O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
101 Compartilhado 70 Comentários

Chegamos no limite da estupidez para selfies sem noção?

Existe um ditado que diz: “Duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, no que respeita ao universo, ainda não adquiri a certeza absoluta.”. O autor da frase teria sido Albert Einstein, mas não tenho 100% de certeza. Mas, independente de quem tenha sido o criador da sentença, uma coisa é fato: ela se encaixa perfeitamente no encantado mundo das selfies sem noção. 

Smartphones com câmeras frontais fizeram o número de selfies explodir pelo mundo. E a esmagadora maioria é composta por pessoas que apenas querem registrar aquele momento legal em um local ou com os amigos. E como tudo que tende a ser usado de forma maciça, há sempre aquela parcela da humanidade que compete para ver quem consegue ser mais estúpido na hora de registrar uma imagem. E nos faz perguntar: existe algum limite para quem consegue fazer a foto mais idiota, no momento mais inoportuno?

A bola da vez nesse quesito é Ben Innes, um inglês de 26 anos, que achou que seria uma boa ideia fazer uma selfie com Seif El Din Mustafa, um egípcio que tentara sequestrar um avião com uma bomba falsa presa ao corpo. 

HIJACK
Ben Innes (à dir.) e o sequestrador. Destaque para o item na cintura do cidadão/ © Ben Innes - Instagram

O voo da EgyptAir, que fazia a rota Alexandria-Cairo, foi obrigado a desviar a sua rota para o Chipre. No entanto, o terrorista acabou sendo dominado e detido. E Innes deve ter pensado: “Acho que é uma boa ideia fazer uma selfie com o sequestrador e colocar no meu perfil no Instagram. Meus amigos vão amar”. A ideia foi tão idiota que o jornal inglês The Sun batizou o ato de “Hijackass”, um genial trocadilho em inglês que podemos traduzir para algo como “O Babaca do Sequestro”. 

A falta de noção é geral

E na febre do selfie, não faltam seres com a sensibilidade de um estivador irlandês bêbado para registrar fotos nos piores momentos. Outra pessoa que ficou famosa por isso foi a norte-americana Breanna Mitchell, que registrou uma foto sua, toda sorridente, no campo de concentração de Auschwitz, o maior símbolo das atrocidades nazistas na Segunda Guerra Mundial. 

BREANNA
Breanna Mitchell e sua selfie em Auschwitz: sensibilidade para que?/ © Breanna Mitchell - Instagram

E podemos citar ainda Ferdinand Puentes, que também achou uma boa ideia fazer uma selfie logo depois do avião em que ele estava cair no mar, próximo a ilha de Molokai, no Havaí. A sorte é que ele e quase todos os outros passageiros sobreviveram e foram resgatados.

FERDINAND
Ferdinand Puentes e sua selfie logo depois de sofrer um acidente aéreo / © Ferdinand Puentes - Instagram

E quem não se lembra “com carinho” da famosa anônima que compareceu ao funeral do candidato à presidência Eduardo Campos, morto em 2014 em um acidente aéreo, e resolveu fazer uma selfie em frente ao caixão do político?

EDUARDOCAMPOS
A anônima que resolveu que seria uma boa ideia fazer a foto em um funeral / © Pedro Kirilos / Agencia O Globo

E não são apenas os reles mortais capazes de cometer esse tipo de gafe. Não podemos esquecer que ninguém menos que Barack Obama, presidente dos EUA, também já fez das suas nesse quesito. Durante o funeral do líder sul-africano Nelson Mandela, em 2013, Obama foi flagrado fazendo uma selfie com a primeira-ministra da Dinamarca, Helle Thorning Schmidt e o primeiro-ministro inglês, David Cameron. 

OBAMA
A selfie de Obama durante o funeral de Nelson Mandela: reparem na cara de Michelle Obama à direita / © AFP

Conclusão

Crianças, é simples: segurem o dedo nervoso na hora de fazer uma selfie. Seja em um show, na praia ou em outros eventos, escolham o momento apropriado para fazer o registro, ou até considerem se fazer qualquer foto no lugar é apropriado. Basta falar com aquele ser que habita os recônditos mais profundos da sua consciência. Ele atende pelo nome de Bom Senso.

Usem o bom senso na hora de decidir qual é o melhor momento para uma selfie. Ou vão virar uma matéria do AndroidPIT

E qual foi a selfie mais sem noção que você já fez ou viu os outros fazerem? Conte para gente!  

 

101 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Rogério Valente 5/abr/2016

    Se chegamos ao limite?
    Não. Ele já foi ultrapassado há muito tempo.
    Lembram-se da febre da foto do prato de comida nas redes sociais?
    Na minha humilde opinião esse foi o momento em que o limite da estupidez foi rompido.
    E a mania atual das auto-fotos em academias de ginástica?
    As pessoas perderam a noção da estupidez quando decidiram que, levadas pela necessidade das "celebridades" de estarem sempre felizes, decidiram mostrar que também são capazes de viver em êxtase o tempo todo.
    Hoje em dia é comum as pessoas "se auto-fotografarem-a-si-próprio" fazendo de quase tudo. Atreveria a dizer que registram de tudo, só não tem a devida coragem de publicar.
    Mas, para seu público íntimo elas, certamente, enviam suas fotos.

    O ser humano é estúpido. Isso não temos dúvidas há tempos.
    O que impressiona é a necessidade cada vez maior de demonstrar isso sem nenhum constrangimento.

  • Steven 5/abr/2016

    Eu já vi todo o tipo de selfie. Em acidente grave é mais do que comum, principalmente se tiver um corpo no chão. A humanidade está idiotizada pelas mídias sociais. Primeiro passavam o dia mostrando o que estavam comendo e tirando fotos com biquinhos. Agora ficam tirando selfie e colocando no face ou no WA achando que todo mundo vai ver e achar super "bonitinho". Esse é o maior motivo para o face estar tão em baixa.

70 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi