O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
4 min para ler 71 Compartilhado 85 Comentários

Três motivos que fazem do Gear S3 um smartwatch único

A Samsung lançou seu novo smartwatch durante a IFA 2016, em Berlim, o Gear S3. Nós já tivemos a oportunidade de testar o relógio inteligente da marca durante o seu lançamento, em setembro. Portanto, resolvi separar aqui três pontos que me chamaram atenção no novo vestível inteligente sul-coreano. Confira a seguir.

Tizen é melhor que o Android Wear

Sim. O Tizen é, na minha opinião, o melhor SO voltado para dispositivos vestíveis. Além de contar com recursos que oferecem maior controle sobre o software ao usuário, o Tizen é desenvolvido "em casa" pela Samsung, resultando num casamento entre hardware e software perfeito. É claro que o sistema ainda precisa ser otimizado em alguns aspectos, mas, em termos de usabilidade, o Tizen está à frente do Wtach OS e do Android Wear.

As notificações são mais personalizáveis, a integração com o aplicativo gerenciador dos Gear é mais dinâmica e, como mencionei, a integração com o hardware vai além do convencional, permitindo, por exemplo, que o software possa interagir com a coroa giratória física que fica na parte superior da caixa do relógio.

AndroidPIT Samsung Gear Classic Frontier 1303 2
A coroa física giratória do Gear S3 / © ANDROIDPIT

Completo em sensores

Além do NFC, que torna o Gear S3 compatível com o Samsung Pay, outros sensores e conexões estão presentes no smartwatch. Temos o barômetro, o LTE (em algumas versões), que o torna mais independente do smartphone, microfone e speaker embutidos, sensor cardíaco e entre outros. Sem dúvida, o barômetro é o recurso mais interessante presente no vestível, que mostra a altura do usuário bem como a velocidade que ele se locomove. 

O software da Samsung foi otimizado nesse sentido, para que o SO consiga explorar o barômetro presente no hardware. Logo, o Gear S3 é capaz de medir a pressão atmosférica, a altitude e prováveis mudanças do tempo. Essas informações são essenciais para usuários que praticam atividades físicas em ambientes abertos. Além disso, este sensor torna os resultados dos exercícios físicos ainda mais precisos. 

Compatibilidades

Duas compatibilidades do Gear S3 me chamaram atenção à primeira vista. A primeira delas é referente a pulseira do vestível, que tem o encaixe no mesmo padrão dos relógios convencionais. Isso permitirá que os usuários troquem as pulseiras do relógio sem a necessidade de gastar uma fortuna comprando acessórios originais. Se você tem um relógio parado em casa, basta tirar a pulseira dele e customizar o seu Gear. O inverso também é possível, visto que a pulseira do Gear S3 pode servir no seu relógio convencional.

A segunda questão está ligada ao software. Como temos um sistema construído "em casa", a Samsung consegue expandir a compatibilidade do mesmo para outros sistemas operacionais. O Android Wear é compatível com o iOS (varia de acordo com a versão), mas sabemos que a experiência promovida entre ambas as plataformas é bem limitada.

Durante a IFA, contudo, tivemos a notícia de que a Samsung está trabalhando numa versão do aplicativo de sincronização do Gear S3 para o iOS. A parte mais interessante aqui é que, segundo a comunidade que está testando as versões preliminares, a Sammy pretende manter a oferta de funções no sistema da maçã semelhante com o que temos no Android. Logo, a experiência para quem usa iPhone não será tão limitada no Gear S3, em comparação com outros vestível com Android Wear.

Se essa iniciativa se confirmar, a Samsung entrará num campo onde poucas fabricantes podem se arriscar atualmente, que é oferecer um produto alternativo ao Apple Watch para os usuários da Apple, sem prejudicar a experiência de uso. No vídeo acima, você pode conferir um teste da versão beta do app Gear para o iOS, publicado em meados de agosto.

Ainda não existe previsão de chegada do Gear S3 no Brasil, nem mesmo qualquer estimativa de preço. É esperado, contudo, que a Samsung considere lançar o vestível em algum momento entre o final deste ano e o primeiro bimestre de 2017, segundo rumores de mercado. O nosso hands-on do Gear S3 você confere no link que está no topo deste artigo.

O que você acha do Tizen? Acredita que um smartwatch com sistema diferenciado e mais sensores pode vingar em meio aos modelos com Android Wear?

71 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Henrique P.
    • Blogger
    há 8 meses

    Mano. Esse é o suprassumo dos smartwatches. Sem dúvidas a linha Gear é a melhor do segmento.

  • João há 8 meses

    Recentemente fui na loja da Samsung e ouvi uma pessoa perguntando qual seria o preço± do Gear S3, na hora que o vendedor falou que era quase certeza cerca 2.399 temers eu fiquei de boca aberta, na MINHA OPINIÃO é muito dinheiro para um só "acessório" que me mostrará as horas, terei acessos à diversos apps, mas mesmo assim, algo limitado, por preço de celular top de linha...

  • João Renato há 8 meses

    Gostei muito. Parabéns pra Samsung!

  • Augusto César Batista A. há 8 meses

    Uso o Tizen no já antigo Gear 2 e posso falar: mesmo em uma tela quadrada ele é bem otimizado, ainda mais se tratando de bateria. No Gear S2 e S3 então deve ser fantástico. O que mais impede as pessoas de possuírem um é o preço, pois é bem proibitivo. Creio que deveriam ter smartwatchs de entrada e intermediários também. Ajudaria a popularizar a categoria.

  • George C. há 8 meses

    Baita relógio. Sonho de consumo distante.

85 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi