O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
10 Compartilhado 81 Comentários

Será que acabamos de elevar a discussão sobre rumores e smartphones?

Até que ponto os rumores sustentam a popularidade de um smartphone? Até que ponto os leitores querem saber sobre os componentes internos e as características de design e software? Até ontem, os rumores estavam na base de informações, imagens, vídeos e conceitos criativos, mas agora a imprensa elevou a altura do diálogo.

Sou publicamente fã de Marques Brownlee, do canal MKBHD. O cara é um gênio quando o assunto é tecnologia e, talvez por isso, o fato dele ter analisado um protótipo do iPhone 8 baseado em rumores realmente tenha me chamado a atenção.

Não precisa ser muito perspicaz para perceber que rumores e vazamentos são parte da rotina diária de grandes e pequenos sites especializados em smartphones. Aliás, se você é fã de futebol, sabe que sempre que um jogador começa a se destacar, começam também os rumores sobre uma possível transferência. Isso tudo é motivado pelo fato de sermos curiosos, sempre queremos saber o que vamos ganhar ou perder com antecedência.

Não sei você, mas sempre que penso em comprar um novo smartphone ou smartwatch, certamente levo em consideração os rumores sobre o que esperar da próxima geração. Isso vai influenciar diretamente na minha escolha. Contudo, prepare-se, pois estamos vivendo uma nova era de rumores, muito mais avançada e que pode banalizar ainda mais a chegada de um dispositivo ao mercado.

A prova disso é que no início de julho, Marques Brownlee fez um vídeo comentando todos os rumores conhecidos do novo iPhone 8, você confere o vídeo aqui. E ontem, upamos o nível do debate referente ao aparelho com a criação de um modelo no qual todas as possíveis características de design são mostradas (vídeo acima). Como o próprio Marques Brownlee diz, essa não é a primeira vez isso acontece, até porque os canais @Onleaks e @tigermobiles fizeram o mesmo em junho, quando criaram este dummy iPhone 8 com o objetivo de simular o modelo final.

Operadoras e fabricantes de acessórios comumente usam este recurso para não perder tempo entre o lançamento e a chegada do aparelho ao mercado.

Porém, não me recordo de ter visto uma análise em cima de um protótipo que tenha repercutido tanto em tão pouco tempo. Talvez o vídeo hands-on do protótipo do RED Hydrogen, mas ainda assim, o modelo vinha da própria fabricante do dispositivo. Em escala menor, lembro de ter feito o vídeo hands-on do Acer Predator 6, mas o aparelho em minhas mãos era o da própria empresa. Logo, estes não se tratam de rumores, mesmo não sendo os modelos finais.

Opinion by Camila Rinaldi
Me parece importante conversarmos a este respeito.
O que você acha?
50
50
204 participantes

Sinceramente, tampouco me surpreende o fato de podermos criar réplicas de aparelhos, em especial com o avanço das impressões 3D. O que me chama atenção, por outro lado, é o quão efetivo este tipo de abordagem é entre os usuários (em 24 horas o vídeo do MKBHD está com quase dois milhões de visualizações no YouTube). Ou seja, os fãs de tecnologia estão realmente interessados em consumir este tipo de conteúdo: o review do aparelho antes mesmo do seu lançamento.

Até que ponto as vendas de um smartphone não serão afetadas com este tipo de cobertura? Até que ponto as informações podem ser encaradas como verdadeiras ou falsas? Ainda é possível se surpreender com o lançamento oficial de um smartphone depois de meses de rumores?

O que vai acontecer daqui para frente, como vamos lidar com rumores, não sei. Aliás, não sei ainda se essa "evolução do rumor" terá impacto positivo ou negativo no nosso dia a dia (editores e fãs), mas me parece importante conversarmos a este respeito. O que você acha? 

10 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Phelipe B. há 1 semana

    Não acredito em vazamentos, tudo se resume a marketing.

  • Victor Lima há 1 semana

    rumores às vezes são marketing da própria empresa...

  • Steven há 1 semana

    Vazamentos são propositais. Vazamentos acidentais são como coelho da páscoa ou Papai Noel.

  • Daniel S. Fonseca há 1 semana

    Pra mim esses vazamentos por parte das fabricantes ou fontes confiáveis na sua grande maioria são propositais, servem como termômetro para as empresas avaliarem os feedbacks e rumores gerados por essa grande massa de sites e comunidades especializadas, criando assim! Mais expectativas emcima dos futuros lançamentos, mais até que ponto isso é saudável? Sei lá! Ultimamente os grandes lançamentos não tem gerado muita euforia e pouca expectação, já que quase tudo já foi vazado e debatido em meio à muitos rumores.

  • Sidney Piesco há 1 semana

    Os vazamentos são propositais para chamar a atenção do consumidor para o produto. Sempre há algo diferente, um plus, no dia do lançamento. Mas as fabricantes liberam características a conta gotas só para manter a atenção sobre o produto que será lançado.

81 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi