O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
142 Compartilhado 94 Comentários

Cinco ações que podem acelerar as atualizações do Android

Se existe um assunto que rende muito no universo Android ele se chama atualizações do sistema. Afinal, é quase impossível saber quando – e se – nossos smartphones ganharão os tão aguardados updates. Logo, listamos cinco ações que Google, operadoras e fabricantes poderiam tomar para tornar esse processo mais transparente. Vamos a elas:

O Galaxy S8 é o smartphone mais bonito que já fabricado.
O que você acha?
50
50
2120 participantes

1 – Definir quantas atualizações Android cada smartphone pode receber

Cada nova versão do Android exige mais do hardware do smartphone. Logo, é completamente compreensível que aparelhos com especificações mais antigas fiquem de fora de novos updates. O problema é que, na maioria das vezes, o usuário compra um telefone sem ter a mínima ideia se ele será atualizado ou não. E isso vale para telefones de todas as gamas.

sony xperia z2 android lollipop close
Quantas atualizações você acha que seu smartphone pode receber? / © ANDROIDPIT

Considerando que a atualização de um smartphone é uma decisão conjunta entre fabricantes e operadoras, que tal elas especificarem na caixa dos produtos quantos updates do Android um determinado modelo pode ganhar? Isso daria ao consumidor o poder de decidir se ele quer encarar o risco de ter esse telefone ou optar por outro dispositivo que esteja mais aberto às atualizações, mesmo que mais caro. Bem melhor do que ficar no escuro, não?

2 – As atualizações devem ganhar datas específicas para chegar aos smartphones

“As atualizações obedecem uma sequencia pré-definida e a empresa XPTO, infelizmente, não consegue prever uma agenda para isso”. Com uma ou outra variação, essa é a resposta-padrão das fabricantes de smartphones sempre que as questionamos sobre as atualizações do Android em seus aparelhos. 

O resumo da ópera de uma atualização é: o Google prepara o update do Android e o envia para as fabricantes de processadores, que escrevem códigos para que o sistema operacional converse com os componentes de hardware. A seguir, essas linhas de comando são enviadas para as fabricantes de smartphones, que as adaptam aos seus modelos e UIs. 

android lollipop update
Saber quando receberá uma atualização Android ajuda a diminuir a ansiedade do usuário / © ANDROIDPIT

Com tudo isso pronto, as operadoras recebem a atualização de software das fabricantes e precisam realizar todo o processo de verificação – que é a parte mais demorada – para só então liberar o update aos usuários. E é nessa última parte que está o gargalo, já que os testes precisam ser feitos em uma infinidade de modelos de telefone, regiões e redes.

Se todo o processo é demorado, então por que as três partes envolvidas não chegam a um acordo conjunto para definir quais telefones poderão ganhar atualizações e, mais importante, as datas em que isso vai ocorrer? Isso diminuiria a ansiedade pelos updates junto ao público e ele teria mais transparência para decidir se fica com o seu modelo atual ou troca por outro. 

E poderia ainda preparar o seu dispositivo para receber a nova versão do Android sem que o aparelho perca desempenho. 

3 – O Google precisa bater o pé junto às fabricantes e operadoras

Em toda discussão envolvendo a atualização do Android, o Google sempre diz mais ou menos a mesma coisa: “Nós apenas desenvolvemos a atualização. A implementação dela fica a critério de fabricantes e operadoras”. Um papel fácil de assumir, já que a empresa pode lavar as mãos no processo e deixa a confusão para os outros.  

O problema é que, quer queira, quer não, toda vez que um usuário insatisfeito troca o Android pelo iOS ou o Windows Phone, isso respinga no Google. E que a empresa não se engane: se as fabricantes de smartphones notarem que há uma queda acentuada de usuários da plataforma, elas simplesmente vão seguir para o sistema operacional que está sendo mais usado.  Sem choro. 

android google earth
Google: toda reclamação sobre o Android também atinge você / © Google / ANDROIDPIT

Logo, aproveitando que seu SO é líder de mercado, o Google poderia deixar o melindre com suas parceiras de lado e criar um plano-conjunto para fazer com que as atualizações do Android cheguem aos seus usuários de forma mais organizada, padronizada, transparente e no maior número de modelos possível. Ninguém está dizendo que vai ser fácil. Mas seus engenheiros são bem pagos para isso, não?

4 – Diminuir o número de lançamento de smartphones Android 

No segundo semestre de 2013, fiz um trabalho freelancer em que ajudei a desenvolver o conteúdo do email marketing de lançamento do Xperia Z1 no Brasil. Depois disso, fiquei algum tempo sem acompanhar o lançamento de outros smartphones. Quando voltei, qual não foi a minha surpresa quando descobri que a linha Z já estava na quinta edição! Sim, em pouco mais de dois anos, uma linha de telefones da Sony já contava com CINCO aparelhos diferentes.

AndroidPITSmartphone
São tantos smartphones Android, que fica complicado acompanhar / © AndroidPIT

O exemplo acima é sintomático do alto número de lançamentos de smartphones Android que ocorre todo ano. Claro que gostamos de variedade e, considerando quantas fabricantes de smartphones existem, é normal que a plataforma fique fragmentada. O problema é quando grandes empresas lançam diversas versões de um mesmo modelo, sendo que as diferenças entre elas são mínimas. E com isso, claro, as atualizações do Android demoram uma eternidade para chegar. Quando chegam. 

O alto número de smartphones Android confunde os usuários e atrasa as atualizações do sistema

Logo, as fabricantes de smartphones poderiam ser mais objetivas em seu roadmap de lançamentos, entendendo melhor os perfis dos usuários de cada país e oferecendo poucos, mas cirúrgicos dispositivos para cada público. Poucos modelos = menor trabalho para as fabricantes = menor trabalho para as operadoras = atualização mais rápida do Android.

5 – Eliminar os bloatwares das operadoras e pressioná-las a serem mais rápidas no processo verificação

Durante um evento de apresentação de uma nova linha de processadores em São Paulo, o gerente de produtos de uma fabricante chinesa de smartphones me falou que as operadoras não têm mais tanto lucro subsidiando os aparelhos quanto antes. Com isso, elas estavam interessadas apenas em vender modelos com 4G, para promover melhor seus planos de dados. E que a tendência é que, com o mercado brasileiro mais maduro, elas vendam cada vez menos telefones, deixando isso a cargo das varejistas. 

Logo, se essa estratégia se confirmar, as operadoras bem que poderiam nos livrar dos seus bloatwares e aplicativos pré-instalados, não? Afinal, quase ninguém usa esses programas e eles atrasam muito o processo de atualização do Android. 

brasil sim cards operadoras
Operadoras: não sejam parte do problema mas, sim, da solução. / © ANDROIDPIT

Além disso, como as operadoras têm equipes e equipamentos limitados para realizar o processo de verificação dos updates, as fabricantes e o próprio Google poderiam criar uma força-tarefa para auxiliar em todo esse processo, não? Afinal, queiram ou não, o problema é de todo mundo. E o consumidor agradece. 

E o que você propõe para termos atualizações mais rápidas do Android? Dê a sua opinião!

94 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários
142 Compartilhado

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi