O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK

Os preços do Novo iPad em comparação com os Tablets Android

 

Finalmente, após meses de rumores, finalmente O Novo iPad 3 HD  foi apresentado ao público. E por nossa redação ser tão fiel ao Android, temos obrigação de sempre estar de olho no que a concorrência está lançando no mercado, especialmente quando a concorrente é a Apple, sempre merece nossa atenção especial. A importância do lançamento do Novo iPad talvez seja tão grande quanto o lançamento do primeiro iPad, pois o tablet da Apple ainda continua o líder mundial de vendas de tablet, conseguindo moldar o comportamento de consumo no mercado de tablets do mundo inteiro.

 A primeira vista o Novo iPad é cosmeticamente igual ao iPad 2, algumas gramas e uns milimetros a mais na nova versão. Os rumores sobre o hardware se confirmaram, Retina Display com resolução de 2048x1536, bateria de 10 horas de duração (em wifi) e o suporte a rede LTE 4G que na melhor das hipoteses estara disponivel no Brasil em 2014  estará disponível no Brasil em breve. O processador do Novo iPad é o Apple A5X quad core, ao contrário dos rumores que especulavam sobre o Apple A6. Ou seja, até aí nada que o aguardado MediaPad FHD 10 da Huawei não exiba com sobra.

O que me chamou atenção de fato nesse lançamento foi uma conversa que tive com o Eric McBride sobre esse post dele. A observação feita por ele foi que a Apple é a lider de mercado de tablets vai lançar um aparelho com um hardware melhor e pelo mesmo preço do iPad2. Enquanto isso, HTC, Motorola, ASUS, entre outros fabricantes de tablets android tentam permear um mercado com um produto novo, muitas vezes com configurações superiores ao do Novo iPad porém com preços de mercado impraticáveis. E quando me refiro a impraticável significa um valor igual ou acima do preço do iPad. 

Vamos aos exemplos práticos de como isso se aplica não só no mercado dos EUA e da Europa, mas como a política de preços do google e das empresas que produzem os tablets Android também afeta o Brasil.

Em uma pesquisa rápida em alguns sites brasileiros cheguei aos seguintes valores:

iPad 2 wifi 16 GB: R$ 1.399,00

Samsung Galaxy Tab 10.1 16GB: R$ 1.999,00

Novo iPad 16GB: R$ 1.629,00 (preço sugerido)

 

Não adianta, com esses preços, óbviamente qualquer um compraria um iPad em comparação ao Samsung Galaxy. Tablets são considerado um item de luxo, afinal não é qualquer um no Brasil que está dispondo desse valor pra comprar um aparelho que não existe ainda a real necessidade delineada no cotidiano. E quem está disposto a gastar essa grana, certamente optará pelo nome que todos já conhecem e que também tem valor agregado do status.

Os fabricantes de tablet Android na minha modesta opinião tem que ser mais agressivos em termos de preço, especialmente se querem conseguir penetrar de forma efetiva nesse mercado. Uma forma de ajudar a deslanchar o consumo de tablets Android seria o incentivo à operadoras a subsidiarem tablets de modelo 3G, com contratos de 12 e 24 meses, prática adotada de forma impecável por operadoras dos EUA e Europa. Além de aproveitar os incentivos fiscais que o governo tem dado para fabricação de artigos tecnológico e o crescente interesse de fabricantes de eletrônicos em abrir suas fábricas em território brasileiro.

Não sou nenhum expert de mercado, mas tenho certeza que esse tipo de práticas se adotadas em conjunto com investimentos em marketing pode render uma grande adoção do sistema Android pelo consumidor brasileiro, que aguarda já impaciente por preços mais justos para investir em tablets e outros gadgets.

Se você concorda ou discorda com essa opinião nos preços, deixe no seu comentário!

1 comentário

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi