O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
4 min para ler 115 Compartilhado 114 Comentários

A Oi pediu recuperação judicial. Como isso afeta seus usuários?

Se você deu aquela olhada rápida nos sites de notícia no final da última segunda-feira (20/6), deve saber que a Oi entrou com um pedido de recuperação judicial no valor de R$ 65,4 bilhões. Isso significa que a empresa iniciará uma nova rodada de negociações com seus credores, mas agora protegida judicialmente contra falência. Em suma: a operadora está bem mal das pernas e tenta sair dessa. Mas como isso afetará seus usuários?

Os clientes Oi não ficarão sem serviço

Na nota oficial emitida pela Oi, a empresa garante que manterá normalmente suas atividades e que seus clientes não serão afetados com a interrupção de serviços, seja na telefonia móvel ou fixa, seja na internet banda larga.

Opinion by Rui Maciel
A OI é o que chamamos de “grande demais para quebrar”.
O que você acha?
50
50
891 participantes

Além disso, uma interrupção é bem pouco provável por outro motivo: a Oi arranjaria um sério imbróglio jurídico tanto com a ANATEL – com quem a operadora tem diversos compromissos assumidos - quanto com diversos órgãos de defesa do consumidor, já que a lei exige que as empresas que entram em recuperação judicial devem manter seus serviços em funcionamento. 

O Brasil corre o risco de ter uma concentração de mercado no setor de telecomunicações
AndroidPIT OI operator 1561
Usuários da Oi não devem ficar sem os serviços da operadora / © ANDROIDPIT

Mas, pelo menos, por enquanto, o usuário da Oi pode ficar tranquilo. Mas ele deve denunciar a operadora à Anatel caso note queda de qualidade nos serviços prestados por ela. 

A Oi corre o risco de fechar?

Maior operadora de telefonia fixa e quarta maior na telefonia móvel, a OI é o que chamamos de “grande demais para quebrar”. Ou seja, a empresa recebeu aportes bilionários de diversas instituições financeiras, incluindo bancos públicos, como o BNDES. Logo, não interessa a ninguém perder o que foi investido na operadora em uma eventual falência.

Nesse caso, temos dois cenários: o primeiro é a operadora conseguir renegociar seus débitos com os credores e manter seus serviços funcionando normalmente. Lógico que isso implicaria em uma reestruturação total da empresa e, talvez, até a interrupção de investimentos em expansão. Mas é bastante provável que a companhia diminuirá de tamanho para que consiga honrar seus compromissos. 

ANATELSEDE
A Anatel se comprometeu a exigir que a Oi cumpra seus compromissos com os usuários / © ANATEL

Um sinal de que esse cenário é o mais provável de acontecer é que as ações da OI voltaram a ser negociadas nesta terça-feira (21/6) na bolsa de valores brasileira (BM&FBovespa). No entanto, os papeis sofreram abriram em queda de mais de 30% no início do pregão.  

O segundo cenário é a compra da OI por parte da concorrência. Ainda é cedo para dizer sob quais condições isso se daria, mas é possível que Vivo e Claro foquem nos ativos da operadora – sua infraestrutura (antenas, backbones, etc) e base de clientes – e negociem para assumir os passivos (dívidas) restantes da empresa.

Concentração de mercado à vista?

Mas vocês notaram que eu não citei a TIM como uma das possíveis compradoras, certo? Isso porque a operadora em questão, há tempos, é alvo de rumores de que a Vivo e a Claro (e, até pouco tempo, a Oi) podem compra-la, algo que, pelo menos até o momento, não aconteceu. E agora, com esse pedido de recuperação judicial da Oi isso fica mais difícil. 

Isso porque o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), órgão federal que, entre outras funções, regula e fiscaliza fusões de empresas no Brasil, deve barrar que Oi e TIM sejam compradas pela concorrência, sob a alegação de que isso geraria uma concentração de mercado, com Vivo e Claro monopolizando o setor de telecomunicações, praticamente sem competição. 

AndroidPIT BR operators 2 1561
Oi e TIM estariam na mira de compra da Claro e da Vivo. Mas as fusões podem ser barradas / © ANDROIDPIT

Ou seja, pelo menos nos próximos meses, a Oi deve continuar operando normalmente. No entanto, caso o processo de recuperação judicial não seja bem sucedido, é possível que a operadora sofra intervenção de órgãos do governo federal, que assumirão sua administração. O risco maior é ter de ver a injeção de dinheiro público para salvar a empresa, sem ter o retorno. 

Em resumo: vamos acompanhar a situação com a devida atenção nos próximos meses. 

E o que você acha da situação da Oi?

115 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

114 Comentários

Escreva um comentário:
  • " ... Denunciar a operadora à Anatel caso note queda de qualidade ... "
    Denunciar à quem ?!
    Alguém ainda acredita na Anatel neste país?
    Já está mais que claro que este órgão não defende os interesses do consumidor coisa nenhuma ... É justamente o contrário ...

  • Grande demais para quebrar?
    Pan Am

  • Nenhuma empresa é grande demais para não quebrar. Exemplo de uma que quase quebrou: Apple.

  • Coitado de quem tem tv oi livre kkkkk

  • Aqui em São Paulo, o 4G já está uma tartaruga.
    Creio que o serviço será comprometido. Sem investimentos, não será possível à Oi seguir.

  • Eu já declarei falência , mais não tive nenhuma ajuda do governo e meus credores não não abrem negociação, o que essa Oi tem de melhor que a população Brasileira!

  • Os usuários não serão afetados? Piada isso né? São os primeiros a serem afetados.

  • Acho que a Google deveria comprar a oi e trazer seu serviço de GoogleFi e injetar aqui no Brasil. Seria ótimo ver a Googlefi pisando na concorrência... Incluindo todos os serviços do Google fiber...

  • A OI é o que chamamos de “grande demais para quebrar”.

    E desde quando existe empresa "grande demais para quebrar"????

  • Não troco a Tim por operadora nenhuma. A oi só me trouxe problemas, tem um péssimo serviço.

  • Resumindo: Lula e lulinha catador de bosta de elefante roubaram tanto, administraram tão mal que vai dar outro golpe. Deve bilhões aí pra não pagar pede concordata e ganha mas uns bilhões de incentivo e assim vai até o fim do mundo.

  • Lamentável o que a má administração, somada com a falta de visão é capaz de fazer (ou desfazer).
    A Oi Telemar tem um histórico complicado, seja com seus clientes quanto com seus investidores. Sinceramente estou pouco me importando com a empresa. Mas se estamos mal com ela, sem ela a coisa fica ainda pior.
    Monopólio só é bom pra quem o detém. Como consumidor eu seria diretamente prejudicado se a fatia do mercado que a Oi detém fosse "garfada" pela VIVO ou Claro. A TIM é outra incógnita; há tempos sinais de que pode sair a qualquer momento do Brasil, seja porque será vendida ou porque não tem como competir de igual para igual com as outras.
    Enfim, vou ficar atento. No meio dessa crise já cheguei a conclusão de que não quero que as coisas melhorem. Se só parar de piorar eu já fico satisfeito...

    • Rafael, achei a matéria confusa. Eu estava na Italia no começo do ano, quando soube que havia um prévio acordo de fusão da Oi e Tim, o qual não seria levado adiante devido à instabilidade econômica do Brasil no primeiro trimestre do ano, e rumores pessimistas que se concretizaram no segundo trimestre. Não há indício algum de que a Tim possa ser vendida no momento, até onde sei.

  • Contanto que a Vivo ou Claro não compre a Tim.

    • lamento informar mas a OI será fatiada pelo cartel das teles o mais rapido possivel agora a briga vai ser a liderança na telecomunicação no Brasil tanto móvel quanto a cabo

  • TEM GRANA DO BNDES LÁ HEIN... O BICHO VAI PEGAR ...

  • isso é péssimo não só para os clientes da Oi, pois sem essa operadora seja ela boa ou ruim, vai fazer o mercado ficar mais concentrado nas mãos das poucas empresas que existem fortalecendo ainda mais o sentimento de mafia/cartel/monopólio

  • O Lula achou que o mais importante era estadio de futebol...e a maioria da nação o aplaudiu de pé, agora cantem todos ¨Sou brasileiro...etc...¨

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi