O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
4 min para ler 434 Compartilhado 49 Comentários

Será que a Xiaomi pode vingar onde a Google fracassou?

O projeto Android One, da Google, nasceu com a intenção de conquistar o segundo bilhão de usuários do sistema operacional Android. Contudo, praticamente um ano depois do seu lançamento, as vendas do Android One não chegam a um milhão de dispositivos. A chinesa Xiaomi acaba de chegar ao mercado nacional e, apesar de se intitular uma startup, pretende "dominar o mundo" com smartphones de qualidade a preços baixos, assim como a Google quis com o Projeto Android One. Mas o que faria a Xiaomi vingar onde a Google fracassou?

Eu realmente gosto de smartphones com tela grande.
O que você acha?
50
50
2540 participantes

Google e o Android One

O Android One sempre pareceu um daqueles projetos da Google que começam cheio de expectativas e promessas, tal como o Google Glass, o Google Wallet e o Nexus Q, por exemplo, mas que acabam em uma gaveta no laboratório Google X. O projeto oferecia uma espécie de modelo de smartphone para as fabricantes, com um design padrão, mas de qualidade, e um software baseado no Android puro. Muito parecido com o que temos na série Nexus, porém ainda mais acessível em termos econômicos e que levava o nome da fabricante de hardware.

O primeiro país a receber os smartphones do Projeto Android One foi a Índia, um país com mais de 1,2 bilhão de habitantes, onde a gigante das buscas contou com o suporte de três fabricantes locais, uma delas a Micromax, que chegou a bater a Samsung em vendas, mas poucos dos smartphones vendidos vieram da parceria com a Google de acordo com uma fonte do Wall Street Jounal. Levando ainda em consideração o que foi divulgado pelo The Economic Times, nenhuma das três fabricantes que trabalhou no Projeto Android One pretende construir uma nova versão destes smartphones. Logo, este pode ser o fim desta iniciativa da Google, a não ser que a gigante das buscas procure novos empresas associadas.

android one
O que pode ter faltado para o Android One? / © Google

De acordo com a análise do site Re/code, o que levou a Google a falhar com o projeto foram basicamente três fatores: marketing, desenvolvimento de software e o modelo de venda dos dispositivos. Bom, é aqui que me parece que a Xiaomi possui uma grande experiência e pode atuar de forma diferente.

Xiaomi e o modelo de negócios com mentalidade de startup

A Xiaomi, como pontuamos várias vezes, apesar de investir pouco em marketing, possui uma comunidade muito grande e faz um trabalho de engajamento muito forte em redes sociais. Desta forma, os produtos da empresa acabam ficando bastante conhecidos pelo seu custo/benefício, pela qualidade do hardware e pelo investimento semanal na ROM baseada no Android, conhecido como MIUI. Além disso, o modelo de vendas da empresa é focado em um pequeno portfólio e em uma média de tempo de venda do produto mais longa que a da maioria das OEM's. Assim, a empresa consegue controlar custos e, ao mesmo tempo, manter o software atualizado.

Usando essa estratégia, só no primeiro semestre de 2015, a fabricante já vendeu 34,7 milhões de smartphones, entre eles aparelhos realmente baratos, como é o caso do Redmi 2, que a fabricante vem investindo fortemente na Índia e acaba de lançar no mercado nacional.

xiaomi redmi 2 androidpit
O Redmi 2 é a aposta da Xiaomi no Brasil. / © ANDROIDPIT

Logo, respondendo à pergunta inicial deste artigo, se a Xiaomi pode vir a vingar onde a Google fracassou com o Projeto Android One, me parece bem clara: a fabricante chinesa conhece o mercado, está dentro dele enquanto investidora e sabe promover o seu próprio produto. Não me parece difícil ver o segundo bilhão de usuários do sistema operacional Android chegando através da Xiaomi, ou mesmo de outras empresas com as mesmas características de negócio.

E você, o que pensa a respeito de smartphones de baixo custo e empresas como a Xiaomi chegando em mercados com um potencial de crescimento na área de dispositivos móveis, tais como a Índia e o Brasil? Como o sistema operacional Android pode ganhar mais usuários com isso? Deixe-nos saber sua opinião nos comentários abaixo.

Os comentários favoritos dos leitores

  • Raul Pereira 13/jul/2015

    A Google é bobinha??? A Google não investe no Brasil?? Eu queria entender um pouco a cabeça do povo que geralmente comenta nesses sites de tecnologia, parece que é assim: sempre que aparece uma empresa nova, há uma necessidade da que está a mais tempo no mercado e conseguiu alcançar um grande destaque de começar a ser odiada e criticada, foi assim com a Samsung, tinha a Apple a Samsung apareceu, aí todos gostavam da Samsung, dai apareceu a Motorola, todos gostavam da motorola e odeiam a Samsung, aí agora chegou a Xiaomi e tornou-se a Salvadora de tudo, uma empresa que ninguém sabe se vai ter uma assistências boa, se vai ter atualização, se os smartphones dela vão realmente suprir a necessidade da grande maioria. A Xiaomi usa o Android, mas parece que o povo se esquece disso, ví pessoas comemorando o fato dela vir ser os G'apps, ONDE que usar um Android sem os apps da Google é bom?? Minha gnt até os usuários de iPhones usam os serviços da Google e adoram, preferem eles do que os próprios sistemas da Maçã, os usuários do Windows phone são ressentidos por não terem eles nos seus smartphones, daí um usuário Android comemora a possibilidade de um ANDROID vir sem eles ou então torcem pra aquela Cynogem sei la oq superar a Google (isso nunca vai acontecer, nem em sonho) é difícil de entender. Aí agora leio que a Google não investe no Brasil... desculpe amigo, mas se tem uma empresa, uma gigante de tecnologia que investe no Brasil é a Google, nós somos um dos mercados mais importantes para ela e ela sabe disso e procura sempre corresponder à altura, colocou a Google play aceitando pagamentos em reais, cartão de crédito nacional, vende cartões em lojas de varejo para quem não tem cartão, procura sempre disponibilizar seus serviços em português como o Google Now que diferente da Siri e Cortana era o único que entendia português (agora a pouco depois de séculos a Apple trouxe o portugues para a Siri), pensa em novas formas de conexão e coloca o Brasil no meio desse pensamento, pois nós temos uma internet de baixa qualidade de eles sabem disso e tantas outras coisas. Aí pq por uma análise mercadológica a Google decide lançar o Android One primeiramente na India, ela já não investe no Brasil ZZzzZZ. A Google é bobinha??? Na verdade não, veja o caso da Motorola que usa o Android puro e vende muito bem obrigado, aliás sou mais esse tipo do que as fabricantes que colocam skin apenas para prejudicar o aprelho, pois não fazem o trabalho bem feito. Vamos parar com esse mimimi contra a dona do Android, não tem Xiaomi, não tem Cynoeilaoque nenhuma dessas empresas vai barrar a Google, a disputa é entre Google, Apple e Microsoft essas outras empresas são coadjuvantes, elas se utilizam da plataforma Android, se utilizam dos app's da Google, DEPENDEM da GOOGLE, ou vocês acham que se elas tivessem outra opção para não pagar por utilizarem o Android elas já não teriam feito, a única que está tenatndo é a Sammy, mas estabelecer um sistema próprio contras essas 3 é algo muito difícil, msm para ela que vende horrores, imagina pro resto que nem projeto de sistema tem, parem com essas coisas sem sentido.

  • Bruno Oliveira 13/jul/2015

    Não entendi porra nenhuma, to nem ai se ela fechou o código, a MIUI nos Xiaomi's rodam lisas, isso que importa...

    E também acrescentando as palavras do Cristiano:
    "Uai, e Microsoft faz o que com o código aberto mesmo? No que a Xiomi deveria contribuir com a comunidade XDA? Agora eles (os membros da comunidade) são capitalistas? Tenho certeza de que eles fecham o código por conta da segurança do usuário final."

  • Daniel C. 13/jul/2015

    Acho muito bom essas fabricantes que esquentam o mercado de smarts. Bom que fazem empresas maiores como Sammy e LG pensarem mais para seus novos produtos.

49 Comentários

Escreva um comentário:
  • Tanto oba oba esta parecendo que a xiaomi vai salvar o mundo.

  • Fazendo Justiça, a verdade Aproveitando o espaço Watch, Partilhar

    Origem da carteira eletrônica ou Google Wallet patente de Gaston Schwabacher Patente n.PI9500345

    Mesmo antes de o Google e outros gigantes existem ou terem a idéia.

    Gaston Schwabacher teve a idéia de carteira eletrônica, quando ele teve que enviar dinheiro para seus filhos, as crianças que não têm uma conta bancária.

    Daí surgiu a idéia poderia ligar ou enviar uma mensagem a alguém que pudesse dar o dinheiro para os seus filhos. Pulando de alegria, a idéia de que
    ele pensou, iria revolucionar o mercado poderia patentear sua idéia e fizeram
    patente n.PI9500345. Assim fez.

    Agora há tantas belas imagens, como demonstrado pelo Google, e muitas outras, há tantas alegrias por para ver o funcionamento do Google Wallet, Carteira Digital,

    Carteira eletrônica, carteira que Paga e Recebe, Pagador e Recebedor Eletrônico, este nome foi colocado no próprio título da patente, para não haver dúvida da verdadeira função da Carteira Eletrônica, a invenção patenteada por Gaston Schwabacher.
    Gaston Schwabacher, também faz parte da história de Sergey Brin - Google e Larry Page, e outros.

    Gaston Schwabacher não negar os meritos do Google e outros, mas Gaston Schwabacher deve receber royalties por seus direitos de propriedade intelectual, patentes PI9500345

    Gaston Schwabacher tem inúmeras outras patentes que o Google e / ou outros podem desenvolver, com os devidos pagamentos de direitos de patente.

    Carteira Digital, carteira eletrônica e Google Wallet, propriedade intelectual de Gaston Schwabacher, o número de patentes PI9500345.
    Gaston Schwabacher, o verdadeiro dono de todas as Carteiras intelectuais, Pagadores e Recebedores eletrônicos Pessoa a Pessoa, Pessoa Instituições, istituições a pessoas, Eletrônica via mídia eletrônica, digital, internet e celular.
    Gaston Schwabacher esta na história como o Criador, Inventor da Wallet Eletrônica, Wallet Google ou o apelido que derem a carteira eletrônica.

    Será que mais um brasileiro vai ficar sem seus méritos e os royalties por seus direitos de propriedade intelectual, patentes que vergonha Brasil !! Que vergonha Mundo!!!

    Thanks for Space!
    Спасибо за места!
    Danke für den Raum!
    Obrigado pelo espaço!

  • Boa noite , salve galera.
    To acompanhando os passos dos novos smarts.

    vejo nesse mi readmi2 que a xiomi fez um bom trabalho mais esse mi2 de 8gb de RAM e pouco para o android , vale lembrar que tudo que e instalado fica no telefone então 3 joguinhos FIFA gta e real racing já vão acabar essa pouca memória que o mi2 tem.

    No android quanto mais memória ,,,,,, melhor.

  • Nexus one veio antes do 1 bilhão e não para o segundo bilhão

  • Eu penso que a Google tá falhando muito feio em várias coisas justamente pra manter as fabricants unidas e usando seus serviços/OS. Caso ela investisse muito em criar sua linha Nexus de forma expansiva em todos os mercados, acho que ela iria crescer bastante porém as fabricantes ficariam orfãs e outros sistemas iriam crescer rapidamente.

    Ou ela enfia logo uma forma inovadora de TODAS as fabricantes atualizarem seus sistemas e obrigá-las a darem suporte perfeito e lançamentos de aparelhos reduzidos, ou então o Android AOSP pode morrer e a Xiaomi e outros sistemas dominarem e caminharem sozinhos com os próprios pés.

  • Eu instalei o MIUI no meu Nexus 5 para ver como o sistema se portava. Achei bem interessante a fluidez com que o sistema se comporta e o seu design minimalista. Pelo que eu vi dos reviews, o Redmi 2 é o melhor celular custo benefício do mercado e o sistema ajuda bastante a oferecer uma experiência mais agradável mesmo com o hardware low-end, sem contar que pelo que eu vi, a câmera parece entregar fotos com qualidade satisfatória.

  • Mi bank power é q me interessa e no site só esta em breve. Tomara q esse breve seja amanhã.Bem, já estou cadastrado e amanhã 30 min. antes do evento estarei conectado se de para comprar a bateria beleza se não, o resto por enquanto não me interessa.

  • CyanogenMOD nunca criou um OS próprio,eles só expandiram o Android puro,modificando o conceito de "controle total" do seu sistema Android.

  • Sim.

  • Pegar um SO feito e modificar é fácil , quero ver é começar do ZERO .

  • Vamos aguardar !

  • Aguardando comentários do pessoal que adquiriram o Xiaomi Redmi 2 - é bom ou não, pessoal?!

  • Vale ainda notar, que estranhamente, a positivo enviou para a Anatel um aparelho com "Android One" na imagens externa. Trata-se do Positivo S455. Ainda notório, que no manual (que tem de ser enviado também para o site) há um a mistura de Screenshot da Positivo UI com a do Android One. Porem, achei o aparelho BEM feio para ser um aparelho de inicialização do projeto, fora que na foto tem o dedinho positivo enorme na traseira, ao estilo Apple e seus produtos.

  • Como a Google é bobinha, acha mesmo que as fabricantes vão querer fazer propaganda de um smartphone com uma interface que nem é deles? Android puro, quem tem que se virar pra vender é a Google e não as outras empresas. Fora que, do que adianta querer ter uma idéia dessas e só aplicar na Índia sabendo que tem um monte de baba ovo que quer um desses dispositivos no resto do mundo? No Brasil ela nunca investe como deveria mesmo sabendo que poderia sair ganhando aqui.

    • sobre a interface nao tem mt a ver, motorola que o diga amigo, fabricantes iriam apenas colocar seus apps, nao seria algo relativo que a google esta fazendo com o android wear?

      • O Android wear eu concordo com a Google botar limites. Mas no Android de Tablet /smartphone aí é como eu disse, a fabricante que decide se vai investir no Android "puro" ou não, e é bem provável que a fabricante vai dar atenção em sua interface do que no Android "puro", a Motorola só está fazendo isso pq era da Google quando veio com essa nova forma de pensar sobre sua interface de usuário.

Mostrar todos os comentários
434 Compartilhado

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi