O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
OPINIÃO 68 Compartilhados 28 Comentários

Dois lançamentos da IFA 2016 mostram que os tablets ainda têm fôlego no mercado

A trajetória dos tablets no mercado mobile é curiosa. Popularizado a partir de 2010, com o lançamento do iPad, esse tipo de dispositivo já foi considerado como o substituto dos PCs e, assim que ganhou a possibilidade de fazer chamadas, como o aparelho que extinguiria os smartphones. O problema é que ele frustrou ambas as previsões.

Na verdade, aconteceu o oposto disso. Os smartphones ganharam telas maiores e, com modelos variando entre 5 e 5,7 polegadas, os usuários notaram que um telefone com essas dimensões fazia quase a mesma coisa que um tablet - e ainda cabia no bolso. Logo, por que ter ambos? E os tablets perderam a parada. 

A mesma coisa aconteceu na disputa e tablets e PCs. Muitos diziam que o primeiro mataria de vez o segundo, já que, em pouco tempo, ele teria a mesma capacidade de processamento, com a vantagem de ser muito mais portátil. No final, os tablets que conseguiam ter configurações mais parrudas eram bem mais caros que notebooks ou desktops, além de ser bem pouco confortáveis para trabalhar durante um longo período. E mais uma vez eles ficaram para trás. 

sony xperia z4 tablet as phone de
Os tablets definitivamente não substituíram os smartphones / © ANDROIDPIT

Com isso, não foi surpresa quando as vendas dos tablets começaram a ir ladeira abaixo. Um relatório do IDC de fevereiro de 2016 indica que a comercialização desse tipo de dispositivo caiu 10,1% em 2015 se comparado com 2014.  No último trimestre do ano passado, quando temos as festas de Natal, o desempenho foi ainda pior: a queda foi de 13,7% se comparado ao mesmo período do ano anterior. Ou seja, o público teria perdido o interesse pelos tablets. Mas...

RM
Rui Maciel
Tablets não tem mais o mesmo apelo junto ao público mas ainda têm espaço no mercado mobile.
O que você acha?
291 participantes
50
50

 A IFA 2016 mostra que os tablets ainda têm fôlego

Além de smartphones como o Moto Z Play e a linha Zenfone 3, além de outros dispositivos conectados, a Lenovo e a Huawei mostraram que os tablets ainda têm folego no mercado mobile, desde que eles alinhem design, boa configuração e preços justos.

A Huawei chamou a atenção com o M3, o novo membro da família MediaPad. O tablet traz um design sóbrio, com acabamento em metal e um botão físico na parte frontal que serve como Home e leitor de impressão digital. Suas especificações contam com um processador Kirin 950, 4GB de memória RAM, capacidade de armazenamento que varia entre 32 GB e 64 GB dependendo da versão (expansíveis via cartão microSD) e câmeras de 8 MP em ambos os lados.

AndroidPIT huawei mediapad m3 1
O MediaPad M3 é um dispositivo poderoso e com ótimos recursos multimídia / © AndroidPIT

Além de bastante fino – ele tem apenas 7,3mm de espessura, o MediaPad M3 tem tela de 8,4 polegadas com resolução Quad-HD (2560 X 1600), roda o Android Marshmallow 6.0.1 e sua robusta bateria tem capacidade de 5.100mAh. E ainda com dois ótimos alto-falantes estéreo, desenvolvidos em parceria com a empresa Harman Kardon, especializada em áudio de alta qualidade.

AndroidPIT huawei mediapad m3 14
A câmera de 8 megapixels parece ser bastante competente para videochamadas / © AndroidPIT

Preços do brinquedo: entre 349, 399 e 449 euros (R$ 1.260, R$ 1.441 e R$  1.621 respectivamente, mais taxas e impostos), dependendo da versão, cuja mais cara traz conexão LTE.

O híbrido da Lenovo que roubou as atenções da IFA 2016

A série Yoga Book não é exatamente uma novidade, mas, para esse ano, a Lenovo deu uma bela repaginada no visual do seu híbrido de tablet e notebook e ainda inseriu novidades bem interessantes no dispositivo.

Agora, os novos Yoga Books virão em duas versões: uma com o Windows 10 e a outra com o Android Marshmallow. E sua configuração não decepciona: processador é o Intel Atom x5, 4GB de memória RAM, capacidade de armazenamento de 64 GB e uma robusta bateria de 8.500 mAh com autonomia de até 15 horas. Sua tela tem 10,1 polegadas, tecnologia IPS e resolução Full HD. 

lenovo yoga book ifa 9
O Yoga Book ganhou uma bela repaginada nessa nova versão/ © AndroidPIT

Mas o mais legal dos novos Yoga Book a possibilidade de desenhar e escrever na mesma área onde fica o teclado. Isso porque o Yoga Book traz um teclado totalmente liso que, ao toque de um botão, transforma-se em uma superfície onde o usuário pode criar notas, textos e desenhos a partir de uma caneta eletrônica que suporta até 2048 níveis de pressão. 

lenovo yoga book ifa 7
O que você escreve no papel pode ser digitalizado para a tela do Yoga Book  © AndroidPIT

Aliás, o teclado do dispositivo traz o chamado Efeito Halo. Trata-se de um teclado retroiluminado, totalmente liso e com efeito tátil. A tela de toque é áspera, feita com vidro fosco, com contornos brancos que delimitam os botões virtuais. O teclado com o "padrão Halo" pode ainda assimilar e se adaptar aos hábitos de digitação do usuário graças a um software de aprendizagem. 

AndroidPIT lenovo yoga book 6
O teclado do Yoga Book traz um software de aprendizagem que se adapta aos hábitos do usuário / © AndroidPIT

E tudo isso em um dispositivo com design caprichado: sua carcaça traz apenas 9,6 mm de espessura na parte mais grossa e 4,6 mm na parte mais fina. Graças a materiais como magnésio e alumínio, o Yoga Book ainda consegue ser robusto. Suas metades são ligadas por meio de uma dobradiça de metal, que permite amplos movimentos para frente e para trás. Para completar, ele pesa apenas 690 gramas.

E o preço? Justos 499 euros (R$ 1.812, mais taxas e impostos) na versão Android; e 599 euros (R$ 2.175, mais taxas e impostos) na edição com Windows.

Sim, os tablets ainda têm uma boa lenha para queimar no mercado mobile...

E você ainda considera comprar um tablet em um futuro próximo?

28 Comentários

Escreva um comentário:
  • sempre achei graça com essa de "substituto do PC". estamos vendo ..

  • tablet é excelente eu achava que não prestava mas é top, tenho 1 ipad mini 1, utilizo pra fazer trabalhos da faculdade, assistir netflix, ver notícias, ver vídeos no YouTube... meu celular tá meio de lado.

  • Não sou muito fã desses híbridos. Pra mim, ou é smartphone, ou tablet, ou notebook. Creio que cada um no seu "quadrado" e que há sim ainda espaço para os tablets. Uso o meu iPad Mini pra feed de notícias, redes sociais e redigir pequenos textos. Estou aguardando o lançamento do Galaxy Tab S3 pra substituir meu iPad Mini por ele.

  • Tablet é uma mão na roda para tarefas simples. Além do mais, como musicista, prefiro colocar as cifras e tablaturas das músicas no Tablet ao invés de imprimir e ficar com aquela penca de folhas.
    No meu caso, o tablet será um bom companheiro por algum tempo.

  • Para desenho digital um tablet ainda é uma boa opção. Eu uso um Galaxy Note 10.1 2014 e a S-Pen é perfeita para isso, por isso não abandono os tablets, claro que também aproveito pra ver vídeos e ler quando estou em casa sossegado.
    Espero sinceramente que a Samsung faça um novo tablet da linha Note com hardware poderoso e não esses modelos meia boca que ela tem colocado S-Pen...

  • Tablets terão espaço mais na produtividade como híbridos, sendo uma segunda tela na hora do trabalho/estudo (e cabe aqui lazer nas horas vaga). Quem sabe também como gadget favorito dos pais para os filhos jogarem. Serão poucos os pontos fora da curva que comprar Tablets mais para lazer já que hoje os smartphones na onda de telas maiores dão conta do recado.

  • Acho que tablets seriam uma boa opção além de smartphones, cujo tem modelos finos, bonitos e rápidos, mas tem sempre um porém, ter um no Brasil por exemplo é como si vc trancasse dentro de sua casa e também tem o fato de que é menos portátil, pra levar um de 10 polegadas por exemplo seria dentro de uma mochila ou uma pasta, muito diferente de um smart que cabe em seu bolso

  • Interessantes os dois.

  • Melhor tablet continua sendo o iPad

  • Daria um novo fôlego se criassem lançamento de tablet como modalidade olímpica. Quem jogar mais longe ganha.

    Fora isso, notebook e smartphone são melhores.

  • Eu ainda quero ter um tablet. Só não sei qual e muito menos quando.

  • Lenovo Yoga Book é interessante!
    Talvez compraria se tivesse grana sobrando 😞👎

  • eu prefiro ter meu velho notebook a usar um tablet ... nunca tive interesse

  • Leitura, apontamentos, apresentações e mindmaps são tarefas que nenhum gadget faz como um tablet. O problema está nos atavismos do usuário. Para maioria, o notebook serve para digitar, mas até para isso um tablet e um teclado dão conta do recado.

  • Para mim, híbrido PC/ Tablet só se rodar o W10 , nem iOS muito menos Android .

  • Definitivamente, é necessário definir o que é um Tablet. O Yoga Book é? Não sei. O que eu sei é que os Tablets são equipamentos para CONSUMIR conteudo e não para PRODUZIR. Para o trabalho, será útil para quem precisa apenas CONSUMIR. Tentei trabalhar com um iPad e não fui feliz com planilhas do Excel. Hoje, uso um Surface Pro 3, chamado pelo mercado de "Híbrido". A portabilidade dele ajuda muito, mas por ter um sistema operacional de Laptop resolve minhas necessidades.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi