público de todas as maneiras possíveis, e fabricar um Nexus é mais uma.

No entanto, as companhias agora farão com que seja um produto diferente, que não reduza as vendas dos carros-chefe próprios da marca, e a maior diferença que podem encontrar é o tamanho da tela. Talvez por algum motivo relacionado a isso a Google não tenha voltado a escolher a Samsung, ou o fez e a empresa coreana rejeitou a oferta: se lançar um modelo de pouco mais de 5 polegadas, ofuscaria seu modelo Galaxy S6, e se produzir um phablet perturbaria o mercado do seu Note 5 e Galaxy S6 Edge+.

androidpit marvel game hero 4
A Google e a HTC irão se unir novamente para resgatar os taiwaneses? / © ANDROIDPIT

Levando em conta que os fabricantes já não produzem um Nexus igual ao seu carro-chefe, talvez a Google possa dar uma oportunidade à Sony, pra ver se mudam seu design de uma vez por todas, ou voltar às origens e acudir a HTC para ajudar a marca com a base no ganho de fama às custas de um bom Nexus. O que eu espero é que, no futuro, um Nexus comece a ser algo um pouco mais original, como o 6P desse ano.

Qual a sua teoria sobre o tema deste artigo? Você acha que os Nexus devem ser realmente diferentes dos carros-chefe dos fabricantes escolhidos? Não deixe de dar sua opinião, queremos conhecer o seu ponto de vista.

Os comentários favoritos dos leitores

54 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi