O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
102 Compartilhados 47 Comentários

Se você faz isso, então a sua privacidade está sempre em risco

Pesquisa divulgada pela empresa de segurança Kaspersky indicou que 63% dos usuários “esquecem” de ler os termos de uso de um aplicativo antes de instalá-lo em seu smartphone. Além disso, um em cada cinco nunca lê as mensagens apresentadas pelos programas, se limitando a clicar em “Próximo”. Com esse tipo de negligência, do que adianta ficar contente com a criptografia do WhatsApp, se nós mesmos não cuidamos da nossa privacidade?

Sim, é isso mesmo. Na última terça-feira (05/4), a internet quase explodiu de alegria quando o WhatsApp anunciou que todos os seus recursos de comunicação agora estão completamente criptografados. Ou muitos acham que estão no filme "Missão Impossível" quando usam o Telegram. Ou simplesmente se sentem 100% protegidos por terem um antivírus atualizado no telefone. 

Só que boa parte das brechas de segurança e privacidade que abrimos em nossos smartphones acontece justamente porque achamos “OK” instalar qualquer aplicativo ou arquivo sem a devida atenção. E não adianta transformar seu telefone em um Fort Knox criptografado, se quem traz o problema para dentro dele é você mesmo. 

whatsapp criptografia mensagem
A criptografia do WhatsApp não adiantará se você não sabe o que está instalando no seu celular / © ANDROIDPIT

Ainda dúvida? A mesma pesquisa divulgou ainda que quase metade (43%) dos usuários de smartphones pode estar em risco, porque eles não limitam as permissões de aplicativos ao instalá-los. E 17% deles dão permissões aos apps em qualquer momento em que são solicitados, mas depois esquecem que o fizeram; e 11% das pessoas pensam que não podem alterar essas permissões. 

Como na época dos PCs

A verdade, é que apenas transportamos o nosso comportamento do PC para o celular. Quando tínhamos apenas o computador para acessar a internet, também não nos preocupávamos em saber o que era instalado em nossas máquinas e achávamos que o antivírus resolveria os problemas. Tudo mudou quando golpes de engenharia social como o phishing nos fizeram ficar mais atentos, até porque nossos dados bancários eram os alvos. 

AndroidPIT virus 2
Nós apenas transferimos nossa falta de cuidados do PC para o smartphone / © ANDROIDPIT

Os desenvolvedores de apps não são bonzinhos. Mas ele te avisam disso

E se você acha que o lado de lá – os desenvolvedores de apps – é razoável, esqueça: uma outra pesquisa feita pela HP analisou cerca de 26 mil apps disponíveis no Google Play e na App Store, da Apple. Em média, 96,52% dos aplicativos analisados realizavam uma quebra de privacidade fundamental, segundo o relatório.

AndroidPIT privacy 4
Os desenvolvedores de apps querem seus dados pessoais. E eles te avisam disso / © ANDROIDPIT

De modo geral, o documento apontou que os aplicativos buscam informações de geolocalização - em 70% dos casos - enquanto outros consultam dados do calendário e da agenda. Porém, você deve estar imaginando que os apps que consultam a agenda de contatos do usuário são mensageiros ou clientes de e-mails em sua maioria, certo? Errado. Segundo a pesquisa, 19,8% dos aplicativos financeiros acessam essas informações secretamente. Pois é...

E só para lembrar: esses apps estão protegidos pelo contrato que você não leu.

Em outras palavras: preste atenção, jovem padawan!

A verdade é que os conselhos para evitar as dores de cabeça com apps instalados de forma desatenta no seu smartphone são os mesmos que funcionavam na época dos PCs: só baixe aplicativos de fontes confiáveis, selecione os programas que você quer instalar com sabedoria, leia o contrato de licença e a lista de permissões que o software solicita e, claro, deixe uma solução de segurança ativada e atualizada. 

Os cuidados de segurança que você deve ter no seu smartphone são os mesmos aos usados nos PCs

Boa parte dos usuários vai seguir essas dicas? Claro que não. Mas, assim como os desenvolvedores dos aplicativos, podemos dizer: nós avisamos! 

E sim, você pode continuar criptografando seu smartphone.  

E você lê os termos de licença de um app antes de instalá-lo? Ou deixou de instalar algum por não concordar com o contrato?

47 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi