O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
62 Compartilhado 59 Comentários

O WatchOS 4 mostra que a Apple está atrasada em Inteligência Artificial

O Apple Watch pode ser o smartwatch mais vendido, porém, não é o mais bonito ou o mais inteligente. Durante a apresentação oficial o WWDC 2017, a conferência da Apple para desenvolvedores, isso ficou bem claro. O Android Wear tampouco é o software para relógios inteligentes mais funcional, porém, sempre usou como base a Inteligência Artificial, antes com foco nos cartões do Google Now, agora no Google Assistente.

O pessoal do site Wareable testou a versão beta do WatchOS 4 e conseguiu testar algumas das novidades, entre elas o mostrador desenvolvido com foco na Siri, o assistente AI da Apple. De acordo com o site: "a Apple finalmente entendeu que o Google Now é bem prático e, apesar de estar otimizando o iPhone com funções similares há algum tempo, o mostrador Siri vai trazer essas atualizações com base em contexto para a tela do relógio".

Poxa, Apple, usuários do Android Wear usam este tipo de recurso desde 2014!

Como você pode ver no vídeo abaixo, durante a apresentação das novidades do WatchOS 4, Kevin Lynch, vice-presidente de tecnologia na Apple, afirma que agora "a Siri oferece a informação que você precisa, no momento em que você precisa". Este foi basicamente o slogan do Google Now na época do seu lançamento e continua sendo agora que foi convertido a Google Assistente.

Não me leve a mal, o mostrador da Siri no Apple Watch é simplesmente muito bem desenhado, consegue mostrar inclusive fotos, o que o Android Wear não faz. Mas design - tanto de hardware quanto software - é a área de expertise da Apple, mas, claramente Inteligência artificial ainda não.

Como é possível ver acima, a nova Siri face será capaz de oferecer uma lista de eventos futuros e atualizações que o Assistente AI da Apple acredita ser interessante para o usuários, informações como tráfego, avisos meteorológicos, eventos do calendário e outros.

Opinion by Camila Rinaldi
A aplicação da Siri nos smartwatches da Apple deflagra uma grande lacuna em AI.
O que você acha?
50
50
117 participantes

Em 2014, durante o Google I/O, David Singleton, na época Diretor de Engenharia do Android, oferecia alguns exemplo de como os usuários da plataforma móvel para relógios inteligentes da Google já podiam usar tais funções. Para quem não lembra, este foi o fatídico ano da Copa do Mundo do Brasil (Alemanha 7 x 1 Brasil), e a situação construída no palco foi a viagem de um dos funcionários da gigante das buscas para o Brasil. Assim, na chegada ao Aeroporto o Assistente enviaria o QR code do cartão de embarque para o relógio, assim que o usuário chegasse ao país a reserva do hotel apareceria na tela do smartwatch e assim por diante.

Bom, é este tipo de coisa que a Siri será capaz de fazer na próxima versão do WatchOS. 

Ter assistido à abertura do WWDC 2017 depois da apresentação principal do Google I/O 2017 nos faz perceber o quanto a Apple está atrasada quando o assunto é Inteligência Artificial. A aplicação da Siri nos smartwatches da Apple deflagra essa lacuna.

Contudo, é inegável que a Apple desenvolver um belo software, oferece uma experiência bastante intuitiva, mas não possui o banco de dados da Google para alimentar o seu Assistente Inteligente. Talvez por isso tenha aberto a sua loja para o Google Assistente, pois olhando para o futuro, não seria nada interessante perder usuários por causa desta carência em AI, certo?

Por fim, se você ainda tem uma dúvida sobre a distância entre a Apple e a Google em AI, assista ao primeiro minuto e meio do vídeo abaixo:

E aí, você concorda comigo?

62 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

59 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi