Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

3 min para ler 44 Comentários

Android Go: tudo sobre a versão feita sob medida para smartphones básicos

Durante o Google I/O 2017, Sameer Samat, vice-presidente de produtos do Google, apresentou o Android Go. O objetivo do Google com essa nova versão plataforma, que vem embarcada modelos básicos, é expandir o sistema em países com pouca infraestrutura, mas sem deixar de proporcionar uma experiência satisfatória aos usuários. Entenda mais sobre o Android Go e seus apps a seguir.

O principal pré-requisito para o funcionamento do Android Go é o aparelho ter 512MB ou 1GB de memória RAM. A plataforma é otimizada de diversas formas, eliminando recursos extras que comprometam a experiência de uso ou que exijam muito do hardware. A Play Store, por exemplo, conta com aplicativos adaptados e compatíveis com os pré-requisitos de hardware para funcionamento do Android Go. Os Google Apps, aplicativos nativos do Google, rodam em versões "lite", poupando recursos do sistema e também o hardware.

As medidas anunciadas e colocadas em prática pelo Google para o Android Go podem resultar numa economia de até 750TB de dados, que segundo o Google é a média consumida hoje pelos usuários. O YouTube Go, por exemplo, não pré-carrega os vídeos, contribuindo na poupança de dados de internet e de esforço hardware.

Se a sua memória é boa, como a nossa, vai lembrar que em meados de 2016 o Google anunciou o Android One, também voltado para smartphones com hardware básico. Logo, sim, o Android Go é uma reformulação do projeto anterior da Big G. A diferença é que o Android One era um Android mais puro que poderia rodar também em aparelhos topo de linha, caso as fabricantes deixassem, enquanto o Android Go é um Android mais "capado".

AndroidPIT xiaomi android one 2048
Xiaomi lançou smartphone com Android One / © AndroidPIT

Os desenvolvedores também deverão oferecer versões mais básicas de seus aplicativos, os conhecidos "lite", que não devem ultrapassar o tamanho de 10MB e precisam oferecem ao menos um modo off-line, para funcionamento sem internet. É válido destacar que o Android Go e seu ecossistema não tem ligação direta com o recurso Instant Apps, que está sendo aprimorado pelo Google desde o lançamento do Android 7.0 Nougat.

Falamos mais sobre o Instant Apps no artigo abaixo:

Android Go: aplicativos

Abaixo, você confere uma lista de aplicativos "lite" do Android Go que estão disponíveis para download. Infelizmente, a maioria requer Android Go ou Android 8.1 Oreo para funcionar com instalação direta da Play Store. Alguns APKs também estão restritos, mas é possível baixar alguns para testes.

  • Dataly: gerenciador de dados, permitindo que o usuário consiga monitorar o seu consumo de internet (download).
  • Files Go: monitor de dados que ajudar os usuários a controlar o armazenamento do sistema (download).
files go google apk
Files Go / © AndroidPIT (captura de tela)
  • Gboard Go: conta com funções que facilitam a comunicação entre contatos com idiomas diferentes (download).
  • Maps Go: vem com todos os comandos básicos para navegação guiada e consultas em geral (download).
  • YouTube Go: permite baixar vídeos em modo offline para serem reproduzidos sem internet (download).
youtube go side brazil
YouTube Go / © AndroidPIT (captura de tela)
  • Google Assistant Go: versão 'lite' do assistente que conta com funções essenciais (download).
  • Google Go: versão simplificada do buscador (download).

Você já usou algum "app go"? O que acha da ideia do Android Go?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Victor Lima há 9 meses

    olha... pra mim um smartphone em configurações tão baixas com 512 RAM deveria ser banido mesmo com Go ou qualquer outro sistema... o mundo tá evoluindo e existem muitos aparelhos bons com configurações bem superiores só.pesquisar...

  •   85
    Conta desativada há 9 meses

    Toda versao nova de android a google usava como justificativa " otimizamos para aparelhos basicos aparelhos com 512mb e 1giga rodaram melhor " esse papinho vem desde o android 4.2 pra cima toda nova versao o mesmo bla bla bla Ate q a propria google provou que n tem capacidade pra tal lançando seu primeiro aparelho o google pixel com 4 gigas de ram ou seja mostrando a todos que o android nao roda em aparelhos com pouca Ram , Agora lançaram essa versao pelo pouco que vi nao tem grandes diferenças do android normal so tiraram a animaçao e tal coisa que vc mesmo pode fazer indo na area de dev do aparelho

  • Agnaldo há 9 meses

    Por falar em instant apps, ate Hoje não entendi direito do que se trata, tampouco usei, é essa porcaria fica atualizando quase todos os dias

  • Deivis Schuman
    • Mod
    há 9 meses

    Eu tenho um Moto G3 que tem 1GB de Ram!
    E o Android Go ficou excelente nele!

  • Soterio Salles há 9 meses

    Esse tipo de aparelho com especificações baixas é importante e não pode desaparecer. Temos que lembrar que nem todos tem oportunidade de comprar um smartphone com tecnologia melhor, não digo isso no Brasil e sim no resto do mundo onde a situação econômica é pior que a nossa...
    Agora, o Android Go é que é a parte inútil. O que deveria existir é a otimização do código do Android como um todo pra rodar em qualquer aparelho.

44 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados