Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

5G? Eu quero é o 4G que me prometeram!

5G? Eu quero é o 4G que me prometeram!

Muito tem se falado sobre o surgimento de redes de telefonia de 5ª geração, que prometem downloads ainda mais velozes e estrutura para conectar todos os aparelhos da “internet das coisas”. Tudo muito bonito no papel. Mas na prática, ainda estou esperando pelo fantástico 4G que me prometeram 7 anos atrás.

Em dezembro de 2012, viajei à Campos do Jordão a convite da Claro, para presenciar o que seria a primeira demonstração pública de uma rede 4G no país. No salão de um belo restaurante executivos da operadora e de fabricantes de equipamentos falavam sobre os benefícios da tecnologia, enquanto que em uma sala ao lado smartphones e computadores conectados à nova rede davam um “gostinho” de um futuro com downloads velozes e streaming de vídeo em alta definição em qualquer lugar.

Logo após a apresentação, corri para um dos aparelhos e fiz alguns testes básicos de velocidade. “Uau! 52 Megabit/s no download!”, disse, impressionado. Mas aí me atentei ao detalhe: uma nova e reluzente antena de telefonia bem ao lado do restaurante, com equipamentos para a rede 4G instalados no topo.

7439985942 a670496f75 o
Ao lado de uma antena como esta, qualquer rede é rápida / © O2

Assim é fácil. Ao lado da antena e com apenas meia dúzia de terminais conectados, qualquer rede é rápida. Munido de um ceticismo que acumulei em anos cobrindo o mercado de tecnologia, disse: “quero ver isso funcionar assim em plena Av. Paulista ao meio-dia”.

Sete anos se passaram e a tecnologia 4G se popularizou com velocidade impressionante. Atualmente, praticamente qualquer smartphone no mercado é compatível, e planos pré-pagos com 3 GB ou mais de dados por mês custam pouco mais do que um bom hambúrguer. Mas ainda assim, as operadoras não estão entregando o que nos prometeram.

Velocidade… média?

Um relatório da consultoria OpenSignal publicado em Janeiro de 2019 mostra que a velocidade média de download nas redes brasileiras ainda está bem abaixo do prometido. Na melhor operadora do estudo, a Claro, a velocidade média de download foi de 28,1 Mbps.

Nada mal, mas a Claro é só a segunda maior operadora do país, com 24% do mercado de telefonia segundo a Teleco. A maior operadora, com 32% do mercado, é a Vivo, onde a velocidade média foi de 20 Mb/s. TIM (24,4%) e Oi (16,4%), na terceira e quarta posição no mercado, empataram com uma média de 13 Mb/s.

Ou seja, podemos fazer uma continha de padeiro e dizer que para quase 73% dos clientes de telefonia móvel no Brasil, a velocidade média do 4G está na casa dos 15 Mb/s. Menos de um terço do demonstrado em 2012. Por experiência própria, sei que na prática a situação é pior. Aqui em Curitiba, em um dia bom, fico feliz quando consigo cerca de 8 Mbps na rede da Oi.

Teste Oi
Fico feliz da vida quando vejo um resultado como este. Pena que nunca dura / © AndroidPIT

Estamos descobertos

A cobertura é outro problema. Sim, eu sei que cidades são verdadeiras “armadilhas” para os sinais de telefonia, com prédios e variações geográficas que atrapalham a propagação do sinal e derrubam a qualidade do serviço. Mas ainda assim, por uma combinação de infraestrutura subdimensionada, burocracia municipal (que dificulta a instalação de novas torres) e demora na adoção de novas tecnologias (como as redes na frequência de 700 MHz), a qualidade do sinal é “deveras insatisfatória”, para usar um termo culto.

Outro exemplo pessoal: aqui na minha mesa de trabalho só tenho sinal 3G+ (HSPA+). Se eu der 10 passos em direção ao meu quintal, onde o sinal deveria ser melhor, a coisa piora: o sinal cai para 3G.

Se eu subir duas quadras em direção a uma grande avenida na região, tenho 4G. Mas se caminhar mais uma quadra, na mesma avenida… a conexão de dados desaparece completamente, e só volta uns 150 metros adiante, com 4G. E estou certo de que não sou o único a experimentar isso.

Qualquer um que já usou o Waze ou Google Maps para se orientar na cidade, ou tentou pagar uma corrida de táxi com uma das “maquininhas” tão populares, sabe dos transtornos que essa instabilidade pode causar. E se você pegar uma estrada a coisa é ainda é pior. Mesmo entre duas cidades próximas, é certo que você encontrará trechos onde o sinal de telefonia some completamente.

smart cars 03
Dizem que os carros inteligente serão alguns dos maiores beneficiados com o 5G / © Shutterstock

Dizem que um dos benefíciados pelo 5G será a tecnologia de carros inteligentes, que se dirigem sozinhos. Mas para isso, eles precisam de conexão à internet para acessar mapas e informações de trânsito. Com nossa cobertura, imagino o número de acidentes que teremos.

— Que acidente horrível, o que houve?
— Ah, foi falta de sinal!
— De trânsito?
— Não, telefonia...

5G certamente é um tema importante. Acesso à internet não é luxo, é uma necessidade, e nossa economia depende disso. Mas antes de dar o próximo passo, que tal consertar o que já temos? Não é uma boa idéia construir um prédio sobre uma fundação fraca.

E você, está satisfeito com as nossas redes 4G? Acredita que as coisas serão melhores na próxima geração? Compartlhe sua opinião nos comentários abaixo.

Artigos recomendados

31 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Quando poucas pessoas tinham aparelho 4G, a velocidade era muito superior. Assim que popularizou, dificilmente atinge 20mb no 4G. Essa velocidade é inferior do 3G no Japão


  • Sou cliente Claro há 14 anos. Quando eu tinha o 3G a velocidade chegava a 7Mbps. Aí surgiu o 3G+ que prometia ser até 4 vezes mais rápido. O que fizeram? Reduziram o 3G em quatro vezes. Passou o tempo e veio o 4G, que até ano passado, antes do 4G+, tinha picos aqui em Goiânia de até 62Mbps e média de 32. Depois vieram com a mesma história de o "+" aumentar a velocidade em até cinco vezes. O que fizeram? Reduziram a velocidade do 4G que hoje não chega a 10Mbps, mas o 4G+ é mais lento que a época de ouro do 4G.


  • Nossa tecnologia e muita escrota as empresas só que ganhar velocidade que é bom nada imagina o 5G vai rodar com velocidade do 4G 😎


  • Tem muito o que melhorar e esse novo sistema 5G, ainda vai demorar muito aqui no Brasil.


  • Eu quero Claro com esse 4.5 G ou 5 G no são Gonçalo RJ não vale nada, claro ganha de lavada em velocidade.


  • Sinal 4g até hoje não é estável, a Oi é a que mais sofre com sinais instáveis.


  • Olha amigo eu tenho Claro aqui há mais de 8 anos e nunca tive problema algum. A operadora vem melhorando cada dia mais e esse foi uns dos motivos de eu ter deixado a Telefônica Vivo. Não que a VIVO fosse ruim, mas a qualidade da rede, pelo menos aqui na região Sul, Santos, São Paulo, Salvador, Recife e Rio de Janeiro onde eu testei ambas operadoras, a Claro ganha de lavada do 4G+ da Vivo, tanto no 3G como no 4G ou 4.5G. Somente em alguns lugares que a VIVO tem mais cobertura ainda aqui no RS.
    Estou gostanto muito da Claro, ela está com ótimos preços e um excelente serviço, sendo melhor do que minha internet fixa residencial da VIVO(antiga GVT).
    Usando o 4.5G consigo com folga 245mbps de download e 50 de up ao meio dia em Porto Alegre e no litoral gaúcho. Isso sem falar da cobertura que está realmente muito boa, quase todas rodovias que ligam as principais cidades contam com 4G e até em alguns trechos 4.5G.
    Muito boa. Recomendo.


  •   19
    Conta desativada há 4 meses Link para o comentário

    O 4G da Claro no meu cel bateu 55.1 Mbps de down e 12,4 Mbps de up!


  • Claro que precisam aprimorar mais o 4G antes de investir no 5G. Mas esse aprimoramento já é real.
    Aqui na minha cidade do interior de SP usava a Claro que atingia sempre acima de 50 MB.
    Recentemente troquei pela Vivo devido a ativação do 4.5G melhor que o da Claro, e que já está com os 700 MHz ativos. E no meu S8 com a banda 3, 7 e 28 agregadas sempre fica acima de 100 MB, chegando a picos de 200 MB. E sinal 4G+ constante na cidade toda.
    Detalhe: cidade de interior com 60 mil habitantes.
    Sobre o artigo, usar a Oi como referência é pra acabar. O 4G no Brasil não é perfeito, mas usem uma operadora de verdade pra tomar referência. Vivo e Claro, ou até a Tim estão aí.


  • Internet para celular no Brasil ainda é uma piada. Primeiro que a maior parte do brasileiro não sabe o que é 3G, 4G e afins. Segundo que Infraestrutura para se trabalhar isso ainda é uma utopia no Brasil. As operadores trabalham da seguinte forma, primeiro que elas vendem uma propaganda para o consumidor leigo que compra achando que é algo melhor e por ser novo. Segundo que elas mesmas sabem que o serviço nunca irá melhorar, devido a questões burocráticas governamentais e também por não querer investir em melhorias, porque sim elas não querem isso no brasil porque já é muito lucrativo do jeito que está.

    Para uma rede 5G funcionar bem aqui, as demais deveriam parar de funcionar para suprir a entrada de uma nova rede, devido a infra precária aqui, coisa que não irá acontecer devido a quantidade de aparelhos funcionando em redes ultrapassadas. Outro fator é que, quanto mais pessoas migram para essa rede, a tendência é ela ficar cada vez mais lenta se não houver melhorias na infraestrutura, que é o que acontece hoje com o 4G e foi assim a também com o 3G. Empurrar uma rede 5G na atual situação não é sinônimo de melhora, é somente uma novidade chegando sem ter condições de adquiri-la. Mas ai quem utiliza uma rede 5G dirá que, “é muito bom, é rápido”. Sim ela é rápida, justamente porque não tantos aparelho ativados nessa rede, ou seja, não tem gargalo.

    Nunca iremos utilizar totalmente o que essas redes nos dá devido ao avanço tecnológico e econômico brasileiro, a infraestrutura para redes de telefonia e o consumidor leigo. Por hora não vejo muita diferença em melhorias por usar isso.


  • Na minha casa eu consigo pegar 4.5g da Claro e em teste de velocidade bate 100mbs de velocidade, raramente perco sinal então estou satisfeito com a rede atual.


  • Tive a sorte de ter 4G na Vivo em BH/MG um pouco antes da Copa 2014 e era uma maravilha!
    Agora estou na Claro e vou te falar, é uma porcaria. Se é a Internet mais rápida eu não sei, porque raramente ela funciona.
    Sinal péssimo...


  • Não tenho o que reclamar do 4G da Tim, nos lugares onde vou funciona muito bem.


  • Tenho 56Mbps de download e 36Mbps de upload oferecidos pela operadora Movistar, uma das empresas da Telefonica aqui em Costa Rica.


  • É uma triste realidade que vivemos a cada dia, mas com solução bem complexa e difícil. Nosso ambiente regulatório é complexo, os custos são altos e ainda engatinhamos numa solução crível de compartilhamento de infraestrutura.


  • Aqui no Brasil, infelizmente tudo é empurrado com a barriga, já basta o governo iludir as pessoas, as empresas também vendem promessas. É bem verdade que o 4G onde realmente tem, até funciona razoavelmente bem, mas não é constante. Oscila muito. Em cidades pequenas, quando tem 4G, funciona parcialmente. Quando chegou o 4G, houve essa promessa de chegar aonde o 3G não chega. Agora estão prometendo o 5G, que ainda nem sabemos como irá funcionar esse sistema de franquias, pois quanto maior a velocidade, maior o consumo. Eu não tenho pressa por 5G, pois vai demorar mesmo, talvez em 2025 todos possam ter essa tecnologia. As operadoras deveriam ter vergonha e a Anatel, órgão regulador do governo, deveriam fiscalizar e cobrar dessas empresas melhorias nas redes. A telefonia no Brasil deixa muito a desejar, em viagens então, dependendo do lugar, nem a Vivo tem rede. O correto seria entregar um 3G funcional, pois ainda é uma boa rede e o 4G eficiente, pois já era hora de ter uma estrutura para atender a essa demanda crescente.


  • 4g e 5g?
    O que é isso?
    Em minha cidade so conhecemos muito mal o 3g.
    O resto é conto de fadas.

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.