O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
1.045 Compartilhado 225 Comentários

Review do Samsung Galaxy S8+: mais tamanho e poder

Atualizado: começa a venda oficial

O Galaxy S8+ é a versão maior do Galaxy S8, com um display enorme de 6,2 polegadas. No entanto, o tamanho não é a única diferença entre esses dois modelos. Saiba o que achei do S8+ lendo esse review completa. Atualização: hoje começa a venda oficial do dispositivo no varejo nacional. Confira os detalhes na seção data de lançamento e preço.

Avaliação

Prós

  • Qualidade de construção e design elegante
  • Display impressionante
  • Câmera muito boa
  • Desempenho

Contras

  • Bateria mediana
  • Bixby ainda não está pronto
  • Posição do leitor de digital

Samsung Galaxy S8+ – Data de lançamento e preço

O Galaxy S8+ foi lançado mundialmente no dia 29 de março, em conjunto com a variante Galaxy S8.  No Brasil, o anúncio oficial foi feito no dia 17 de abril. Nesta sexta-feira (12/04), os aparelhos chegam ao varejo nacional.

AndroidPIT Samsung Galaxy S8plus 1966
Galaxy S8+ custa R$ 4.399,00 / © AndroidPIT  

O Galaxy S8 será vendido no varejo nacional por R$3.999,00 (ou R$3.519,12 à vista), enquanto a sua variante Plus custará R$4.399,00 (ou R$3.871,12 à vista). Neste momento, o dispositivo será comercializado na variante de 64GB de memória RAM e traz na caixa os fones de ouvido fabricados pela AKG, sobre o qual falo um pouco mais logo abaixo. Para saber quais são os outros acessórios enviados dentro da caixa do aparelho, assista ao vídeo unboxing do Galaxy S8.

Samsung Pay: com relação aos serviços, o Samsung Pay, sistema de pagamento embarcado nos dispositivos da Samsung, será expandido para dois novos bancos: Itaú e Intermedium.

Acessórios: os novos acessórios da Samsung chegam ao mercado no dia 12 de maio com os seguintes preços:

Vale informar que, de acordo com a Assessoria de Comunicação da Samsung, os novos Galaxy S8 e Galaxy S8+ registraram uma procura quatro vezes maior do que seus antecessores, Galaxy S7 e Galaxy S7 Edge, no período de pré-venda. A fabricante não divulgou os números.

Para saber quais lojas já possuem os dispositivos, acesse este link.

Samsung Galaxy S8+ – Desenho & Qualidade de Construção

Ao segurar o Galaxy S8+ pela primeira vez, me lembrei rapidamente do Galaxy Note 7. O corpo simétrico com estrutura em alumínio e vidro curvo tem ótima empunhadura nas mãos. Todos os traços do seu visual são interligados, mesmo tendo testado uma versão de pré-produção. O Galaxy S8+ é um pouco escorregadio, mas é um dispositivo muito bonito. A Samsung reduziu o tamanho da moldura da câmera, que era proeminente, e agora está quase imperceptível.

AndroidPIT Samsung Galaxy S8 2019
Acabamento do Galaxy S8+ / © AndroidPIT

Curiosamente, a Samsung removeu a proteção contra marcas de dedos da parte de trás do modelo, fazendo com que sua traseira fique facilmente marcada de dedos mais rápido que sua parte frontal. A parte frontal conta com a proteção oleofóbica, que se desgasta ao longo do tempo de uso. A linha Galaxy S finalmente recebeu uma porta USB Type-C, que fica em sua parte inferior. Mesmo sendo um telefone grande, seu caimento e volume em bolsos da calça é discreto. 

AndroidPIT HaGe 8179
Os botões do Samsung Galaxy S8+ estão no lugar certo / © AndroidPIT

Um dos aspectos mais controversos do S8 e do S8+ é a posição escolhida para o sensor biométrico, que agora está na parte traseira do aparelho. Ao contrário do que acontece com sua variante menor, o sensor está longe de ser alcançado com facilidade pelo usuário.

Também notei que este sensor não é tão rápido e seguro em comparação com outros leitores de biometria, como os da Huawei. Como alternativa, você pode usar o leitor de íris para desbloquear o aparelho, mas essa opção não é tão rápida e confortável quanto a biometria. O reconhecimento facial também está acessível, mas ele não é tão rápido.

samsung galaxy s8 plus
Visual frontal e botões virtuais do S8+ / © AndroidPIT

O botão de home está ao centro dos demais botões virtuais, e conta com um motor de vibração que fornece um feedback tátil ao usuário quando pressionado. Esse botão imita a função de um botão home físico, funcionando, inclusive, quando o telefone está desligado.

Samsung Galaxy S8+ – Tela

A tela do Galaxy S8+ é enorme no papel, com 6,2 polegadas. Ela é maior do que a do Note 7 e de outros phablets que estão no mercado, mas traz alguns diferenciais em seu formato. Suas bordas curvas e finas fazem com que o modelo seja ligeiramente mais compacto na prática. A resolução do painel Super AMOLED é de 2.960 x 1440 pixels, com proporção de 18,5:9, assim como temos no S8. Isso resulta em 530 pixels por polegada, oferecendo uma nitidez enorme.

O Galaxy S8+ tem uma tela muito alongada, fazendo com que o dispositivo tenha mais pixels que outros modelos com telas e resolução de mesmo tamanho. O formato parece incomum no início, mas é prático para navegação na internet e para leituras. Muitos sites com layout adaptável ficam bem quando abertos pelo navegador de internet, aproveitando mais o espaço da tela.

AndroidPIT HaGe 0373
A tela imponente do Galaxy S8+  / © AndroidPIT

Entretanto, filmes e jogos não são executados de forma satisfatória no Galaxy S8+. Isso porque estes rodam no padrão 16:9 ou mesmo 4:3, fazendo com que a tela passe a exibir barras pretas em cada lado da imagem. É possível esticar o vídeo ou o jogo para que o mesmo ocupe toda a tela, mas sempre que estes forem executados novamente o usuário terá que refazer esse processo.

Alguns jogos, como Sky Dancer (imagem abaixo), não funcionam bem em conjunto com as bordas arredondadas da tela, cortando elementos básicos dos gráficos, como os controles. Alternar a proporção da tela de 18,5:9 para 16:9 é um pouco mais fácil no aparelho da Samsung do que no LG G6.

As bordas curvas da tela, chamadas de Edge, são quase imperceptíveis quando o Galaxy S8+ é visto de frente. As funções extras da tela Edge estão disponíveis no S8+, embora elas não ofereçam necessariamente valor agregado durante uso cotidiano. Durante nossos testes nenhuma função escondida nas bordas da tela foi ativada involuntariamente através de gestos ou com os dedos.

galaxy s8 aspect ratio difference
Resolução nativa (acima) e adaptada (abaixo) / © AndroidPIT

O painel é excepcionalmente vívido e brilhante, e as fontes pequenas são nítidas. Você não notará diferenças entre Full HD+ ou WQHD+, embora a resolução HD+ diminua o nível de nitidez. O branco da tela é mais frio do que quente. A Samsung oferece modos de exibição para as cores (Cinema AMOLED, foto AMOLED e fácil), e também dispõe de um calibrador de cores. O modo noturno limita os tons azuis do painel, facilitando a leitura em ambientes com menos iluminação.

O Galaxy S8+ também exibe bons ângulos de visão. A tela conta com a tecnologia HDR, que otimiza a gama de cores e contraste. A Samsung fez um bom trabalho aqui, com cores vívidas, alto brilho e nitidez. 

Samsung Galaxy S8+ – Características Especiais

DeX: transforma o Galaxy S8+ em um PC

Os smartphones estão ficando mais poderosos. Com uma proposta semelhante ao Continuum do Windows 10 Mobile, a Samsung também desenvolveu um acessório para uso do S8+ com o PC. O DeX permite que o Galaxy S8+ seja encaixado e espelhado através de porta HDMI e também USB.

AndroidPIT HaGe 0363
Samsung DeX conectado ao monitor  / © AndroidPIT

A tela inicial do S8 pode, assim, ser visualizada em um monitor separado, que o usuário pode interagir usando um mouse e teclado, assim como em um PC real. Os aplicativos podem ser usados em várias janelas e páginas da web em modo desktop. A Samsung focou muito nas funções multi-janelas do Android, de modo que o suporte a aplicativos para o DeX deve ser bem amplo.

Ao contrário do Continuum da Microsoft, o DeX não é wireless e, além disso, o smartphone não pode ser usado quando conectado em modo desktop. O contrário é permitido com o dock da Microsoft. Ainda não tivemos a oportunidade de testar o DeX.

AndroidPIT HaGe 0367
Este é o DeX / © AndroidPIT

Bixby: o assistente digital em desenvolvimento

Siri, Google Now, Amazon Alexa, HTC Sense Companion ... assistentes digitais estão na moda. A Samsung introduziu o Galaxy S8 com seu próprio assistente inteligente: o Bixby. A novidade é esperada por muitos como uma forma de revolucionar a forma como usamos smartphones com comandos de voz. Na demonstração do Galaxy S8 +, no entanto, o Bixby não funcionou tão bem como esperávamos e nem sempre fazia o que pedíamos. A empresa ainda tem algum tempo para trabalhar no software. No momento, qualquer opinião sobre Bixby será equivocada devido a inconsistência do mesmo. Preferimos aguardar.

Dito isto, um problema ainda permanece: inicialmente, o Bixby vai falar apenas coreano. Outras línguas chegarão mais tarde, o primeiro na lista que é inglês (esperado para chegar em junho). Além disso, a Samsung ainda não compartilhou nenhum SDK com os desenvolvedores, impossibilitando a integração do Bixby com apps de terceiros.

samsung bixby wein
Bixby pode reconhecer um vinho pelo seu rótulo  / © AndroidPIT

Inicialmente, o Bixby só funcionará com 10 aplicativos da Samsung. Por enquanto, só podemos usar o mapas, as notificações e o Bixby Vision, por exemplo. A princípio, o Bixby fica devendo em muitos aspectos em comparação com o Google Assistant. O Bixby possui um botão físico dedicado a sua ativação.

Samsung Galaxy S8+ – Software

O Galaxy S8+ roda com Android 7.0 Nougat e a interface Samsung Experience. A skin não é tão colorida como costumava ser em versões mais antigas, pode-se até dizer que é mais moderna e elegante. A Samsung está bastante fiel ao Android, mas não perdeu a oportunidade de fazer seus próprios ajustes e adaptações, principalmente na configuração do sistema de notificações. Os ícones de aplicativos não são tão moderados quanto os do Android puro ou de outros desenvolvedores.

samsung galaxy s8plus home button
O botão de home virtual / © AndroidPIT

A gaveta da apps agora aparece com um gesto na tela, como no Google Pixel. Isto pode ser feito em duas direções: para cima e para baixo. É uma pena que a Samsung não ofereça a possibilidade de ver as notificações com um gesto de deslizar para baixo. No Galaxy S8+ essa opção seria útil porque o dispositivo é grande e fica um pouco mais difícil acessar o menu de notificações. Esperemos que a Samsung ofereça uma atualização incluindo este recurso.

Outra coisa que a Samsung deve mudar: o botão do Bixby. O assistente digital não é particularmente útil no momento, e isso provavelmente não vai mudar muito cedo. Esperamos então que a empresa considere a opção de customizar esse botão para outras funções.

AndroidPIT HaGe 0377
O sistema Android modificado pela Samsung / © AndroidPIT

A Samsung ainda oferece muitos dos seus próprios aplicativos. Outros fabricantes, como a HTC, seguiram uma rota diferente e não oferecem apps próprios, já que o Google oferece um pacote de apps bons. Isso também seria interessante para a Samsung, porque ninguém precisa de dois aplicativos de galeria, dois aplicativos de e-mail, duas lojas de aplicativos, dois aplicativos fitness e assim por diante, todos com as mesmas características. A

Samsung também poderia acabar com seu próprio navegador de internet, apesar deste ser um pouco mais rápido que o Chrome para algumas aplicações, por exemplo, como o teste de benchmark Octane. Não devemos nos esquecer de mencionar que há poucos bloatwares no Galaxy S8+, apenas aplicações da Microsoft (Word, Excel, Powerpoint, Onedrive e Skype).

Samsung Galaxy S8+ – Performance

Para o mercado americano (norte e latino), a Samsung equipou o Galaxy S8+ com um chip Snapdragon 835, que tem poder de processamento 10% acima de seu antecessor. De acordo com a Samsung, o desempenho aqui deve ser cerca de 20% mais rápido que seu antecessor. O chip é fabricado em processo de 10 nanômetros, enquanto seu antecessor, o Snapdragon 820, era feito em 14 nanômetros. Esta alteração deve resultar em um consumo de energia menos elevado, tornando o chip mais eficiente.

Um smartphone high-end em 2017 precisa de espaço de armazenamento decente. O Galaxy S8+, portanto, vem com 64 GB de memória interna. É improvável que existam mais variantes com armazenamento maiores, uma vez que a variante de 128GB é exclusiva para a Coréia do Sul. Se você precisar de mais espaço, é possível inserir um cartão de memória de até 256 GB. A memória RAM é de 4 GB (coreanos terão o privilégio de usar a versão com 6GB). O Galaxy S8+ não mostrou sinais de fraqueza diante de nossos testes. Tudo roda rápido, a tela inicial, aplicativos, menus, sites e jogos. Aliás, não esperávamos menos da Samsung.

AndroidPIT HaGe 8170
O Galaxy S8+ é um poderoso smartphone com chipset Snapdragon 835 / © AndroidPIT

Comparamos os resultados dos testes de benchmark habituais com os da concorrência - e houveram algumas surpresas! No geral, o Galaxy S8+ ficou acima do Huawei Mate 9, com seu processador Kirin 960. O desempenho gráfico da nova GPU é melhor do que o chip HiSilicon que a Huawei utiliza.

Os dois testes feitos no PCMark, contudo, foram bem interessante. Com relação a leitura da memória interna e a velocidade de escrita, o Galaxy S8+ ficou atrás do Huawei Mate 9. No teste de uso diário, que simula aplicações básicas e uso rotineiro, também tivemos melhores resultados no smartphone Huawei. Já no Geekbench os resultados foram mais próximos entre ambos.

Nota: os números desses testes foram obtidos a partir da versão européia do Galaxy S8+, que tem um chip Exynos 8895, e não o Snapdragon 835.

Galaxy S8+ comparação de benchmarks

 
  Samsung Galaxy S8+ Huawei Mate 9 Snapdragon 835
3DMark SlingShot ES 3.1 3.132 2293 3543
3DMark SlingShot ES 3.0 3.336 2724 4540
3DMark Ice Storm Unlimited 28.742 27,516 37,096
Geekbench Single Core 2.014 1843 2061
Geekbench Multi Core 6.479 5840 6440
PCMark Work Performance 5.094 6350 7887
PCMark Storage 4.772 7340 4900
Google Octane 2.0 10.440 8807 11,974

Na prática, esses números não significam muito, afinal, ambos os smartphones funcionam rapidamente e sem problemas. Os valores de referência obtidos nos testes (os valores da coluna "Snapdragon 835" foram feitos com um dispositivo especial da Qualcomm) não devem ser comparados diretamente com os do Galaxy S8+. Estes resultados não surgiram a partir de um dispositivo destinado à comercialização. Todos os valores obtidos neste comparativo com o S8+ foram calculados em modo completo (alta performance) e em modo otimizado, ou seja, o modo que vem como padrão.

É claro que nenhum aplicativo fará com que o Samsung Galaxy S8+ fique abaixo da média. Os gráficos são bons, é possível rodar vídeos 4K e executar diferentes tipos de atividades. A poderosa GPU também não tem nenhum problema com a resolução QHD+ da tela, então você pode utilizar o padrão máximo da tela sem ter que se preocupar com o desempenho. A pergunta intrigante, entretanto, é se este nível elevado de desempenho pode cair após alguns meses de uso.

Samsung Galaxy S8+ – Áudio

A qualidade de áudio em conversação do Samsung Galaxy S8+ foi excepcionalmente boa em nossos testes. Os participantes em ambas as extremidades da linha podiam ouvir e serem ouvidos perfeitamente, com ótimo cancelamento de ruído. Mesmo no modo mãos-livres, tudo funcionou bem e sem grande perda de qualidade, embora o alto-falante mono na parte inferior do smartphone pudesse ser um pouco mais alto.

Essa característica no alto-falante também vale para música, vídeos e jogos. É estranho que a Samsung, ao contrário de muitos outros fabricantes, optou por não usar o fone do telefone como um segundo alto-falante para som estéreo. Isso não funciona muito bem, mas em uso cotidiano existe uma boa melhora.

A Samsung oferece uma ótima experiência de áudio com os fones da empresa austríaca AKG, que pertence a Harman/ Kardon, que foi comprada pela Samsung. Esta é uma história longa e, no final das contas, isso realmente não importa, porque o fone de ouvido produz um som fantástico. Temos uma qualidade ótima de reprodução de notas baixas e claras, com bom bloqueio de ruído: isso é algo que você não encontra em qualquer aparelho. O som é ainda melhor quando você alterna o Galaxy S8+ para o modo de entretenimento.

O conversor UHQ também pode melhorar a qualidade do som. Juntamente com os fones de ouvido do HTC U Ultra, os fones de ouvido da AKG no Galaxy S8+, que valem US$99 separadamente, são os melhores disponíveis no mercado.

Samsung Galaxy S8+ – Câmera

A Samsung, aparentemente, se recusa a seguir a tendência do mercado e resolveu não equipar seu novo topo de linha com câmeras duplas. Em compensação, a empresa incorporou a mesma tecnologia que encontramos no S7 neste modo modelo, a Dual-Pixel, que garante um foco mais rápido. Com 12MP, o tamanho da foto permanece o mesmo de seu predecessor.

A abertura de f/1.7 é outro ponto positivo aqui, permitindo que o S8+ administre melhor baixas condições de luminosidade. O software de câmera é capaz de capturar inúmeras fotos e mesclá-las afim de entregar ao usuário uma única foto com resultado melhor. A velocidade na qual essas fotos são feitas acontece em segundo plano, assim como o processo de mesclagem, não sendo perceptível pelo usuário.

AndroidPIT HaGe 0374
A câmera do Galaxy S8+ é parecida com a do Galaxy S7 / © AndroidPIT

Em nosso teste, a velocidade da câmera foi o maior destaque do Galaxy S8+. Temos que encontrar um smartphone que seja tão rápido na focagem, no bloqueio do foco e na gravação de imagens. Em pouca luz, o Galaxy S8+ é mais lento quando se trata da velocidade do  disparo. A tecnologia dual-pixel, que a Samsung usou pela primeira vez no Galaxy S7, funciona muito bem neste dispositivo. Se você escolher o formato 18.5: 9, que é a opção mais adequada para o tamanho da tela, a câmera oferecerá excelentes resultados. No entanto, a resolução é limitada a 7,9 Megapixels, porque a Samsung usa um sensor de formato 4:3. O sensor é o mesmo do Galaxy S8.

A qualidade das imagens em modo automático (o modo que a maioria das pessoas usam) é realmente notável. As imagens são claras e a gama dinâmica nos permite obter fotos absolutamente bonitas. Se você ampliar uma imagem, pode ver que ela foi pós-processada, mas não existe um processamento forte. Se a iluminação for ruim, você vai ver, obviamente, mais ruído, mas a câmera ainda é decente. Não há muitas diferenças entre este sensor e o do Galaxy S7. 

Para selfies, o Galaxy S8+ vem com sensor de 8MP e foco automático. Infelizmente, esse sensor não vem acompanhado por um flash frontal. A câmera frontal não faz vídeos em 4K, mas em QHD, com uma definição de 2560 x 1440 pixels. A estabilização de vídeo funcionou bem em nosso teste no Galaxy S8+ e nos trouxe imagens mais estáveis.

Opinião do nosso especialista

De acordo com o nosso especialista em fotografia, Stefan Moellenhoff, em situações de pouca luz, como é típico da maioria de câmeras não high-end, as cores se tornam um pouco quente demais. Também temos um ligeiro aumento no ruído e uma perda de pequenos detalhes dependendo de quão escuro está o cenário para a foto. Os algoritmos de processamento de imagem do Galaxy S8 geralmente fazem um bom trabalho em manter o equilíbrio entre os ruídos e a manutenção de detalhes/cores.

O grande destaque do Galaxy S8 em relação aos seus concorrentes é o software. O aplicativo é incrivelmente rápido ao tirar fotos e o foco automático geralmente faz um bom trabalho - mesmo em condições de pouca luz.

Iso comp compiled
Qualidade das imagens de acordo com o ISO / © AndroidPIT

Além de bem projetado, o Modo Pro permite ao usuário ajustar manualmente configurações como balanço de branco, velocidade do obturador ou sensibilidade do ISO. Embora seja uma pena que a velocidade máxima do ISO seja limitada à ISO 800 - em lugares com condições de iluminação ruins, velocidades de ISO mais elevadas, por exemplo, poderiam ser úteis. No Modo Automático, o Galaxy S8 usa velocidades de ISO de quatro dígitos. Para a maioria dos usuários isso provavelmente passará batido.

Samsung Galaxy S8+ – Bateria

O Galaxy S8+ não só tem uma tela maior, mas também tem uma bateria melhor do que seu irmão menor, o S8. Ele tem 3500mAh contra 3000 mAh do S8, o que já é uma clara vantagem. O carregamento sem fio e turbo está disponível em ambos. Dito isto, em nossos testes, o S8+ não provou ter uma bateria muito boa. O smartphone pode durar apenas um dia inteiro. A capacidade de reduzir a resolução de exibição faz pouca diferença na prática.

No entanto, o brilho da tela tem uma influência maior, portanto, você deve manter essa configuração mais baixa para prolongar um pouco a bateria. Parece que a Samsung preferiu se concentrar na segurança do telefone em vez de se aventurar em oferecer uma bateria maior. Com carregamento rápido, você pode carregar a bateria totalmente em uma hora e meia. Em nosso teste de benchmark com o PCMark, o Samsung Galaxy S8+ obteve uma pontuação de 8h3min de tela com o brilho em 50% e em definição de tela completa (QHD+), o que não é nada ruim, mas é uma faixa que está dentro da média apenas.

Samsung Galaxy S8+ – Especificações Técnicas

Dimensões: 159,5 x 73,4 x 8,1 mm
Peso: 173 g
Tamanho da bateria: 3500 mAh
Tamanho da tela: 6,2 polegadas
Tecnologia da tela: AMOLED
Tela: 2960 x 1440 pixels (531 ppi)
Câmera frontal 8 megapixels
Câmera traseira 12 megapixels
Flash: Dual-LED
Versão do Android: 7.0 - Nougat
Interface: TouchWiz
RAM: 4 GB
Memória interna: 64 GB
Memória removível: microSD
Chipset: Samsung Exynos 8895
Número de núcleos: 8
Velocidade máx. 2,3 GHz
Conectividade HSPA, LTE, NFC, Bluetooth

Veredito Final

Depois do fracasso do Galaxy Note 7, a Samsung precisava provar para si mesma, para seus usuários e para o mercado que era capaz de desenvolver algo grandioso. A resposta veio com a linha Galaxy S8. O design é elegante, a qualidade da construção é perfeita e, embora o formato da tela seja incomum, existem muitos benefícios para o usuário que lê textos ou navega pela internet. Vai ser difícil para outras fabricantes ultrapassar essa qualidade de tela que a Samsung nos trouxe. Além disso, os acessórios que ampliam as possibilidades do Galaxy S8+ devem chegar em breve.

Mas, como diz o ditado: onde há fumaça, há fogo. O Galaxy S8+ também traz alguns erros, como a posição do sensor biométrico, que é inviável quando olhamos para o tamanho do modelo. Outro ponto que merece ser mencionado como contra, no momento, é o fato do Bixby estar incompleto. Felizmente, e diferente do botão biométrico, podemos esperar por mudanças no software do assistente, que está em desenvolvimento.

E o mais importante: a bateria. É notório que a Samsung fez o que pode para garantir maior segurança em seus novos aparelhos, evitando explosões. Contudo, o novo modelo não apresenta uma autonomia excepcional, ficando apenas dentro da média entre seus concorrentes. Aliás, este é um problema tanto do S8 quanto do S8+. De modo geral, temos um modelo que não merece 5 estrelas, mas sim 4,5, pois até mesmo seus pontos negativos podem ser contornados.

O que você achou do Galaxy S8+?

1.045 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Léo Walk há 4 meses

    Legal!!! Fui ver o Hands-on da Camila Rinaldi lá no You tube e um usuário de nome Dellyssom Pamplona não parava de criticar e até xingar o trabalho da moça. Acredito que o único deslike foi feito por esse sujeito. Esse tipo de gente só existe pra querer desmerecer o trabalho dos outros. Se não gosta da moça, por que diabos foi lá perder o seu tempo assistindo o vídeo e ainda por cima falar mau de quem nunca conheceu pessoalmente? Vai entender esse tipo de gente.

  • Sidney Piesco há 4 meses

    Então vamos aos fatos, deixando claro que é o meu ponto de vista, concorde ou não.
    iPhone é um sistema fechado sim, pois você é obrigado a usar apps somente da apple store e só pode usar o que eles aprovaram, inclusive passando por censura e não somente por análise técnica. Além disso, não é permitida a troca de arquivo via bluetooth ou NFC, o que prejudica os usuários que costumam passar arquivos entre seus dispositivos e nem sempre têm um wifi disponível. Também não permite a troca de arquivos com outros sistemas. O Android pode até ser usado como HD externo.
    Para se fazer o update de um filme é necessário passar para o formato proprietário, caso contrário o iTunes nem aceita. E, se você quiser pegar o filme que um amigo fez no Android e jogar para dentro do seu aparelho, vai ter muita dor de cabeça. Só via aplicativos que diminuem a resolução, impedindo que esse filme seja utilizado para fins menos amadores.
    Quanto às atualizações: esse papo é antigo e parece que quem defende o iPhone faz questão de esquecer a obsolescência programada. Um aparelho de 2011 rodando o iOS mais atual, além de não contar com diversos recursos, ainda vira uma verdadeira carroça, e esse é um dos principais motivos para o Android não ser atualizado em diversos aparelhos.
    Continuando as atualizações, os aparelhos Android contam com dois tipos. Uma é do sistema completo e a outra, que é o que mais interessa, é a de segurança. Nesse último caso ela é mensal para praticamente todos os aparelhos, a não ser em fabricantes menos sérios.
    Ainda nas atualizações, por exemplo, tenho um S5 que uso como reserva do meu S7 e ele está com o 6.0. Qual é o grande problema em ele não ter o 7.0, já que recebe atualizações de segurança todo mês? As funções são praticamente as mesmas e aquelas que não estão no aparelho provavelmente não rodariam corretamente. No caso da Apple ela retiraria essas funções, como faz, e atualizaria o aparelho semi-capado. Valeria a pena? Para mim não.
    Então, acho que ficar doente por atualização que não seja de segurança, é mais uma neurose do que uma verdadeira necessidade.
    Minha empregada tem um S1 funcionando perfeitamente e o marido dela está com um S3 também funcionando muito bem. Isso não é longevidade?
    Já escrevi muito. Quase ninguém vai ler...kkkk

  • Thiago Kotolák há 4 meses

    e por falta de dinheiro....

  • Rosane O. há 4 meses

    Então, né, tá maravilhoso. E eu tô me segurando aqui pra não comprar, tô até praticando o mantra "o S7 Edge me basta, o S7 Edge me basta, o S7 Edge me basta". :(

  • Ronaldo há 4 meses

    Não gostei da biometria ao lado da câmera. Teria sido muito mais bonito e funcional abaixo da mesma.

225 Comentários

Escreva um comentário:
  • Sinceramente curti muitooooo o S8 mas não sei... acho que vou esperar o Note 8.

  • so acho desnessesario o botao dedicado a bixby que eu nao usarei por 3 razoes:

    1 por nao gostar de assistentes

    2 por ter o google now como altet
    rnativa

    3 por nao ter o dinheiro pra comprar um s8+

  • a posição do sensor biométrico pode ser ruim.mas passado um bom tempo a galera vai até acostumar já

  • telefone bonito..caro pra se aparecer pros outros, ai em um centesimo de distração seu filho de 3 anos pega e derruba..pronto..4k jogados fora...

  • excelente smartphone, melhor aparelho do ano!

  • 64 GB de memória RAM Sé loco mano? máquina multitarefa

  • Uma coisa não entendo.. O plus tem benchmark melhor que o outro. Como é possível?

  •   14

    Caro Steven não sei qual iphone vc possui.
    tudo tem vida util. Inclusive nós seres humanos. Ficamos doentes, aparelhos ficam lentos com o passar do tempo. Isso é normal.

    Acredito em você e aceito teu comentário.
    Mas no geral pegue um aparelho apple lançado no mesmo ano que qualquer aparelho android.
    Fique semanas ou meses com os dois. E Verá a diferença. Faça esse teste e depois venha aqui de forma franca. E comente.

    Claro você nao vai fazer isso por exemplo usando um galaxy S7 e um iphone 4S
    Tenha um bom dia

    Conclusão:
    Desvantagem do IOS: ser um sistema fechado. Ok concordo. Mas discordo qua do afirmam que o IOS é limitado

    Vantagem do IOS: Por ser criado pela apple, própria fabricante do iphone, o hardware e software se interagem muito melhor alem de ser um aparelho bem mais difícil de se pegar virus.

    Pois a apple conhece bem o IOS pois foi ela propria quem inventou seu sistema operacional. Ela não o comprou de ninguém

    Vantagem do android: sistema mais fácil de manusear. Sistema mais livre pra se mexer dentre outras coisas que se pode fazer com ele e não se pode fazer com IOS. ok concordo

    Desvantagem do android: por ser um sistema operacional que é repassado para as fabricantes que são seus compradores. Elas fazem com ele o que elas querem. Elas não criaram o android e certamente ainda nao sabem a essencia dele. o que faz com que ele fique mais vulnerável tanto a virus e mais suscetível a erros e lentidão. Cada um faz o que quer com sua aquisição do android puro.

    Pode ver a quantidade de aplicativos desnecessários que muitas fabricantes poe em seus gadgets. E que o usuário por nao utilizar e para deixar sua area de trabalho mais limpa e tentar suavisar/ melhorar a fluidez do seu aparelho e minimizar o consumo desnecessário de bateria acabam por ter de desabilita-los

    E isso ajuda bastante. Claro usuários que sabem como fazer isso. Talvez usuários iniciantes ainda não saibam como desabilitar isso (alguns aplicativos)

    Mas vejo que o android realmente está melhorando muito e de forma considerável
    Parabéns aos desenvolvedores do sistema android

  • Qual a quantidade de FPS do modo slow motion?

  • Ano que vem ou 2019 me dou um desse de presente, ou S8 mesmo.

  • poderia ser essa bateria no outro também.

  • "64GB de memória RAM"
    imagina quanto que ele deve ter de armazenamento entao.


    Obs: sarcasmo

  •   14

    Enquanto as concorrentes se dão ao luxo de alfinetar a Apple. Ela prefere. Falar apenas do seu produto e mostar o quanto ele é bom. Enquanto perdem tempo alfinetando a apple ela aprimora seu marketing. E é por isso que ela está concorde ou não no topo
    Onde os concorrentes há anos tentam estar

    Poderiam aqui dizer o quanto android é bom sem ter de. Alfinetar o concorrente. Já que se quando é realmente bom em alguma coisa não precisamos menospresar e nem provar nada pra ninguem.

    Não é preciso perder tempo. Com isso
    É o que a apple faz. Não precisa. Ficar provocando ou ficar gritando aos quatro ventos

    Criticar no sentido de fazer piada ou chacota é falta de confiança em si mesmo ou falta de confiança no produto que tem, por na verdade saber da capacidade do rival. E acima de tudo é ANTIÉTICO.

    Tem muitos que não gostam da apple, mas há quem goste dela. E Ela sabe disso. Ela Sabe onde está e para onde quer ir.sabe que ficar perdendo tempo com coisas desse tipo acaba tirando o foco de seus objetivos.



    Apesar de preferir o IOS, estou feliz com meu LG G5 (europeu). Bom hardware, tela , câmera, processador.

    Viva a diferença. Viva a discordância sadia e honesta!!! Não ao desrespeito. Não A falta de ética!!!! Não a violência.

    Boa noite a todos.

  •   14

    Não Sidney Piesco. Não amo ou defendo o iphone ao extremo. Até. Porque. Assim como os outros gadgets, ele não é perfeito.

    Apesar de aqui ser um blog Android, achei que teríamos uma diversidade um tanto quanto mais sensata. Gostar ou preferir algo Ou torcer para um time rival Não significa que o concorrente não tenha nada de bom. Mas o que vejo aqui são Muitos execrando o iphone/aparelhos apple sendo que se reparar bem Sequer tiveram. Um iphone.

  • *Contras: preço estratosférico, muito acima do normal; resultado, não cabe no meu bolso, literalmente.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi