O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
179 Compartilhado 55 Comentários

Atualizações: o Google precisa dar nome aos bois!

Em maio, informamos que a Google tem um ranking interno das fabricantes de smartphones baseado em o quão efetivas elas são em entregar atualizações de sistema. O problema de atualizações lentas e fragmentação é algo que nós temos dado bastante importância nos últimos meses. Se a Google realmente se importa com a fragmentação do Android, agora é a hora de tornar pública essa lista da vergonha.

Com o Android Nougat batendo à porta, muitos de nós ainda nem temos Marshmallow nos nossos smartphones. Fica difícil se sentir conectado aos avanços do Android quando se está preso em uma linha do tempo alternativa, onde a última versão disponível está duas versões à frente da sua. Mais preocupante ainda é a falta de updates que acabam por deixar alguns dispositivos vulneráveis. As fabricantes não deverias esperar outro Stagefrightexploit para considerar a segurança do Android como uma prioridade.

AndroidPIT Android N Nougat 2476
Qual a graça do Nougat quando nem o Marshmallow chegou ainda? / © AndroidPIT

Existem muitas razões pelas quais as atualizações demoram tanto, razões que já lamentamos, discutimos, explicamossofremos.

Já vimos vários argumentos e provas de que a Google está na direção certa e se esforçando melhorar, mas enquanto muitos de nós estamos esperando o Marshmallow há quase um ano e quase um terço dos usuários ainda está preso no KitKat, fica claro que ainda há muito o que fazer.

androidpit fragmentation august 2016
Depois de 10 meses do lançamento, apenas 14% dos telefones têm o Android Marshmallow / © Google

Com a versão final do Android Nougat chegando em apenas alguns meses, esse é o momento perfeito para a Google pressionar os fabricantes, deixando claro que os usuários importam. Apenas encorajar e "dar um jeitinho" não é mais suficiente, a Google precisa envergonhar publicamente os culpados.

CM
Chris Marshall
Agora é o momento do Google dar nome aos bois.
O que você acha?
50
50
651 participantes

É mais interessante às fabricantes que as pessoas comprem novos modelos ao invés de manter os antigos. As margens de lucro ganham com isso, mas os consumidores perdem.

De acordo com informações, a Google tem uma "Lista da Vergonha" pronta. Ela precisa ser publicada para que os consumidores possam decidir o quanto as atualizações rápidas são importantes na hora de escolher a marca. Só assim as fabricantes sentiram na pele a pressão para trabalhar mais em prover um suporte melhor aos usuários.

Você acha que os consumidores têm o direito de conhecer essa lista? E saber qual a posição da fabricante nela afetaria a sua próxima compra?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Bruno Monin há 5 meses

    Galera não tá ligando mais pra isso não. Rodando Pokémon tá valendo. kkkkkkkkkk...

  •   45
    Moisés há 5 meses

    Era simples fazer assim: para aparelhos que saem com MM

    - entrada: N
    - intermediário : N e O
    - inter premium/top : N, O e P

    - patches de segurança ao menos 2x /ano para as últimas 2 versões de SO

    Acho que se cada um dos fabricantes tivesse um portifólio com uns 8 aparelhos já estaria bom. Não sou a favor de 1 por categoria, nem também lançar 20 modelos ao ano.

55 Comentários

Escreva um comentário:
  • sim, transparência é tudo

  • Atualmente uso LGG3 e Asus Zenfone 2 e nenhum dos dois ainda foi atualizado.

  • Se maioria das fabricantes continuar lançando tantos aparelhos em um ano...
    Será difícil atualizar!

  • Né dona ASUS? Um flagship como o Zenfone 2 com 4gb de RAM e Android 5.0!
    Passaram 5.0.2, 5.1, 5.1.1, 6.0, 6.0.1, vai lançar o 7 e até agora nada...

  • Para acabar com a fragmentação do Android, o Google devia obrigar a todos usarem o sistema vindo de fábrica ou 90% puro (e também abolir essas modificações de operadora que atrasam mais ainda)

    • Daí vira um Windows 10 Mobile da vida (não que isso seja ruim, claro, mas não significa que isso seja coisa boa, também).
      E tem um outro problema: tem muita gente (mais do que você imagina) que está acostumada com as interfaces e customizações proprietárias, e não estão dispostas a abrirem mão disso.
      Isso que você falou já era pra ter sido posto em prática lá em 2008, 2009, quando o Android ainda estava começando, e até a Samsung usava o Android do jeito que ele foi concebido (quem conhece o GT-I7500, ou o primeiro Galaxy sabe do que eu digo).
      Hoje, isso seria mais complicado, porque você estaria mexendo em interesses alheios, políticas internas das empresas parceiras da Google nessa empreitada chamada Android.
      Eu não digo para abrir mão das interfaces, já que elas são o diferencial do Android perante o resto. Eu digo para que a Google construa o sistema de modo a ela poder gerenciá-lo em qualquer dispositivo sem que componentes de hardware diversos ou customizações proprietárias gerem problemas. Em outras palavras, a TouchWiz, LG UX, Xperia UI, etc, poderia continuar existindo, mas a Google é quem deveria tomar pra si a responsabilidade de manter todos os aparelhos atualizados (assim como a Microsoft já consegue com o Windows, se bem que a coisa é mais rígida por lá e a liberdade das OEMs é beeeem menor, por isso é mais fácil). Deixe atualizações de apps ou de firmware pras fabricantes cuidarem (como já acontece com os drivers no sistema concorrente), mas o resto, tem que ser a Google.

      • Ou seja, desistam do Android que a tendência é piorar??

      • Pode ser.
        Eu acredito que as coisas vão continuar do jeito que estão. Pode melhorar alguma coisa, mas será insignificante.
        Se existe o desejo em ver o Android funcionando de forma mais coerente, a mudança precisa começar pelo próprio consumidor, que precisa ser mais consciente e mais do que nunca saber o que está comprando, e isso só se consegue com conscientização.
        Se continuar existindo mais consumidores tolos do que consumidores conscientes, a realidade não vai mudar.

    • concordo com vc Thiago, acho que ainda dá tempo da Google fazer isso.
      as modificações deveriam ser opção ao usuário, não uma obrigação. acho que como proprietária do sistema, ainda que seja de código aberto, ela teria sim autonomia pra mudar essa situação atual que não beneficia o usuário.

  • O bom também era as fabricantes deixar no seu site uma versão stock do sistema para quem não gosta de modificações!!
    Se eu não né engano o cara lá da Asus do marketing em uma entrevista falou que já colocou em pauta várias vezes, mais essas empresas não escutam nem eles mesmo!!
    Era uma boa isso, aí você escolhia qualquer marca pois sempre ia ter o cell atualizado!!

    •   45

      E vem capado das funçoes. Não é só tirar os apps. Vc pagaria o mesmo que outra pessoa e fica com o inferior.

    •   45

      E vem capado das funçoes. Não é só tirar os apps. Vc pagaria o mesmo que outra pessoa e fica com o inferior. O stock tem coisas que foram criadas pelos fabricantes.

  • E o Nutella é um dos melhores nomes para o Sistema Android 7.0

  • Eu não acho isso vá resolver alguma coisa. Pra alguma coisa mudar devia-se tocar na parte mais sensível do ser humano... O bolso! Mas o problema é que grande maioria das pessoas continua comprando de marcas que tem a péssima de não atualizar seus aparelhos, se as pessoas deixassem de comprar aí sim algo mudava!

    CAV

    • O problema é que quem se informa sobre tecnologia ainda não é a maioria. Se bobear, está bem longe disso.
      Consumidor ignorante é o pior tipo que existe. E são neles que as fabricantes tipo Samsung se concentram.

      • Isso mesmo

      • A grande a maioria esmagadora das pessoas não estão nem aí se o celular usa ao KitKat ou o Marshmallow. O app funciona? Ótimo!

        E essa mesma maioria pode ter um Nexus 6P na mão, mas quando ver alguém com um Samsung ficará com inveja. Porque ela não sabe ou não tem paciência de ficar personalizando ou mesmo ficar baixando app pra ter funções mínimas que o Android puro não tem. Entusiastas são minoria e continuaram sendo, vide o sucesso que o iPhone faz e mesmo com a queda, em mercados com os EUA a migração foi para o Note 5 e agora está sendo para o Galaxy S7. Boa parte das pessoas não tem tempo e paciência de ficar personalizando, querem ligar e usar.

  •   45

    Tem muita gente que não se importa com a versão mais recente do SO. Mesmo o 2.3 ainda tem suporte aos apps.

  • Importante mesmo é ter a pressão do Google na forma de clientes como sugere o autor. Se o Google conseguir perder o receio comercial desse tipo de abertura de informação, o ganho será geral para consumidores e até mesmo para as fabricantes (por mais que elas não gostem inicialmente). Se os usuários tiverem as versões mais atuais doo SO com certeza estarão mais fiéis à plataforma.

    Quanto às fabricantes tem como elas praticarem a obsolescência programada focando apenas no hardware.

    E da parte da Google, além de praticar maior clareza para essa "lista da vergonha", podem fornecer uma engine de atualização ágil e modular de forma que as fabricantes não tenham mais argumentos técnicos para não atualizarem seus SO alinhados com o Android Stock!!
    Sei até que já estão trabalhando em algo nesse sentido, porém em iniciativas ainda experimentais Mount View. Mas com o poder da Google, ela pode muito bem focar mais forte nisso se pretende resolver o problema da fragmentação de fato.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi