O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
298 Compartilhado 243 Comentários

Review do Lenovo Vibe A7010: valeu a espera pelos chineses!

Demorou para acontecer, mas finalmente a Lenovo assumiu sua posição como fabricante de dispositivos Android no Brasil. Em parceria com a Motorola, sua subsidiária, a chinesa lançou no país o Lenovo Vibe A7010, conhecido internacionalmente como Vibe X3. O dispositivo chega como alternativa para aos modelos da Asus que ocupam a faixa entre 1000 e 1.300 Reais, e principalmente os próprios intermediários da Motorola, como o Moto G Edição Turbo. Confira a seguir o nosso review completo do Lenovo Vibe A7010.

Avaliação

Prós

  • Tela
  • Qualidade sonora
  • Interface do usuário
  • Processamento
  • Câmera traseira

Contras

  • Câmera frontal
  • Acabamento traseiro

Lenovo Vibe A7010 – Data de lançamento e preço

O Lenovo Vibe A7010 foi anunciado durante um evento realizado pela Lenovo e pela Motorola em São Paulo no dia 4 de dezembro. O dispositivo está disponível para compra através da loja online da Lenovo e no varejo físico pelo preço sugerido de R$ 1.299,00. O Lenovo Vibe chega nas cores branca e preto fosco. Ao final deste review separamos as melhores ofertas para o dispositivo.

Lenovo Vibe A7010 – Desenho & Qualidade de Construção

O Vibe A7010 lembra um pouco os demais dispositivos da linha Moto em linhas gerais, como o chanfrado nas extremidades superior e inferior frontal. No mais, o dispositivo comercializado pela Lenovo e fabricado pela Motorola tem sua própria identidade visual. A moldura ao redor do dispositivo é feita em policarbonato e possui uma lapidação na parte superior e inferior, conferindo ao dispositivo um ar mais sofisticado.

O Lenovo Vibe A7010 pode lembrar os modelos da linha Moto, mas o dispositivo chinês tem sua própria identidade visual
teaserlenovovibereview
Acabamento interno do Lenovo Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

Os botões de energia e volume são lisos e não causam nenhum tipo de confusão durante o manuseio do dispositivo, visto que não existem outros botões físicos em suas laterais. Na parte inferior temos uma porta micro USB e um microfone que; por sinal, compõe o sistema formado por 3 microfones para cancelamento de ruído do Vibe A7010.

A pegada do dispositivo não poderia ser mais firme e confortável. Temos as bordas ligeiramente anatômicas em policarbonato emborrachado que imita alumínio para garantir mais firmeza, enquanto a tampa traseira é feita em policarbonato fosco emborrachado. Esse plástico, por sinal, adora marcas de dedos e gorduras, superfícies com irregularidades são um prato cheio para riscos e manchas mais profundas.

userlenovovibe
O manuseio do Vibe A7010 é confortável. / © ANDROIDPIT

As grelhas dos alto-falantes frontal fazem parte da moldura frontal e reverberam o áudio através de três fileiras cheias de perfurações. O áudio é incrível, mas falaremos sobre essa característica nos tópicos a seguir. Ainda sobre o acabamento e design do Vibe A7010, podemos destacar o flash de LED dual-tone ao lado da câmera frontal e acima do sensor biométrico. 

speakerlenovovibereview
Câmera frontal e alto-falante superior do Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

Na parte superior temos a entrada para o fone de ouvido que; em minha opinião, incomoda um pouco durante o uso, visto que o cabo do fone fica pendurado no dispositivo. Entretanto, esse problema não atrapalha durante a usabilidade diária com o dispositivo.

fonelenovovibereview
Entrada para fone de ouvido posicionada na parte superior do Lenovo Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

A tampa traseira pode ser removida pelo usuário, oferecendo acesso aos slots do SIM 1/SIM 2 e também para a bandeja do cartão de memória. Nada de bandeja híbrida ou pin para injeção de slots internos. A Lenovo segue a mesma lógica dos smartphones mais tradicionais. A bateria está acessível mas não pode ser removida pelo usuário, o detalhe que envolve a câmera e o sensor biométrico mantêm esse componente fixo ao dispositivo.

sensorlenovovibereview
Acabamento traseiro do Lenovo Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

De modo geral, posso dizer que a experiência com o Lenovo Vibe A7010 é bem agradável. Particularmente, o ponto que destaco como negativo é a presença de botões capacitivos em ordem não convencional (multitarefa + home + voltar) e sem retroiluminação. No mais, existe um LED de notificações na parte superior esquerda, além das bordas ao redor da tela serem bem aproveitadas.

Junto com o carregador e o fone de ouvido intra-auricular, a Lenovo envia uma case extra em acrílico transparente para o Vibe A7010. 

caselenovovibereview
Capa em acrílico do Lenovo Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

Outro ponto que vale ser mencionado aqui é que a traseira do dispositivo suja facilmente devido ao seu acabamento fosco. É um pouco difícil de remover marcas de dedo da traseira do Lenovo Vibe A7010 depois que elas se fixam no dispositivo. Fora isso, o acabamento e o design do Lenovo Vibe A7010 é excelente, com boa pegada e ergonomia. 

Lenovo Vibe A7010 – Tela

O painel LCD de 5,5 polegadas do Vibe A7010 possui resolução Full HD de 1920 x 1080 pixels (401 ppi) e tecnologia IPS. O contraste da tela é equilibrado, assim como as cores. A nitidez do painel é excelente. Em minha opinião, este é o tamanho ideal de tela para essa resolução. O brilho da tela é intenso, entretanto, o Vibe A7010 sofre do mesmo problema de qualquer outro dispositivo com tela LCD: a baixa legibilidade em ambientes com forte iluminação.

telalenovovibereview
Tela com resolução FULLHD do Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

Entre as configurações de tela existe uma opção para calibrar a temperatura do painel e a intensidade das cores. Assim, é possível tornar o fundo branco mais azulado ou mais amarelado, além de as cores ficarem mais ou menos intensas. Essa opção é oferecida pela MediaTek, chamada de MiraVision, mas aparece no Vibe A7010 como "efeitos de tela".

O ângulo de visão é excelente, as cores não perdem vibratilidade quando o dispositivo é visualizado por um ângulo mais fechado. O vidro é bem macio e a sensibilidade do toque é excelente, tornando a navegação entre os contextos do sistema bem confortável.

telafotoslenovovibereview
Ângulo de visão do Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

A tela do Vibe A7010 é perfeita para reproduzir conteúdos multimídia, como jogos e vídeos, visto que o painel bem definido oferece ótima imersão aliado ao áudio emitido pelos alto-falantes estéreos. As cores balanceadas e o contraste equilibrado fazem da tela do dispositivo da Lenovo a melhor no segmento intermediário.

O Lenovo Vibe A7010 tem a melhor tela LCD do mercado intermediário atual

Lenovo Vibe A7010 – Características Especiais

Sensor biométrico

O sensor biométrico é uma novidade para um dispositivo fabricado pela Motorola, no entanto, modelos internacionais da Lenovo já contam com esse recurso. O software para cadastramento de biometrias do Vibe A7010 permite que até 5 impressões sejam armazenadas no dispositivo. Basicamente, a única função oferecida no software é para o desbloqueio da tela, que não substitui o PIN ou desenho convencional, mas serve como uma alternativa mais fácil e diferenciada. 

lenovovibesensordigital
O sensor biométrico do Vibe A7010 é muito rápido. / © ANDROIDPIT

O reconhecimento é realizado de forma muito ágil pelo sensor do Vibe A7010. Algo que me chamou atenção foi a possibilidade de desbloqueio do dispositivo a partir de qualquer sentido do dedo, ou seja, não existe um posicionamento específico para usar o sensor. Com o dedo na horizontal, de ponta cabeça, com as pontas do dedo; em qualquer posição o Vibe A7010 reconhece as digitais do usuário.

O sensor biométrico do Lenovo Vibe A7010 é muito rápido e versátil
scannerlenovovibe
Software de cadastramento de impressões digitais do Lenovo Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

O software da câmera permite que imagens sejam capturadas a partir de um toque leve no sensor biométrico, entretanto, essa função não está ligada ao reconhecimento da digital do usuário. Neste caso, o sensor é usado como um botão convencional para captura de imagens, com a vantagem de não precisar do clique.

Mesmo com o dedo úmido, o reconhecimento aconteceu sem complicações. Não me recordo de nenhum momento em que o sensor biométrico tenha me deixado na mão. Como mencionei anteriormente, o reconhecimento é muito rápido e eficiente.  

Lenovo Vibe A7010 – Software

O Lenovo Vibe A7010 roda com Android Lollipop 5.1 e a interface do usuário Vibe UI 3.0. A skin da fabricante chinesa possui diversos recursos entre suas configurações e mistura ícones-padrão de serviços do Google com opções remodeladas, como um aplicativo proprietário de mensagens e uma galeria de fotos. O software possui 39 apps pré-instalados, sendo 15 deles da Lenovo.

Por padrão, o launcher do Vibe UI possui uma gaveta de aplicativos, diversas telas de início e vários widgets. Esse ambiente é chamado de "Android", e pode ser encontrado com o movimento de pinça na tela inicial através da opção "preferências". A versão Android do launcher pode ser observada abaixo:

vibeuiandroidlenovovibe
Tema padrão da Vibe UI com o launcher Android. / © ANDROIDPIT

Entretanto, no mesmo menu que encontramos a opção Android é possível ativar o launcher Vibe UI. Essa opção de skin remove a bandeja de apps e deixa o Vibe A7010 parecido com o Redmi 2 Pro, onde todos os aplicativos ficam espalhados entre as telas de início do dispositivo e sem gaveta de apps. Confira abaixo:

vibeuinormallenovovibereview
Tema padrão da Vibe UI com o launcher Vibe UI. / © ANDROIDPIT

Existem algumas vantagens em manter o launcher Vibe UI em vez da versão Android. Uma delas é a loja online de temas da Lenovo, que exibe mais opções quando este launcher está aplicado. A loja do Vibe A7010 possui diferentes tipos de telas de bloqueio, temas com pacotes de ícones e até mesmo diferentes opções para o multitarefa. 

Testei diversos temas, telas e opções para o multitarefa, e pude perceber que a perfomance do sistema se manteve igual em qualquer uma dessas opções. A Vibe UI se mostrou muito madura, com efeitos rápidos e bem reproduzidos, perfomance fluida independentemente do launcher escolhido, além de ótima tradução de idioma.

vibeuimultitasklenovo
Diferentes temas para o multitarefa rodando no Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

A interface da Lenovo possui um forte apelo para personalização, ou seja, não existe uma gama de recursos espalhados entre as configurações do sistema que precisam de habilidade e tempo para serem encontrados. Não notei nenhuma lentidão, engasgo ou congelamento entre as animações, troca de telas ou quando o multitarefa estava sobrecarregado.

temavibeuilenovo
Tema baixado na loja interna do Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

Quanto ao update para o Android 6.0 Marshmallow, segundo a imprensa internacional, a Lenovo deve atualizar seus dispositivos mais recentes entre janeiro e maio de 2016. O Lenovo A7010 segue sem previsão pela Lenovo Mobile do Brasil até o momento.

Lenovo Vibe A7010 – Performance

Como não poderia ser diferente em um dispositivo chinês, o Vibe A7010 é embalado pelo processador MediaTek MT6753T, com oitos núcleos de 1,3 GHz e GPU Mali-T720MP3. A memória RAM é de 2 GB e o armazenamento interno é de 32 GB, com possibilidade de expansão até 128 GB pelo microSD. A conectividade do dispositivo é 4G para ambos os slots, mas não simultaneamente.

A perfomance do dispositivo é excepcional, sem congelamentos, lags ou superaquecimentos. Pude rodar os jogos Implosion, Asphalt Nitro e Dead Space sem quaisquer problemas ou quedas de frames. Vídeos em FullHD e QuadHD são reproduzidos normalmente, tanto pelo YouTube como pelo Netflix. Rodar vídeos 4K também é possível no Vibe A7010, no entanto, a taxa de atualização de quadros cai significativamente. 

lenovovibeasphaltreview
Lenovo Vibe A7010 rodando o Asphalt Nitro com os gráficos no máximo. / © ANDROIDPIT

Neste período de testes, o Lenovo Vibe A7010 recebeu dois pequenos updates para otimizar a performance, nenhum deles ultrapassou 30 MB. Não notei nenhuma diferença na performance do sistema ou em elementos visuais após a instalação dessas atualizações corretivas.

O Vibe A7010 roda muito bem em multitarefa com diversos apps. Notei um ligeiro aquecimento na região do sensor de impressões digitais enquanto algum app era instalado ou atualizado pela Play Store. Leva um certo tempo para essa região desaquecer, acredito que é possível sentir esse calor pelo fato do sensor ser a única parte do dispositivo feita em alumínio.

Abaixo, você confere os resultados obtidos pelo Lenovo Vibe A7010 entre os principais benchmarks do mercado:

antutulenovovibereview
Resultado do Vibe A7010 no AnTuTu. / © ANDROIDPIT
geekbecnhlenovoreview
Resultado do Vibe A7010 no Geekbench 3. / © ANDROIDPIT
vellamolenovovibereview
Resultado do Vibe A7010 no Vellamo. / © ANDROIDPIT

Fiquei surpreso com o desempenho da Vibe UI, ela flui melhor do que a TouchWiz no Galaxy On7, melhor que a Xperia UI no Xperia M5 e muito melhor que a Zen UI, da Asus, no Zenfone Selfie - menciono apenas dispositivos que foram testados por mim. Num primeiro momento achei que a interface do usuário da Lenovo era mais uma opção cheia de bloatwares e com opções inúteis, no entanto, os primeiros 30 minutos vasculhando a Vibe UI foram o suficiente para tirar essa idéia da mente. A interface chega ao Brasil bem traduzida, com bons recursos e usabilidade que não a difere muito do Android original. Em nenhum momento ela é um problema no Vibe A7010.

O sensor de luminosidade do dispositivo reconhece rapidamente as condições de luz ambiente, visto que o brilho automático depende desse reconhecimento para funcionar mais precisamente. Os aplicativos são lançados rapidamente e não levam muito tempo para carregar, exceto aqueles que baixam dados extras quando lançados ou realizam conexão com a internet no primeiro carregamento.

Lenovo Vibe A7010 – Áudio

Chegamos na cereja do bolo da Lenovo. O Vibe A7010 é o primeiro dispositivo vendido no Brasil com a tecnologia de áudio Dolby Atmos, que funciona como um decodificador mais avançado para o som reproduzido pelo dispositivo através do fone de ouvido ou pelos speakers. Além das melhorias no áudio, o Lenovo Vibe A7010 possui um codec específico para reduzir ruídos ambientes e ecos sonoros, que são captados a partir dos três microfones do dispositivo. Esse codec faz com que o som seja mais imersivo e envolvente enquanto o usuário executa vídeos ou jogos, conhecido também como som Surround.

O Dolby Atmos possui um aplicativo como equalizador e que pode ser acessado a partir das configurações de som do dispositivo. Outro ponto que me chamou atenção foi o fato da Lenovo não embarcar um tocador de áudio proprietário no dispositivo, ou seja, toda a mixagem configurada a partir do Dolby Atmos é levada para qualquer player de música que o usuário escolher. Uma ótima sacada da Lenovo que, assim como a Sony com o Clear Audio+, resolveu não limitar a tecnologia exclusiva do dispositivo.

dolbyatmoslenovovibereview
Interface do equalizador Dolby Atmos rodando no Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

O áudio estéreo é excelente e com forte reverberação, os graves são bem pronunciados e os agudos são mais atenuados. Assistir a vídeos e jogar no Vibe A7010 é uma experiência muito interessante, o som é imersivo, claro e limpo. O fone de ouvido intra-auricular enviado pela Lenovo possui boa construção, mas não espere por uma qualidade sonora excepcional vinda dele. O áudio reproduzido por ele é equilibrado, com agudos e graves amenos, mas, ainda sim, ligeiramente fracos para a qualidade sonora que pode ser explorada no dispositivo.

Usei o meu fone intra-auricular da Pioneer para comparar com o acessório da Lenovo, assim, pude explorar toda a qualidade sonora do Vibe A7010. O equalizador da Dolby possui configurações específicas para o fone de ouvido e, além disso, quando esse acessório é conectado no dispositivo é exibido um ícone de Hi-Fi (áudio em alta fidelidade sonora).

hifilenovovibereview
Ícone de áudio em Hi-Fi na barra de status do Lenovo Vibe A7010. / © ANDROIDPIT

Esse recurso é voltado para músicas com baixa compressão e podem ser perceptível a partir de um fone de ouvido com boa qualidade sonora. Esse ícone aparece para qualquer fone de ouvido, no entanto, se você estiver usando um arquivo de áudio no formato MP3 com taxa inferior a 320 Kbps, dificilmente irá notar alguma diferença. Essa função funciona bem com o TIDAL, por exemplo, que oferece músicas em Hi-Fi. Para os fãs de áudio de plantão, este recurso é mais do que bem-vindo.

A qualidade sonora para chamadas está dentro da média, com boa pronúncia da voz do contato e excelente bloqueio de ruído. O alto-falante reproduzir chamadas e conteúdos multimídia com ótima fidelidade sonora. 

Lenovo Vibe A7010 – Câmera

A câmera traseira do Vibe A7010 é de 13 MP e conta com autofoco, HDR, controle de ISO e grades. Existe uma função específica para a câmera frontal, de 5 MP, chamada de V-Selfie, que captura a imagem automaticamente quando o usuário faz a letra V com os dedos.

O software de câmera da Lenovo é simples e possui ajustes essenciais, como ISO, obturador e controle de exposição. Não notei atrasos na abertura da câmera ou durante a captura de imagens, exceto pelo modo HDR, que solicita ao usuário permanecer com o dispositivo firme mesmo após alguns minutos da captura. Isso acontece porque o HDR do Vibe A7010 realiza a captura de três tipos de fotos com exposição de iluminação diferentes, assim, quando o usuário acessa a galeria de fotos a imagem já está pronta. Esse modo funciona muito bem, realiza um ótimo trabalho de correção de luz e do contraste.

cameralenovovibereview
Câmera traseira do Lenovo Vibe A7010.  / © ANDROIDPIT

A troca da câmera frontal pela câmera traseira acontece rapidamente. O software de câmera conta com poucas funções extras, como o modo panorama e 12 efeitos de cores diferentes, que podem ser aplicados em tempo real ou após a captura da imagem. Esses efeitos são os mais simples e tradicionais, como negativo, sépia, preto e branco e escala de cinza, por exemplo. Todos funcionam muito bem, inclusive o modo panorama, que é fácil de usar.

As configurações da câmera são fáceis de serem encontradas e não confundem os usuários iniciantes, existe 4 tipos de linhas de grade, opção para escolher o local de armazenamento padrão das imagens e um recuso para correção do desnivelamento horizontal em tempo real. Todas essas funções são executadas sem congelamentos ou problemas, como mencionei anteriormente, o software da câmera é rápido, intuitivo e realiza um bom trabalho de pós-processamento.

Abaixo, você confere uma seleção de imagens obtidas com o Lenovo Vibe A7010:

A câmera frontal possui um recurso para embelezamento de rosto, que afina ou remove imperfeições da face. O recurso funciona bem, embora as imagens obtidas por esse sensor sejam razoáveis. Já a câmera traseira surpreende pelas imagens com bom balanceamento de cor, contraste, boa exposição e nível de nitidez.

Lenovo Vibe A7010 – Bateria

A bateria de 3.300 mAh do Vibe A7010 é outro ponto forte do dispositivo. Pelo Wi-fI, com sincronização automática desativada e uso de redes sociais é possível chegar em aproximadamente 12 horas de uso. No 4G, contudo, essa autonomia não cai muito, chegando às 8 horas em uso moderado. Com a reprodução de jogos e vídeos a bateria é drenada com mais facilidade, fazendo com que esse tempo passe para 5 horas.

Abaixo, você pode conferir o resultado dos meus testes:

Uso moderado pelo Wi-Fi aprox. 12 horas
Uso moderado pelo 4G aprox. 8 horas
Uso avançado pelo 4G aprox. 5 horas
Tempo médio de carregamento na tomada 1 hora e 40 minutos

Deixei o Vibe A7010 ligado no Wi-Fi mas sem usá-lo, cheguei em dois dias e meio de autonomia recebendo notificações e com a sincronização desativada. O modo de economia de energia da Lenovo faz diferença quando ativado, visto que me meus testes o Vibe A7010 bateu 15 horas de uso moderado com a gestão de energia ativa.

Conforme mencionei anteriormente, o Vibe A07010 não esquenta com muita facilidade. Basicamente, os momentos que mais senti o aquecimento do dispositivo foi durante o uso do GPS e navegação pelo Google Maps, enquanto o Asphalt Nitro rodou por mais de 40 minutos e quando eu utilizada o dispositivo durante seu carregamento. Particularmente, acredito que a autonomia atingida pelo Vibe A7010 está dentro da média.

baterialenovovibereview
A bateria do Lenovo Vibe A7010 está acessível ao usuário.  / © ANDROIDPIT

A bateria pode ser acessada pelo usuário, no entanto, a Lenovo recomenda que esta não seja removida. Existe um lacre inserido em sua parte inferior, enquanto o detalhe que envolve a câmera bloqueia rua remoção. Você pode romper esse lacre e tirar a bateria, mas, particularmente, não vejo necessidade desse procedimento. O Vibe A7010 não travou comigo ao ponto de precisar reiniciar o dispositivo removendo sua bateria.

Conforme havia mencionado anteriormente, o primeiro local que aquece no Vibe A7010 é o sensor de impressões digitais, que é o único ponto do dispositivo feito em alumínio. Se observamos a imagem acima com atenção, podemos perceber que parte do detalhe que envolve o botão e a câmera fica depositado em cima da bateria. Assim, com o aquecimento da bateria, esse detalhe e o sensor são os primeiros a propagar o calor interno.

Lenovo Vibe A7010 – Especificações Técnicas

${device:lenovo/803}

 

    • Tipo:
    • Smartphone
    • Modelo:
    • Ainda não disponível.
    • Fabricante:
    • Lenovo
    • Dimensões:
    • 154 x 76,5 x 9,3 mm
    • Peso:
    • Ainda não disponível.
    • Tamanho da bateria:
    • 3300 mAh
    • Tamanho da tela:
    • 5,5 polegadas
    • Tecnologia da tela:
    • LCD
    • Tela:
    • 1920 x 1080 pixels (401 ppi)
    • Câmera frontal
    • 5 megapixels
    • Câmera traseira
    • 13 megapixels
    • Flash:
    • Dual-LED
    • Versão do Android:
    • 5.1 - Lollipop
    • RAM:
    • 2 GB
    • Memória interna:
    • 32 GB
    • Memória removível:
    • microSD
    • Chipset:
    • Ainda não disponível.
    • Número de núcleos:
    • 8
    • Velocidade máx.
    • 1,3 GHz
    • Conectividade
    • HSPA, LTE, NFC, Dual-SIM , Bluetooth 4.1

Veredito Final

Mesmo chegando no final de 2015, o Lenovo Vibe A7010 tem grandes chances de disputar o próximo semestre com futuros lançamentos e modelos já lançados e consagrados, como o Moto G Turbo, por exemplo. Não acredito que este modelo da Lenovo seja um competidor da linha Moto, da Motorola, principalmente pela experiência com o software que é oferecida por ambas as empresas. Entretanto, a Lenovo conseguiu desenvolver um dispositivo com muitas características únicas e diferenciadas.

O Lenovo Vibe A7010 é o primeiro intermediário - com preço de dispositivo de gama média - que chega ao Brasil com um sensor de impressões digitais. Mesmo que este recurso seja mais uma alternativa do que uma utilidade no Android Lollipop, fica difícil de imaginar por quanto a Sony ou a Samsung comercializariam um dispositivo intermediário com um sensor biométrico. Além disso, o Vibe A7010 oferece um qualidade sonora acima da média, câmera excelente para a categoria, tela com boa definição e experiência com o software diferenciada e otimizada.

As principais características do Lenovo Vibe A7010 são difíceis de serem encontradas em modelos abaixo dos 1.300 Reais e, quando são, sempre ficam devendo aqui e ali. O dispositivo dos chineses chegou para fechar um ano que foi marcado por lançamentos fracos na gama intermediária.O Vibe A7010 é uma opção interessante para todos os tipos de gostos e usos, particularmente, acredito que este dispositivo, o Quantum GO e o Zenfone 2 são os melhores intermediários de 2015.

E você, quais foram suas impressões sobre o Lenovo Vibe A7010? O modelo chinês valeu a espera?

Os comentários favoritos dos leitores

  •   45
    ............... 7/dez/2015

    Antes de tudo para entender a diferença, primeiro temos que entender o que é a ARM big.LITTLE.
    Esta tecnologia permite que sejam criados dois cluster em um Soc. Um cluster tem cores de baixa freqüência, geralmente usado para tarefas mais simples do smartphone e o outro cluster tem os cores de alta freqüência que são somente ativados quando há um stress no cluster de baixa freqüência (a informação a repassada via memória cachê L2).
    Geralmente, somente um cluster fica ativo por vez, os dois só serão ativados simultaneamente quando houver um stress no cluster de maior desempenho. O impacto dessa tecnologia, não esta no desempenho e sim na economia de energia.

    Mas então qual é vantagem dos 8 núcleos individuais da Mediatek em relação ao big.LITTLE?
    Na verdade nenhuma.
    Mas a Mediatek se utiliza de uma solução proprietária chamada de corepilot, que torna possível coordenar os núcleos de forma ordenada (não é inteligente, mas é eficiente). Com isso os núcleos só serão ativados conforme a necessidade e demanda de processamento, e não de forma desordenada como as primeiras versões dos octa-core da empresa. Dessa forma as atividades não são distribuídas em filas múltiplas, mas em fila única.

    Mas e qual é o impacto que causa alguma diferença entre o Snapdragon 615 e o MT6753T?
    Primeiro vamos a alguns dados:

    Snapdragon 615
    • 4 cores de 1,0 Ghz, 4 cores de 1,7 Ghz.

    MT6753T
    • 8 cores de 1,3 Ghz.

    Cenários:
    • Snap 615 - cluster de baixo desempenho ativado.
    • MT6753T – 3 ou 4 cores ativados.
    (o MT6753T com 3 cores ativados se iguala energeticamente, com o 4 core ativado ultrapassa aumenta-se o desempenho, mas aumenta o consumo energético. Pelo fato dos cores do MT6753T serem mais rápidos que os cores de baixo desempenho do Snapdragon 615, estes ganham em velocidade de calculo, assim liberando outros cores mais rapidamente para outras funções).

    • Snap 615 – cluster de baixo desempenho desativado, e alto desempenho ativado.
    • MT6753T – 5 ou 7 cores ativados.
    (MT6753T se iguala em desempenho com 6 cores ativos, mas a liberação de cores e cálculos seriam mais rápidos no Snap 615, fazendo com que os dois se igualem, mas com consumo energético a maior no MT6753T)

    • Snap 615 – Ambos clusters ativados.
    • MT6753T – 7 ou 8 cores ativados.
    (MT6753T por todos cores terem frequências únicas, o mesmo vai ser manter mais constante, assim tendo cálculos mais rápidos, e liberando cores mais rapidamente podendo liberar a pilha mais rapidamente, já no Snapdragon 615, o mesmo teria comprometimento no cálculos do cluster mais fraco).

    Como você pode ver, existe sim uma diferença, mas não é grande como afirma o Leônidas, ele esta somando os valores de freqüência dos cores, o que é errado, pois cada core irá se ocupar de uma tarefa em pilha, e não irá se somar a tarefa que esta sendo executada em outro core. Por isso que temos o conceito Multi-Core que é de distribuir tarefas para execução de uma tarefa ainda maior.
    A diferença real mesmo entre esses processadores é variável (de acordo com o uso), mas no quesito geral, eles são equivalentes.

    Meu texto ficou um pouco confuso, qualquer dúvida pode me perguntar.

    (Eu gostei do Vibe a7010, e com certeza o escolheria ao invés do Moto X Play, mas o escolheria não pelo desempenho, mas sim pelo seu conjunto que me agrada mais)

  •   45
    ............... 6/dez/2015

    Opa Raul, tudo bem.
    Primeiro quero deixar claro que a GPU do Mediatek MT6753T não é melhor que a GPU do Snapdragon 615 constante no Moto X Play, mas existe um pequeno fator que torna o MT6753T melhor que o Snapdragon 615.
    Vamos a alguns dados primeiramente:
    Snapdragon 615
    GPU: Adreno 405
    Clock: 550 Mhz
    GFlops: 59.4

    MT6753T
    GPU: Mali-T720MP3
    Clock: 700 Mhz
    GFlops: 47.6

    Como podemos ver a GPU do Snapdragon 615 consegue um valor maior em GFLOPs(unidade de medida de desempenho), mas a GPU do MT6753T possui uma frequência de operação maior, no que resulta em uma maior troca de informações e request com o processador, isso gera uma diferença que igualam as GPU, tornado-as em níveis equiparáveis.
    A GPU do Snapdragon 615 é capaz de rodar qualquer game sem engasgo, assim como a GPU do MT6753T também será capaz de fazê-lo, mas lembro-lhe que muitos dos games mais pesados como GTA SA, não irão rodar em qualidade máxima, em ambos Smartphone.
    Eu tenho formação, e sou profissional atuante na área.
    Agora ao analisarmos toda o Soc, eu considero o MT6753T melhor, por ele se utilizar de 8 núcleos independentes, já o Snapdragon 615 se utiliza de 2 células(BIG.Little - 1 de baixo consumo e outra de alto consumo) de 4 núcleos em cada célula. Quando o Snapdragon esta em baixo consumo, ele irá ativar a célula de 4 núcleos com 1.0 Ghz, já o processador da Mediatek ativa seus núcleos somente sob demanda.
    Depois se você desejar, posso lhe explicar com mais detalhes o impacto.

    Em minha escolha pessoal, optaria pelo Vibe, pelo conjunto, e não pelo desempenho. O conjunto do Vibe A7010 para mim, é mais completo e mais interessante do que do Moto X Play (sem fazer comparativos).

    Quero lhe deixar claro que o meu comentário anterior, é sobre o Leônidas esta fazendo um comparativo com Socs Snapdragon 800 e 801, que são Socs muito superiores ao Mediatek MT6753T e o Snapdragon 615.

    Espero ter lhe ajudado.

    Obrigado e abraços.
    (pode perguntar, assim que possível irei lhe responder)

  •   45
    ............... 6/dez/2015

    Opa tudo bem Leônidas.
    Notei que você anda um tanto que descontrolado, chamando as pessoas de ignorante por elas apenas expressarem suas opiniões, mas lhe pergunto, são eles os ignorantes, ou é você o ignorante por julga-los sem respeita-los?
    Vi que você respondeu a um dos meus comentários, no qual eu citei que o Soc Mediatek MT6753T não era apropriado para games, e no fim você falou apenas de sensores e não provou nada. Fingi que não entendia algo sobre as tecnologias que esses Socs empregavam até mesmo fingindo não saber o que significava a letra T na nomenclatura de Socs da Mediatek, mas agora sou obrigado a demonstrar o meu conhecimento para mostrar do quão é feito a sua “IGNORÂNCIA”.
    Com isso meu caro, vou apresentar dados concretos e provados que mostram que o Snapdragon 800, 801 são melhores que o Mediatek MT6753T, tanto em processamento quanto para games. Segue uma tabela para sua apreciação:

    1. GPU

    Snapdragon 800
    GPU: Adreno 330
    GPUFLOPS: 129.6
    FREQUENCIA: 450 Mhz
    OPENGL: 3.0
    DIRECTX: 11

    Snapdragon 801
    GPU: Adreno 330
    GPUFLOPS: 158.4
    FREQUENCIA: 550 Mhz
    OPENGL: 3.0
    DIRECTX: 11

    Mediatek MT6753T
    GPU: Mali T720MP3
    GPUFLOPS: 40.8
    FREQUENCIA: 700 Mhz
    OPENGL: 3.1
    DIRECTX: 11

    Com isso chegamos à conclusão que a capacidade gráfica do Soc da Qualcomm( Snapdragon 800 e 801) é 3x mais rápida que a capacidade do Soc da Mediatek. Mesmo que a GPU Mali T720MP3 possua taxa de transferência de dados maior, em contrapartida ele perde pelo volume de dados que a GPU Adreno 330 é capaz de calcular e essa diferença tem seu impacto na renderização de gráficos, e na taxa de FPS.

    2. CPU

    Snapdragon 800
    CORES: 4
    FREQUENCIA: 2.3 Ghz
    MEMORIA: LPDDR3 800 Mhz dual-channel
    ARQUITETURA: 32 bits

    Snapdragon 801
    CORES: 4
    FREQUENCIA: 2.5 Ghz
    MEMORIA: LPDDR3 966Mhz dual-channel
    ARQUITETURA: 32 bits

    Mediatek MT6753T
    CORES: 8
    FREQUENCIA: 1.3 Ghz
    MEMORIA: LPDDR3 800Mhz single-channel
    ARQUITETURA: 64 bits

    Temos situações distintas neste caso, com vantagem para Mediatek em número de cores, mas vantagem para Qualcomm em números de frequência. Com isso chegamos conclusão que um core da Qualcomm consegue cálculos quase 2x vezes superiores que o processador da Mediatek, fazendo com que a maioria dos aplicativos tenham um processamento superior (lembrando que os aplicativos do Android ainda não fazem uso de múltiplos cores). Quando passamos a executar vários aplicativos o processador da Mediatek começará a ter uma pequena vantagem por possuir vários núcleos assim dividindo o co-processamento entre eles, mas partindo do pressuposto da Pilha, isso não é grande vantagem, pois quando o tempo gasto com o processamento em um único núcleo do processador da Qualcomm, o mesmo conseguirá a liberação do núcleo mais rapidamente assim o tornando disponível para outro processo que esteja em espera na Pilha, tornando mais hábil mesmo quando a execução for em âmbito multicore.

    O único quesito em que esses processadores da Qualcomm podem ser piores que esse processador da Mediatek é fato de que dependendo da função e do uso do usuário, este poderá ter um consumo de energia menor nos Soc da Mediatek, quando o mesmo tiver com os 6 núcleos ativos, e do Qualcomm com os 4 núcleos ativos, mas quando o processador da Mediatek tem os 8 núcleos ativos, pode esperar amigo, sua bateria irá drenar facilmente.
    Então sim, está provado, Snapdragon 800 e Snapdragon 801 são sim muito superiores ao Mediatek MT6753T e jamais o MT6753T conseguirá se igualar a um Snapdragon 800 e 801.

    E ai amigo, qualquer dúvida pode me perguntar e argumentar de forma educada.

    Obrigado e abraços.

  •   45
    ............... 5/dez/2015

    Bom dia Danilo.

    O processador do A7010 é um Mediatek 6753T, já a versão do Quantum GO é um Mediatek 6753. Ainda estou buscando informações acerca da diferenças entre eles, mas geralmente as versões T possuem algo a mais.
    O A7010 se destaca pelo chip dedicada a áudio, tendo assim a excelente experiencia multimídia (áudio e vídeo). Geralmente não costumamos agregar os jogos que se utilizam de alto processamento gráfico ao conceito de multimídia(apesar de fazer todo o sentido e concordando com o que você disse).

    Minha opinião:
    Para você que procura um Smartphone com um bom preço, para finalidade de jogos, recomendo Moto X 2014 e Asus Zenfone 2. Com um destaque maior para o Zenfone 2, que possui RAM de sobra, e que possui uma GPU incrível (melhor que a do Moto X 2014).
    Não colocaria o A7010 como um candidato para essa finalidade.

    Qualquer coisa, pode me perguntar, se possível tentarei lhe responder .

    Abraços.

243 Comentários

Escreva um comentário:
  • o meu parou , levei na assistência técnica , falarão que queimou a placa mãe , ele descarregou totalmente e não liga mais , estou muito chateado pois acreditei na marca e me dei mal ,paguei 1.300,00 reais pensando que teria um bom celular mas não , desde o começo sempre deu problemas , a bateria descarregava muito rapido , não recomendo o LENOVO VIBE A7010

  • Eu tenho um A7010 e estou com problemas depois da atualização para o Android M. O primeiro não chega a ser um problema, a qualidade sonora e o volume diminuíram. O segundo é que agora no segundo dia com o novo software os 2 slotes dos cartões SIM simplesmente não conseguem detectar nenhum chip. Não sei o que fazer. Alguém poderia me dar uma luz ai?

  • Alguém sabe de sites que tem ele pra vender? Não acho em canto nenhum

  • Ola Hueslley G. gostei muito do vibe k5 o que vc acha?

    • Foi mal, não vi a pergunta antes. Gostei muito dele sim mas hj estou com o problema dos cartões SIM que o aparelho não detecta. Tô esperando alguém se pronunciar a respeito se souberem alguma possível solução. Valeu!

  • O problema dele comigo é que eu não consigo configurar rede de dados com ele, já tentei em 2 operadoras e nada. Vai dar trabalho assim ksa na China!

  • Acabei de comprar um e estou adorando... Melhor smartphone que tive na vida! Mas quando eu conecto o fone de ouvido que acompanha o produto, aparece uma mensagem de "anexo não suportado"... Outros fones funcionam normal, só o próprio dele que não... Tem como arrumar?

  • Estou na dúvida, qual seria melhor, esse Lenovo, o Honor 5 ou um LG G3? Não sei qual eu compro, eu precisaria de um dual-chip, com uma bateria descente, que rode jogos como clash of clans e que não trave com o Snap.

  • pessoal, alguem está com problemas com o NFC? quando ligo ele até ativa, e identifica outro dispositivo, como cartão bilhete unico e abre o app, porem não reconhece o bilhete dentro do app. Ja reinstalei o app varias vezes, e também ja efetuei testes com outros bilhetes, mas o erro permanece. Outro detalhe é a posição do sensor, que fica na parte frontal do aparelho, o que dificulta a utilização desses apps.

  • Acabei de comprar um, o aparelho não é ruim porém não achei maravilhoso, tem um desempenho mediano pelo valor pago deveria ser melhor. comparando ele com o Galaxy E7 que possuo ele se mostrou inferior em alguns aspectos mesmo o áudio apesar de ser stereo no Lenovo o do Galaxy E7 em algumas ocasiões se mostrou melhor que o do Lenovo A7010, na navegação e uso diário o E7 se mostrou mais prático no seu uso, minha opinião.Acho que o aparelho poderia ser melhor construído com detalhes um pouco mais refinados. Seu display é bem inferior ao do E7 para leitura e visualização de mídia. Algumas vezes ele fecha os aplicativos inesperadamente e a conexão do wifi continua intermitente, mesmo depois de todas as atualizações, somente funciona direto se desligar os dados. no antuto não passou de 26000 mesmo restaurando para o padrão de fábrica, a duração da bateria em comparação ao galaxy E7 dura umas 06 horas a menos no uso hard/intenso. Faço a comparação com o Sansung E7 pois é o aparelho que possuo, são somente as minhas impressões.Acho que não fui contemplado com um aparelho totalmente 100%, estou pensando em devolver, ainda irei fazer mais teste, abraço a todos do fórum e desculpem, essas são somente minhas impressões.

  • Esse lenovo é o Vibe k4 Note!

    CAV

  • Qual o melhor smart, esse da Lenovo ou o M4 Aqua ? A dúvida está grande entre esses dois e não sei qual levar.

    • Cassiano vai de lenovo ou de zenfone 2, um possui mais recursos ( tirando a resistência a água) e o outro mais hardware. Minha cunhada tem um M4 aqua e honestamente não vi até hoje em matéria de desempenho algo superior a um zenfone 5 ou quantum go.

    • lenovo... ja efetuei testes nos dois e o lenovo é muito mais rapido e melhor. o que pesa para o m4 é apenas a opção de ser a prova d'agua

  • Acho q fora do Basil o nome dele é lenovo vibe k4 note e nao vibe x3

  • Quando vão atualizar as informações? Ainda não tem o modelo, Chipset e demais informações?

  • Que furo! Esse não é o Vibe X e sim, a versão capada, Vibe X Light. O Vibe X original é quase um G4. E gente, ele é apenas mais um celular intermediário, nunca seria 100% bom para jogos ou uso mais extremo. Com Moto X (o original), LG G3 e ZenFone 2 (original) sendo vendidos quase no mesmo preço... me diz aê onde tem vantagem?

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi