O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
15 Compartilhados 4 Comentários

TVs inteligentes com Android: o futuro ou fracasso iminente?

 

TVs inteligentes. Parece ser algo que atrai fabricantes de TV e consumidores, mas também é algo que nenhum gigante da tecnologia parece saber como as trazer eficientemente para as massas. O conceito é simples: criar uma TV que integra Web 2.0, Internet e que permite que os usuários baixem filmes, joguem videogames, conversem pelo Skype e acessem os midia, redes sociais, e outos recursos da web, da mesma forma que os smartphones dão aos usuários acesso a esses serviços. A ideia é ótima, a tecnologia já existe, e cada vez mais consumidores possuem HDTVs e smartphones. Então, porque é que os televisores inteligentes estão demorando a ganhar impulso junto aos consumidores?

Não é uma tarefa fácil

Para ilustrar o quão difícil é criar uma TV inteligente, ou um serviço que permita a sua TV atuar como uma, considere isto: a Google, a Apple e a Samsung todas tentaram abordar este conceito, mas nenhuma delas conseguiu, à escala que desejavam. A Apple tentou isso com a Apple TV (primeira versão em 2006, novamente em 2010, e a versão mais recente em 2012), que introduziu um hub de baixo custo para permitir o acesso aos seus serviços através da sua televisão, que integra com iPhones, iPads e outros produtos da Apple. Soa a uma ideia boa, não? Realmente é, mas os consumidores, apesar de custar R$399 (€109), ainda não estão adotando a ideia como fazem com os restantes produtos da Apple.

A Google também seguiu o mesmo caminho com o Google TV (primeira versão em 2006). A Google teve muito apoio da Intel, Sony e Logitech para o Google TV, que é uma equipe muito impressionante. Transforma também o seu televisor num hub usando Android e o Google Chrome para criar um overlay interativo para TV com conexão à internet, onde também pode usar aplicativos específicos para Android. Mais uma vez, ótimo conceito, mas os consumidores não abraçaram a ideia, forçando a Logitech a abandonar completamente o projeto (a Google aparentemente está tentando novamente com o Q Nexus).

A Samsung teve uma abordagem diferente, e não criou uma box para fazer a sua TV "inteligente", mas sim, uma TV com todos os recursos "inteligentes", integrados. Imagine uma versão grande de TouchWiz (mostrado na foto acima) rodando na sua TV. Parece boa, tem um preço aceitável para uma TV HD da Samsung, daquele tamanho, e pode usar aplicativos para Android e iOS. Este conceito (na nossa opinião) é o futuro, e embora os consumidores não estejam totalmente abraçado ainda, todas estas empresas fizeram algo muito importante, com as suas variantes de TVs inteligentes: elas introduziram o conceito para os consumidores, e demonstraram as possibilidades que uma TV inteligente pode realizar.

Porque é a altura certa

A quantidade de pessoas que compram smartphones está nummomento alto. As pessoas estão mais familiarizadas com Android e iOS, (TouchWiz especialmente, devido à quantidade de dispositivos Galaxy S2 e S3 vendidos), e usam os seus celulares e tablets numa base diária para ver mídia e acessar serviços de compartilhamento social. Eles podem fazê-lo no trem da manhã, enquanto esperam o ônibus, ou enquanto esperam na fila do McDonald’s. É tudo acessível através de uma interface que eles estão familiarizados com (seus telefones ou tablets), então por que não permitir o acesso aos mesmos recursos através das sua TVs, com o seu dispositivo móvel agindo como uma varinha mágica, criando uma plataforma única?

Por que a Smart TV é uma ideia melhor do que o Smart Box

O Google TV e Apple TV são ambos baratos, mas a maioria das pessoas não estão interessadas ​​em gastar os R$399 Reais extras com a "smart box" (e, especialmente, para acessar serviços com funcionalidades limitadas). Estranho? Nem por isso, se você pensar sobre o assunto. Todas as vezes que você tem que comprar um acessório adicional para fazer alguma coisa funcionar, vai pensar duas vezes sobre se é fácil de usar. Mas se o recurso já estiver integrado no dispositivo que você está comprando, as chances são de que em algum momento, os consumidores vão ter o tempo para pelo menos ver e experimentar como funciona.

A Samsung faz algumas das melhores TVs do mercado, e considerando que você pode comprar a "Smart" TV de alta definição de 40 polegadas, na foto acima, por R$5999. Com a sua reputação estabelecida, a Samsung como uma grande fabricante de TVs, vai ajudar a empurrar esse novo conceito em salas de estar, independentemente de os consumidores estarem realmente pensando em comprar uma TV inteligente ou não. Como a Samsung já vende grandes quantidades de TVs, por que não usar sorrateiramente o recurso nos seus modelos mais recentes, preparando assim os consumidores para ele, ao mesmo tempo mantendo o preço da TV mais ou menos o mesmo para os consumidores que planejavam comprar um televisor novo?

Bem, isso é exatamente o que estão fazendo, a Samsung e a LG em parceria com a Google, para começarem a fabricar TVs inteligentes com Android. A TV que o consumidor iria comprar de qualquer maneira, com um grande extra (a funcionalidade "inteligente") que vem com ela.

Como os consumidores poderão usá-las

Imagine isto: É domingo à noite e você sentiu vontade de assistir a um filme. Você entra na sua sala, liga a Smart TV, e puxa seu telefone ou tablet Android. Você vai ativar o aplicativo Smart TV e pressiona o botão de pesquisa avançada de voz e diz " quero ver O Cavaleiro das Trevas". O filme aparece, você vê e adora. Tanto, na verdade, que você deseja compartilhar o quanto você gostou. "Curta este filme no Facebook". BAM. O seu hub FB aparece, e mostra que você "curtiu" o Cavaleiro das Trevas no Facebook. Isto é legal para seus amigos, para si e para os criadores do filme, já que é publicidade gratuita através da plataforma.

A seguir, você sente vontade de jogar um pouco. "Canabalt". Agora você está jogando Canabalt na sua TV enquanto utiliza o telefone ou tablet como comando. Jogou o suficiente. "ESPN.com". O seu navegador se abre e você pega o resultado do jogo do São Paulo. Então você se lembra que um documentário sobre macacos australianos surfarem está chegando às 2:00 da manhã. Caramba, é um pouco tarde demais para ficar a assistir. "Grave os macacos australianos a fazerem surf às duas da manhã e poste um Tweet em seguida, para os meus seguidores". Feito. Você desliga a TV e vai para a cama.

Ou se tudo isto é demais para você, basta ligar a TV com um controle remoto antiquado, e assistir TV, como sempre. Esqueça as funções "inteligentes", e simplesmente assista TV. Afinal, o preço é mais ou menos o mesmo para a TV (inteligente ou HDTV), independentemente de como você vai usá-la, e agrada tanto às pessoas que querem uma nova TV Samsung, e para aqueles que estão especificamente numa Smart TV, matando dois pássaros com uma pedra só.

A Televisão do futuro

Não sabemos quanto a vocês, mas na nossa opinião é uma ideia muito atractiva e cremos que em pouco tempo, as pessoas comecem a adquirir Smart TVs. É verdade que já existam e que não foram bem sucedidas até agora, mas parece que a ideia está finalmente no caminho certo. Android e a sua televisão, tudo em um... Talvez as TVs inteligentes atuais estão um pouco à frente do seu tempo e ainda há muitas coisas que têm de ser melhoradas para prepara-las para as massas. Elas são o futuro, pois levam interatividade à TV e achamos ser um futuro próximo. O que você acha?

Imagens: Amazon.com e 1.bp.blogspot.com

4 Comentários

Escreva um comentário:

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi