O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK

Futuro nos reserva jogos para Android controlados com os olhos

Imagem: Metro.co.uk

Um dos grandes problemas gerados pelo uso constante de computadores, mais especificamente de seus periféricos, tais como teclados e mouses, é que podemos ganhar uma bela lesão por esforço repetitivo (LER). Isso vale tanto para pessoas que utilizam o computador para fins profissionais, como para aquelas que se interessam até mesmo em jogar. O fato é que hoje em dia, a vida do trabalho e do entretenimento passa, se não total, ao menos parcialmente pela interação com PCs, smartphones ou tablets. Se por um lado, há aqueles que podem sofrer lesões físicas por causa dessa interação, há aqueles que estão completamente excluídos dela. Como podemos imaginar uma pessoa sem seus braços ou sem suas mãos fazendo parte da trupe dos "privilegiados" e conectados? Como pensar em uma delas digitando artigos para uma reunião importante ou mesmo se divertindo com games? Eis que parece que tal problema poderá em futuro muito próximo ser superado. 

Já havíamos sugerido em post anterior que a tecnologia de smartphones e tablets significa um avanço, por um lado, mas pode também ser vista como problemática, por outro. Falávamos do caso dos deficientes visuais que, com a chegada das telas touchscreen, foram totalmente excluídos do mercado. Afinal, cegos veem com suas mãos e dedos e precisam sentir o relevo das coisas. Telas de smartphones e tablets têm tudo... menos relevo. Apps que ajudam deficientes visuais a escrever mensagens de texto em um smartphone são apenas o início da saga para incluí-los no mundo virtual dos dispositivos inteligentes. 

Dessa vez, não queremos falar de apps para deficientes visuais, mas de uma tecnologia que pode levar pessoas, ao contrário, a utilizar seus olhos como forma de vencer deficiências motoras. A BBC publicou hoje em seu site um artigo que justamente antecipa o que o futuro nos reserva em termos de interação com computadores. Trata-se de um projeto da Universidade de De Montfort que pretende desenvolver um sistema de rastreamento ocular que permita o controle de jogos por meio dos olhos. O professor responsável pelo projeto, Stephen Vickers, afirma que a referida tecnologia já vem sendo explorada há anos. A diferença é que este projeto tem como objetivo torná-la acessível em termos de custos e, portanto, popularizá-la entre pessoas com necessidades especiais.

Jogar com os olhos? Mas como?

O sistema de rastreamento ocular usa uma luz infravermelha que identifica exatamente para onde os olhos estão se dirigindo e pode medir movimentos de pessoas que estiverem olhando para uma tela de computador. Se a pessoa focar sua visão num botão de ligar ou desligar, o sistem entenderá tal movimento como sendo o de um clique de mouse ou um enter no teclado para ligar ou desligar algo.

Se essa tecnologia se tornará realmente acessível a nós, mortais, há quem afirme que o uso dos olhos para determinar comandos a um computador só nos levará ao cúmulo da preguiça e, consequentemente, não nos será nada saudável. Porém, como já adiantamos, pessoas com necessidades especiais serão privilegiadas, sem contar aquelas que são portadoras de lesão por esforço repetitivo. É esperar que o projeto alcance êxito.

Que o avanço tecnológico seja, portanto, includente. Quanto ao sistema de rastreamento ocular, não temos dúvida de que ele não se restringirá aos computadores e deverá também chegar aos smartphones e tablets. Imagine poder jogar games para Android com seus olhos?

Fonte: BBC News

Sem comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi