O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
428 Compartilhado 390 Comentários

Review do Moto G5 Plus: um novo rumo

A série Moto G já foi uma referência de custo/benefício no mercado. Após cinco anos, os objetivos da Motorola, agora Lenovo, são outros, e eles vão além do hardware competente. Câmera e design de qualidade são um dos diferenciais do novo Moto G5 Plus, que chega ao mercado custando o mesmo valor de seu sucessor, o Moto G4 Plus. Será que o novo modelo vale a pena? Saiba o que eu achei do aparelho a seguir.

Avaliação

Prós

  • Acabamento
  • Software atual
  • Bateria
  • Câmera traseira

Contras

  • Botão físico para gestos não é intuitivo
  • Qualidade sonora
  • Câmera frontal

Moto G5 Plus – Data de lançamento e preço

O Moto G5 Plus foi anunciado pela Lenovo durante o MWC 2017, em Barcelona, mas foi lançado no Brasil no dia 7 de março durante uma coletiva de imprensa na cidade de São Paulo. O Moto G5 Plus chega ao país com DTV e dual-SIM custando R$ 1.499,00 nas cores cinza e dourada.

Moto G5 Plus – Desenho & Qualidade de Construção

O visual do novo Moto G5 divide opiniões. Pessoalmente, penso que a nova geração está bastante parecida com os modelos Lenovo Vibe, principalmente no que diz respeito às linhas gerais de sua construção. O modo como o aparelho foi construído também lembra um pouco o Vibe K5 ou o Vibe K6 Plus.

O Moto G5 Plus é um dispositivo ligeiramente compacto, com linhas mais arredondadas e pegada ergonômica. É possível manuseá-lo confortavelmente sem problemas. Sua parte traseira é construída em alumínio, com bordas feitas de um material que combina metal com plástico e dá resistência ao aparelho. Esse material torna a recepção do sinal telefônico pelas antenas possível sem que a Lenovo precisasse demarcar a estrutura com plástico.

moto g5 plus screen review
Parte frontal do Moto G5 Plus / © AndroidPIT

Na parte traseira do Moto G5 Plus temos o logo da Moto impresso numa placa de alumínio em alto relevo texturizada. Na parte superior está o módulo da câmera acima do flash LED dual-tone. O sensor está localizado sob uma moldura circular proeminente em relação a superfície traseira do G5+.

moto g5 plus review back
Parte traseira do Moto G5 Plus / © AndroidPIT

Costumo dizer que essa moldura é uma miniatura do Moto 360, que a Motorola resolveu colocar em seus novos projetos. Brincadeiras de lado, essa foi uma decisão para tornar o design da linha G mais parecido com o da série modular Z. Logo acima da câmera está um microfone secundário para bloqueio de ruídos, e que pode ser usado para gravações de vídeos.

moto g5 plus review micro usb
Micro USB, microfone e entrada P2 do Moto G5 Plus / © AndroidPIT

Na parte superior temos o slot para os cartões, que não é híbrido, visto que é possível usar dois nano-SIM em sua parte superior e o cartão microSD embaixo. Na parte inferior temos a entrada para fones de ouvido e a porta micro USB, infelizmente, nada de USB 3.0 ou Type-C aqui.

moto g4 plus micro sim
Slot para dois cartões SIM / © AndroidPIT

A parte frontal nos reserva poucas novidades, exceto pela presença do novo botão físico de início. O botão em si não é uma novidade, até porque o Moto G4 Plus também tem um em sua parte inferior frontal. Contudo, a nova inserção da Lenovo não funciona apenas como um sensor biométrico, mas falaremos sobre seu funcionamento a seguir.

O speaker superior é mono, e está localizado de forma alinhada com a câmera frontal e alguns sensores.

moto g5 plus box out
O que vem na caixa do Moto G5 Plus / © AndroidPIT

O visual do Moto G5 Plus não me agradou muito, principalmente nessa versão que foi enviada para testes na cor dourada. Mas é perceptível que a Lenovo se esforçou na construção do dispositivo, utilizando materiais de qualidade.

Moto G5 Plus – Tela

Tivemos uma redução de tela no Moto G5 Plus em comparação com o Moto G4 Plus, de 0,3 polegadas. Essa diferença é quase imperceptível, e confesso que não entendi o porquê dessa escolha por parte da Lenovo. A resolução usada neste modelo é a mesma de seu predecessor, Full HD, mas na prática nenhuma melhoria é perceptível no que diz respeito a nitidez, contraste ou cores.

É impossível dizer que o painel do Moto G5+ é mais nítido do que o do Moto G4 Plus por conta de uma diferença de 0,3 polegadas. A qualidade da tela também é a mesma, ou seja, para exibição de cores mais vívidas é preciso usar o modo de cor "intensidade" nas configurações do sistema.

tela moto g5 plus screen review
Tela Full HD do G5 Plus  © AndroidPIT

A tela responde bem ao toque e não tive nenhum problema com ela durante meu uso, como os já conhecidos ghost touch ou burn-in, bastante relatados por usuários do Moto G4 Plus. As condições de uso em ambientes ensolarados são convencionais de um painel LCD, ou seja, reflexos podem atrapalhar em algumas ocasiões.

Moto G5 Plus – Características Especiais

Botão físico de início

O Moto G5 Plus traz consigo um novo botão físico de home, que funciona como sensor biométrico, início do sistema e também responde a gestos. Seu funcionamento é igual ao Imprint, do Google Pixel, que fica na parte traseira do aparelho e executa comandos no software de acordo com alguns toques do usuário. A chamada navegação por gestos.

O uso do botão é opcional, e seu controle é feito através da central Moto. As possibilidades ainda são simples, como deslizar da direita para esquerda (voltar), e da esquerda para direita (troca rápida de aplicativos + multitarefa). Ainda é possível fotografar utilizando o toque no sensor.

moto app moto g5 plus
Aplicativo Moto / © AndroidPIT

O reconhecimento da digital é bem rápido, prático e funcionou comigo mesmo quando meus dedos estavam suados. Durante o tempo que passei com o Moto G5 Plus confesso que optei por utilizar os botões virtuais de navegação na tela. Em vários momentos não achei a navegação por gestos prática, talvez pela posição do botão, que me incomodava em alguns momentos.

A própria interface do Android nos convida a tocar na tela, exibindo menus e opções de "voltar" no canto superior da tela. Acredito que a adaptação ao botão seja uma questão de costume, que vai variar de usuário para usuário. Contudo, devo dizer à você que pensa em comprar um Moto G5 Plus apenas por conta do novo botão: faça um test-drive antes.

moto g5 plus sensor bio
O novo botão touch do Moto G5 Plus  / © AndroidPIT

Acredito que a adaptação ao botão seja uma questão de costume, e vai variar de usuário para usuário. Meu conselho é que, se você está pensando em comprar um Moto G5 Plus, faça um test-drive antes em uma loja e veja se conseguirá viver com as exigências deste botão.

É esperado, inclusive, que a próxima geração do Moto Z venha acompanhada por um botão similar, logo, esse tipo de recurso para interação com o sistema deve se tornar mais comum. Além do reconhecimento rápido da biometria, o botão reconhece também os gestos de navegação sem nenhum atraso.

Abaixo, um vídeo que eu fiz utilizando o Moto G5 (no vídeo eu digo Plus, mas não se deixe enganar) e que demostra na prática o funcionamento do botão:

Moto G5 Plus – Software

O Moto G5 Plus sai de fábrica rodando com Android 7.0 Nougat sem muitas customizações no software. É possível notar algumas intervenções da Lenovo no sistema, principalmente no dock onde ficam os aplicativos na tela de início e no App Drawer.

A bandeja de apps funciona igual a do Pixel Launcher, ou seja, está acessível a partir do deslizar com os dedos debaixo para cima. Contudo, o App Drawer está transparente e foi customizado pela Lenovo. Pessoalmente, não achei o visual bonito.

moto g5 plus android nougat review
Visual do sistema / © AndroidPIT

Existe uma animação no papel de parede quando as telas de início são trocadas, que exibe uma espécie de blur. O Google Now está acessível a partir da tela inicial, e o Now On Tap pode ser acionado quando o botão de início (virtual ou físico) é pressionado por alguns segundos. O Moto G5 Plus, infelizmente, não suporta o Google Assistente até o momento.

moto g5 plus android nougat review sistema
Android Nougat do Moto G5 Plus / © AndroidPIT

A central Moto continua sendo a central que comanda os recursos inteligentes do software desenvolvidos pela Lenovo. Além do tradicional chacoalhar para ativar a lanterna, temos uma opção que bloqueia aplicativos e o modo de tela reduzida.

Moto G5 Plus – Performance

Em comparação com a geração anterior, o processador do Moto G passou de um Snapdragon 617 para o Snapdragon 625. O novo processador é o mesmo presente no Moto Z Play, o que permitirá aos usuários do novo modelo uma performance mais otimizada. Na prática, você pode esperar do Moto G5 Plus o mesmo rendimento do Moto G4 Plus, principalmente porque temos em ambos a mesma quantidade de memória RAM: 2GB.

Esperava que a versão brasileira tivesse os 3GB de memória RAM presentes na versão internacional, anunciada durante o MWC. Hoje, a performance do G5+ é boa com o Android Nougat, mas nada garante que esse rendimento não irá cair quando novas versões do Android chegar. Mais memória RAM seria fundamental para uma boa performance do modelo à longo prazo.

Na prática, você pode esperar do Moto G5 Plus o mesmo rendimento do Moto G4 Plus

Redes sociais rodam sem quaisquer problemas, assim como alguns jogos mais pesados, como Asphalt 8, Dungeon Hunter 5 e Vainglory. A navegação por sites através do Chrome também acontece tranquilamente, sem nenhum tipo de engasgo ou de travamentos.

moto g5 review box
Moto G5 Plus tem rendimento de intermediário / © AndroidPIT

O usuário pode contar com inúmeros recursos do Android Nougat no Moto G5 Plus, incluindo o famoso modo multi-janelas. Nesse modo, é possível manipular ambas as janelas e também redimensionar seus respectivos tamanhos. Logo nos primeiros dias de teste o Moto G5 Plus recebeu uma atualização que trazia melhorias para o software da câmera, sem nenhuma menção a otimização da performance.

Um dos diferenciais do novo Plus é a inclusão da TV digital HD, que permite a gravação do que é exibido no cartão de memória. Para seu uso é necessário a utilização da antena que vem junto ao aparelho, que é bem conhecida pelos usuários da Motorola e que é conectada na mesma entrada P2 do fone de ouvido. O software é rápido e a qualidade da imagem depende da região onde o usuário está. Pessoalmente, utilizei poucas vezes esse recurso durante os testes. Em complemento, o Moto G5 Plus vem equipado com NFC.

Abaixo, os resultados do Moto G5 Plus nos principais testes de benchmarks do mercado:

  • Vellamo:
    • Metal: 1.428 - Multicore: 1.956 - Browser: 3.344
  • AnTuTu: 64.096
  • Geekbench 4:
    • Multi-core: 3.761 - Single-core: 801

Moto G5 Plus – Áudio

Não espere por uma qualidade de áudio superior aqui, pois o alto-falante do Moto G5 Plus é apenas mono. Já faz alguns anos que a Motorola não tem dado atenção a qualidade sonora da série.

O áudio é regular, com pronuncias agudas e com volume alto. Em jogos com trilha sonora ou efeitos profundos, contudo, é possível notar algumas distorções em certos momentos. O áudio para ligações funciona muito bem, tanto no ouvido quanto no modo viva-voz.

Moto G5 Plus – Câmera

O Moto G5 Plus vem equipado com uma câmera traseira de 12MP, flash de LED dual-tone e tecnologia Dual Auto Focus Pixel, que promete entregar resultados melhores em condições de iluminação baixa. De fato, a lente do dispositivo é capaz de administrar bem a entrada de luz devido ao sensor com abertura f/1.7, que é uma raridade nessa faixa de preço. Nesse caso, quanto menor o número após f/, melhor será sua sensibilidade a luz.

De fato, em uso prático, é possível obter bons resultados com a câmera do aparelho, embora as cores fiquem um pouco lavadas em algumas situações. O foco é rápido e as imagens feitas durante a noite não ficam com muitos ruídos ou borrões, e isso se deve a lente com abertura maior. Com relação ao software, temos a mesma versão que encontramos no Moto G4 Plus, ou seja, é possível usar o modo profissional para ajustar o ISO, o obturador e a exposição manualmente. 

moto camera moto g5 plus review
Modo profissional do software da câmera / © AndroidPIT

Ainda sobre os resultados com a câmera, preciso dizer que em alguns momentos foi impossível ajustar o foco e a exposição no modo automático. Em alguns momentos era impossível fazer o software focar em determinados lugares, fazendo com que a exposição ficasse estourada. Recomendo o uso do HDR em quase todos os momentos, principalmente em ambientes com alta luminosidade. O modo HDR do Moto G5 Plus funciona muito bem.

Os vídeos podem ser gravados em HD (30fps), Full HD (30/60fps) e em 4K (30fps). É válido destacar que poucos modelos na mesma faixa de preço filmam no padrão Ultra HD.

moto g5 plus camera flash
Câmera do Moto G5 Plus / © AndroidPIT

A câmera frontal tem 5MP, conta com o modo profissional e outros incrementos, como um modo embelezar. O Moto G5 Plus não vem com flash frontal, mas a Lenovo incorporou no software um efeito que adiciona um painel branco e aumenta a luz do display para ajudar em ambientes com baixa iluminação. É um recurso que ajuda pouco e nem sempre traz bons resultados, portanto, recomendo seu uso só em situações extremas.

Moto G5 Plus – Bateria

A bateria do Moto G5 Plus teve bons resultados no meu teste. Temos aqui 3.000mAh que podem durar tranquilamente 18 horas em uso moderado. Iniciei meu dia com 100% de carga às 7h30, ouvi Spotify no 3G e usei bastante o Chrome, o Gmail e o Instagram. Ao final do meu dia ainda restavam 30% de carga. Não utilizei os jogos por vários dias, assim como o 4G.

No teste de pressão, com brilho no máximo, localização e sincronização ativadas, 4G, vídeos e jogos na sequência, a bateria durou cerca de 6 horas e meia. Dificilmente um usuário precisará submeter o aparelho a condições semelhantes durante muito tempo, por dias consecutivos. Logo, é válido dizer aqui que a bateria do Moto G5 Plus tem autonomia suficiente para durar mais um dia em uso moderado.

O modelo acompanha um carregador de 12W com 1.2 amperes, que é capaz de carregá-lo por completo em menos de uma hora e meia. O carregamento é rápido, mas não muito quando comparado ao carregador do Moto X Style, por exemplo, que tem 25W. De qualquer forma, a tecnologia Quick Charger é sempre bem-vinda.

 

Moto G5 Plus – Especificações Técnicas

    • Tipo:
    • Smartphone
    • Fabricante:
    • Lenovo
    • Dimensões:
    • 150,2 x 74 x 7,7 mm
    • Peso:
    • 155 g
    • Tamanho da bateria:
    • 3000 mAh
    • Tamanho da tela:
    • 5,2 polegadas
    • Tela:
    • 1920 x 1080 pixels (424 ppi)
    • Câmera frontal
    • 5 megapixels
    • Câmera traseira
    • 12 megapixels
    • Flash:
    • Dual-LED
    • Versão do Android:
    • 7.0 - Nougat
    • RAM:
    • 2 GB
      3 GB
    • Memória interna:
    • 32 GB
    • Memória removível:
    • microSD
    • Chipset:
    • Qualcomm Snapdragon 625
    • Número de núcleos:
    • 8
    • Velocidade máx.
    • 2 GHz
    • Conectividade
    • HSPA, LTE, NFC, Bluetooth 4.2

Veredito Final

Definitivamente, a linha Moto G agora é outra. O hardware e o custo/benefício ainda existem, mas eles dividem a cena com outros diferenciais que a Motorola e a Lenovo estão investindo cada vez mais, como câmeras melhores e design. É fato que o Moto G4 Plus não era uma obra-prima com relação ao visual, logo, isso foi otimizado no Moto G de quinta geração. 

Muitos usuários realmente procuram um modelo com design agradável, bem construído e com câmera que não os deixem na mão. Entretanto, outros aspectos estão ficando de lado geração após geração, como a memória RAM, que estagnou nos 2GB, e também a qualidade sonora.

É claro que a ausência dessas características não tornam o Moto G5 Plus um produto ruim, mas é bem possível que esses sejam os próximos diferenciais da próxima geração. Com o modelo custando R$1.500,00 hoje no mercado, porque não otimizá-lo por completo desde já? A versão internacional, aliás, conta com 3GB de memória RAM, logo, a justificativa da Lenovo em adaptá-lo para o Brasil seria o corte de custos. Sinceramente, não acredito que aumentar 1GB na memória tornaria o Moto G5 Plus tão caro ao ponto do modelo se tornar um concorrente do Moto Z Play.

Os pontos fortes do Moto G5 Plus são: acabamento, o botão físico touch e a câmera

Dito isso, também é necessário ressaltar algumas melhorias e inovações que a Lenovo trouxe para o modelo. O sensor biométrico, que também é um botão touch para navegação do sistema, é uma novidade que irá agradar muitos usuários. Como mencionado no review, é necessário um tempo de aprendizado para que seu uso seja mais intuitivo, visto que a navegação pelo sistema através dos botões virtuais será sempre mais convidativa. 

O ponto positivo que esse botão trouxe foi o aproveitamento da área útil da tela, que é capaz de exibir mais conteúdo quando o padrão virtual está desativado. O usuário ganha mais espaço no display, de forma resumida, o que pode compensar a redução que a Lenovo fez no tamanho do painel entre a geração passada e esta, de 0,3 polegadas.

O software segue o "quase puro", principalmente no quesito aplicações, bloatwares e serviços. Contudo, é possível notar um dedo da fabricante no visual das telas de início, na animação do papel de parede e principalmente na bandeja de aplicativos. Aqui fica um aviso: cuidado com o software do Moto G, Lenovo.

Por fim, devo dizer que se você está usando o Moto G4 Plus neste momento, sinceramente, não existem grandes diferenciais no Moto G5 Plus que façam a troca valer a pena. O Moto G5 Plus é uma boa alternativa ao Galaxy J7 Prime, Zenfone 3 Max, Galaxy A5 e outros modelos na mesma faixa de preço.

O que você achou do Moto G5 Plus?

Moto G5 Plus – Onde comprar

Abaixo, algumas ofertas do varejo online para o Moto G5 Plus:

 

Os comentários favoritos dos leitores

  • Deivis Schuman há 1 semana

    Custava trazer a versão de 3gb de ram?
    O que impediu isso de acontecer?

  • Sidney Piesco há 1 semana

    Cegueira estratégica.

  • CAV há 1 semana

    Visão estratégica equivocada, como sempre.

  • Bruno Salutes
    • Admin
    • Equipe
    há 1 semana

    Então, amigos, o Moto G3 nacional também era modificado. Tanto que o Turbo veio para corrigir isso como um bônus. O G4+ também veio com modificações. Eu acredito que o Moto G5+ não iria competir com o Z Play apenas por conta da RAM, até porque são lançamentos de anos e gerações diferentes, com proposta de uso distintas. Enquanto um é novo, outro receberá um sucessor dentro de alguns meses. Isso cria uma certa limitação e uma estagnação sim. O que acontece com o Moto G, no meu ponto de vista, é que o modelo está sendo pensado para um público novo, que se preocupa exatamente com essas características novas, como alumínio, tela mais compacta e câmera com números bons. Acho que a Motorola quer ampliar ou mudar o público, e isso ela tentou fazer de forma explícita com o G3, que veio com proteção conta água, por exemplo, que não fazia o menor sentido pelo preço e pelas especificações do aparelho na época. Enfim...o conceito do Moto G mudou, acho que precisamos aceitar isso (novos rumos). O que acham?

  • Maicon Bruisma há 1 semana

    Comentários a serem feitos: primeiramente, parem de dizer que o rendimento do G5 Plus será igual do G4 Plus, pq é melhor, o Snapdragon 617 não havia passado o 600 em GPU e CPU olhe lá, o 625 já superou o 800 em GPU e CPU, então não há o porque fazer comparações assim aqui. A lateral dele é toda em metal, as antenas ficam naquelas marcações encima e embaixo na traseira, igual os Vibe K6 e Plus. A tela do G5 Plus é aquele TFT IGZO igual Moto X Play e Style, IGZO é uma variação do TFT assim como o IPS é, então nem de longe é ruim. Na faixa de mil pila não há aparelho melhor que o G5, considerando o conjunto, e colocaram só 2gb no Plus justamente pela faixa de preço, para não concorrer com o Z Play.

390 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários
428 Compartilhado

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi