O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
199 Compartilhado 36 Comentários

Review preliminar do Huawei Mate S: antes da Apple, o primeiro smartphone com Force Touch

A Huawei apresentou seu novo carro-chefe, o Mate S, na IFA 2015. Ele representa uma ofensiva quanto ao design e especificações técnicas contra o restante das fabricantes de smartphones. Com um visual de luxo e funções de software inovadoras, ele não fica a dever aos carros-chefe da Apple, Samsung ou Sony. Confira o nosso review preliminar para mais detalhes.

Huawei Mate S – Data de lançamento e preço

O Huawei Mate S estará disponível no final de setembro na Europa, e a partir do dia 15/09 em pré-venda na loja oficial da Huawei no Velho Continente. Seu preço inicial é de 649 Euros (R$ 2.704,00) para o modelo de 32 GB sem Force Touch em duas cores: Mystic Champagne e Titanium Grey. Já a versão com 64 GB sairá por 699 Euros (R$ 2.912,00).

Ainda não temos dados oficiais sobre o preço da variante com Force Touch (128 GB), mas supomos que atinja os 799 Euros (R$ 3.329,00).

Huawei Mate S – Desenho & Qualidade de Construção

Verdade seja dita: o Mate S é um dos smartphones mais nobres que já vi ou toquei. O smartphone premium brilha por todos os ângulos, com suas tiras de alumínio nas bordas, ao redor da câmera ou do sensor de impressão digital.

Não é por acaso que o dispositivo empolga no quesito design já à primeira vista: apesar do metal a ergonomia é excelente, os botões são facilmente acessíveis e o sensor de impressão digital foi colocado no lugar certo.

Hawei Mate S hero 6
O sensor de impressão digital na parte traseira é rápido e prático. / © ANDROIDPIT

Visualmente, o Mate S é uma mistura entre a série de phablets da Huawei, concretamente o Mate 7 e o Huawei P8. Ele une as linhas visuais de ambos os modelos e gera um efeito ainda mais nobre e arrojado. E o acabamento não merece nenhum outro adjetivo a não ser impecável.

A parte traseira do Mate S é levemente arqueada, o que se reconhece ao observar a parte superior e inferior do dispositivo. O alto falante e o microfone colocados na parte inferior do aparelho não irão agradar a todos, mas essa é aparentemente a tendência dos carros-chefe das grandes companhias.

A câmera do Mate S é um pouco saliente, e isso também não irá agradar a todos. Deve ser dito, contudo, que sua elevação é bem mais discreta do que a da câmera do Galaxy S6, e não atrapalha ou chama a atenção quando o dispositivo está sobre uma mesa. Apesar da sua curvatura traseira, o Mate S é bem estável e pode ser controlado em cima de uma mesa sem balançar.

Hawei Mate S hero 9
O Huawei Mate S é fino e possui um acabamento impecável. / © ANDROIDPIT

Huawei Mate S – Tela

A tela do Mate S tem a resolução Full HD e 5,5 polegadas de diagonal, o que lhe confere a densidade suficiente de 401 ppp. Para quem acha pouco devo dizer que o brilho e a visibilidade em ângulos inclinados do Mate S são ótimos. Mesmo olhando a tela bem de perto não reconheci pixels individuais na tela.

Além disso, você mesmo pode escolher nas configurações a temperatura das cores no dispositivo, as quais podem tender para tons mais quentes ou frios (recomendo contudo a configuração padrão).

Hawei Mate S hero 2
Aqui podemos ver os cantos arredondados do display do Huawei Mate S. / © ANDROIDPIT

Os cantos do painel são levemente arredondados, num formato que desde o iPhone 6 ficou conhecido como 2,5D Glass. Um pequeno detalhe, mas que faz muita diferença no quesito visual.

5,5 polegadas de tela podem ser hoje em dia o padrão, mas para mãos pequenas isso pode representar um problema, ao menos no controle com uma mão. Sou um usuário que faz questão do controle com uma só mão, e sempre presto atenção a esse critério. No meu primeiro teste com o Mate S, pude perceber que as 5,5 polegadas de tela não impedem ou dificultam o controle com uma mão. Tive a impressão que estava manuseando um dispositivo de 5,2 polegadas.

Hawei Mate S hero 3
Apesar do seu tamanho, o Mate S é bem ergonômico. / © ANDROIDPIT

Huawei Mate S – Características Especiais

Uma função ausente no meu dispositivo de teste mas que deu o que falar na IFA é o Force Touch, ou seja, uma tela sensível à pressão. Todos esperavam que a Apple fosse a primeira fabricante a integrar esse elemento ao seu iPhone 6S, mas a Huawei fez primeiro.

Com o Force Touch, você pode por exemplo aumentar o zoom de uma foto ao aumentar a pressão do dedo sobre a tela. Além disso, pode-se fazer desaparecer os botões de controle da tela mas continuar com a sua funcionalidade, ao pressionar mais intensamente no local do botão. Por fim, a função “Magic Corners” permite a ativação rápida de aplicativos ao se pressionar com mais força os cantos da tela.

Hawei Mate S hero 4
Regular o zoom com o Force Touch é uma das funções inovadoras trazidas pelo Huawei Mate S. / © ANDROIDPIT

Uma outra função que não se pode mais considerar “especial” hoje em dia é o sensor de impressão digital. Ele funcionou de maneira rápida e eficiente no Mate S, mesmo quando tentei fazer com que ele não reconhecesse minha digital, pressionando rapidamente ou com a mão suja. Não conheço um smartphone atual que possua um sensor de digital mais rápido do que este. Na minha opinião, a colocação do sensor de impressão digital na parte traseira foi ideal, e não foi preciso que eu me acostumasse com o novo uso.

Por fim, o sensor também serve como um pequeno controle na parte traseira do aparelho. Deslizando os dedos à direita ou esquerda, por exemplo, é possível acessar e mudar as fotos visualizadas. Além disso, também é possível controlar a barra de notificações (com um clique duplo no sensor pode-se apagar notificações não lidas).Além disso, o sensor serve para atender ligações e para desligar o alarme do dispositivo.

Hawei Mate S hero 13
O Mate S traz um sensor de impressão digital de última geração.  / © ANDROIDPIT

Huawei Mate S – Performance

Neste meu primeiro teste durante a IFA 2015, não notei qualquer atraso ou engasgo nos controles e na responsividade do Mate S. Como se espera de um carro-chefe, os apps são abertos de maneira rápida e todos os controles funcionam sem problemas. Como o Mate S chega com o mais rápido processador da Huawei até o momento, devemos esperar nada menos do que uma performance de ponta. Foi este o caso.

Hawei Mate S hero 11
As especificações técnicas do Mate S são muito boas, mas poderiam ser melhores. / © ANDROIDPIT

O HiSilicon Kirin 935 (um octa core de fabricação própria) ainda não é visto pelo mercado como um concorrente aos chipsets de ponta da Samsung ou da Qualcomm, mas sua performance não se mostrou em nenhum ponto inferior à do Snapdragon 810 ou do Exynos 7420.

Huawei Mate S – Câmera

Faremos um teste detalhado com a câmera do Mate S. Por ora, posso dizer que o app da câmera se inicia rapidamente (tanto a partir do software quanto do sensor de digitais). A câmera principal do Mate S se parece com a do Mate 7, pois conta com 13 megapixels e uma abertura de f/2.0. Com essa abertura a entrada de luz no sensor é muito boa.

Fãs de selfies irão gostar da câmera frontal de 8 megapixels e do modo Beauty Shot, a função de “embelezamento” da câmera. No começo não gostei dos resultados, mas após algumas tentativas ninguém mais vai querer fazer uma selfie sem ele.

Hawei Mate S hero 14
A câmera do Mate S tira boas fotos, mas ainda não atigiu o nível de um S6. / © ANDROIDPIT

Huawei Mate S – Bateria

A bateria fixa do Mate S é, ao menos no papel, o ponto fraco do dispositivo. Com 2.700 mAh, ela pode comprometer a autonomia. Para se ter uma ideia, o Mate 7 possui uma bateria monstruosa de 4.100 mAh. Esperamos que o nosso teste prático mostre que o dispositivo não tenha sofrido com a bateria menor. O Galaxy S6, por exemplo, surpreende no quesito autonomia, e o mesmo pode ser dito do Huawei P8 e seus 2.600 mAh.

Hawei Mate S hero 8
O Huawei Mate S e seu alto-falante e microfone, além da entrada micro USB. / © ANDROIDPIT

Huawei Mate S – Especificações Técnicas

Dimensões: 149,9 x 75,3 x 7,2 mm
Peso: 156 g
Tamanho da bateria: 2700 mAh
Tamanho da tela: 5,5 polegadas
Tecnologia da tela: AMOLED
Tela: 1920 x 1080 pixels (401 ppi)
Câmera frontal 8 megapixels
Câmera traseira 13 megapixels
Flash: LED
Versão do Android: 5.1.1 - Lollipop
Interface: Emotion UI
RAM: 3 GB
Memória interna: 32 GB
Memória removível: microSD
Chipset: HiSilicon Kirin 935
Número de núcleos: 8
Velocidade máx. 2,2 GHz
Conectividade HSPA, LTE, Bluetooth 4.0

Veredito preliminar

Estou dividido. Por um lado, o Mate S me surpreendeu positivamente nos quesitos estéticos e de ergonomia. Quanto à performance, não tenho nada a criticar, e as especificações técnicas não irão decepcionar os compradores de um carro-chefe.

Por outro lado, a bateria pode ser problemática, mas a minha maior reserva diz respeito ao preço. O Mate S é um high end, sem dúvida, e mais nobre do que quase todos os outros dispositivos do mercado, e por isso seu preço elevado poderia ser justificado. Contudo, não podemos ignorar o fato de que a segunda marca da Huawei oferece, com o Honor 7, um dispositivo com as mesmas especificações técnicas (em alguns pontos melhor) por metade do preço. Claro, o acabamento não é tão nobre quanto o do Mate 7, mas é inegável que o Honor 7 leva vantagem na relação custo/benefício.

De toda forma, a Huawei fez um ótimo trabalho com o Mate S e se mostra madura para competir em pé de igualdade com fabricantes como a Sony, Samsung e LG.

36 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários
199 Compartilhado

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi