O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
8 min para ler 91 Compartilhado 91 Comentários

Google anuncia o Android L [Atualizado]

Durante o Keynote da conferência para desenvolvedores da Google, Sundar Pichai anunciou o Android L, a nova versão do sistema operacional da Google. Depois de anunciar o Android 4.4.3 e o update de correção com o firmware 4.4.4, agora foi a vez de vermos verdadeiras mudanças no OS, tanto em relação à interface do usuário, como no sistema em si. Abaixo, você confere os recursos mais interessantes adicionados pelo Android L.

android lollipop teaser 01
Nada de Android Lollipop: agora temos o Android L! / © AndroidPIT

Integração entre plataformas - Material Design

Por muito tempo, a Google optou pelo Holo enquanto projeto de design, onde tudo levava como base este projeto, trazendo consistência e unificando a UI dos serviços do Big G, incluindo o Android. Assim, todos os desenvolvedores foram obrigados a ajustar seus aplicativos às diretrizes do Holo. A partir de hoje, a Google passou a usar o Material Design, um novo layout entre plataformas da Google e deve ser seguida para o desenvolvimento dos novos aplicativos que veremos no Android daqui para frente.

material design
© AndroidPIT

Agora é possível trabalhar a UI em profundidade, além disso, a Google disponibilizou uma paleta de cores e tudo pode ser adaptado para smartphones e tablets, não importa o tamanho da tela. As animações podem ser desenvolvidas para usar a mesma tela para informar os recursos presentes em cada função. A Google vai disponibilizar as diretrizes do Material Design para que os desenvolvedores usem as novas linhas de design para todas as plataformas da Google, o Android é uma delas.

Com o Material Design, a gigante das buscas pretende unificar a forma visual, os movimentos e a interação entre as plataformas, incluindo web, Android e até mesmo iOS.

Interface do usuário otimizada

O Android L pode ser identificado por uma palavra: animação. O Android L trouxe mudanças na interface do usuário do Android. Em primeiro lugar, vale dizer que o gradiente da barra de notificações e da barra de navegação foi deixado de lado e a interface está em consonância com as características gerais de transparência da tela. O que me agrada, visto que oferece uma melhor sensação de aproveitamento da tela.

material design calculator
© AndroidPIT

Além disso, a UI é uma versão otimizada do Google Now. Usando os mesmos movimentos de gestos que hoje usamos para dispensar cartões no aplicativo de buscas, podem ser usados para recusar chamadas, por exemplo.

material design gmail
Olhando para a UI do Gmail, é fácil dizer que o Android L veio para mudar bastante o design do OS! / © AndroidPIT

Desbloqueio Pessoal

A gigante das buscas adicionou um recurso chamado Personal Unlocking que identifica o usuário antes de desbloquear a tela. No evento, foi usado como exemplo o reconhecimento do relógio do usuário para que o mesmo possa desbloquear e usar o dispositivo. A ideia por trás deste serviço é oferecer mais segurança ao OS.

Recurso flutuante

Com o recurso flutuante, agora é possível ter multijanelas no Android. Além disso, o recurso multitarefas entre aplicativos ficou mais simples. A função multitarefa será o coração do novo OS, a ideia é que ao deslizar o dedo para baixo um menu multitarefas/ multijanelas abra a partir do "zoom out" do aplicativo.

Assim, o uso do smartphone ou tablet se torna ainda mais funcional.

Nova barra de status

l notifications
Na tela, o tema é "Otimizando as notificações" e as imagens não mentem: teremos o estilo dos cartões do Google Now! / © AndroidPIT

Conforme publicamos mais cedo, a Google redesenhou o atalho para configurações rápidas e a barra de notificações para o melhor estilo dos cartões de notificação do Google Now. Hoje, a maioria das funções no painel de configurações rápidas podem ser ativadas e desativadas com um simples toque ou abrem o menu de configurações depois que pressionamos as telhas longamente.

Com o Android L, ao clicar em um azulejo do painel de notificações, o usuário será direcionado para uma interface com a informação especifica relacionada à telha determinada na mesma tela. Assim, se você pressionar o azulejo do wi-fi, o painel com as configurações do recurso irá se abrir no mesmo espaço, com a lista de redes e a opção para ligar ou desligar o wi-fi. A grande vantagem desta implementação é que as notificações e definições rápidas podem ocupar o mesmo espaço visual.

l notifications2
Observe a barra de status desta imagem: aqui é possível ver o recurso head-up e, conforme visto mais cedo, teremos uma nova UI para a barra de notificações e configurações rápidas! / © AndroidPIT

A ideia é fazer com que quando o usuário puxar a barra de status para baixo, veja duas opções: uma é o acesso às notificações e outra o acesso às configurações rápidas. Quando puxamos a bandeja de notificações, uma sobreposição escura com cartões no melhor estilo Google Now aparece. Já quando o usuário acessa o menu de configurações rápidas, as notificações se juntam em uma pilha de cartões na parte inferior da tela.

Produtividade

NativeOfficeEditing
© AndroidPIT

A Google está levando a sério a questão de uso do Android no trabalho. Agora temos o "Android para trabalho" um serviço que separa a vida profissional e pessoal do usuário e, ao mesmo tempo, investiu na otimização do Google Drive, oferecendo suporte para edição de documentos de forma nativa. Assim, se você abrir um documento do Office enviado por e-mail, já será possível editar os mesmos a partir do Drive. Este é o Android L!

Adoção do ART

art screenshot 2
Comparação de performance entre o Dalvik e o Art! / © Google

Com a introdução do Android 5.0 Lollipop, a Google introduziu a máquina virtual ART como uma forma de tornar a execução dos apps mais eficiente. A máquina virtual ART aumenta a eficiência do OS, e torna mais a integração entre plataformas uma opção para a Google. Porém, algo que não foi dito na apresentação é que o ART também vai dificultar o acesso de aplicativos root ao sistema, visto que não vai deixar os aplicativos de root irem fundo no acesso ao sistema operacional. Além disso, a instalação dos aplicativos será perceptivelmente mais demorada conforme a complexidade dos mesmos e eles utilizarão mais espaço na memória do aparelho.

Projeto Volta

BAtterySaver
© AndroidPIT

A Google também está de olho na autonomia da bateria dos smartphones e isso será entregue aos desenvolvedores em forma de API para que os aplicativos não drenem a bateria dos dispositivos móveis. Até que enfim temos um serviço de economia de energia nativo do OS e mais concreto.

Google FIT

O que era esperado chegou de forma nativa ao OS, o Google Fit. O recurso permitirá que um app acesse um único local para obter todos os dados da prática esportiva dos usuários. Porém, os mesmos terão que autorizar o serviço para tanto. A função funciona com os recém anunciados wearables rodando com Android Wear. Quem vai?

google cloud platform apis
© AndroidPIT

Disponibilidade

A nova versão do OS será liberada no Outono, ou seja, na Primavera no Brasil. Como disse ontem, este é um novo posicionamento do time de desenvolvedores do Android que, agora, passa a seguir os passos da Apple. Assim, primeiro teremos uma visão geral sobre os recursos adicionados ao OS, depois a equipe continua trabalhando para tornar o sistema operacional o mais estável possível e então libera o update para os usuário.

Com relação à liberação do Android L, como de costume, a linha Nexus da Google deve ser a primeira na fila de entrega do novo OS. Em seguida, será a vez dos Google Play Edition e, levando em consideração a rapidez com que a Motorola vem atualizando o OS da linha Moto, acredito que a fabricante será uma das primeiras a liberar o update. Depois, os carros-chefe atuais das principais fabricantes devem começar a receber a notificação via OTA. Claro, essa é apenas uma estimativa, confira outros detalhes sobre quais dispositivos devem receber o update para Android L aqui.

Além disso, temos que levar em consideração que a Google vinha garantindo o suporte de 18 meses para os dispositivos, mas visto que a atualização não mais será lançada logo após a sua apresentação, é bem provável que teremos mudanças neste sentido.

chrome3
© AndroidPIT

Confesso que estou impressionada, faz um ano que estou esperando para ver as mudanças que tivemos aqui hoje. Porém, uma das coisas que mais me chamou a atenção até o momento é a integração dos serviços: Android, Chrome, Chrome OS, Android Wear, Android TV e Android Auto. Isso significa que, num futuro muito próximo, o problema com desenvolvimento de aplicativos para diferentes dispositivos irá ter um fim. A prova disso foi o uso do Evernote em um tablet e em um laptop e a UI do software continuou a mesma. E isso, ao que tudo indica é consequência do Android L, esse firmware está prometendo.

O Google I/O chega ao final sem uma definição quanto ao número da versão do novo software, apenas identifica o OS como Android L. Isso significa que muita água ainda vai rolar. Porém, segundo uma fonte de dentro do Big G, os responsáveis pelo desenvolvimento do Android simpatizaram muito com o nome Lollipop. Vamos aguardar!

E aí, você está satisfeito com o desenvolvimento do Android L ou esperava mais?

 

Este artigo será atualizado conforme o Keynote do Google I/O 2014 se desenvolve.

91 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

91 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi