Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
Com o novo Apple TV, Apple tenta dominar o mercado de entretenimento
Opinião Apple 4 min para ler 20 Comentários

Com o novo Apple TV, Apple tenta dominar o mercado de entretenimento

Não há dúvida de que os serviços de streaming de vídeo mudaram a forma como nos relacionamos com a TV. Atualmente, quem não tem TV a cabo nem aberta (meu caso) não é automaticamente uma pessoa “alheia ao mundo”, mas simplesmente alguém que resolveu tomar o controle de seu tempo e escolher o que assiste, quando assiste e como assiste.

Mas se a proliferação dos serviços resolveu um problema, acabou causando outro. Hoje não temos que nos preocupar apenas com o que vamos assistir, mas também com como e onde vamos assistir. Tenho que me lembrar de que Cobra Kai está no YouTube, Star Trek: Discovery no Netflix, American Gods na Amazon, Attack on Titan no Crunchyroll e o jornal das 8 no Globo Play. Cada serviço com mensalidades, suporte a dispositivos e termos de serviço próprios. 

O colega Bruno Salutes sentiu esse problema na pele ao escolher uma Smart TV 4K. Em vez de se preocupar com qualidade de imagem, tamanho ou preço, normalmente os pontos mais valorizados ao comprar uma TV, ele teve que mergulhar num “poço sem fundo” e aprender sobre sistemas operacionais e apps suportados. Tudo para se certificar de que a TV escolhida iria permitir o acesso aos seus serviços favoritos.

Assistir TV virou um teste de múltipla escolha. E se você errar a resposta, fica sem seu programa favorito. Mas com a reformulação do serviço Apple TV, anunciada hoje pelo CEO Tim Cook em um evento na sede da empresa em Cupertino, a Apple quer colocar a ordem na casa.

Schermata 2019 03 25 alle 18.57.28
Apple TV: conteúdo de múltiplos serviços em uma única interface e mensalidade / © Apple

Em vez de um concorrente do Hulu, Amazon Prime Video ou HBO Go, a Apple TV agora é um intermediário. As produtoras fornecem o conteúdo, enquanto a Apple faz a curadoria, se encarrega de oferecer sugestões e gerenciar os pagamentos.

Os usuários “assinam” apenas os canais que querem, e tem um único ponto para gerenciar os pagamentos. Os canais se beneficiam do gigantesco alcance da Apple e seus bilhões de dispositivos para levar seus programas a um público cada vez maior. E a Apple… bem, ela provavelmente ficará com um percentual das assinaturas.

É o modelo da “App Store”, aplicado à TV. E todos nós sabemos o quão bem sucedida essa idéia foi. Isso muda completamente a dinâmica do mercado de streaming de vídeo. Em vez de múltiplos serviços tentando desesperadamente superar um ao outro, eles agora podem coexistir sob um mesmo teto. E esse teto está prestes a ficar muito maior, já que a Apple quer levar o “App” da Apple TV, ainda neste ano, a TVs da Samsung, LG, Sony, Vizio e até aos dongles Fire TV da Amazon.

Em vez de múltiplos serviços tentando desesperadamente superar um ao outro, eles agora podem coexistir sob um mesmo teto.

Ou seja, mesmo que não tem um Mac, iPhone ou Apple TV poderá ser “assinante” da Apple TV e aproveitar todo o conteúdo disponível, com a facilidade de uso pela qual a empresa é conhecida.

E a cerejinha no bolo: a Apple está trabalhando no que chama de Apple TV+, um “canal” com produções exclusivas, “diferente de tudo o que já foi feito antes”, segundo Cook. Para isso, conta com o apoio de diretores e atores como Oprah Winfrey, Steven Spielberg, Jennifer Aniston, Reese Witherspoon, Octavia Spencer, J.J. Abrams, Jason Momoa e M. Night Shyamalan, para citar alguns. Mais um motivo para aderir à Apple TV.

Schermata 2019 03 25 alle 19.05.02
Apple TV+. Conteúdo exclusivo criado por grandes atores e diretores / © Apple

Se a idéia da Apple der certo, mudará a forma como assistimos TV, e até mesmo como compramos aparelhos. Bastará escolher um com Apple TV. E a empresa tem tradição em causar “disruptura” em mercados, basta ver o que aconteceu com os MP3 players, telefones celulares e sistemas de pagamento eletrônico, só para citar alguns, depois que ela resolveu participar.

Talvez num futuro próximo nossa única preocupação será fazer uma pipoca e escolher qual de nossos programas favoritos assistir. Na Apple TV, claro.

Se eu fosse o CEO da Netflix, estaria muito preocupado.

E você, o que acha do novo serviço Apple TV? Compartilhe sua opinião nos comentários abaixo.

Facebook Twitter 82 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Rafael Rigues
    • Admin
    • Equipe
    há 3 semanas

    Pelo contrário Edilson, a notícia é bastante relevante. Em primeiro lugar, porque coloca o FireTV da Amazon (que roda "um Android", mas não "o Android") em posição de vantagem contra o Chromecast.

    Segundo, porque pode prejudicar ainda mais a vida (já difícil) do Android TV. Entre uma Android TV sem o app da Apple e uma Samsung com ele, o consumidor pode ficar mais tentado pela solução da Apple. O Android TV ainda é um ilustre desconhecido do grande público, e a Apple tem alguns bilhões sobrando pra anunciar sua solução.

20 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Espero que não demore para aparecer um concorrente.

    “Diferente de tudo o que já foi feito antes”, igual as features do iPhone, que chegam alguns anos antes no Android, e eles falam que não existia?


  • Eu tenho o Fire TV e gostei da notícia, pois a Apple TV pra mim, é cara demais!


  • Acho que a longo prazo todas as produções serão reunidas num único aplicativo, como a Apple está querendo fazer.

    Todavia, as produtoras (TVs e demais) ainda tentarão suas próprias plataformas, para somente depois caírem na real que terão um alcance maior com a reunião numa só, seja Apple, Android ou outra que surja.

    Parece ser o embrião de uma nova tendência que é bem promissora, mas só o tempo nos mostrará como consumiremos esses produtos e quais plataformas se consolidarão.


  • Virá com o valor simbólico de um RIM por mês


  • Só lembrando que alguns serviços já anunciaram que não disponibilizarão alguns conteúdos exclusivos através da Apple TV. Então vamos bem mais devagar com essa empolgação, sites especializados não estão apostando as fichas nesse serviço, pois lembremos que ainda surgirá o serviço de stream da Disney, que é uma gigante com um poder muito superior, a Apple, na área do entretenimento, na minha opinião a Apple está dando uma "mordida" maior do que a boca, querendo uma fatia do lucro das atuais líderes do mercado e ao mesmo tempo lançando um serviço concorrente, o que vai acabar sendo um baita tiro no pé.


  • "Bastará escolher um com Apple TV."
    Imaginem a bagatela que será...


  • Kkkkkkkkkkkkk se eu fosse a Netflix estaria rindo! Isso vai ser um absurdo de caro


  • risos ON...Apple TV dominar mercado de entretnimento...risos forever...


  • h tvbox 5 é vida tudo em um kkkkkkkk


  • Interessante , a pergunta é , quando os brasileiros serão agraciados com a Apple TV , inicialmente é somente para o mercado norte americano e canadense


  • Um com android TV 4k
    Um com apple TV 20k
    ....
    Vlw apple, mas irei passar kkkkk


  • Tô fora!! Nada que venha da marca da maçã mordida eu tenho interesse!!!


  • A Apple TV com a inclusão de novos conteúdos de parceiros por meio de assinatura tem tudo para funcionar, e deixar ainda mais de cabelo em pé as já combalidas empresas de canais de assinatura via cabo ou satélite. Já a Apple TV + o furo é bem embaixo...A empresa vai largar dos boxes , e passa a injetar talvez bilhões em poucas séries (num primeiro momento) exclusivas a fim de convencer seus usuários a assinar o serviço. É uma aposta arriscada, e depende muito de como essas séries exclusivas iniciais vá ser recebida pelo público. Fato que a Apple tem Bilhões em caixa para viabilizar o serviço, mas isso não basta, depende de diversos fatores e até onde a empresa estará disposta a insistir no projeto e bater de frente com a já hiper consolidada Netflix.
    Uma coisa é certa senhores, os usuários não estão dispostos a assinar diversos serviços, assim a apple precisa derrubar a porta com os dois pés a fim de tirar o atraso e se consolidar. Eu prefiro esperar para ver, mas aposto que o Apple TV + não vai emplacar.


    • Viu quantos artistas de peso estão com a apple? será que ela não vai emplacar?

      lembrando que o ela não precisa ultrapassar a Netflix... ela só quer lucrar... ela não se importa muito que o Spotify esteja na frente do apple music... o apple music lucra mais que o Spotify que está a uns 10 anos no mercado a frente da apple...

      ela só precisa lucrar... a divisão de serviços da apple só cresce... não há erro! vai ajudar a divisão de serviços a lucrar mais!!

      a apple quer grana, dindin, mufunfa... apple não é a que mais vende smartphone mais é a que mais lucra...

      não tem a maior loja de aplicativos mais lucra o dobro do que a google lucra!!!

      claro que seria bom para a apple ultrapassar a Netflix... mas antes disso vem, lucro, lucro e lucro.


  • desandroidpit


    • Rafael Rigues
      • Admin
      • Equipe
      há 3 semanas Link para o comentário

      Pelo contrário Edilson, a notícia é bastante relevante. Em primeiro lugar, porque coloca o FireTV da Amazon (que roda "um Android", mas não "o Android") em posição de vantagem contra o Chromecast.

      Segundo, porque pode prejudicar ainda mais a vida (já difícil) do Android TV. Entre uma Android TV sem o app da Apple e uma Samsung com ele, o consumidor pode ficar mais tentado pela solução da Apple. O Android TV ainda é um ilustre desconhecido do grande público, e a Apple tem alguns bilhões sobrando pra anunciar sua solução.


      • O problema aqui Rafael, será o preço que essas TVs serão vendidas. Temos que lembrar, que a apple fora dos Estados Unidos é muito cara e se esses valores vierem para as TV's, não vai mudar nada, pois a pessoa pagará pela TV cara + assinatura da apple, enquanto o do android já vem embutido, não muda muito o valor e tu não precisa "assinar" nada. Tenho só um pé atrás com relação aos valores, já que a apple é conhecida por espremer até a última gomo da laranja pra extrair todo o dinheiro kkkk. Agora é aguardar valores por aqui.


      • se vai chegar nas TV's da Sony então chegará no Android TV porque a mesma usa esse sistema operacional de não me engano


      • A smart TV não é da Apple, é da Samsung, é da LG, Sony, etc... Logo não tem motivo pra aumentar o preço, especialmente considerando que as SmartTVs da Samsung do ano passado vão receber o app, por exemplo. Então pra que subir o preço da tv, se não é um diferencial? Além disso, assina o appleTV+ quem quer, e isso não impede de usar o app da appleTV pra assistir conteúdo da amazon, hbo etc.