Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
O Android Q não me impressiona: será que o Google “parou de inovar?”
Google Pixel 3a Aplicativos Opinião 3 min para ler 37 Comentários

O Android Q não me impressiona: será que o Google “parou de inovar?”

Há mais de 10 anos o Android tem sido um dos principais temas do Google I/O, o evento anual da Google para desenvolvedores. O evento era “o” local para saber tudo sobre o status do sistema, do tamanho da base instalada ao que está sendo previsto para as próximas versões.

Mas se você acompanhou a apresentação de abertura do Google I/O 2019, deve ter notado algo estranho: pouco se falou sobre nosso querido robozinho. Na verdade, em uma apresentação de quase 2 horas apenas 15 minutos foram dedicados a falar sobre alguns dos recursos da próxima versão do sistema, até o momento conhecida como Android Q.

Esta versão traz algumas coisas interessantes, como suporte nativo a foldables e redes 5G, mas o recurso mais “badalado” foi o esperado “modo escuro”, que finalmente fará sua estréia oficial. Algo que para mim nem precisaria esperar por uma nova versão do sistema: este modo já existe no Android Pie, mas só é ativado quando o smartphone entra no modo de economia de bateria. Basta ativá-lo permanentemente.

darkmodeandrooidqbatterysave
"Modo escuro" é um dos recursos mais aguardados do Android Q / © AndroidPIT

Isso significa que a Google “parou de inovar”? Que o Android foi deixado para escanteio? Não. Para mim, é um excelente sinal. É sinal de que após pouco mais de uma década no mercado o Android finalmente atingiu a maturidade. Os tempos loucos de mudanças radicais na interface e cinco versões em um mesmo ano (pois é, 2009 foi um ano puxado!) ficaram para trás. Agora é hora de rebocar algumas paredes e reforçar as fundações, para que o prédio possa aguentar mais uma década de pé.

Acredito que, muito em breve, a Google vai reduzir o ritmo de lançamento de novas versões do Android e gradualmente o sistema se tornará um “coadjuvante”

Também é um reflexo de uma estratégia que a Google vem adotando nos últimos anos: ciente da impossibilidade de que todos os fabricantes atualizem seus aparelhos para versões mais recentes do Android, a empresa cada vez prefere incluir os novos recursos em seus apps. Assim, mesmo quem tem uma versão mais antiga do sistema pode aproveitá-los. A inovação ainda existe, mas está distribuída.

Exemplos dessa estratégia são o Google Assistente, que simplesmente “apareceu” nos aparelhos quando foi lançado, ou os novos recursos anunciados para o Google Lens, como a capacidade de ler e traduzir texto impresso, que serão entregues como uma atualização do app do Google ainda neste mês (e em português!)

IO 19 Tues Keynote 0619
Demonstração do Android Q / © Google

Acredito que, muito em breve, a Google vai reduzir o ritmo de lançamento de novas versões do Android. E gradualmente o sistema se tornará um “coadjuvante”: vai continuar rodando em bilhões de aparelhos por debaixo dos panos, mas cumprindo seu papel de suporte aos apps, onde a verdadeira inovação vai acontecer.

É o destino de todo sistema operacional. Aconteceu com o Windows, aconteceu com o MacOs, está acontecendo com o iOS. Chegou a vez do Android.

E você, está ansioso pelo Android Q? Qual será o futuro do sistema, em sua opinião? Participe da discussão nos comentários.

37 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Sim, parou de inovar.
    Não há um gerenciador de boot, não há um sistema de bloqueio eficiente, em caso de perda ou roubo. Não há um sistema eficiente de gerenciamento de bateria. Não há opções para controle efetivo de resolução de tela, som ou gerenciamento de arquivos. Vide outras empresas, como a Huawei e Xiaomi... A Google poderia aprender com elas.


  • Como sabemos não há mais grandes novidades a se incluir num sistema. Existem sim melhorias, otimizações, segurança e principalmente tornar o mesmo cada vez melhor para o usuário. O foco maior deveria tornar o Android preparado para receber as atualizações, assim como o Windows e o iOS fazem. Isso traria uma nova identidade ao Android tornando-o muito melhor.

    Google e as fabricantes precisam entender e deixar o consumidor escolher quando se deve comprar um novo smartphone, visto que o preço só aumenta não agregando praticamente nada ao seu usuário.


  • Sim parou de inovar e resolver o problema de fragmentação, necas.

    Os aparelhos ainda estão recebendo o 8. O nove ainda nao está em 2% (ou está?) dos aparelhos.


  • Sinceramente, até agora as novidades apresentadas no Beta não são nada animadoras e inovadoras. Por ser tratar da décimo verão do sistema operacional mais popular do mundo, deveriam trazer algo novo, impactante.


  • minha teoria é que as verdadeiras mudanças e funções virão no Fuchsia, por isso essa versão do Android veio sem um "uau", talvez essa possa ser a última versão do Android, e ano que vem , já podemos ver o novo S.O por aí


    • Em um ano eu não digo, mas em 2 a chance é grande. Bem provável que no próximo I/O anunciem o novo sistema, dêem um tempo para os desenvolvedores se adaptarem e no ano seguinte apresentem os primeiros aparelhos.

      E os apps? Bem, o Chrome OS roda apps Android sem problemas. Não há dificuldades para o Google em adaptar a mesma tecnologia para o Fuchsia.


    • Tenho que concordar com vc amigo. Estão deixando o melhor para apresentarem na nova plataforma.


    • Pensei a msm coisa. O Android está sendo levado em "banho maria", os maiores esforços devem estar concentrados no Fuchsia.


  • Coisa que eu acho que deveria ter no Android: customização total livre (da barra de status, cortina de notificações, gestos de navegação, posição e tamanho dos ícones e widgets, gestos para atalhos, cores da interface, etc.).

    Achei ridículo a continuação dessa barrinha de gestos.

    CAV


  • E o fuchsia ....por onde anda? Morreu?


  • Big G vem capando as boas funcionalidades da stock androide e fica muito atrás de capas de personalização de outras fabricantes. Fora a falta de consistência em acessibilidade coisa que a Apple consegue fazer melhor. E falado em Apple o Google não achou uma solução para a fragmentação do sistema.


  • Não, pra falar a verdade realmente está na hora de uma mudança na interface, e mudar um pouco as fundações do android tbm. Android ficou estagnado e ja passou da hora de uma mudança pra revitalizar

    CAV

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.