O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
83 Compartilhado 26 Comentários

Por que o 5G é tão importante para a Internet das Coisas?

Se você associa a tecnologia de internet de 5ª geração (5G) a downloads mais rápidos, prepare-se, pois não tem ideia do que o futuro lhe reserva!

Nós estamos consumindo cada vez mais dados: smartphones, smart TVs, relógios inteligentes, realidade virtual, drones, carros autônomos, máquinas de lavar, geladeiras, assistentes de voz, enfim, a chamada Internet das Coisas (IoT) já está entre nós. Tudo isso demanda a transmissão de grandes volumes de dados e, ainda mais fundamental do que isso, exige um número significativo de conexões simultâneas, mais eficiência e o menor consumo de energia.

Se você ainda não entendeu, o 5G é fundamental para que continuemos nos comunicando bem no futuro, quando bilhões de dispositivos estarão permanentemente conectados à rede.

bilhoes pessoas
Estudo calcula que teremos mais de 20 bilhões de dispositivos IoT em 2020 / © Giphy

Sem 5G, não existe IoT. Essa afirmação pode parecer exagerada em 2017, mas não será em 2020, ano em que calcula-se que teremos mais de 20 bilhões de dispositivos IoT no mundo. Ou seja, será muita gente e muitos dispositivos (ou coisas) querendo ocupar o mesmo espaço (a rede) ao mesmo tempo.

Hoje, as redes 3G e 4G ainda não têm necessidade de resposta em tempo real (o que conhecemos como latência), contudo, dentro de poucos anos alguns serviços que exigem tempo de atraso reduzido (inferior a 10 milissegundos) vão precisar de uma nova tecnologia de acesso.

Opinion by Camila Rinaldi
A tecnologia 5G é a ponte para levar para o mercado novas soluções IoT.
O que você acha?
50
50
155 participantes

Se imagine em um futuro no qual um veículo vai se comunicar com os passageiros, com os pedestres, com outros veículos, com bicicletas, com semáforos, portais de pedágio e outros elementos da infraestrutura urbana. Empresas como a Volvo e a Tesla, por exemplo, pretendem eliminar os acidentes fatais envolvendo seus novos carros até 2020, por meio deste tipo de comunicação entre as coisas.

AndroidPIT WTH is Internet of things 2
Com o auxílio da conexão 5G, a Internet das Coisas fará a ligação entre todos os seus dispositivos / © AndroidPIT

E você não precisa imaginar-se em uma história de ficção científica para entender o IoT, pois diversos programas já funcionam com base no princípio do mundo conectado. Na última quinta-feria, por exemplo, a Huawei, em parceria com a Telefônica e a Kamstrup, implantou um projeto com dados de usuários reais usando a tecnologia NarrowBand IoT (NB-IoT), primeiro da América Latina, em colaboração com uma das principais empresas de serviços de água no Chile.

Juntas, as empresas testaram o gerenciamento da conectividade de uma solução de telemetria para medidores de água residenciais. A telemetria permitirá que os clientes saibam seu consumo de água diário, facilitará a emissão precisa de faturas, além de detectar vazamentos e situações anormais em casa. A NB-IoT é uma rede de conexão de baixo consumo de energia para grandes espaços, focada em adaptar os dispositivos às necessidades do mercado da Internet das Coisas (IoT) - habilitando uma maior duração de bateria, custo apropriado, ampla cobertura e penetração dentro das residências.

O 5G e sua latência super baixa

O atual sistema 4G já otimizou a questão da latência e da eficiência, porém, o 5G será a primeira rede projetada para ser escalável, versátil e eficiente em termos de consumo energético. Ou seja, cada aparelho e rede criados com base na internet das coisas utilizará apenas o que for necessário e quando aquilo for necessário, em vez de consumir o que estiver disponível.

Mas o que significa "latência"? Basicamente, é atraso. A latência é uma espécie de medidor, um cálculo do tempo que leva para um pacote de dados ir de um ponto designado para o outro, da antena da sua operadora até o seu celular, por exemplo. A promessa é que a rede 5G tenha uma latência de no máximo 1 milissegundo, atualmente são 10 milissegundos. E o fato de que, além da rapidez, o uso desta será mais eficiente, como dito acima, faz com que múltiplos dispositivos conectem-se à rede e desconectem-se conforme sua a necessidade. Quase como uma rede neuronal, um dos sistemas mais lindos do mundo.

giphy
Em uma analogia, poderia dizer que o 5G pode ser considerado a sinapse dos nossos neurônios / © Giphy

A tecnologia 5G é a ponte para novas soluções IoT

Como disse acima, o 5G não trata apenas de tornar a velocidade de conexão mais rápida, mas trata das máquinas e das coisas que possibilitarão um futuro inteligente e conectado por conseguirem se comunicar umas com as outras de forma eficiente. A capacidade de movimentar grandes quantidades de dados por múltiplas redes é fundamental para transformar a promessa da Internet das Coisas em realidade.

Por fim, a tecnologia 5G é a ponte para levar para o mercado novas soluções IoT, para que pessoas conversem com carros que irão conversar com edifícios, residências, aeronaves e assim por diante.

De acordo com Juliano Bazzo, gerente da área de Tecnologias de Redes Móveis do CPqD, a expectativa é que as primeiras implantações de redes comerciais 5G no mundo ocorram em 2020; embora possamos ver as primeiras demonstrações acontecendo durante a Copa do Mundo na Rússia, em 2018. No Brasil, essa tecnologia deve chegar somente a partir de 2022. Só faltam cinco anos!

E aí, você ainda tem duvida sobre a importância do 5G para a Internet das Coisas?

83 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

26 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi