O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
10 Compartilhados Sem comentários

Como a Samsung pretende ganhar os fãs da Apple

Samsung Clip

Desde novembro temos postado vídeos publicitários de teor bastante sofisticado e que têm como protagonistas usuários de smartphones da Samsung e os fãs dos produtos da Apple. Na verdade, tais vídeos fazem parte de uma estratégia agressiva de marketing da fabricante sul-coreana Samsung. A mais recente história dessa saga foi a compra de 90 segundos de direitos televisivos para trazer ao ar o Samsung Galaxy Note em pleno Super Bowl.

O que se tornou corriqueiro nestes comerciais é um deboche sutil e bastante divertido - trata-se definitivamente de humor refinado - diante do fanatismo dos consumidores hipsters por produtos da Apple. A grande sacada da campanha é mexer com o brio dos tais hipsters. Afinal, a ironia é que eles sempre querem capturar as tendências e serem diferentes do "resto", da "massa", mas não percebem que fazem um coro de amor incondicional à Apple e acabam sendo, por isso, eles mesmos, todos iguais. O intento da campanha da Samsung é derrubar a "aura" que envolve tudo o que tem a ver com a Apple e produzir, ao mesmo tempo, uma "samsunguinização" (termo nosso) dos amantes de smartphones, tablets ou da tecnologia em geral.

Quem está por trás disso tudo é Younghee Lee, principal responsável pelo marketing da Samsung. Antes de mais nada, é interessante mencionar que Lee trabalhou por vários anos no setor de marketing da L'Oreal e da Lancome e há quatro anos e meio se dedica aos projetos da Samsung. Há quem diga que ter uma marketeira dos cosméticos no setor das novas tecnologias não é a melhor maneira de se ter sucesso. Ao que parece, tal objeção é completamente equivocada. E a própria Lee rebate tais críticas, afirmando que os cosméticos são igualmente resultado de pesquisas e desenvolvimento tecnológico. Ela se considera capaz de pisar no terreno dos smartphones, tablets e televisores justamente porque entende que sua grande missão é transformar funcionalidade - quer seja um produto para pintar os olhos ou um produto para fazer telefonemas - em sentimento. O que isso quer dizer? Lee não quer que os consumidores da Samsung pensem nos produtos da empresa sul-coreana de forma racional. Na verdade, ela quer que seus consumidores comecem a sentir algo pelos produtos da Samsung, que eles os amem. E o que ela tem a fazer? Traduzir a tecnologia que está por trás dos produtos na linguagem dos consumidores.

Os vídeos abaixo são o resultado desse projeto. Quem os produziu foi Bobby Farrelly, irmão do diretor de cinema Peter Farrelly, o qual é bastante conhecido por filmes de comédia como Quem vai ficar com Mary? Para quem se interessa por análise estética de filmes ou vídeos, o site AdWeek sugere algumas interpretações interessantes. As cores pouco saturadas dos primeiros vídeos sugerem uma atmosfera monótona, tal qual é a sensação de ficar em uma fila esperando por várias horas. E mesmo o slogan "The next big thing" é uma forma de ironizar os hipsters, que estão na fila à espera da "próxima grande coisa", mas são totalmente cegos para perceber que não é a Apple que a detém. 

Sem dúvida, a Samsung não está brincando e quer ganhar os corações de seus consumidores. Se possuir um iPhone ou um iPad é sentir-se diferenciado, a Samsung quer demonstrar que é possível ser diferente dos que pensam ser diferentes... O mais interessante dessa batalha é que os consumidores, não importa que sejam da Apple ou da Samsung, ganham com mais qualidade em todas as esferas que se conectam com a nova tecnologia.

(Link para o vídeo)

 

(Link para o vídeo)

 

(Link para o vídeo)

 

(Link para o vídeo)

 

(Link para o vídeo)

(Link para o vídeo)

(Link para o vídeo)

 

(Link para o vídeo)

(Link para o vídeo)

 

(Link para o vídeo)

 

Fontes: 9to5Google.com, All Things D, Adweek

Sem comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi