O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
3 min para ler 18 Compartilhado 3 Comentários

Sucessor do Nexus 7 virá mais poderoso e mais barato

Apesar do Nexus 7 quase ter se tornado mito no Brasil porque demorou mais de meio ano para chegar ao varejo nacional, a Google ainda almeja vender 8 milhões de unidades do tablet até junho de 2013. A Reuters publicou hoje um artigo onde traz declarações de uma fonte da agência com informações sobre alguns detalhes do sucessor do primeiro tablet da Google, com lançamento previsto para junho de 2013.

nexus7withbox
Próximo Nexus 7 vem com processador da Qualcomm e pode sair por até 149 dólares. / © AndroidPIT

Segundo a fonte da Reuters, a próxima geração do Nexus 7 terá uma tela de com resolução maior, a borda mais fina e, em razão da potência, será embalada pelo processador da Qualcomm em detrimento ao Tegra 3 da Nvidia. Além disso, a Asus continuará como parceira da Google na criação do novo Nexus 7.

A Google pode lançar o novo tablet por 199 dólares, o mesmo valor de lançamento do atual Nexus 7 que, provavelmente, terá um desconto. Porém, outra alternativa, será colocar o próximo Nexus 7 à 149 dólares e parar as vendas do modelo antigo. Caso a equipe da Google realmente tenha em mente o que a fonte da Reuters informou, os atuais concorrentes do Big G no mercado no tablets, como Kindle Fire e iPad mini, já não terão frente, aliás o iPad mais barato sai por 300 dólares.

O que leva a Google a investir em hardware?

Nos últimos dias, tenho andado com o Nexus 7 a tiracolo e devo dizer que repensei algumas das minhas impressões sobre um tablet. O mundo mágico do Nexus 7 se tornou bem mais concreto a partir do momento que passei a usar diariamente o dispositivo e, hoje, cheguei a conclusão de que existem muitas diferenças entre um smartphone e um tablet. Enquanto o smartphone é funcional, oferece uma penca de possibilidades para deixar o dia-a-dia mais fácil, o tablet é uma ferramenta criativa.

Um tablet funciona como dispositivo extra para quando você estiver trabalhando, pode usá-lo para ilustrar vídeos, notícias ou procurar imagens na galeria de fotos. Ajuda a descontrair o usuário, atualizar a agenda e é uma porta para os serviços da Google.

Aliás, enquanto movimentação financeira, a Google se sustenta com a propaganda para manter projetos e funcionários, logo, não é uma empresa com foco no hardware e enxerga em dispositivos como Nexus 7 uma forma de atingir um número ainda maior de usuários. Como disse o analista da Fubon Securities, Arthur Liao, a estratégia da Google é realmente difundir seus serviços para atingir seu objetivo principal:

Noventa e sete por cento da receita da Google vem da publicidade, por isso precisa vender mais dispositivos móveis, a fim de atingir mais consumidores.

Assim, não será nenhum problema para o Big G abrir mão de custos em prol de usuários, pois este é o verdadeiro resultado para a gigante das buscas.

Fonte: Reuters

18 Compartilhado

3 Comentários

Escreva um comentário:
  • concordo plenamente Daniel, acredito que a Google deveria aumentar as formas de pagamento como o Pay Pal, não é todos que possuem cartão de crédito internacional, meus amigos (tenho 16 anos) me olham com estranheza Quando falo que paguei por um app, mesmo as vezes tendo pago 2 reais, as pessoas ainda não reconhecem o difícil trabalho dos desenvolvedores, mas para os usuários do iOS é muito mais comum pagar por um app. Temos que vencer isso, a Google tem q deixar o ecossistema Android mais preservado, assim impedir malwares e outros virus no Android e até lucrar mais, e o principal tirar a principal crítica dos usuários da Apple ao OS da Google

  •   28

    Acontece também que um subsidio da Google é dado exclusivamente onde se tenha uma margem de retorno que cubra isto. No Brasil a quantidade de usuarios que compra aplicativos é insignificante, a parcela que pirateia é muito grande, mesmo em apps gratuitos, usam os bloqueadores de publicidade. Muito é culpa da Google por não disponibilizar formas de pagamebto mais abrangentes em nossa Play Store, mas muito vem também do ambiguo "jeitinho brasileiro". O que a Google ganharia subsidiando um dispositivo aqui? Proliferação ainda maior da pirataria? Claro que liberando mais acessibilidade ao pagamento de aplicativos ajudaria bastante, mas mesmo assim, ha muito mão de vaca por aí, e muito "espertinho" também.
    Não vejo um dia em que haverá subsidio por aqui, e não vejo possibilidades do Nexus 7 atual ser incorporado ao mercado.
    Claro a Google pode subsidiar o Nexus aqui, esperando retorno em suas diversas ferramentas disponiveis, não diretamente ligadas ao android. Mas aqui já tem uma boa vendagem de tablets com o SO. A popularização do Sistema não seria uma desculpa.
    Bom no fim, não sei de nada.

    Abraço.

  •   60

    o conteúdo da reportagem é interessante, o problema é que a google abre mão de lucros encima do aparelho, mas os revendedores e o governo brasileiro não, 199 dólares, hoje mais ou menos 400 reais, se transformam e, 1300 a 1500 reais só pelo custo brasil, tornando o aparelho mais eletizado, em vista de outras opções que temos no mercado nacional que realmente custam essa faixa de preço, (400 a 600 reais),qual a solução? a google finalmente liberar a venda direta pelo play store no brasil.

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi