Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

opinião 5 min para ler 106 Comentários

Android puro é a solução para atualizações mais rápidas?

Cada vez que se fala em atualização de Android e na demora das empresas em entregar a que você deseja, sempre tem alguém para falar do chamado "Android puro". Aposto que já apareceram alguns por aí. Muita gente gosta de falar que o Android puro é a solução para a rapidez nessas entregas, mas será mesmo?

Eu gosto do Android mais próximo do puro. Para mim, a interface da Motorola é uma das mais fáceis e intuitivas. Ela é mais vazia, eu coloco o que eu quiser nela. Mas muita gente odeia isso, e considera um sistema incompleto, sem recursos. Já temos aí o primeiro problema, o de que nunca ninguém está satisfeito.

samsung galaxy s9 plus hero c2vx
A interface da Samsung é uma das mais customizadas / © AndroidPIT

Em segundo lugar, existe a diferenciação de mercado. Atualmente, temos na briga apenas o iOS e o Android, que ocupa a memória de toda fabricante que não seja Apple. Agora, imagine se todas essas fabricantes resolvessem usar o chamado Android puro? Sem recursos extras, sem diferenciais, sem funções que personalizam a marca.

Suas escolhas ficariam mais em design, mas até coisas como qualidade de foto e som sairiam prejudicadas, já que itens assim também dependem de software, não apenas hardware, peças físicas. Ficaria tudo tão igual que logo algumas marcas cairiam e ficaríamos com umas quatro ou cinco no mercado. Chato e muito perigoso para a inovação.

Android puro não é Android puro

Mas é importante esclarecer. O que você chama de Android puro não é o Android puro mesmo, aquele raiz. Esse está mais para um Nutella. Explico. O Android é um sistema gratuito e Open Source, ou seja, tem seu código aberto. Mas essa abertura é bem mais ou menos.

As fabricantes têm acesso a esse Android, que é chamado de AOSP, Android Open Source Project. É uma versão simples do Android, sem muitos recursos. Muitas coisas ainda precisam ser colocadas para que o sistema fique legal de verdade.

androidpit hero moto z
Faz um tempo que a Motorola já não é mais próxima do Android mais puro / © AndroidPIT

Mas e o Android One? E o sistema dos Pixels? São tão legais e cheios de recursos! Eles são, mas eles não são o Android AOSP, e sim versões do Android desenvolvido pela Google especialmente para os Pixels e para os aparelhos com Android One, um AOSP melhorado. Então nem esses, no fundo, são Android puro, quem diria.

E como funciona: a fabricante baixa esse Android AOSP, e até mesmo uma Motorola, que tem um sistema bem parecido com o puro, mexe bastante no Android para chegar ao que você recebe. Ela coloca funções especiais, configurações extras de tela, aplicativos próprios (como o de câmera e o Moto App, com aquelas coisas extras de girar para abrir a câmera) e muito mais, principalmente drivers que não enxergamos e que servem para que o Android funcione com o hardware em especial.

Lógico, ajuda ser próximo do Android AOSP, ele fica bem mais leve, sem camadas de temas e excesso de funções, e é mais rápido para a fabricante desenvolver a atualização para os seus produtos, ou até mesmo para que a Google traga a nova versão, como é o caso do Android One. Mas não é a única solução.

AndroidPIT xiaomi android one 2048
Será que o Android One é a solução? Ainda não sabemos / © AndroidPIT

Algumas fabricantes, como a Samsung, personalizam tanto o Android que em versões mais antigas ele quase não parecia o Android. Hoje, isso já melhorou, mas ainda há tanta personalização que elas até ganham nomes, como Grace UI, ZenUI, Samsung Experience, essas coisas. E isso não é ruim, depende do que você procura.

Mas o Android AOSP não vêm, por exemplo, com os apps da Google, sabia? Então por que as fabricantes colocam? Porque todas querem ter acesso à Play Store, a loja de apps. E para isso elas são obrigadas a embarcarem um pacote básico de apps oficiais da Google em seus aparelhos.

A partir do momento em que a fabricante pega e mexe no Android, por menor que seja essa modificação, ele não se chama mais Android AOSP, e sim Android OEM, que significa Original Equipment Manufacturer ou Fabricante de equipamentos originais.

E muitas funções implementadas pelas fabricantes são muito boas! A S Pen, a stylus do Galaxy Note; a virada de mão para abrir rapidamente a câmera da Motorola; os dois toques na tela para ligar ou desligar o display na LG, Sony e outras. Tudo feito pelas fabricantes.

androidpit google nexus 5x
Saudades da linha Nexus? / © AndroidPIT

E é com esses recursos das fabricantes que o próprio Android vai melhorando. Quando uma função faz sucesso em uma versão de Android da fabricante, ela é implementada ao Android original tempos depois. Vide as ações e autenticações com sensor biométrico, ou ainda a divisão da tela para usar dois apps ao mesmo tempo.

A Google fornece uma base sólida para que as fabricantes possam gastar seu tempo desenvolvendo recursos inovadores, e depois pega para ela esses recursos. Ao mesmo tempo, as fabricantes têm por trás dos seus sistemas uma equipe consagrada de uma das maiores empresas de tecnologia do mundo. Se é uma troca equilibrada, eu não sei. Depende de cada empresa. Mas, por enquanto, parece estar funcionando. 

Resumindo, eu acho o Android mais próximo do puro muito bom, aprecio menos recursos de fábrica para que eu coloque o que eu quiser. Mas também gosto muito do visual das novas interfaces das fabricantes, e apoio totalmente essa inovação que expliquei agora.

É muito legal termos aparelhos com sistemas mais próximos do puro, como os Android One e os próprios Pixel. Mas acho essencial termos também os mais modificados, como os da Xiaomi, Asus, Samsung, LG e outras, para que o usuário tenha mais opções de escolha e para que a concorrência traga melhorias mais rápidas no uso desses aparelhos.

O que você acha? Queremos ler suas opiniões!

Os comentários favoritos dos leitores

  • Deivis Schuman
    • Mod
    há 7 meses

    Se todas fabricantes lançassem seus Smartphones no mercado apenas com Android puro, eu creio que o Android não seria essa potencia que é hoje!
    Imagine um mercado de Smartphones sem a magia da Samsung Experience, ou sem o brilhante OxygenOs, ou sem a multi Zenui, ou até mesmo sem a modificadíssima MiUi que nem parece Android?
    Não eu não consigo imaginar!

  •   85
    Conta desativada há 7 meses

    Resposta simples a questao . Sim android puro é a soluçao para atualizaçao mais rapida ....

    Agora vamos aos fatos pq android puro tem atualizaçao tao rapidamente e tantas atualizaçoes????????? pq ninguem se pergunta isso? ja pararam pra notar que 80% das atualizaçoes q o android puro recebe sao correçoes de bugs? ja passou pela cabeça de vcs q o fato de aparelhos com interface custom nao receber tanta att é pq ele simplesmente nao tem tantos bugs a corrigir e por isso nao precisa de att atoa ???

    Att de versao ja notaram q o android puro como o proprio nome diz é puro e n tem nada de interessante? ao contrario de um xiaomi ,samsung,lg,sony da vida q tem 500 recursos ???? Att de versao em android puro é essencial pq o aparelho nao tem recurso , ja em aparelhos com interface custom por ja terem varios recursos nao precisam ser atualizado tantas vezes assim Reflitam

  • Soterio Salles há 7 meses

    Em tese aparelhos cuja ROM conta com menos modificações são atualizados mais rápidos, um bom exemplo disso é a Nokia e a Oneplus, porém há exceções a exemplo da atual Moto by Lenovo que já não atualiza tão rápido e com frequência como na época by Google.
    Porém quem quer consegue e entrega resultados indiferente da customização, deixamos como exemplo a ASUS que atualizou bastante aparelhos recentemente entregando inclusive modificações radicais na interface de uma versão pra outra.

  •   101
    Conta desativada há 7 meses

    Ótima matéria!
    O Android puro deveria ser a solução para atualizações mais rápidas...

  • Rodrigo Dias há 7 meses

    O que seria da Samsung sem a TouchWiz, por exemplo? Ou a Xiaomi sem a MIUI? As fabricantes colocam suas identidades nos aparelhos e uns podem gostar, e outros não. O smartphone também pode dizer muito sobre a identidade de uma pessoa.

106 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • A solução não é o Android Puro, o negocio a google controlar apenas o cerne do kermel e fornecer atualizações do sistema e de segurança por pelo menos 4 anos, porém deve deixar as modificações por conta das fabricantes.


  • Acredito que não seria necessário que as fabricantes deixassem de lado a customização de "nossos dispositivos", (porque na verdade o dispositivo é nosso, quem paga pelos custos pelo modelo e especificações somos nós) e por esse motivo creio que deveriam nos dar uma opção e não nos obrigar, em grande parte dos casos, a fazer propaganda deles mesmos e a nós conformar com inumeros apps inúteis que na maioria das vezes não podem ser desinstalados ou desativados, se tudo que eles adicionam no Android é tão bom como dizem, não deveriam tentar nos obrigar a usá-los e sim nos provar o quão eficientes e necessários eles são, e nos dar a liberdade de decidir oque é que queremos em nossos aparelhos ou não, por esses e outros motivos mais é que, tão esperada quanto a atualização do android e a chace de poder fazer root nele, eu geralmente uso pra poder desinstalar os tão preciosos apps inuteis e depois removo o root pra poder atualizar de novo (se der sorte de lançarem mais de uma atualização pro seu smartphone) oque em alguns casos da sorte de acontecer...


  • Nunca me acostumei com a interface da motorola esse "android puro" falta muita coisa, acostumei com os recursos a mais que a samsung experience oferece mas cada caso é um caso.


  • Aguardando ansiosamente meu Mi A1...
    Já para os aparelhos de interfaces customizadas, tenho esperança que o "Project Treble" e seus aperfeiçoamentos que virão, possam agilizar/facilitar a liberação de atualizações para os aparelhos.

    CAV


    • E tudo por quê?
      Porque não são as fabricantes que vão continuar mexendo nisso.
      Quem vai mexer no Projeto Treble? A Google, em parceria com empresas de componentes como a Qualcomm.
      Quem vai mexer com a iniciativa de mandar patch pra todos os aparelhos a partir do Android P? A Google! As fabricantes só terão que exibir a notificação.

      Na prática, é a Google adotando a mesma metodologia que a Microsoft utiliza há anos no Windows PC, e que tentou implementar no Windows Mobile, sem sucesso.


  •   62
    Conta desativada há 7 meses Link para o comentário

    Quem usa um Android customizado, dificilmente vai querer usar o chamado puro, pois o mesmo é pobre em recursos. O único problema como se sabe é a longa espera para atualizar a versão. Diz a lenda que irá melhorar a partir do Android 9, mas sabemos que depende das fabricantes, como o Google deixa a revelia, esse cenário segue como está, afinal, é de interesse das fabricantes, que você troque de aparelho anualmente.

    Antigamente, há muitos anos atrás até exigia que a empresa atualizasse logo o Android, mas nas últimas versões, são mais polimentos e correções de bugs, nada de tão inovador assim.

    Como já comentei diversas vezes, o mundo não vai acabar porque o seu aparelho está com Android defasado. Muitas pessoas estão no 4.4 até hoje e baixando praticamente todos os aplicativos, 5.1.1, atualmente com um J1 Mini, até eu comprar outro, também funcionando bem, outros com Android 6, 7 e alguns com 8. É chata essa fragmentação, mas fazer o que? Vou ficar trocando de aparelho ou de carro todo ano por causa de um mero detalhe? Cabe a cada um refletir mais, ficar calmo, sereno, pois já fiquei 4 anos com o famoso Galaxy Y Duos e me atendeu razoavelmente bem nesse período, aposentado em 2017.


  • Ainda sou a favor de separação. Entregue on sistema na forma mais básica possível e deixe o usuário escolher o que ele quer instalar.

    CAV


  • Uso Google pixel mais não tão radical a ponto de ser contra as modificações. São necessárias e estimulam a inovação, só acho que as empresas deveriam dá uma atenção maior a todo seu portfólio de aparelhos, e não apenas aos topos de linha.


  • Artigo perfeito!! Eu particularmente só uso Smartfones com alterações feitas pelo Google, mas entendo e acho extremamente necessário que haja opções para todos os gostos. Isso que tem tornado o Android tão acessível e presente em tantos aparelhos conectados ao redor do globo.


  • todos (ou quase todos) os fabricantes fazem aparelhos com a aparência 1.000x mais bonitos que qualquer Motorola, porem entre boa aparência externa e Android próximo do puro, escolho o mais próximo do puro sem remorso, não sinto saudade nenhuma das interfaces pesadonas* dos meus antigos Samsung's

    (*) "aihmm faiz roont... o roont mandô abraçu rçrçrçrç"
    não, não quero fazer root, quero comprar o aparelho, ligar e usar, ponto


  • Android puro é a solução para atualizações mais rápidas?
    Não. O que pode tornar as atualizações mais rápidas é a boa vontade das fabricantes.


  • Confesso que ando bem cansando do "Android Puro" depois de anos com a Motorola. Seja como for quase tudo se pode instalar, mas existem funções como o "knock code" para acordar a tela (LG) e a função "desligar/ligar" (Lenovo) automaticamente em horários específicos (programo pra desligar 23:00 e ligar 7:00) que são vitais pra mim (mas, dependem um pouco do hardware). Mas, isso poderia ser solucionado com um hardware que permitisse um aplicativo gerenciar adequadamente essas funções. Fora isso, o resto a gente pega na Play Store. Inclusive launchers.

    Ou seja, o Android Puro precisa contar com determinadas funções nativas (as mais importantes para os usuários), e deixar que a Play Store faça o resto. O problema é que existem limites para a customização. Só isso. Se esses limites caírem, não há motivo para continuarmos debatendo isso.


  • Solução é, com certeza, porém eu prefiro um Samsung Experience(No caso da Linha S e Note) ou uma MIUI uma versão atrás, que tem bastante funções agregadas que um "Android Puro" capado, apenas por ser um número atualizado.


  • o que isto importa para além de ínfimo séquito de usuários? A grande maioria quer aparelhos com telas e câmeras ,uma rede social fluida , quase sempre optam por Samsung, e dificilmente sabem algo além do básico , o nome do dispositivo eo sistema , esta é realidade da grande maioria dos que compram celulares. Parabéns pelo artigo.

    CAV


  • A muito tempo já não é, e vindo das OEMs obvio que não.


    • E a Quantum, a Multilaser e a DL estão aí pra provar que Android próximo do puro não significa mais patches e atualização do Android, muito menos em menor espaço de tempo possível.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados