O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
14 Compartilhados 1 comentário

Análise do Huawei Ascend G615 - Alta qualidade a preço baixo

A Huawei não quer conquistar a Europa com smartphones high-end, mas com preços acessíveis. Última jogada da Huawei corresponde a um smartphone de tela grande com processador quad-core poderoso por apenas 300 euros, cerca de R$815. O Ascend G615 chega em fevereiro ao mercado Europeu e nós analisamos o dispositivo com antecedência para você.

Design e acabamento

O Ascend G615 não é uma beleza. Para esta análise, troquei meu Sony Xperia T por este dispositivo e a diferença aqui é enorme. Ele é grande e volumoso nas mãos, com um quadro largo ao redor da tela e deixa a sensação de ser que realmente é um celular barato. Em contraste, a parte traseira, que é de p lástico fosco, deixa uma impressão de alta qualidade. A caixa pode ser aberta para retirar a bateria e inserir o cartão SIM ou o microSD. O acabamento é robusto, dando mesmo a sensação de ser capaz de sobreviver a quedas ocasionais. Podemos concluir com uma frase simples: o G615 não é uma beleza, mas tem um acabamento limpo e resistente.

Comparação entre o G615, o Xperia T e o Samsung Galaxy S3, que custam o dobro do preço.

Tela e sistema

Considerando o preço, a tela IPS é mais que satisfatória. Estamos falando de 4.5 polegadas, com uma resolução de 1280x720 pixels. A qualidade da tela é muito boa, mas ao pressionar o display com um pouco mais de força, parece não ser seguro ao aparelho. Porém, não encontramos muitos dispositivos com no mercado com telas além de 1000 pixels por um preço tão interessante de 300 €/R$815.

A tela possui uma clareza de detalhes, mas peca porque parece afunda um pouco ao primeiro olhar.

Dá para notar também que a Huawei melhorou o software para ajustar o brilho. Durante o teste do aparelho, notei que no modo automático, a tela era mais escura, por isso optei pelo ajuste de brilho manual.

Praticidade: o gerenciador de arquivos e o aplicativo de backup são padrão na Huawei.

Huawei quis respeitar o sistema nativo da Google (Android 4.0.4). A fabricante chinesa apenas definiu a barra de notificação, instalou um gerenciador de temas, típico da Huawei para alterar a superfície, e acrescentou alguns aplicativos úteis para um smartphone como uma ferramenta para fazer backups ou um gerenciador de arquivos e um app de segurança. Além disso, encontramos um software puro da Google. Aliás, o dispositivo irá receber uma atualização em março de 2013 para o Android 4.2, como esperado.

Câmera, processador e os principais dados técnicos

Este dispositivo é alimentado por um processador KV32 quad-core, desenvolvido pela Huawei e que também é encontrado no Huawei Ascend D Quad. Depois dos problemas iniciais parece que a Huawei pode agora enfrentar a produção em massa. Fiz alguns testes de benchmark do dispositivo, mas como o G615 é executado com Android 4.0 ainda não apresenta a fluídez caracterísitca do Project Butter. Embora acredite que estes resultados sejam de importância mínima, já que o usuário final se apega muito mais à fluídez do dispositivo e, neste sentido, o G615 não apresentou qualquer problema.

Quadrant e AnTuTu do Ascend G615.

No entanto, notei que alguns aplicativos levam um longo tempo para arrancar. Se passo diretamente da tela para o Gmail, o sistema precisa de um tempo para pensar. Carregar o jogo Dead Trigger leva três vezes mais tempo que abrir o mesmo jogo no Nexus 10. Parece que a Huawei não adaptou bem o sistema Android para o seu hardware.

Foto tirada com a câmera do G615 que proporciona uma qualidade mínima.

O veredicto sobre a câmera de 8MP é claro: a câmera é ruim, você percebe imediatamente. Apresenta um alto ruído, contraste fraco e a representação das cores é muito estranha. Pode esquecer das fotos com o G615.

Resumo das especificações técnicas:

  • tela de 4,5 polegadas com 1280 x 720 pixels (IPS, 330 ppi)
  • processador KV32 quad core à 1,4 GHz
  • 1 GB de RAM
  • câmera trseira de 8MP com flash e vídeo para 1080
  • câmera frontal de 1.3MP
  • Dimensões 134 x 67,5 x 10,5 mm
  • Peso: 145 gramas
  • Android 4.0.4 (atualização para 4.2 Jelly Bean em março de 2013)
  • Memória interna de 8GB e slot para cartão microSD de até 32 GB
  • HSPA / Bluetooth 3.0 / WLAN com DLNA
  • bateria de 2150 mAh

A tampa traseira pode ser completamente removida.

Bateria

A bateria de 2150 mAh é bastante potente, estando nivelada com a do Galaxy S3 (2100 mAh) e significativamente maior que a do Xperia T (1850 mAh). O econômico processador de quatro núcleos executa as tarefas diárias mais comuns do Ascend G615 e consegue ter uma grande autonomia da bateria. Exatamente um dia e meio tranquilamente. A bateria do S3 termina ao anoitecer e a do Xperia T enm isso. Resumindo, a Ascend G615 oferece bateria excepcional.

Conclusão

Com um smartphone de quad-core, com uma tela nítida de 720p por apenas 300 €, cerca de R$815, a Huawei conseguiu colocar no mercado algo quase imbatível. Mas olhando para os detalhes, encontramos um acabamento barato, com uma câmera realmente ínfima, de modo que podemos dizer que este dispositivo não é adequado para os amantes da fotografia. Para aqueles que não abrem mão das palavras "quatro núcleos", fiquem sabendo que o Samsung Galaxy S2 pode ser considerado ainda melhor. Não podemos esquecer que o GS2 funciona bem e faz boas imagens. Mesmo o Nexus 4 é uma alternativa melhor, é claro, assim que ele estiver disponível no Brasil.

Nota do Editor (N.E.): O Huawei Ascend G615 ainda não tem previsão de chegada ao mercado nacional.

Imagens: AS/AndroidPIT

1 comentário

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi