Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
5G? Eu quero é o 4G que me prometeram!
Opinião 5 min para ler 31 Comentários

5G? Eu quero é o 4G que me prometeram!

Muito tem se falado sobre o surgimento de redes de telefonia de 5ª geração, que prometem downloads ainda mais velozes e estrutura para conectar todos os aparelhos da “internet das coisas”. Tudo muito bonito no papel. Mas na prática, ainda estou esperando pelo fantástico 4G que me prometeram 7 anos atrás.

Em dezembro de 2012, viajei à Campos do Jordão a convite da Claro, para presenciar o que seria a primeira demonstração pública de uma rede 4G no país. No salão de um belo restaurante executivos da operadora e de fabricantes de equipamentos falavam sobre os benefícios da tecnologia, enquanto que em uma sala ao lado smartphones e computadores conectados à nova rede davam um “gostinho” de um futuro com downloads velozes e streaming de vídeo em alta definição em qualquer lugar.

Logo após a apresentação, corri para um dos aparelhos e fiz alguns testes básicos de velocidade. “Uau! 52 Megabit/s no download!”, disse, impressionado. Mas aí me atentei ao detalhe: uma nova e reluzente antena de telefonia bem ao lado do restaurante, com equipamentos para a rede 4G instalados no topo.

7439985942 a670496f75 o
Ao lado de uma antena como esta, qualquer rede é rápida / © O2

Assim é fácil. Ao lado da antena e com apenas meia dúzia de terminais conectados, qualquer rede é rápida. Munido de um ceticismo que acumulei em anos cobrindo o mercado de tecnologia, disse: “quero ver isso funcionar assim em plena Av. Paulista ao meio-dia”.

Sete anos se passaram e a tecnologia 4G se popularizou com velocidade impressionante. Atualmente, praticamente qualquer smartphone no mercado é compatível, e planos pré-pagos com 3 GB ou mais de dados por mês custam pouco mais do que um bom hambúrguer. Mas ainda assim, as operadoras não estão entregando o que nos prometeram.

Velocidade… média?

Um relatório da consultoria OpenSignal publicado em Janeiro de 2019 mostra que a velocidade média de download nas redes brasileiras ainda está bem abaixo do prometido. Na melhor operadora do estudo, a Claro, a velocidade média de download foi de 28,1 Mbps.

Nada mal, mas a Claro é só a segunda maior operadora do país, com 24% do mercado de telefonia segundo a Teleco. A maior operadora, com 32% do mercado, é a Vivo, onde a velocidade média foi de 20 Mb/s. TIM (24,4%) e Oi (16,4%), na terceira e quarta posição no mercado, empataram com uma média de 13 Mb/s.

Ou seja, podemos fazer uma continha de padeiro e dizer que para quase 73% dos clientes de telefonia móvel no Brasil, a velocidade média do 4G está na casa dos 15 Mb/s. Menos de um terço do demonstrado em 2012. Por experiência própria, sei que na prática a situação é pior. Aqui em Curitiba, em um dia bom, fico feliz quando consigo cerca de 8 Mbps na rede da Oi.

Teste Oi
Fico feliz da vida quando vejo um resultado como este. Pena que nunca dura / © AndroidPIT

Estamos descobertos

A cobertura é outro problema. Sim, eu sei que cidades são verdadeiras “armadilhas” para os sinais de telefonia, com prédios e variações geográficas que atrapalham a propagação do sinal e derrubam a qualidade do serviço. Mas ainda assim, por uma combinação de infraestrutura subdimensionada, burocracia municipal (que dificulta a instalação de novas torres) e demora na adoção de novas tecnologias (como as redes na frequência de 700 MHz), a qualidade do sinal é “deveras insatisfatória”, para usar um termo culto.

Outro exemplo pessoal: aqui na minha mesa de trabalho só tenho sinal 3G+ (HSPA+). Se eu der 10 passos em direção ao meu quintal, onde o sinal deveria ser melhor, a coisa piora: o sinal cai para 3G.

Se eu subir duas quadras em direção a uma grande avenida na região, tenho 4G. Mas se caminhar mais uma quadra, na mesma avenida… a conexão de dados desaparece completamente, e só volta uns 150 metros adiante, com 4G. E estou certo de que não sou o único a experimentar isso.

Qualquer um que já usou o Waze ou Google Maps para se orientar na cidade, ou tentou pagar uma corrida de táxi com uma das “maquininhas” tão populares, sabe dos transtornos que essa instabilidade pode causar. E se você pegar uma estrada a coisa é ainda é pior. Mesmo entre duas cidades próximas, é certo que você encontrará trechos onde o sinal de telefonia some completamente.

smart cars 03
Dizem que os carros inteligente serão alguns dos maiores beneficiados com o 5G / © Shutterstock

Dizem que um dos benefíciados pelo 5G será a tecnologia de carros inteligentes, que se dirigem sozinhos. Mas para isso, eles precisam de conexão à internet para acessar mapas e informações de trânsito. Com nossa cobertura, imagino o número de acidentes que teremos.

— Que acidente horrível, o que houve?
— Ah, foi falta de sinal!
— De trânsito?
— Não, telefonia...

5G certamente é um tema importante. Acesso à internet não é luxo, é uma necessidade, e nossa economia depende disso. Mas antes de dar o próximo passo, que tal consertar o que já temos? Não é uma boa idéia construir um prédio sobre uma fundação fraca.

E você, está satisfeito com as nossas redes 4G? Acredita que as coisas serão melhores na próxima geração? Compartlhe sua opinião nos comentários abaixo.

Facebook Twitter 16 Compartilhado

31 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Quando poucas pessoas tinham aparelho 4G, a velocidade era muito superior. Assim que popularizou, dificilmente atinge 20mb no 4G. Essa velocidade é inferior do 3G no Japão


  • Sou cliente Claro há 14 anos. Quando eu tinha o 3G a velocidade chegava a 7Mbps. Aí surgiu o 3G+ que prometia ser até 4 vezes mais rápido. O que fizeram? Reduziram o 3G em quatro vezes. Passou o tempo e veio o 4G, que até ano passado, antes do 4G+, tinha picos aqui em Goiânia de até 62Mbps e média de 32. Depois vieram com a mesma história de o "+" aumentar a velocidade em até cinco vezes. O que fizeram? Reduziram a velocidade do 4G que hoje não chega a 10Mbps, mas o 4G+ é mais lento que a época de ouro do 4G.


  • Nossa tecnologia e muita escrota as empresas só que ganhar velocidade que é bom nada imagina o 5G vai rodar com velocidade do 4G 😎


  • Tem muito o que melhorar e esse novo sistema 5G, ainda vai demorar muito aqui no Brasil.


  • Eu quero Claro com esse 4.5 G ou 5 G no são Gonçalo RJ não vale nada, claro ganha de lavada em velocidade.


  • Sinal 4g até hoje não é estável, a Oi é a que mais sofre com sinais instáveis.


  • Olha amigo eu tenho Claro aqui há mais de 8 anos e nunca tive problema algum. A operadora vem melhorando cada dia mais e esse foi uns dos motivos de eu ter deixado a Telefônica Vivo. Não que a VIVO fosse ruim, mas a qualidade da rede, pelo menos aqui na região Sul, Santos, São Paulo, Salvador, Recife e Rio de Janeiro onde eu testei ambas operadoras, a Claro ganha de lavada do 4G+ da Vivo, tanto no 3G como no 4G ou 4.5G. Somente em alguns lugares que a VIVO tem mais cobertura ainda aqui no RS.
    Estou gostanto muito da Claro, ela está com ótimos preços e um excelente serviço, sendo melhor do que minha internet fixa residencial da VIVO(antiga GVT).
    Usando o 4.5G consigo com folga 245mbps de download e 50 de up ao meio dia em Porto Alegre e no litoral gaúcho. Isso sem falar da cobertura que está realmente muito boa, quase todas rodovias que ligam as principais cidades contam com 4G e até em alguns trechos 4.5G.
    Muito boa. Recomendo.


  • O 4G da Claro no meu cel bateu 55.1 Mbps de down e 12,4 Mbps de up!


  • Claro que precisam aprimorar mais o 4G antes de investir no 5G. Mas esse aprimoramento já é real.
    Aqui na minha cidade do interior de SP usava a Claro que atingia sempre acima de 50 MB.
    Recentemente troquei pela Vivo devido a ativação do 4.5G melhor que o da Claro, e que já está com os 700 MHz ativos. E no meu S8 com a banda 3, 7 e 28 agregadas sempre fica acima de 100 MB, chegando a picos de 200 MB. E sinal 4G+ constante na cidade toda.
    Detalhe: cidade de interior com 60 mil habitantes.
    Sobre o artigo, usar a Oi como referência é pra acabar. O 4G no Brasil não é perfeito, mas usem uma operadora de verdade pra tomar referência. Vivo e Claro, ou até a Tim estão aí.


  • Internet para celular no Brasil ainda é uma piada. Primeiro que a maior parte do brasileiro não sabe o que é 3G, 4G e afins. Segundo que Infraestrutura para se trabalhar isso ainda é uma utopia no Brasil. As operadores trabalham da seguinte forma, primeiro que elas vendem uma propaganda para o consumidor leigo que compra achando que é algo melhor e por ser novo. Segundo que elas mesmas sabem que o serviço nunca irá melhorar, devido a questões burocráticas governamentais e também por não querer investir em melhorias, porque sim elas não querem isso no brasil porque já é muito lucrativo do jeito que está.

    Para uma rede 5G funcionar bem aqui, as demais deveriam parar de funcionar para suprir a entrada de uma nova rede, devido a infra precária aqui, coisa que não irá acontecer devido a quantidade de aparelhos funcionando em redes ultrapassadas. Outro fator é que, quanto mais pessoas migram para essa rede, a tendência é ela ficar cada vez mais lenta se não houver melhorias na infraestrutura, que é o que acontece hoje com o 4G e foi assim a também com o 3G. Empurrar uma rede 5G na atual situação não é sinônimo de melhora, é somente uma novidade chegando sem ter condições de adquiri-la. Mas ai quem utiliza uma rede 5G dirá que, “é muito bom, é rápido”. Sim ela é rápida, justamente porque não tantos aparelho ativados nessa rede, ou seja, não tem gargalo.

    Nunca iremos utilizar totalmente o que essas redes nos dá devido ao avanço tecnológico e econômico brasileiro, a infraestrutura para redes de telefonia e o consumidor leigo. Por hora não vejo muita diferença em melhorias por usar isso.


  • Na minha casa eu consigo pegar 4.5g da Claro e em teste de velocidade bate 100mbs de velocidade, raramente perco sinal então estou satisfeito com a rede atual.


  • Tive a sorte de ter 4G na Vivo em BH/MG um pouco antes da Copa 2014 e era uma maravilha!
    Agora estou na Claro e vou te falar, é uma porcaria. Se é a Internet mais rápida eu não sei, porque raramente ela funciona.
    Sinal péssimo...


  • Não tenho o que reclamar do 4G da Tim, nos lugares onde vou funciona muito bem.


  • Tenho 56Mbps de download e 36Mbps de upload oferecidos pela operadora Movistar, uma das empresas da Telefonica aqui em Costa Rica.


  • É uma triste realidade que vivemos a cada dia, mas com solução bem complexa e difícil. Nosso ambiente regulatório é complexo, os custos são altos e ainda engatinhamos numa solução crível de compartilhamento de infraestrutura.


  • Aqui no Brasil, infelizmente tudo é empurrado com a barriga, já basta o governo iludir as pessoas, as empresas também vendem promessas. É bem verdade que o 4G onde realmente tem, até funciona razoavelmente bem, mas não é constante. Oscila muito. Em cidades pequenas, quando tem 4G, funciona parcialmente. Quando chegou o 4G, houve essa promessa de chegar aonde o 3G não chega. Agora estão prometendo o 5G, que ainda nem sabemos como irá funcionar esse sistema de franquias, pois quanto maior a velocidade, maior o consumo. Eu não tenho pressa por 5G, pois vai demorar mesmo, talvez em 2025 todos possam ter essa tecnologia. As operadoras deveriam ter vergonha e a Anatel, órgão regulador do governo, deveriam fiscalizar e cobrar dessas empresas melhorias nas redes. A telefonia no Brasil deixa muito a desejar, em viagens então, dependendo do lugar, nem a Vivo tem rede. O correto seria entregar um 3G funcional, pois ainda é uma boa rede e o 4G eficiente, pois já era hora de ter uma estrutura para atender a essa demanda crescente.


  • 4g e 5g?
    O que é isso?
    Em minha cidade so conhecemos muito mal o 3g.
    O resto é conto de fadas.

Mostrar todos os comentários