O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
249 Compartilhado 97 Comentários

Smartphones baratos são os verdadeiros carros-chefe!

Você já parou para pensar que os smartphones baratos são os verdadeiros carros-chefe? Se pegarmos o Moto G 2015 como exemplo, temos uma boa construção, resistência à água, possibilidade de personalização, suporte para dois cartões SIM, suporte para microSD e um software atualizado e livre de bloatware. Qual outro flagship se encaixa nestas especificações?

O que faz um smartphone ser o carro-chefe? Em primeiro lugar, esta é uma definição de mercado, porém, carro-chefe também é um smartphone capaz de entregar um grande número de funcionalidades. Assim, o que torna um smartphone um verdadeiro carro-chefe são as suas funcionalidades.

Também conhecidos como flagship, estes smartphones funcionam como representantes oficiais da marca. Assim, se eu falar Galaxy S6 você lembrará na hora da Samsung. Contudo, de um ou dois anos para cá, os denominados carros-chefe passaram a oferecer um número menor de recursos em prol do design. E isso, pessoal, vem caracterizando cada vez mais os smartphones baratos em verdadeiros "multifunções".

O que torna um smartphone um verdadeiro carro-chefe são as suas funcionalidades

Abaixo, te dou quatro razões que me fazem olhar para o Moto G 2015 como um bom exemplo de carro-chefe no Brasil.

Resistência à água

Além de contar com um visual muito semelhante aos celulares topo de linha da Motorola, o Moto G 2015 é resistente à água. Se considerarmos que se o Galaxy S6, o atual carro-chefe da Samsung, cair em uma poça d'água e permanecer ali por alguns minutos vai estragar, o Moto G é melhor.

Se você parar para pensar, nem o intitulado carro-chefe da Motorola possui essa certificação de resistência à água.

Moto G 2015 Galaxy S6
Sim Não
motorola moto g 2015 water
Certificação de resistência à água já não é exclusiva de topo de linha / © ANDROIDPIT

Suporte para dual-SIM

Apesar das Teles estarem começando a oferecer planos com ligações gratuitas para qualquer operadora, os usuários de smartphones Android no Brasil optam quase sempre por aparelho com suporte para dois cartões SIM. A Motorola já consolidou a série Moto neste sentido, e todas as variantes do Moto G vendidas no site possuem slot para dual-SIM.

A Samsung possui uma versão dual-SIM do Galaxy S6 também, o modelo é o SM-G9200, contudo, encontrar uma loja que ofereça esta variante é impossível no país. E isso não deveria acontecer com um dos celulares mais populares do mercado. Mesmo na loja online da fabricante não temos menção sobre o modelo "Duos".

Moto G 2015 Galaxy S6
Sim Não
Moto G 2015 SIM MICRO SD 1 2
Moto G 2015: micro SD e dual-SIM / © ANDROIDPIT

Suporte para cartão Micro-SD

Ok, o Moto G 2015 não faz vídeo em 4K. Porém, se fizesse, você não teria problemas em salvar mídias gigantes na memória interna do aparelho ou levar alguns minutos para subir o arquivo na nuvem, pois ele possui suporte para cartão microSD.

Um carro-chefe que se preze oferece a opção de expansão do armazenamento interno. O Galaxy S6 não possui nenhuma variante com suporte para micro-SD, mas, ao que tudo indica, a Samsung vai trazer tal recurso para o seu sucessor, o Galaxy S7.

Moto G 2015 Galaxy S6
Sim Não

Atualização do sistema operacional em dia

Um dos grandes prós do Moto G 2015 é ter um sistema livre de apps desnecessários, e isso o deixa muito próximo daquilo que temos na linha Nexus, da Google. Outro ponto positivo disso é que a atualização do sistema operacional chega mais rápido, porque a fabricante não precisa adaptar um grande número de serviços e funções ao software.

Já os smartphones topo de linha de fabricantes como a Samsung, LG e Sony, por exemplo, possuem uma quantidade grande de exclusividades. Tais diferenciais necessitam, muitas vezes, de mais tempo para serem adaptados às novas versões do Android que chegam ao mercado. Por este motivo, hoje o Moto G 2015 já roda com Android 6.0 Marshmallow no Brasil e o Galaxy S6 ou Xperia Z5 ainda não.

Moto G 2015 Galaxy S6
Sim Não
motorola moto g 2015 appdrawer
O Moto G 2015 já roda com o software mais recente do Android © ANDROIDPIT

Como prova de que os smartphones baratos são os verdadeiros carros-chefe, além do Moto G 2015 posso citar ainda celulares como o Xiaomi Redmi 2 Pro e o Asus Zenfone 2 no Brasil, o Honor 5X e o OnePlus X fora do país.

Você concorda comigo quando digo que smartphones baratos são os verdadeiros carros-chefe?

249 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Camila Rinaldi
    • Admin
    • Equipe
    10/fev/2016

    Eu concordo com você que temos sim outros smartphones com praticamente as mesmas funcionalidades, acontece que em relação ao preço e ao número de bloatwares o M4 Aqua pecaria em relação àquilo que me refiro neste artigo, já o J5 pode até ter um preço inferior ao do Moto G 2015, mas também não se enquadraria em relação a bloatwares e atualizações do sistema.

    Não é questão de propaganda pessoal, é apenas um fato.

  • Ivan Gonçalves da Rocha Júnior 10/fev/2016

    O moto G 2015 não tem nada de barato

  • Paulo Freitas 10/fev/2016

    Entendi a matéria de uma certa forma, a Camila quis dizer que mesmo sendo carros-chefe certos aparelhos não tem funções que aparelhos mais baratos tem, vocês dizem que o Android Pit puxa saco da Motorola, mas pensem, o Moto X Style não é a prova d'água, já o moto g3 é, o galaxy j5 tem flash frontal, galaxy S6 não.
    A questão é, já que são tops de linha, não deveriam vir Completos?

97 Comentários

Escreva um comentário:
  • Boa matéria. Concordo que os mid-end estão cada vez mais almejados por suas funcionalidades que os high-end. Porém o Moto G 2015 não está tão barato assim, claro, por diversos fatores. Mas ainda assim eh uma realidade a questão do custo/benefício nestes smarts. Tenho o Moto G 2015 e to satisfeito com ele.

  • Olha o meu celular é um moto g 2° geração 2015 e... Ainda não recebi nenhuma notificação de atualização de Android do 5.0.0 para o 6.0 e acho que essa atualização não chega de forma alguma neste ano para nós usuários do moto g 2° geração
    E principalmente sem passar primeiro pelo 5.1 .
    Acho impossível que isso venha há acontecer este ano.

  • Os smartphones baratos são os verdadeiros carros chefe porque são os mais vendidos.

  • O Redmi 2 (tradicional) não deixa a desejar em nada, no meu uso, então ele sim é um carro chefe.

  • E o Moto X Style?

  •   45

    Muito bom o artigo, mas sei lá Camila Rinaldi, tenho uma opinião diferente sobre o assunto.

    • Camila Rinaldi
      • Admin
      • Equipe
      11/fev/2016 Link para o comentário

      Obrigada Elerson, mas gostaria de saber a sua opinião também.

      •   45

        Bem, em minhas aulas que tive sobre e-commerce tivemos uma aula de como evidenciar um produto para uma empresa e o conceito de carro-chefe logo apareceu. O carro-chefe é um produto que coloca a marca em evidencia. Este produto geralmente não possui um valor constante de investimento, ele pode ser alto ou baixo, mas ele tem uma variável comum que é a capacidade de demonstrar diferenciação do produto perante a concorrência.
        Concordo plenamente com o que você disse sobre o Moto G no Brasil, e faz todo sentido que ele seja mesmo qualificado como um carro-chefe. Mas temos que levar em consideração um fator histórico do smartphone no Brasil, ele simplesmente foi o primeiro smartphone barato que entregava uma boa experiência com Android. Este é um smartphone que caiu no gosto popular, e logo as empresas abriram os olhos para este conceito, e começaram a criar concorrência. Assim caímos no conceito do carro-chefe, onde ele tem que entregar funcionalidades que o diferenciam no mercado. Em minha percepção o Moto G não se tornou um carro-chefe no Brasil em 2015, mas sim em 2013 o ano de sua ascensão e popularização no Brasil. Se o Moto G não evoluísse e nem trouxesse algo diferente, ele simplesmente seria engolido, a Motorola estaria em uma situação complicada no Brasil.
        Mas isso faria sentido para a Samsung, será que ela faria um Galaxy J5 ser seu carro-chefe no Brasil? A resposta é lógica, é só olharmos a historia de sucesso da linha S no Brasil. A linha S pode esta com preços que a maioria da população no Brasil não é capaz de pagar, mas é incontestável que ele é um objeto de desejo e ele é capaz de determinar tendências de tecnologia no Android, principalmente no Brasil. A linha S possui um conceito um tanto diferente no Brasil, não é uma linha acessível no Brasil, mas é uma linha que apresenta os outros smartphones da empresa, é um produto que apresenta a marca para o consumidor. Ele é um carro-chefe de influencia e não perderá esse titulo facilmente.


        Me desculpe pelo texto gigante, tentei resumir o máximo do meu pensamento e percepção sobre o assunto.
        Abçs.

      • Camila Rinaldi
        • Admin
        • Equipe
        11/fev/2016 Link para o comentário

        Você tem razão, o Moto G é facilmente o carro-chefe da Motorola no mercado, mas dentro da empresa, o grande smartphone é o Moto X, essa informação me foi passada pela diretora de marketing da empresa no mês passado.

      •   45

        Ah sim, com certeza. Eu concordo plenamente. O investimento em busca de novas tecnologias na linha X comprova essa informação.

  • Agora coloque o LG G4 junto nessa comparação!
    O G4 só não é resistente a água! Do resto ele é superior aos dois!
    Venho observando o LG G4 desde o seu lançamento, estudando ele, comparando com outros Smartfones e tenho certeza absoluta que se fosse pra mim pegar um Smartphone hj, sem sombras de duvida seria o LG G4!

  • Se tivesse comparado com algum carro chefe da Sony, principalmente o Z3, essa matéria não faria o mínimo sentido. Z3: versão dual chip, a prova d'agua, Android 6.0 beta, expansão para cartão de memória. Além de que, se comparado com o Moto g turbo, os preços não são muito diferentes ;)

  • Entendi o artigo e concordo em partes, apesar de que acredito que o moto g deixou de ser um smartphone interessante, não só pelo preço, mas pelo fato de ter pecado em pontos cruciais na ultima atualização, os principais: Processador e Memória RAM. MotoG só esta vivo por que o Brasileiro compra o Nome e não o produto!

  • Isso é verdade no Brasil, onde muita gente é forçada a usar dois chips por conta do preço dos planos e dos aparelhos em si, que são beeeeem altos.

    Lá fora, onde há um preço mais competitivo, eu creio que os flagships sejam os aparelhos tops ou premium mesmo.

  • To procurando o que é barato!! Fala sério...

  • ERA barato...

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi