O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
38 Compartilhados 3 Comentários

Instagram quer vender imagens sem pagar direitos autorais aos usuários

No primeiro anúncio de mudanças do Instagram após a aquisição da rede social de compartilhamento de imagens pelo Facebook, a equipe do site acaba de anunciar a nova política do serviço e reivindica o direito de vender as fotos dos usuários sem pagar ou notificar os mesmos. Assim, parece que o Facebook acaba de tornar o Instagram rentável como uma espécie de “agência de fotografias” das empresas parceiras da instituição de Mark Zuckerberg, mas os verdadeiros fotógrafos, os usuários do serviço, não recebem nada por isso. A nova política de privacidade e termos de uso da rede social entram em vigor no dia 16 de janeiro de 2013.

Na publicação no blog oficial do serviço, a desculpa para a tomada desta atitude foi facilitar o compartilhamento de informações entre o Instagram e o Facebook:

A atualização da nossa política de privacidade ajuda o Instagram a funcionar de maneira mais fácil como parte do Facebook por ser capaz de compartilhar informações entre os dois grupos. Isto significa que podemos fazer coisas como combater o spam de forma mais eficaz, detectar problemas do sistema e confiabilidade rapidamente e construir melhores funções para todos, compreendendo como o Instagram é usado. [...] A atualização dos nossos termos de serviço protegem o usuário, evitam spam e abuso conforme crescemos.

Agora, o que isso realmente significa na prática é que o Facebook terá acesso às informações de perfis e imagens do Instagram e poderá compartilhá-las com empresas de publicidade, já que a empresa pretende tornar o Instagram em um serviço rentável incluindo anúncios no site.

Outro ponto bastante ousado, é o fato de que estas novas regras dão à empresa o poder de livre exploração das imagens dos usuários sem precisar pagar um tostão por elas. Assim, o Instagram passa a ser dono dos direitos autorais das fotografias e pode usá-las comercialmente da forma que bem entender, inclusive transferindo o direito a parceiros comerciais.

Na realidade, isso não é novidade para usuários do Facebook, já que a empresa reserva-se o direito sobre posts e imagens postadas no serviço.

Ao que tudo indica, se as imagens publicadas no seu perfil estiverem configuradas como “privadas”, você não corre o risco de ter uma imagem sua estampando a capa de um anúncio no Facebook ou em alguma das milhares empresas parceiras da rede social de Mark Zuckerberg.


Perfil > Configurações > Photo Privacy

Quando você utiliza um serviço, existem encargos, muitas vezes, o pagamento é realizado em espécie. No caso do Instagram e do Facebook, se tratam de serviços que se dizem “gratuitos”, mas mostra cada vez mais que para usufruir das suas plataformas, os usuários pagam um preço bastante alto. Lembre-se, quando o produto é gratuito, não se engane, pois o produto é você.

Segundo Kurt Opsahl, do Electronic Frontier Foundation, não existe nenhum termo que identifique o que acontece caso um usuário encerre a conta no serviço depois de 16 de janeiro de 2013, o que levanta a questão de que, neste caso, este mesmo usuário possa conceder ao Facebook o direito irrevogável de vender estas imagens de forma perpetua.

Enfim, a opção de continuar utilizando os serviços do Instagram é de cada usuário cadastrado na plataforma. Hoje, 18 de dezembro de 2012, faz seis dias que encerrei minha conta no Facebook por não concordar com a política da empresa, entre outras coisas. Hoje, 18 de dezembro de 2012, também já não faço mais parte do Instagram. Como disse, é uma questão que deve ser tomada por cada um dos usuários, utilizar ou não um serviço que demande informação pessoal demais.

Assim, estou realmente curiosa para saber o que você pensa a respeito desta nova política de privacidade e termos de uso do Instagram? Deixe-me saber nos comentários abaixo.

Imagem: knipseline/pixelio.de

Fontes adicionais: Cnet; EFF; Bits Blog NY Times; Instagram; Folha de S. Paulo

 

3 Comentários

Escreva um comentário:
  • ja não basta invadir nossa privacidade agora querem vende nossa imagem sem paga nada estou quase desistindo face !!!!!!

  • Camila Rinaldi
    • Admin
    • Equipe
    18/dez/2012 Link para o comentário

    Olha Ademar, se você está certo disso e pode abrir mão deste serviço, siga em frente. Eu levei quatro dias para abrir mão dos recursos do Facebook e pensar sobre as consequências que teria na minha vida, pois muitas vezes, ele era a forma mais fácil e lógica de ponte entre mim (na Alemanha) e familiares (no Brasil). Porém, depois de muito tempo, resolvi abrir mão disso em prol de algo maior, que é a minha privacidade.

    Entre outro aspecto, também quero vivenciar o momento atual sem a plataforma, mas isso é uma questão filosófica que concerne apenas a mim, neste momento.

    Boa sorte com a sua escolha!

  • Irei encerrar a conta do Instagram hoje mesmo, e aos poucos a do Facebook, um abuso o que eles estão fazendo pena que muitos usuários não sabem.

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi