O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
4 min para ler 33 Compartilhado 1 comentário

Google Glass: especificações e vídeo unboxing

O Google Glass não sai da primeira páginas dos sites de tecnologia ao redor do mundo, o motivo é porque estamos cada vez mais próximos do lançamento do dispositivo e, com isso, estamos mais próximos de interagir com um dos aparelhos mais curiosos da nossa época. Confira as especificações técnicas dos óculos de realidade aumentada da Google e o vídeo unboxing realizado pelo usuário Dan McLaughlin.

Google Glass Allgood
Primeiras imagens do Google Glass com os acessórios que serão vendidos em conjunto com o dispositivo chegam à rede. / © Brandon Allgood

As primeiras informações sobre as especificações técnicas do Google Glass e as diretrizes que os aplicativos desenvolvidos para a plataforma seguirão foram divulgadas ontem pela gigante das buscas. Confira:

  • Tela de alta resolução, equivalente à tela HD de 25" a uma distância de 2.5m
  • Câmera de 5MP e captura de vídeos em até 720p
  • Áudio transdutor suportado por condução óssea. Tal tecnologia faz com que o som se propague através de vibrações que se movem pelo crânio até o nervo auditivo. Aqui uma curiosidade, por meio desta técnica, enquanto o usuário utiliza o Glass ainda interage com o som ao seu redor.
  • Conectividade: Wi-Fi 802.11 b/g e bluetooth
  • 16GB de memória Flash total, com armazenamento utilizável de 12GB e sincronização com a nuvem da google - presumidamente o Google Drive.
  • Bateria: um dia inteiro de uso típico, com maior gasto de energia ao utilizar recursos como Hangouts e captura de vídeo. Ainda com relação à bateria, o carregador do Google Glass vem com um cabo microUSB e traz um aviso que deve ser levado em consideração pelos usuários: "vida longa e próspera" para aqueles que utilizarem o cabo exclusivamente para o dispositivo.
  • Compatibilidade: qualquer celular compatível com Bluetooth. O aplicativo MyGlass permite funções de GPS e SMS e requer Android ICS ou superior.

Vídeo unboxing do Google Glass

Um dos usuários do Google Glass fez a gentileza de publicar um vídeo mostrando passo a passo o processo de retirada do dispositivo da caixa, mostrou todos os acessórios que acompanham o aparelho e alguns dos botões presentes nos óculos de realidade aumentada da Google. Abaixo, você acompanha o vídeo unboxing feito por Dan McLaughlin que, entre outras coisas, parece realmente feliz com o Glass nas mãos:

Link para o vídeo no YouTube.

Aplicativos e diretrizes de funcionamento

Durante o SXSW 2013, a google apresentou alguns aplicativos que já estavam rodando no Glass, como o Gmail, Evernote, Skitch, Path e InSight, por exemplo. A novidade anunciada pela empresa agora foram os recursos e as regras para desenvolvê-los. No que toca os apps do Glass, você precisa saber que usam a linguagem HTML e JSON (padrão derivado do JavaScript) para exibir textos, imagens, vídeos e outros e que podem ser considerados webapps. Assim, você precisará de conexão à internet para utilizá-los - Wi-fi ou 3G do celular compartilhado via Bluetooth.

Além disso, é bem importante citar que a Google desenvolveu um padrão a criação dos aplicativos com o objetivo de evitar uma característica intrínseca do Android, a fragmentação visual dos Apps. Por isso, o Big G disponibilizou também um guia para desenvolvedores. Abaixo, você confere quatro diretrizes para o desenvolvimento de apps para o Google Glass:

  • O Glass é um gadget diferente, então é preciso repensar seu app para colocá-lo no Glass, além de testá-lo direto no aparelho
  • Não atrapalhe o usuário: basicamente, não emita notificações em excesso e nem chamativas demais
  • Esteja atualizado: traga sempre a informação mais recente ao seu app
  • Evite o inesperado: deixe claro para o usuário o que seu app faz, e peça permissão explícita antes de fazê-lo

Além disso, é proibida toda e qualquer tipo de propaganda ou cobrança nos apps, bem como a distribuição dos mesmos em canais não oficiais da Google. Assim, fica bem fácil perceber o quanto a empresa está preocupada em oferecer serviço de qualidade em seus dispositivos próprios, bem que podíamos ver o mesmo empenho em melhorar o sistema operacional Android como um todo. 

Na realidade, este protecionismo deverá ser repensado no futuro, pois nenhum desenvolvedor vai abrir mão de ganhos para ter um app rodando no Glass por muito tempo.

Agora me pergunto, após o lançamento mundial, quanto tempo a Google irá demorar para disponibilizar o Google Glass em território nacional? Deixe-nos saber o que você pensa sobre isso nos comentários abaixo. 

Fonte: Engadget

1 comentário

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi