O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
184 Compartilhados 43 Comentários

Pick Mi: entenda como funciona a assistência técnica da Xiaomi no Brasil

A Xiaomi chegou para aquecer o mercado brasileiro, e já causou um boa impressão com o anúncio do Redmi 2 por R$ 499. No entanto, muitos usuários possuem dúvidas sobre como funcionará o pós-venda e a prestação de serviços da empresa no Brasil. Para se diferenciar dos demais concorrentes a chinesa trouxe o Pick Mi, a assistência técnica que vai até o usuário através de uma iniciativa inédita no Brasil. Confira mais detalhes no artigo abaixo.

Pick Mi: como funciona

A Xiaomi está investindo pesado no Brasil, prova disso é a abertura da primeira linha de produção da empresa fora da Ásia. Além disso, a Mi está adequando toda sua estrutura de relacionamento com cliente, SAC e pós-venda para atender a demanda nacional. A empresa trouxe com exclusividade ao país o Pick Mi, a assistência técnica remota que vai até o local onde o usuário estiver. O projeto é um piloto da empresa, que inicialmente atenderá 11 cidades da Grande São Paulo e em breve irá se expandir para os demais Estados do país. 

Através de um aplicativo embarcado no Redmi 2, o usuário poderá entrar em contato com o chat online da Mi. Todos os dados serão passados ao atendente, que irá agendar com o usuário o melhor dia, local e horário para a coleta do dispositivo a ser reparado. É possível cadastrar um endereço comercial ou residencial, que deve ser especificado pelo usuário durante o atendimento. O usuário receberá o protocolo de atendimento, e após a abertura do pedido de reparo será possível acompanhar em tempo real a locomoção do motociclista até o endereço informado para coleta do dispositivo.

operacaoxiaomi
Equipe da Xiaomi responsável pela operação nacional (ao fundo). / © ANDROIDPIT

O mesmo procedimento será aplicado na devolução, onde o SAC irá agendar um novo dia e horário para a entrega do dispositivo reparado. O usuário poderá acompanhar a ida e a volta do profissional tanto na retirada quanto na devolução. A tecnologia de atendimento (chat online) é proprietária da empresa, mas o serviço prestado pelo profissional (motociclista) é resultado de uma parceria da Xiaomi com startup Loggi, que também presta serviços para o Google Brasil.

Pick Mi: garantias, trocas e devoluções

A Xiaomi se adaptou totalmente às leis brasileiras para oferecer suporte aos usuários que adquirirem produtos da marca no país. O usuário poderá recorrer ao atendimento da fabricante para tratar de quaisquer problemas, como trocas, devoluções, arrependimentos de compras ou garantia do produto. Os produtos homologados e comercializados pela Xiaomi no Brasil possuem os seguintes prazos de garantia:

PRODUTO PRAZO DE GARANTIA
Telefone celular 12 meses
Carregador 6 meses
Bateria 6 meses
Fone de ouvido 6 meses
Cabo de dados 6 meses
Banco de bateria 6 meses
Monitor de atividades (Mi Band) 6 meses
Capas e películas  6 meses

De acordo com o site da empresa, o tempo de reparo e devolução do produto devidamente protocolado pelo atendimento ao cliente é de até 30 dias corridos, conforme estipulado pelo Código de Defesa do Consumidor. Além disso, a empresa se prontifica a reparar ou substituir o produto em caso de defeitos ocasionados durante a montagem ou envio do dispositivo (defeitos de fábrica).

xiaomieveeent
Hugo Barra durante o evento de anuncio do Redmi 2 e do serviço Pick Mi. / © ANDROIDPIT

Parte das informações foram divulgadas durante o evento da empresa realizado em São Paulo, mas podem ser consultadas através da página oficial da Mi Brasil. Além de se adequar ao padrão legislativo do país, a empresa lançou a iniciativa Pick Mi, que pode cair no gosto dos usuários brasileiros. Durante o evento, Hugo Barra, deu algumas pistas sobre a possível chegada das Mi Home, lojas conceito da empresa que estão disponíveis em apenas 6 localidades asiáticas. Além de expor os produtos da empresa, as Mi Home oferecem treinamentos e suporte para os usuários. Poucas fabricantes investem em alternativas de assistência no Brasil, como a Motorola, que já realiza o reparo de seus dispositivos em sua loja conceito.

E aí, o que você achou do serviço Pick Mi? Será que a Xiaomi vai dar conta do recado?

Os comentários favoritos dos leitores

43 Comentários

Escreva um comentário:
  • Comprei um redmi 3 pelo AliExpress deu um pau, e OS FILHOS DA PUTA DO SAC DIZEM QUE NÃO DÃO SUPORTE A XIAOMI IMPORTADO

  • Adquiri um smartphone da xaomi. A microfonia não funciona, só consigo falar quando conectado ao fone de ouvido, com microfonia externa.
    O aparelho foi adquirido junto ao walmart, recebi o aparelho na segunda feira 18/04/16, e hoje, 24/04/16, liguei para a loja, afim de que resolva a situação.
    Eles informaram que estará entrando em contato com a empresa, para efetuarem a troca do aparelho.
    Espero que o meu problema seja resolvido com a troca do aparelho.
    Agora, como uma empresa pode deixar passar pelo controle de qualidade, um aparelho de telefone celular com defeito justo na microfonia?

  • Minha tela trincou também, não sei porque não colocam Acrilico ao inves de vidro na tela dos celulares, sairiam mais barato e todos sabemos que dificilmente quebraria, consultei a XIAOMI e também para reparar a tela do meu redmi 2 pro, custaria 478,00, quase 70% do valor pago pelo celular. Um abuso, essa empresa chinesa precisa rever seus conceitos do pós atendimento.

  • Não tive coragem de utilizar esse serviço. Para trocar a tela trincada eles queriam R$ 480. Melhorem isso para realmente valer a pena.

  • Meu Redmi 2 pro trincou a tela quando caiu no chão. Adquiri o aparelho em Janeiro. Queria saber se existe garantia para isso ou algo do gênero. Outra coisa que está me deixando desanimado é que ao tirar foto ele não armazena mais. Tenho sempre que reiniciar o aparelho. O que faço? Me ajudem.

  • Meu celular quebrou aonde arrimo assistência para arrumar moro sp

  • Quem precisar de película de vidro para Redmi2 e o Pró manda uma zap para 11956186098 o melhor custo !

  • Meu redmi não reconhece o fonte de ouvido quando conectado. Será um problema de configuração do aparelho?

  • Veremos, se eles darão conta da demanda.!!!!!

  • show de bola, Xiaomi deixando a concorrência com as calças nas mãos.

  • Isso q é compromisso
    Parabens Mi

  • vamos mimimi sempre mais alto

  • Como seria bom se todo mundo adotasse esse modelo, não? É lógico, o custo disso é maior que simplesmente manter "autorizadas" nos grandes centros e/ou remeter pelos correios. Na minha opinião isso é resultado de um estudo e de confiança no próprio produto.

  • Parabéns a Xiaomi, pra quem está meio desconfiado da marca ou da qualidade do produto tenho um mi3 desde de 2013 aparelho exelente nunca deu problemas, sem contar com a personalização do android MIUI que deixa muito mais fácil, ágil e útil a utilização do aparelho!

  • Se viesse o Mi 4i eu até me animava.

  • Xiaomi está de parabéns, colocou a concorrência pra baixo!!

  • quero ver se essa política virar prática! As empresas não valorizam o consumidor nacional ... somos os últimos nos updates e suporte e somos os que mais pagam!

    • O problema se o celular tiver vinculado por operadora e claro que as atualizações são mais demoradas, mas que fomos informados que a Xiaomi, só venderá os aparelhos pela loja virtual, e o conceito dos dual chip já é existente na Ásia então com certeza as atualizações sairão ao mesmo tempo com as de lá, e simplesmente não é um aparelho adaptado para o Brasil por ser dual chip, então assim eu penso

  • Vejo essa equipe operacional da Xiaomi pequena para o que ela vai representar no Brasil.!!
    O resto da equipe está ausente ou ela enfrentará problemas devido a grande demanda de Gadgets a serem lançados!!
    Vamos ficar de olhos abertos nas futuras contratações!!

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi