O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
6 min para ler 115 Compartilhado 44 Comentários

Facebook: há cinco anos tentando desbancar o Snapchat

Desde os seus primeiros dias de vida, a rede social de Mark Zuckerberg foi alvo de um processo movido por dois diretores da Harvard, faculdade que Mark frequentava, que o acusaram de copiar uma rede social criada por eles, a HarvardConnection. Em seu currículo, além de fatos semelhantes, estão muitos outros temas contraditórios, que envolvem, inclusive, pessoas que o ajudaram a fundar a rede social, como o brasileiro Eduardo Saverin. A última obsessão de Zuck é o Snapchat, rede social que a empresa do executivo vem tentando descambar há cinco anos.

O início: Snapchat recursa oferta de compra pelo Facebook

O Facebook tentou comprar o Snapchat durante a primeira quinzena de novembro de 2013, conforme foi noticiado na época pelo Wall Street Journal. A oferta, de 3 bilhões de dólares, não veio do acaso, visto que a empresa de Zuckerberg já estava incomodada com a ascensão da rede social juvenil. A oferta foi recusada pelo fundador do Snapchat, que não estava disposto a abrir mão da sua recente criação naquele momento.

Alguns anos antes, o Facebook havia comprado o Instagram por menos da metade do preço que foi oferecido ao Snapchat. Isso não significa que Zuck e sua turma não vinham investindo em ferramentas que pudessem derrubar o app concorrente. O que talvez eles não contavam naquele momento era com a recusa da oferta pelo executivo, de apenas 23 anos. Desde então, o Facebook passou a copiar o Snapchat de todas as formas possíveis, como um método de demostrar publicamente que a rede social 'não ficou por baixo'.

AndroidPIT worst uis 0790
Snapchat recusou oferta de compra pelo Facebook  / © ANDROIDPIT

2012 - 2013: Poke e Instagram Direct

O Poke foi o primeiro app-cópia do Snapchat, lançado em meados de dezembro de 2012. A proposta do aplicativo era simples: permitir que os usuários trocassem imagens que eram deletadas em segundos. O Poke fez pouco sucesso e ainda se envolveu numa polêmica, visto que somente este app armazenava dados e informações do usuário no servidor do Facebook, enquanto que no Snapchat essas informações eram deletadas. O app durou dois anos.

Em 2013, por volta do mês de novembro, o Facebook entrou com a oferta de compra do Snapchat. Não deu certo, e logo em dezembro, a empresa resolveu incluir uma função semelhante a do Snapchat em um de seus apps, o Instagram. Nascia, em dezembro daquele ano, o Instagram Direct.

A proposta dessa função era fazer com que os usuários trocassem fotos de forma privada, feitas na hora, e que pudessem ser enviadas individualmente ou em grupo. No Instagram Direct o usuário tinha maior controle sobre quem visualizada o conteúdo, mas ele não sumia da conversa ou era removido do servidor do Facebook.

2014 - 2015: Slingshot e novo Instagram Direct

O Slingshot foi um divisor de águas para o Facebook, que passou a deixar mais claro sua perseguição contra o Snapchat publicamente a partir desse lançamento. O que este app fazia? Com ele, usuário podia enviar fotos e vídeos que eram destruídos após algum tempo, mas o outro contato só conseguia visualizar o arquivo enviado quando o mesmo trocasse fotos com o remetente.

Este app, o Slingshot, foi o responsável por inaugurar a moda dos desenhos em cima de imagens, exibindo canetas, emojis e pincéis que podiam ser usados para escrever por cima desses arquivos. Como esperado, o Slingshot não vingou e já foi removido da Play Store.

AndroidPIT photo corner 2
O Instagram foi um dos primeiros a virar cópia do Snapchat / © AndroidPIT

Em setembro de 2015, o Facebook resolveu integrar o Instagram Direct a um novo esquema de compartilhamento. Se antes o usuário precisava tirar uma foto para iniciar uma conversa, agora era possível compartilhar fotos e vídeos diretamente do feed para que esse processo fosse iniciado. Ainda hoje este recurso está presente através do ícone de seta, que aparece ao lado do balão de comentários.

2016: MSQRD e Instagram Stories

Depois de investir no mesmo formato de seu concorrente várias vezes, o Facebook resolveu fazer mais. A empresa adquiriu o aplicativo MSQRD, que faz uso da realidade aumentada para oferecer máscaras para fins de uso em redes sociais. Para quem não sabe, esse feito foi bastante difundido entre os usuários graças ao Snapchat, que permite que seus usuários utilizem esse tipo de filtro.

AndroidPIT interesting apps 5493
MSQRD / © ANDROIDPIT

Ainda no ano de 2016, o Facebook resolveu modificar o Instagram mais uma vez, adicionando ao app a função Stories. Foi a primeira vez que esse nome foi visto pelos usuários, e esse formato seria implementado, mais tarde, em muitos outros aplicativos da empresa. O Stories é basicamente o Snapchat, salvo algumas mudanças, como a ausência de máscaras de realidade aumentada. 

2017: Flash, WhatsApp Status, Messenger Day e Facebook Stories

Na virada do ano, logo no início de 2017, Zuck e sua equipe lançaram o Flash, uma criação voltada para mercados emergentes, onde o acesso às redes sociais fazem sucesso. Ao contrário do Instagram Stories, mas igual ao Snapchat, o app utiliza os filtros de realidade aumentada e vem com a mesma proposta de compartilhamento instantâneo entre os usuários.

O sucesso deste app é questionável, visto que o mesmo ainda está no Google Play, ao contrário de parte dessas "criações" que falamos até aqui.

Por fim, chegamos às últimas investidas do Facebook: novo status do WhatsApp, Messenger Day e Facebook Stories. Esses dois últimos chegaram recentemente e, segundo relatos de pessoas próximas a mim e de leitores do site, muitos usuários do Facebook sequer estão dando atenção ao formato manjado. O que é pior aqui é que essas funções dentro destes apps não copiam apenas o Snapchat, mas elas duplicam uma experiência de uso que o usuário pode encontrar no Instagram Stories, e que também é mais completa por lá.

AndroidPIT IT facebook messenger 1444
Messenger ganhou o Day, cópia do Snapchat / © ANDROIDPIT

O Facebook começou apostando em apps próprios para desbancar seu rival, mas as coisas começaram a surgir efeito a partir do momento em que o formato que deu certo no Instagram. O que a empresa não esperava, contudo, é que os usuários do seu app mais usado no mundo, o WhatsApp, fossem se incomodar com essa presença do "Snapbook" no mensageiro.

Este implemento resultou em críticas por todo o mundo, fazendo com que a empresa tivesse que voltar com o status antigo, que também era pouco usado. Porém, a empresa parece que não aprendeu com a experiência negativa obtida no WhatsApp, visto que, após esse processo, o Stories chegou ao Facebook e ao Messenger.

Onde mais teremos Stories?

É impossível prever o desfecho dessa novela que se iniciou a partir de um 'não' que não foi bem aceito por Mark Zuckerberg. O Facebook parece não se importar com a experiência de uso, implementando recursos idênticos em apps que contam com propostas distintas. Vejam bem; ninguém quer, ou tem, o interesse de se filmar, fotografar e compartilhar sua vida todos os dias ou através de três ou quatro apps diferentes.

Segundo o site TechCrunch, desde o lançamento do Instagram Stories, o fluxo de visualizações de perfís de celebridades no Snapchat foi reduzido entre 30% e 40%. Contudo, este ainda não é um cenário ruim para o Snap, que recebeu investimentos consideráveis no último ano para ampliar suas operações. 

Se Zuck quiser minar o Snapchat, como ele pretende, precisará de pelo menos mais cinco anos...ou mais.

O que você acha?

115 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Lordney há 4 meses

    Eu acho que as funções copiadas foram bem vindas no Instagram, porque tem tudo a ver com o app e ainda acho melhor do que o snapchat onde as pessoas estão escondidas atrás de pornografia. Mas o restante dos apps deveriam continuar como estavam antes.

  • Phelipe B. há 4 meses

    Cada tentativa que ele faz de copiar o Snapchat, mais forte o Snapchat fica.

44 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi