O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
4 min para ler 55 Compartilhado 48 Comentários

Street Fighter 2 era o melhor jogo de luta dos anos 1990 #TBT

Havia sempre uma luta depois da escola, quando eu era criança. Eu ia até a uma pequena loja que vendia balas, doces e refrigerantes e que também era o ponto de encontro dos outros alunos e a "porradaria" sempre começava na entrada dessa loja. Mas se você está pensando em algum tipo de MMA infanto-juvenil, esqueça. Estou falando das lutas que aconteciam em um arcade de Street Fighter II: The World Warrior, o maior game de luta dos anos 1990. 

É quase certeza que você já jogou muito, pouco, ou pelo menos ouvir falar de Street Fighter II. Lançado em 1991, World Warrior foi a sequencia do Street Fighter original, de 1987. Este último até teve certo sucesso comercial, mas foi o seu sucessor que explodiu mundo afora, com personagens que se tornaram ícones e uma mecânica de jogo revolucionária e que popularizaria de vez os games de luta. 

Para se ter uma ideia do poder de fogo de Street Fighter II, ele foi o jogo mais vendido da Capcom até 2013, gerando mais de US$ 2,3 bilhões em receitas desde 1995, com mais de 14 milhões de unidades vendidas para consoles domésticos.

AndroidPIT throwback thursday street fighter 2 7022
Revivendo as memórias de E. Honda me dando uma surra / © AndroidPIT

Mas o que me fez gostar tanto assim de Street Fighter II quanto eu era criança? Basicamente, porque era uma maneira divertidíssima de desestressar, encarnando um lutador depois das longas horas na escola. Meu personagem favorito era o Ryu (clichê, eu sei), o fenômeno das artes marciais que tinha a missão de derrotar inimigos do porte de Vega, Sagat, Mr. Bison e até o ex-melhor amigo, Ken. 

Street Fighter II era uma maneira incrivelmente divertida de desestressar depois da escola

Aliás, por falar no Ken, ele tinha poderes praticamente idênticos ao do Ryu, mas com um visual mais extravagante, com seus cabelos loiros brilhantes e o kimono "vermelho-cheguei". E quando eu estava imerso no jogo, me tornava um lutador loucamente poderoso, que poderia viajar o mundo - Japão, Brasil, Espanha, Índia - e detonar caras durões. Street Fighter II era, no início dos anos 90, o modo mais divertido que uma criança poderia "brigar", mas sem se meter em encrencas. 

AndroidPIT throwback thursday street fighter 2 6989
Ken versus Ryu: eu era o Ken. E perdi / © AndroidPIT

A mecânica do jogo tornava cada luta intensa, exigindo sangue-frio para bater e apanhar. Os jogadores precisavam praticar os golpes especiais de cada personagem para não serem massacrados pelos mais veteranos. E sim, você tinha de aprender ainda quais eram os pontos fortes e fracos da cada lutador. Um "hadouken" sempre podia ser eficiente, mas podia ser esquivado pelo poder de invisibilidade do Dhalsim, por exemplo. O choque do Blanka sempre podia pegar você de surpresa, mas o "Sonic Boom" do Guinle era bastante eficiente para surpreender o personagem brasileiro. E por aí vai...

AndroidPIT throwback thursday street fighter printscreens
Eu até era um jogador razoável em Street Fighter II. Mas havia gente muito mais viciada que eu / © AndroidPIT

Eu até me tornei um bom jogador de Street Fughter II, mas nunca dominei inteiramente a mecânica do jogo. Eu me lembro que, no início da minha carreira como "lutador de rua", meu irmãozinho de cinco anos já dominava todos os golpes com muito mais facilidade e me dava surras atrás de surras com o golpe especial de múltiplos socos do E.Honda. Eu ficava ensandecido cada vez que isso acontecia, mas depois me lembrava que era só um videogame. Bons tempos...

AndroidPIT throwback thursday street fighter 2 7011
Mesmo mais velho, ainda é possível jogar Street Fighter II em emuladores da Nintendo para PCs/ © AndroidPIT

Com o passar do anos, vieram outras sequências de Street Fighter. Uma experiência que era quase exclusiva dos fliperamas ganhou os consoles de forma definitiva e eu até comprei Street Fighter Alpha 2 para o meu Playstation. No entanto, fui ficando mais velho e encontrava cada vez menos tempo para jogar. Escola, paqueras, saída com os amigos...enfim, vocês sabem. A verdade é que Street Fighter acabou ficando  para trás. 

Mas sempre que bate aquele sentimento nostálgico, eu acesso algum emulador da Nintendo no meu PC e me divirto por alguns bons momentos. Eu posso ter ficado mais velho, mas Street Fighter II: The World Warrior jamais ficará fora de moda. HADOUKEN!


Throwback Thursday (#TBT), em português, seria algo como Quinta-feira de Retrocesso. Trata-se de um hashtag que se utiliza para, a cada quinta-feira, as pessoas postarem fotos, vídeos ou qualquer assuntos que tenha acontecido há algum tempo. Toda quinta-feira, você irá acompanhar aqui no AndroidPIT experiências passadas de nossos editores com smartphones, gadgets e tablets. Fique ligado!

48 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários
55 Compartilhado

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi