O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
96 Compartilhados 129 Comentários

Cinco coisas que não queremos mais ver nos próximos smartphones de 2016

O mercado de Tecnologia, de forma geral, segue crescendo e com os smartphones não é diferente. Porém, ainda em 2016, vemos aparelhos com características que parecem não serem condizentes com o nosso atual desenvolvimento. Abaixo listamos algumas características que deveriam não mais existir nos aparelhos atuais.

1. Tela HD em aparelhos que custam mais de mil reais

smartphone screens displays
Tela HD não é mais do que obrigação nos aparelhos atuais. / © ANDROIDPIT

Já se foi o tempo em que ter uma tela com resolução HD, 720p, era motivo de ostentação. Hoje isso já pode ser considerada uma “obrigação” em aparelhos de entrada, que dirá os intermediários. Logo, não é nada razoável que as empresas ainda ofereçam aparelhos custando mais de mil reais com telas nesta resolução.

Ora, R$ 1.000 é um valor considerável, e quem paga isso espera uma qualidade superior, de modo que se um smartphone custa esse valor, o mínimo que se espera de uma tela com resolução Full HD, já que os dispositivos top de linha já adotaram como padrão as telas QHD ou mesmo 4K, como é o caso do Xperia Z5 Premium.

2 - Versões com 8 GB de armazenamento interno

AndroidPIT lg k4 7
O LG K4 foi lançado em 2016 com 8GB de armazenamento / © ANDROIDPIT

Não importa se seu dispositivo possui ou não uma entrada para cartão de memória: oferecer apenas 8 GB de armazenamento interno em um smartphone é praticamente um insulto, já que deste total, geralmente, quase a metade é ocupada pelo próprio sistema, reduzindo bastante o espaço dedicado aos arquivos do usuário.

Atualmente os smartphones topo de linha já adotam com padrão espaço de armazenamento entre 32 GB e 64 GB, de modo que nada mais razoável que aparelhos de entrada tenham 16GB, algo que também já é ponto pacífico nos modelos intermediários. Isso garantiria um uso regular e adequado ao usuário.

3 - Smartphones que não sejam compatíveis com carregamento rápido

Quick charge 3 0 qualcomm
Tecnologia Quick Charge da Qualcomm deveria estar em todos os seus processadores. / © Qualcomm

Tudo parece ter evoluído nos smartphones, menos a bateria, que segue sendo o gargalho de desempenho e usabilidade destes aparelhos. Diante disso surgiram tecnologias de recarga rápida que permitem renovar a energiar das baterias em velocidades muito maiores do que ocorria tradicionalmente.

Porém, este recurso ainda fica restrito a alguns aparelhos top de linha, mesmo que boa parte dos processadores - de todas as gamas - já traga tecnologia compatível com o carregamento rápido, casos, por exemplo, da MediaTek e da Qualcomm. 

Logo, algumas fabricantes poderiam fazer um esforço e incluir carregadores compatíveis com essa tecnologia, mesmo nos mais baratos, até porque eles estão ganhando escala rapidamente.Até porque a maioria dos aparelhos utiliza processadores fabricados pela Qualcomm e pela Samsung, que poderiam muito bem expandir essa característica..

4 - Aparelhos com versões "lite" para mercados emergentes

AndroidPIT lg g5 friends 0373
O LG G5 S5 é o símbolo dessa tendência / © ANDROIDPIT

Com o câmbio desfavorável muitas empresas resolvem lançar seus aparelhos em mercados emergentes com configurações inferiores aos modelos lançados nos Estados Unidos, com a justificativa de que, dessa forma, seus preços serão competitivos. Eles são chamados popularmente de aparelhos “capados”, e tem como principal representante o LG G5, que chegou no Brasil em sua “Special Edition”.

Na prática, o que acontece é que recebemos aparelhos menos potentes pelo mesmo preço que pagaríamos pela versão convencional, tudo isso em nome da não redução das margens de lucros da empresas. Video o próprio LG G5 SE que chegou custando R$ 3.499. E o pior é que quem está interessado em adquirir o smartphone em questão, fica impedido em ter um aparelho com todas as especificações anunciadas no lançamento.

Se o objetivo é ter uma versão mais barata, talvez seja melhor adotar a política da Samsung, de sempre lançar variantes mais fracas de alguns de seus top de linha, mas também trazendo o aparelho principal em toda a sua glória para o mercado nacional.

5 - Alto-falantes Mono

AndroidPIT Samsung galaxy s7 edge 11 review
O alto-falante do Galaxy S7 é quase um insulto / © ANDROIDPIT

A experiência de áudio em um smartphone conta muito, mesmo que você não o utilize para ouvir músicas constantemente. Diante disso não se mostra mais razoável a ausência de alto-falantes estéreo, principalmente em aparelhos topo de linha.

Os principais representantes negativos desta categoria são os dispositivos da Samsung, já que nem os aparelhos da linha Galaxy S e nem os da linha Galaxy Note contam com alto-falantes estéreo, algo realmente absurdo para dispositivos que custam mais de R$3.000,00.

E aí, qual caraterística dos atuais smartphones você acha que já deveria ter desaparecido?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Phelipe Breves há 5 meses

    6 - A interface TouchWiz
    Huehuehuehue

  • Steven Oliver há 5 meses

    A generalização é muito perigosa. Conheço várias pessoas que usam a TV no celular. Posso citar alguns exemplos: porteiros, trabalhadores de estacionamentos, pessoas que vão para a praia e não querem perder o jogo do time, quem não consegue viver sem ver o Faustão (kkkk essa foi zuera). Mas tem muita gente que usa e gosta.

  • Eduardo P. há 5 meses

    Samsung sem TouchWiz? Aí não seria um Samsung meu caro!

  • Daniel C. há 5 meses

    Quanto tempo que você não mexe em uma Touchwiz? Hoje em dia quem fala dela fala de papagaio de pirata, pois ela está bem leve.

129 Comentários

Escreva um comentário:
  • "sendo o gargalho de desempenho e usabilidade destes aparelhos". Não seria gargalo?

  • 1 - memória interna a partir de 64 GB, como padrão, já que o sistema rouba 5 GB, ou mais.
    2 - Bateria mais durável.
    3 - Tela QuadHD Como padrão.
    4 - Alto-falante Estéreo,como padrão em todo e qualquer aparelho.
    5 - Sistema limpo, de apps de fabricantes, ninguêm merece.

  • 5 Coisas que queremos continuar vendo + nos Smartphones;

    1° Bateria que dure +...
    2° memória interna acima de 64gb...
    3° Atualizações em dia, seja quais sistemas for...
    4° Telas fullHD ou quadHD... Nada de 4k...
    5° precinho camarada... Pq ninguém não é fábrica de dinheiro...

  • 5 coisas que não queremos ver + nos Smartphones.
    1° bateria de quinta categoria;
    2° memória interna com 8 ou 16 gigas;
    3° falta de atualizações;
    4° Tela TFT / HD;
    5° preços abusivos...

  • 1 - "Já se foi o tempo em que ter uma tela com resolução HD, 720p, era motivo de ostentação." Já começa errado aí. Se você compra um aparelho buscando ostentar números técnicos (que, em alguns casos, servem apenas para encarecer o aparelho) ao invés de buscar o que melhor te atende aliado a um bom custo, já está totalmente "fora de plano". Se o conjunto geral pedir/for mais cabível à uma tela de resolução HD, não há problema. Melhor do que enfiar um Full HD sem necessidade pro resto do que o aparelho oferece. Atualmente, a resolução está ótima para aparelhos de entrada (e alguns intermediários), e não é necessário nada mais que Full HD para os demais (intermediários e flagships).
    2 - De fato. Ano passado já era algo "inaceitável", não entendo como a LG insistiu ainda esse ano.
    3 - Se o carregador turbo não vir com o aparelho, qual a vantagem? É um (bom) porém, apenas.
    4 - Atitude ridícula da LG e Motorola em relação aos seus flagships de 2016... Mas, fazer o que? Esperar que isso não pegue pro ano que vem (já que, esse ano, como a matéria diz, os flagships já foram devidamente apresentados/lançados).
    5 - De fato. Aparelhos mais fracos, ainda dá pra entender, mas por que colocar áudio mono em um flagship?

  • Para mim, quem gasta dinheiro hoje em dia em aparelhos com 8gb de memoria e 1gb de ram e o mesmo que jogar o dinheiro no lixo, todo mundo sabe que toda versão nova do Android o sistema vai ficando mais pesado e os aplicativos com o tempo vão sendo atualizados e ficando maiores e pesados, tudo bem que a maioria desses smartphones, tem entrada para micro sd, que ate ajudam um pouco na memoria interna, mas se você usa bastante Apps e jogos, tem que apelar para o root para instalar 100% os apps no cartão e isso e uma coisa que poucas pessoas conhecem, principalmente os usuários comuns, portanto so compro smartphones hoje em dia, com memoria de 16gb para cima e RAM de 2gb para cima, dai você vai ter um aparelho Android com uma vida útil muito mais longa.

  • Tudo isso que foi citado é o que eu não quero no mercado ou ao menos não quero no meu aparelho, acho que o pior de todos seria o armazenamento, não dá pra fazer quase nada com a memória do aparelho!

  • A questão do auto falante pra mim é bem secundário. Detesto o som sem graves dos celulares. Um bom fone de ouvido é obrigatório.

  • Baterias de 3000mah , nos smartphones medianos , 2 GB de RAM , câmeras boas, e o que falta pra fazer um smartphone mediano bom

  • Aumento de 1GB de RAM para 2GB.

  • Eu acho que não da pra ser tão simples assim, podemos ate exigir que alguns itens desse artigo vire regra como da uma basta em aparelhos com 8GB de armazenamento, agora algo como carregamento turbo creio que seja difícil implantar em aparelhos de entrada.

  • Aparelhos com menos de 2 gb de ram tbm!

  • Como eu gosto de ouvir musica pra mim e não pros outros, não me importo com o auto falante, desde que ele seja funcional. Resolução da tela... Bom, não adianta nada seu celular ter resolução 2k e ter uma tela de 5.5 polegadas e uma GPU limitada pela resolução 2k. Tendo uma tela de qualidade, a resolução full HD já é mais do que suficiente num aparelho com dela de 5.5 por exemplo. Assim como também não adianta nada um celular ter 8 núcleos sendo que tem dual-core que humilha esses 8 núcleos. Menos encheção de linguiça e mais eficiência, mais equilíbrio no hardware, mais otimização do hardware, com o software, mais bateria, mais resistência, essas coisas deveriam estar acima de tudo.

  • Tô de acordo! kk

  • Na minha opinião é inaceitável aparelhos mono. Eu mesmo estou até hoje com meu Moto G 2014 bem por causa disso. Ok, lançaram o Vibe A7010, mas com processador Midiatek e um trambolho de tela de 5,5"? Não, muito obrigado. Ficarei com meu Moto G até achar um aparelho mid-range estéreo, com bom processador e tela 5". Do contrário, nada de trocar o aparelho. As pessoas ultimamente agem feito zumbis quando o assunto é consumir tecnologia nos smartphones. Só vale a pena a troca por algo realmente muito melhor e dentro da sua expectativa. Se a indústria não oferece alternativas melhor não trocar. Aliás, só devemos trocar se realmente o aparelho não atenda mais nossas necessidades.

    • Eu já acredito que não existe nenhum bom alto falante em smartphones, nem vai existir pela limitação de tamanho. Fones de ouvido para mim são obrigatórios. Então eu não importo nem um pouco com áudio mono.

  • E aparelhos sem memória externa/entrada para cartão de memória.

  • concordo com a matéria, e além dessas cinco eu acrescentaria aparelhos com baixa qualidade de áudio, tanto nos alto-falantes como nos fones de ouvido.

  • sem expansão para micro sd

  • Para mim são duas coisas, 2 gigas de RAM como padrão mínimo e alto falantes estéreo. Vou ficar mais tempo do que Previ com meu x style, porque prefiro som estéreo a leitor de impressões.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi