O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
6 Compartilhados 4 Comentários

Apresentamos o Samsung Galaxy Note 10.1 - O novo Top de Linha da Sammy

 

Tudo o que podemos dizer depois do evento da Samsung, que aconteceu ontem, em Hamburgo, na Alemanha, onde a empresa de eletrônicos exibiu o novo tablet Galaxy Note 10.1, é: “Samsung... aqui está o meu dinheiro, com prazer!”. Para os proprietários de dispositivos Android que acompanham a ascensão da empresa Sul-Coreana, já era esperado que os próximos lançamentos da empresa seriam realmente impressionantes em relação às especificações, a interface do usuário e a aparência geral, mas para aqueles que ainda tinham dúvidas quanto a isso, aqui vai uma análise completa do Galaxy Note 10.1, com certeza este será o próximo tablet de muitos leitores do AndroidPIT após a leitura deste artigo.

Aparência física

O Note 10.1, basicamente, se parece com o Galaxy Tab 10.1, com a diferença de que é circundado por um metal com speakers integradas que foram adicionados pela Samsung devido às acusações de cópia feitas pela Apple. Existem as versões em preto, branco e cinza/prata, as duas últimas se encaixam melhor no meu gosto. O tablet está envolto em uma caixa de plástico, a mesma do original Tab 10.1 e quase a mesma espessura. Abaixo você confere algumas fotos do dispositivo. Eu não sei quanto a vocês, mas eu gostei.

Interface do usuário/ Software

A interface do usuário no Note 10.1 parece muito limpa e, embora rode com o ICS e não Jelly Bean, a Samsung disse que é mais provável que a atualização para a JB aconteça ainda este ano, mas não confirmou 100%. Devemos admitir que a Samsung fez um excelente trabalho com o TouchWiz ajustado para este dispositivo. Aliás, pela primeira vez a TouchWiz esta de fato atraente.

O teclado na tela parece perigosamente próximo ao teclado do iPad e algumas das fontes também, mas, com certeza, um "root" permitirá trocar elementos do tablet caso você não goste deles. Considerando todas as batalhas judiciais com a Apple, gostaria que a Samsung evitasse tais riscos. Dito isto, o teclado na tela funciona incrivelmente bem.

Assim, aqui estão duas imagens da interface TouchWiz, que é muito familiar para os proprietários do Galaxy S3:

Stylus / S Pen

Quando se trata de desenho, confesso que cozinho melhor. Porém, algum tempo com a caneta me fez ter esperanças, pelo menos parece ser muito mais fácil que enviar desenhos pelo Draw Something através do smartphone (lógico). A Samsung trouxe um profissional na arte dos quadrinhos, que elaborou algumas fotos absolutamente incríveis ao vivo no evento. Este tablet é realmente o sonho de um artista e vem com o Adobe Photoshop Touch pré-instalado, um aplicativo que custa 10 dólares na Google Play Store. A caneta está integrada no canto inferior direito do aparelho e pode ser facilmente removida e recolocada quando necessário. Você também pode comprar uma caneta adicional com uma borracha na parte superior, mas terá que desembolsar um dinheiro extra.

Confie em mim quando digo que a Samsung está trazendo a caneta de volta em uma maneira muito criativa:

Equipamento

A Samsung não se conteve no hardware deste dispositivo. Ele leva o mesmo processador quad-core Exynos 4412 encontrado na versão internacional do Galaxy S3, de 2GB de RAM (sim, você leu certo, 2GB, finalmente!!!), uma câmera de 5MP na parte de trás e 1.9 VT na parte da frente, com 16,32, ou 64 GB de armazenamento interno com um microSD slot para um armazenamento adicional de 64GB e uma bateria de 7000 mAh, tudo isso embalado em um dispositivo de 8.9 milímetros, que pesa 567 gramas. Existem modelos Wi-Fi e modelos 3G (os modelos 3G permitem que você faça chamadas telefônicas normais e um discador padrão está incluído).

A única coisa que poderia ter vindo melhor é a resolução do monitor, a Samsung trouxe um tablet de 10.1 polegadas WXGA de 1280x800. O Infinity Transformer e o iPad mais recente vêm com resoluções muito mais elevadas e teria sido bom se a Samsung tivesse seguido o mesmo caminho. A tela ainda parece incrível, bem na linha do que a Samsung vem mostrando, com cores extremamente nítidas em alta definição.

Outro infortúnio é que você deve adquirir acessórios adicionais para usar HDMI, pois ele não tem a porta HDMI mini que está integrado no Prime. A Samsung está seguindo a rota da Apple quando se trata de acessórios, já que você pode comprar tudo, desde os cases, docks, teclados e hardware de conexão alternativo a determinado valor, naturalmente.

Câmera

A Samsung fez um tour por uma nova casa de ópera que está sendo construído em Hamburgo e encorajou os participantes a tirar fotos do canteiro de obras com a câmera do tablet. A câmera de 5MP se saiu bem, especialmente porque a iluminação não era nada favorável. Aqui estão algumas fotos feitas com o Note 10.1:

Função Multitarefas renovada

Na nossa opinião, esta é uma das coisas mais impressionantes sobre este tablet. A Samsung adicionou um função de multi-tela que leva a função multitarefa do Android a um novo nível. Como você pode ver na foto abaixo, podemos abrir um aplicativo de desenho no lado esquerdo do dispositivo e desenhar sobre ele durante a visualização de um vídeo aberto no lado direito da tela, por exemplo. Funcionou perfeitamente e é uma característica que esperamos que chegue outros dispositivos Android em breve:

Preço e disponibilidade

Ah Samsung... Eles simplesmente não parecem tê-lo quando se trata de preços competitivos. O Galaxy Note 10.1 estará disponível na Alemanha a partir de hoje e será vendido por 599 Euros, cerca de R$1500,00, para o modelo de 16GB Wi-fi. Já o de 32GB custará 699 Euros, algo em torno de R$1750,00 e não mencionaram nenhuma palavra sobre o quanto as variantes 3G custarão. É um dispositivo caro, especialmente se compararmos ao Asus Transformer Prime, que oferece melhor visualização, processadores quad-core e um dock de teclado pelo mesmo preço que os modelos 16GB da Samsungs que não inclui um dock (o dock está disponível para o dispositivo, mas não dobra em forma de "netbook", como os tablets da Asus.

Infelizmente, não temos confirmação sobre os próximos países que receberão a Note 10.1, a única coisa que sabemos é que ele será implementado gradualmente em todo o mundo. Assim que soubermos um pouco mais sobre a chegada do aparelho ao Brasil, dedicaremos um artigo sobre isso.

Porém, podemos supor que, quando o tablet chegar ao Brasil, os preços deverão variar no máximo R$500.00 para cima (com base em uma pesquisa de valores dos recentes tablet no mercado nacional). Dito isto, é um dos tablets mais impressionante que já usei em termos de hardware e software.

Considerações Finais

A Samsung fez uma gentileza e o tablet veio de Hamburgo para Berlim, sede da AndroidPIT, assim, teremos a possibilidade de fazer um vídeo em breve. O dispositivo é realmente impressionante, não é deslumbre de quem adora techy, fique certo disso. É uma pena que a resolução da tela seja melhor e que não tenha a abertura mini HDMI como o Prime.

Eu teria certamente este aparelho, pois é simplesmente incrível. A única questão é que não estamos falando de um tablet barato, mas pensando sobre as possibilidades que oferece para usuários Android, é um gasto válido.

Quais são as suas impressões sobre o Samsung Galaxy Note 10.1? Poderia ser o seu próximo tablet?

Deixe-nos saber o que você pensa sobre isso nos comentários abaixo!

Agradecimentos: Eric McBride

 

4 Comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi