Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
Como é usar o Android sem os apps e serviços do Google? Aqui está o resultado!
Opinião Google 8 min para ler 30 Comentários

Como é usar o Android sem os apps e serviços do Google? Aqui está o resultado!

O fim do suporte do Google a futuros smartphones da Huawei coloca uma questão antiga sob uma nova luz: o que resta do Android se você remover os serviços do Google? Eu usei o Android sem o Google por um tempo e fiquei satisfeito com o resultado. Veja como foi minha experiência.

Atualmente há alternativas para a maioria dos serviços do Google. E embora você tenha que abrir mão de algumas coisas em termos de facilidade de uso, por outro lado você recupera boa parte de sua privacidade.

Além da versão de código aberto do Android (AOSP), o Google também mantém dezenas de componentes proprietários, que tem uma profunda influência sobre o funcionamento e recursos oferecidos por um smartphone típico.

Então, se você tirar a “parte Google” do Android, como pode acontecer com futuros os aparelhos da Huawei, a experiência do usuário mudará consideravelmente. Neste artigo vou mostrar a você como é o Android sem o Google e que muitos componentes do Google podem ser substituídos. Outros componentes e serviços, por outro lado, teriam que ser desenvolvidos pela Huawei.

Android sem o Google: o que sobra?

O Android Open Source Project é o “miolo” do sistema operacional Android, disponível sob uma licença Open Source e comum a todos os aparelhos com o sistema do Google. O AOSP fornece uma interface unificada entre hardware e software, bem como os recursos e serviços necessários à execução dos apps.

Um infográfico (um pouco desatualizado) do Fairphone Open Project indica (em verde) os componentes de código aberto de um sistema Android. Os componentes em azul claro geralmente são fornecidos pelos OEMs (fabricantes de hardware) como pacotes de código fechado. As partes vermelhas são os serviços do Google; também de código fechado e profundamente enraizadas no sistema.

fos v1 720 1
Este inforgráfico mostra que muitos dos apps proprietários do Google são responsáveis por recursos fundamentais do Android. / © AndroidPIT

O Android “puro”, AOSP, não pode ser facilmente instalado em um smartphone. O código fonte deve primeiro ser compilado para o hardware do dispositivo de destino e combinado aos componentes proprietários, como drivers. Felizmente a rede está cheia de voluntários que fazem isso por nós e fornecem versões gratuitas e prontas para uso, com nomes como "Lineage OS". Mais sobre isso depois.

O que falta em relação ao Android do Google?

Com o passar dos anos o Google vem limitando severamente o AOSP. Recursos importantes como serviços de localização, sistema de notificações e proteção contra roubo não estão disponíveis ou existem de forma muito rudimentar no AOSP. Isso é irritante porque alguns aplicativos fecham abruptamente ou sequer iniciam sem esses serviços.

AndroidPIT ticwatch e ticwatch s smartwatch android wear wearables 8083
Smartwatches com o Wear OS não funcionam sem os apps do Google. / © AndroidPIT

Além disso, recursos como o Google Cast ou conexão a smartwatches com o WearOS não são mais possíveis sem os componentes do Google. Além disso, aplicativos importantes como o Google Maps (também usado para exibir mapas em aplicativos de terceiros) ou uma loja de aplicativos, como a Play Store, também estão ausentes. Vou mostrar na próxima seção como ambos podem ser substituídos.

Mas antes de mais nada, devo mencionar que a falta de aplicativos do Google também tem efeitos positivos. Um smartphone AOSP também não possui os serviços de rastreamento e publicidade do Google. Do ponto de vista da proteção de dados, o Android sem o Google oferece um ganho significativo de privacidade.

Nosso sistema de teste

Usei um OnePlus 5 no meu teste com o Android sem o Google. Nele, instalei o Lineage OS for microG, baseado no Android Pie com patches de segurança de maio de 2019.

O sistema operacional está disponível para quase 200 smartphones e combina o Lineage OS (baseado no AOSP), com o pacote microG (que substitui vários serviços do Google) e a loja de aplicativos F-Droid. A instalação é feita via TWRP depois de desbloquear o bootloader no smartphone. Isso pode ser feito nos smartphones da maioria dos fabricantes (vide nosso artigo sobre root, abaixo), mas você provavelmente perderá sua garantia.

AndroidPIT android without google 9159
Com o TWRP, você pode instalar versões modificadas do Android sem os apps do Google. / © AndroidPIT

A diferença já é perceptível no primeiro boot do sistema operacional. Você se conecta a uma rede Wi-Fi, busca por eventuais atualizações do sistema, define um bloqueio de tela e em seguida simplesmente entra na tela principal. Nada de páginas longas de termos de uso, ativação de inúmeros serviços ou login em Contas do Google. É um pouco como nos velhos tempos.

Encontrando e baixando apps

A F-Droid é a loja usada como substituta da Play Store. O catálogo tem “vários milhares” de aplicativos, mas é consideravelmente menor do que o da Play Store. A vantagem é que todos os apps são gratuitos, de código aberto e livres de publicidade.

AndroidPIT android without google 9102
A F-Droid (à direita) é uma alternativa à Play Store. / © AndroidPIT

Muitos aplicativos não disponíveis podem ser baixados na “Yalp Store”, incluindo apps de código-fechado como o Slack, Skype, ProtonMail e muitos outros. A Yalp Store é como uma espécie de “porta dos fundos” da Play Store que te permite baixar apps de lá sem uma conta Google. Infelizmente, apenas aplicativos gratuitos podem ser baixados.

Um problema é a atualização de aplicativos em segundo plano. Embora a Play Store tenha permissão para instalar e atualizar aplicativos em segundo plano sem interação do usuário, isso não é possível com lojas independentes. A versão modificada do F-Droid que é parte da versão do Lineage OS que usamos permite atualizações em segundo plano, mas a Yalp Store não. E se um aplicativo estiver disponível em mais de uma das suas lojas de aplicativos, pode haver conflitos com atualizações.

O F-Droid e a Yalp Store não são as únicas lojas que você pode usar para obter apps. Há várias outras, como a UpToDown, APK Pure, APK Mirror, Amazon App Store, etc. Falamos um pouco sobre elas (e outras) no artigo abaixo.

O que funciona?

O Android sem os serviços do Google é bem rápido. E graças ao F-Droid pré-configurado e à loja Yalp, instalei a maioria dos aplicativos que uso (ou alternativas) em minutos:

Apps e serviços

Nome Alternativa Onde encontrar
Google Calendar Calendar Nextcloud
Google Device Manager Cerberus Cerberus
DB Navigator DB Navigator Yalp Store
BVG Info BVG Info Yalp Store
Google Maps MAPS.ME, OsmAnd; F-Droid ou HERE WeGo Yalp Store
GMail ProtonMail Yalp Store
LastPass LastPass Yalp Store
YouTube NewPipe F-Droid
ING Online Banking ING Online Banking Yalp Store
Telegram Versão sem GMS da F-Droid F-Droid
DriveNow / MultiCity / Free2Move DriveNow / MultiCity / Free2Move Yalp Store

Minha maior preocupação era com aplicativos que fazem uso intenso de notificações, como o Telegram, ou aplicativos dependentes de localização, como DriveNow e BVG Fahrinfo (para transporte público). Mas os apps disponíveis no F-Droid geralmente não dependem dos serviços do Google, e os aplicativos da loja Yalp podem usar os serviços substitutos oferecidos pelo microG sem configuração adicional. Fiquei emocionado.

O que (ainda) não funciona?

Apesar de quase todos os apps que testei rodarem, nem sempre eles funcionam perfeitamente. Por exemplo, o ING Banking exibe uma mensagem de erro quando tento ativar as notificações push. Aparentemente há problemas com a o serviço de mensagens em nuvem do microG, embora ele seja declarado como "totalmente funcional". Erros semelhantes são relatados por outros usuários no GitHub.

A deficiência mais importante para mim é a falta de sincronização e backup de e-mails, eventos de calendário, contatos, fotos e afins. Há muitas coisas das quais você mesmo precisa cuidar num sistema Android sem o Google. Embora eu tenha conseguido suprir muitas dessas funções com um servidor NextCloud operado por mim mesmo, o aplicativo de sincronização DAVx5 e o ProtonMail, um usuário mais casual carece de uma alternativa mais simples.

Smart Home é mais fácil com a Amazon e o Alexa

Se você usa o Android sem o Google, mesmo com a estrutura do microG, os dispositivos Google Cast ficam invisíveis para o smartphone. Em geral, é mais fácil usar o Alexa da Amazon para gerenciar sua casa inteligente. Mas se você quiser fugir completamente de empresas que coletam seus dados talvez uma solução de terceiros como o Homey, da Athom, seja o melhor para você.

AndroidPIT android without google 9154
Você pode configurar o Alexa como assistente pessoal padrão e acioná-lo segurando o botão Home. / © AndroidPIT

Cadê meu smartphone?

Proteção contra roubo sem o Google também é algo complicado. O Cerberus serve como uma boa alternativa ao “Encontre meu dispositivo”, mas você terá que pagar pelo serviço. A partir daí você poderá controlar seu smartphone remotamente via SMS ou Internet, determinar seu último local, tirar selfies de um ladrão e enviá-las para um endereço de e-mail especificado, bloquear o dispositivo, excluir dados e muito mais.

No final das contas…

A dependência que o ecossistema Android tem do Google e seus serviços é evidente em dois níveis, mas ambos os problemas podem ser resolvidos. O LineageOS for microG prova que os aplicativos existentes da Play Store podem ser executados sem modificações, apesar da falta dos serviços do Google.

Mas recursos básicos como proteção contra roubo, sincronização de agenda, contatos ou e-mails e backup de fotos representam um desafio maior. Você terá de procurar alternativas, seja por meio de serviços oferecidos por outras empresas ou operando seu próprio servidor.

A dependência que o ecossistema Android tem do Google e seus serviços é evidente

Mas uma empresa do porte da Huawei não teria dificuldades em solucionar estes problemas. Ela só precisa fornecer a infraestrutura para milhões de clientes num curto prazo. Mas eles deverão estar dispostos a migrar seus dados de uma gigante nos EUA para uma empresa na China.

E você, usaria um smartphone Android sem o Google? Compartilhe sua opinião nos comentários.

Os comentários favoritos dos leitores

30 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Estou experimentando esta "façanha". Tenho um S4 com a custom rom Resurrection Remix 6.2 - Android Oreo. Não instalei os GApps. Fica um sistema diferente e não consegui rodar nenhum app do Google, pois justamente não tem o Google Services. Por exemplo, não consegui rodar corretamente o app do Uber. Instalei o Here WeGo, app de mapas, mas também não roda legal. Acho, pois não sou especialista, que estes apps tem algum vínculo com os serviços do Google para funcionarem corretamente. Quanto a duração da bateria, acho que durou um "pouquinho mais", mas a minha bateria já está bem usada, então não dá para dizer que valeu a pena. Gostei da loja UpToDown, bem parecida com a Play Store. Não gostei da Aptoide, a APKPure parece legal e a F-Droid é uma loja diferente e com poucas opções. Foi válida como experiência.

    CAV


    • O problema é que é necessário ter um substituto aos serviços Google, pois mais cedo ou mais tarde você vai esbarrar com um app que vai se recusar a abrir por não ter o Google Play Services instalados, é aí que chega o microg, para tapar esse buraco.


  • Fica um sistema menos pesado e simples


  • Muita inocência as pessoas acharem que se livrando dos serviços Google terão mais privacidade.

    CAV


    • Na realidade, é muita inocência as pessoas acharem que terão privacidade na internet.


    • Privacidade é para quem tem conhecimento meu caro, se você não tem não queira dizer a frase de efeito "uma vez conectado, sem privacidade". Fale isso para quem usa DW, comete crimes e outras atrocidades e nunca é descoberto. A mídia só te mostra aquilo que foi descoberto, e o que não foi?
      Sabia que é possível criptografar sua rede impendido da ISP coletar dados? Sabia que é possivel montar um firewall potente em cima do BSD? Sabia que você pode criar sua própria VPN caseira? Pra tudo tem jeito. Quem quer privacidade e tem os conhecimentos sabe como fazer, quem não sabe, diz que é impossível.


  • já usei o celular fica mais rápido e bateria dura mais tempo


  • Artigo enganoso, se quer ser exacto faça o mesmo artigo e exclua todas as aplicações norte americanas. Mesmo "clientes".


  • No final das contas, quem se interessa por fazer experiências como essa necessariamente tem que estar disposto a fazer sacrifícios, e a ter que pesquisar bastante para resolver problemas ou encontrar alternativas.
    O que acredito que a maioria dos usuários do Android nem sequer cogitam em fazer.

    No mais, a Nokia X Platform já foi uma pequena amostra de como o Android sem a dependência da Google é um desafio e tanto para ser implantado e gerenciado.


    • O que impede uma empresa da gama da Huawei em criar uma solução desse nível? Dinheiro eles tem, mão de obra idem, só falta força de vontade.
      Quem quer se livrar do Google tem que ter atitude e não ficar de mimimi.

      CAV


      • A empresa ter a capacidade de promover tal empreitada não é o mérito nessa questão.
        E sim se realmente há garantias de que todos os resultados esperados dessa empreitada serão obtidos.

        Quanto ao usuário, reitero o que eu disse: a maioria dos usuários possivelmente nem sequer pensam em abandonar a Google ou os seus serviços.
        Quanto aos que pensam no assunto, qual é a garantia de que todos estão dispostos a usar cotidianamente um smartphone da mesma forma que o Eric Hermann usou apenas como experimento?!


  • Posso até utilizar, mas fica meio complicado, depois que se acostuma com os aplicativos do Big G.


  • Caramba, eu não sabia que tinha uma alternativa para o Play Services, muito menos uma livre. E como eu tenho 99.9% de certeza que a Huawei vai criar um sistema baseado no Android, ela pode muito bem usar esse microG e ajudar no desenvolvimento dele, inclusive, melhorando ainda mais a compatibilidade, se ela for esperta faz isso, não tem pra que criar um sistema do (quase) zero, tendo o Android com o código aberto disponível pra ela...


    • Também acho isso, eles poderia muito bem aprimorar o microG. Eles tem money pra isso. Se eles realmente quiserem se livrar do Google, terão que optar por essa forma.


  • Atualmente, no meu smartphone Android, praticamente não uso nada do Google.
    Nuvem: Dropbox
    Email pessoal (único em uso): Yandex
    Motor de busca: DDG
    Tradutor: Yandex
    Contatos: Mi Cloud
    Mapa: Here Go
    Exercícios: Mi Fit
    Browser: Yandex
    Agenda: Mi Cloud.
    Não uso mais a conta do Google pra logar em mais nada! Uber, iFood, 99, TuneIn Radio, Ingressos, Gearbest, Banggood, Amazon, Mercado Livre...

Mostrar todos os comentários