Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Especial 3 min para ler 26 Comentários

10 anos de Android: quais funções da primeira versão nós usamos até hoje?

Ontem, o primeiro smartphone com Android lançado pela operadora norte-americana T-Mobile, o HTC Dream, completou 10 anos. O dispositivo rodava com uma versão do sistema bastante preliminar, que vinha sendo trabalhada pela Google desde meados de 2008. Em comemoração aos 10 anos do primeiro Android, resolvi separar os recursos que estavam presentes nessa versão e que usamos até hoje.

Google Play Store (Android Market)

Diferente das primeiras versões do iOS, o Android que rodava no HTC Dream já contava com uma tímida loja de aplicativos. Aplicações comuns e mais usadas, como e-mail e calendário, já estavam presentes, mas o usuário conseguia encontrar na loja do sistema algumas dezenas de aplicativos úteis.

Os demais serviços que integram a Play Store surgiram em meados de 2012, como o Play Livros e o Play Música. Estima-se que, no final de 2008, haviam cerca de 180 apps e jogos disponíveis no Android Market. No dia do lançamento do HTC Dream, contudo, apenas 12 aplicativos estavam disponíveis aos usuários.

AndroidPIT google play 9559
Google play Store surgiu em 2011 / © AndroidPIT by Irina Efremova

App Drawer e launcher

Desde o início, a principal característica do Android frente ao iOS foi o App Drawer. Diferente do sistema da Apple, o Android seguia o estilo presente em outros sistemas que ainda estavam presentes na época, como o Bada e o Symbian, que contavam com uma gaveta de aplicativos e telas que funcionavam como uma área de trabalho.

O Android, logo em sua primeira versão presente no HTC Dream, trouxe a organização de ícones entre as telas, apesar do número de telas ainda ser limitado a duas. Além da navegação por toque e gestos, a possibilidade de customizar os ícones era algo bastante interessante para o usuário, visto que neste modelo e nesta versão o teclado virtual ainda não existia. 

maxresdefault
Antigos e presentes / © AndroidPIT

Widgets

Apesar de poucos, a primeira versão do Android contava com o widget de busca no Google e outro de relógio analógico. Outras opções começaram a aparecer em versões futuras e, mais tarde, os widgets ganharam mais utilidade ao ponto de serem portados para o iOS. 

AndroidPIT best android widgets 2
Widgets desde sempre  / © AndroidPIT

Notificações

Antes do Android ganhar notificações com respostas inteligentes, prévias de anexos e uma forma de organização mais completa, a primeira versão do sistema era capaz de emitir alguns alertas, como novos mensagens SMS e novos e-mails. As notificações não funcionavam bem no HTC Dream, diga-se de passagem, visto que Apple e Blackberry tinham desenvolvido um sistema melhor de notificações push. 

AndroidPIT Nexus 6 Android 6 0 Marshmallow review 4
Versão mais recente das notificações no Android Marshmallow / © AndroidPIT

Vale lembrar também que o HTC Dream não tinha uma tela de bloqueio, ou seja, bastava abrir o teclado físico do dispositivo ou apertar qualquer botão físico para que o sistema fosse ativado. Algumas notificações, inclusive, sequer abriram o aplicativo correspondente, mas elas estavam lá, e usamos até hoje.

Sincronização

O primeiro Android já contava com o sistema de sincronização de contas, ou seja, você conseguia manter contas de e-mail e de redes sociais atualizadas em segundo plano. Os processos em segundo plano sequer eram conhecidos na época, visto que o código-fonte da primeira versão foi divulgada pelo Google meses após o lançamento do HTC Dream. Contudo, o sistema exibia entre as configurações a opção de sincronizar contas.

Você fazia ideia que ainda usa recursos antigos da primeira versão do Android? Qual destas funções você mais gosta?

26 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Meu primeiro Android foi o Motorola Milestone que comprei em 2010, depois tive o Samsung Galaxy S e após ele foram tantos que não tenho condições de me lembrar. rsrs


  • Meu primeiro Android foi o que me fez desistir para sempre da LG: P500 Optimus One.


  • Meu primeiro Android foi um Galaxy Ace Plus (2.3).


  • Meu primeiro Android foi um Motorola Defy em 2011. Muito bom na época!
    Depois Galaxy S3, Moto X, Moto X2, Moto Z Play e atualmente Moto Z2 Force.
    (Só um não foi Motorola e eu o ganhei em um concurso de startups na Campus Party 2013)


  • Meu primeiro Android foi um Galaxy Pocket(Gingerbread), com o qual passei uns 2 anos. Mudei depois para um Galaxy S Duos(Ice Cream Sandwich), usei ele durante 1 ano. Resolvi sair do Android, pois precisava de um aparelho com preço baixo e que rodasse bem; comprei então um Lumia 535 com WP8.1; atualizado depois para W10 Mobile. Passei 1 ano com ele, e pra ser sincero, me atendia bem e eu gostei bastante do sistema. Mas por conta do descaso da MS com o mercado brasileiro e com o sistema, tive que voltar para o Android. Em 2016 peguei um Lenovo Vibe A7010 com 5.1.1 Lollipop, atualizado depois para 6.0 Marshmellow. Usei-o até esse ano, mas infelizmente ele deu defeito agora em agosto. Atualmente, estou usando um S7 edge com o Oreo.


  • Meu primeiro Android foi um Galaxy Y (Gingerbread). Passei uma boa raiva com ele, tanto que os próximos não foram Samsung. As notificações que a gente tinha que ficar limpando eram uma beleza, porque às vezes acabava dispensando uns que não tinha aberto xD


  • Meu primeiro Android foi um LG l3 primos, tirava maior onda.


  • Meu primeiro android foi um Motorola Razr D1, em 2013... Quando comprei achei aquela câmera de 5 megapixels incrível HAHAHA


  • Interessante, uso as mesmas coisas desde meu Milestone 2 até hoje no 5T.


  • Meu primeiro smartphone Android foi o Sony Ericsson Xperia Mini Pro, com 512 MB de Memoria Ram (384 MB) e 400 MB de armazenamento interno, o grande destaque desse aparelho era seu design compacto e de quebra, vinha com teclado Qwert, um smartphone muito bom.


  • Meu primeiro Android foi um Galaxy Y Pro Duos, que vinha com Android 2.3. Mas o mais interessante pra mim foi o teclado QWERTY do aparelho. Como já disseram embaixo, a antiga Touchwiz era pesada.


  • Comecei no Android na versão do icecream sandwich (a numeração não lembro só o nome )


  • Comecei no Android 2.1 na antiga interface da Samsung, a Touchwiz que era pesada e lenta... Mas ela contava com muitos recursos que o Android Puro bao tinha, o que continua sendo o padrão até hoje.
    O Android evoluiu muito em pouco tempo em relação a concorrência então fica até difícil de trazer novidades reais a cada nova versão... Pelo menos esperamos pelas melhorias "por baixo do capô".


  • 2.3.4 foi a versão inicial pra mim.


  • Meu primeiro Android foi um X10 Mini, foi uma revolução, até então usava Symbian. Mas logo de início já botei CyanogenMod.


  • Acho que comecei no Android na versão 2.1, no Experia X10. Já era razoavelmente bom, mas ainda com app inferiores e não muito instável em comparação com o IOS.


  •   9
    Conta desativada há 2 meses Link para o comentário

    Comecei a usar Android quando estava na versão 2.3.4, por meio de um Galaxy SII Lite. Antes era um usuário de Symbian Phone ainda, rs... Passei pouco tempo nele e fui pro iOS devido a uma série de fatores, mas hoje, já de volta pro robozinho verde, posso dizer com toda certeza que não o troco mais por S.O. neste mundo! Voltei a acompanhar as versões do Android quando adquiri um Moto G 2013 versão 4G que vinha com Android Kit Kat e que, pra mim, foi uma das melhores versões em termos de otimização/duração de bateria. Mesmo com algumas decepções, principalmente quando lançaram a versão lollipop com aquele visual branquelo, segui firme e agora estou na espera do meu Redmi 5A receber o Android Oreo rs

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados