O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
10 Compartilhados Sem comentários

Entrevista AndroidPIT com Julie Uhrman, CEO do Ouya | Parte 1

 

O poderoso console baseado no sistema operacional Android, o Ouya está fazendo muito barulho nos últimos dias no universo Android e, com uma quantidade recorde de financiamento no Kickstarter, o projeto continua atraindo a atenção dos consumidores, desenvolvedores e jogadores. Existem muitas questões em torno do console e, recentemente, tivemos a oportunidade de entrevistar a CEO do Ouya, Julie Uhrman, que compartilhou detalhes interessantes e respondeu às nossas perguntas sobre o hardware, a recepção dos desenvolvedores, o controle, a disponibilidade e muito mais.

Se você ainda não ouviu falar no Ouya, aqui vai uma palhinha sobre o console: Ouya é um console de código aberto que foi construído para ser hackeado. O console vem com as seguintes especificações: processador Tegra 3 quad-core, 1GB de RAM, conexão HDMI com suporte HD 1080p, Bluetooth LE 4.0, USB 2.0, WiFi integrado, um controle sem fio com 2 sticks analógicos, um pad direcional, 8 botões de ação, um botão do sistema, e um touchpad. O console também vai rodar Android Ice Cream Sandwich. Além destas especificações, o Ouya ficou famoso por atingir o montante de US$ 4 milhões nos primeiros dias no site de financiamento coletivo kickstarted. Abaixo você confere o vídeo promocional do projeto:

Como Julie foi super cordial respondendo a muitas das nossas perguntas, nós dividimos a entrevista em 2 partes. Na primeira, apresentamos as perguntas gerais sobre o console Ouya, recepção dos desenvolvedores, o público-alvo, e muito mais. Na segunda parte, trazemos mais especificações, falamos sobre o hardware, a compatibilidade de jogos, rooting e disponibilidade.

Let’s get started!

AndroidPIT - Bem-vindo ao AndroidPIT e obrigado pela entrevista! Para aqueles que não estão familiarizados com a sua história, você poderia nos contar um pouco sobre a sua empresa e o trabalho que você faz na IGN?

Julie - Obrigado por me receber. Comecei nos jogos cerca de dez anos atrás e também trabalhei para outras companhias de telefonia móvel e tecnologia. Recentemente, estava na IGN, onde comecei como vice-presidente de Desenvolvimento de Negócios e, depois fui vice-presidente e Gerente Geral de Distribuição Digital. Agora, é claro, sou a fundadora da Ouya e como CEO estou focada em lançar o nosso primeiro console para o mercado.

AndroidPIT - Então, Julie, o que é exatamente o Ouya e o que inspirou você e a sua equipe a chegarem a um conceito tão interessante?

Julie - Cresci jogando jogos na TV e eu ainda acredito que a sala é o melhor lugar para se jogar vídeo game: vendo a ação se desenrolar em uma grande tela com gráficos em alta definição e som surround. Isso não pode ser batido. Dito isso, senti que a indústria de jogos desviou o pensamento nos últimos anos e parece que não fui a única que percebi isso. Algumas das mentes mais criativas no processo de fazer jogo abandonaram o desenvolvimento do console em troca das facilidades de desenvolvimento para plataformas móveis. Eu queria atraí-los de volta à televisão com um console mais amigável no sentido de programação. Este foi o início do projeto.

Quando eu vi um dispositivo baseado em Android, ocorreu-me que talvez pudesse desenvolver um console que rodasse com Android. Assim que a ideia começou a se desenvolver, compartilhei com amigos, familiares, pessoas da indústria de games e as pessoas pareciam gostar. O incentivo deles me motivou a realmente focar na construção do meu próprio projeto.

AndroidPIT - O Ouya é um console desenvolvido para competir com consoles da Nintendo, Xbox e Playstation ou você espera ir em uma direção completamente diferente com este console?

Julie - Nós estamos fazendo uma abordagem diferente. O Playstation, o Nintendo e o Xbox são sistemas fechados. Nosso mantra básico é que o Ouya seja aberta. Isto significa que todos os desenvolvedores - criativos independentes ou instuições classe AAA - podem entrar no mesmo nível.

Fundamentalmente estamos em desacordo com aqueles que dizem que os consoles estão mortos. Mas estamos firmemente convencidos de que chegou a hora de desafiar o pensamento que tem impulsionado o negócio de console durante os últimos 20 anos.

AndroidPIT - Notamos que é muito importante para a equipe Ouya fazer com que o público saiba que “hackear” e “rootear” o console é uma ação incentivada pelo time. Você sente que este é um único ponto de venda do Ouya?

Julie - Mais uma vez voltamos à crença de que o Ouya deve ser aberto. Queremos convidar as pessoas mais criativas para brincar com ele e nos surpreender com o que eles possam acrescentar. Sabemos que temos boas ideias, mas não temos qualquer dúvida de que há pessoas lá fora com ideias ainda melhores. Dizemos: "Fique à vontade!” Queremos que a experiência das pessoas com o Ouya seja divertida e original. O Ouya é o que você quer que seja e nós não queremos ficar no caminho disso.

AndroidPIT - O Ouya está sendo muito elogiado na mídia (nós realmente acreditamos no que você está fazendo), mas também existem muitas pessoas céticas com relação ao projeto. Muitos acham que criar um modo para todos os jogos de console para trabalhar com um controle irá revelar-se difícil (tanto para desenvolvedores quanto para console), enquanto outros acham que não existirão desenvolvedores suficientes interessados em otimizar títulos para o Ouya. O que você diria para os negativistas que fazem tais argumentos?

Julie - Obrigado pelo apoio! Ouça, sempre haverá os céticos. Nós não estamos preocupados com eles. Estamos focados em permanecer em contato com nossa base de aliados - pessoas como vocês que acreditam no que podemos fazer. Estamos fazendo isso para vocês. Com cada nova atualização, estamos alcançando novos adeptos também. Talvez algumas pessoas precisam de um pouco mais de convencimento.

AndroidPIT - A recepção dos desenvolvedores tem sido relativamente positiva ou você está recebendo perguntas do tipo "como você está pensando em fazer X"?

Julie - Curiosamente, os desenvolvedores entendem o que estamos fazendo desde o início. A tecnologia é bastante normal e muitos já desenvolveram para Android antes. O que eles vêem no Ouya é um caminho de nova distribuição que irá entregar os grandes jogos para ainda mais jogadores e um caminho que os leva de volta para a sala de estar. O suporte dos desenvolvedores é imenso, tivemos toneladas de pedidos e estamos tentando dar retorno para cada um deles. Tivemos até mesmo desenvolvedores a bordo do projeto antes mesmo de revelá-lo no Kickstarter. O suporte para Ouya só aumentou desde lá!

Fique atento, pois amanhã vai ao ar a parte 2 da nossa entrevista com a CEO do Ouya, Julie Uhrman, onde ela entra em detalhes sobre os jogos para o Ouya, a compatibilidade, o hardware do console, a disponibilidade e muito mais!

Sem comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi