Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
Fatality! ARM também interrompe relacionamento com a Huawei
Hardware 2 min para ler 33 Comentários

Fatality! ARM também interrompe relacionamento com a Huawei

A Huawei está tendo uma semana difícil. Alvo de sanções impostas pelo governo dos EUA, a empresa viu nesta semana fornecedores como o Google, Intel, Qualcomm e Microsoft cortarem relações comerciais, colocando em dúvida o futuro de seus negócios. Mas agora outra empresa foi forçada a entrar no boicote: a ARM, que fornece tecnologia fundamental usada nos processadores produzidos pela Huawei e sua subsidiária, a HiSilicon.

Para quem não conhece, a ARM é uma empresa inglesa que desenvolve e licencia a arquitetura ARM, usada nos processadores de praticamente todos os smartphones do mercado. Sim, todos: Qualcomm, Broadcomm, Apple, Samsung, MediaTek, Unisoc, Nvidia e a própria Huawei usam a arquitetura ARM como base para seus processadores.

E embora a ARM seja uma empresa inglesa desde sua fundação, a arquitetura ARM contém “tecnologia originada nos EUA”, que é coberta pelos termos das sanções impostas pelos governo norte-americano. Por isso, a empresa foi forçada a interromper o “suporte, entrega de tecnologia (seja código, software ou outras atualizações) e discussões técnicas” com a Huawei, a HiSilicon e quaisquer outras empresas relacionadas.

Kirin 980 3
O processador Kirin 980 contém tecnologia ARM / © Huawei

Quando a Qualcomm rompeu o relacionamento com a Huawei, muitos apontaram o fato de que ela não seria uma fornecedora tão essencial, visto que a Huawei produz seus próprios chips (a família Kirin) e modems (a família Balong). Mas sem o suporte da ARM, o futuro destes produtos está ameaçado. 

A Huawei tem uma “licença de arquitetura” da ARM, ou seja, pode modificar e estender a arquitetura para continuar o desenvolvimento de seus próprios processadores, mas sem o suporte técnico da empresa inglesa e licenças para futuras versões da arquitetura, tudo fica muito mais difícil.

A Huawei é atualmente a segunda maior fabricante de smartphones no planeta, atrás apenas da Samsung e à frente da Apple. Mas sem um sistema operacional (Android) e processadores (ARM), esta linha de negócios está seriamente ameaçada. 

Será que a Huawei conseguirá sobreviver às sanções e continuar no mercado de smartphones? Compartilhe sua opinião nos comentários abaixo.
 

Fonte: BBC

33 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Na minha opinião os EUA tem alguma coisa com a apple por que ela esta perdendo o posto de 2 maior fabricante de smartphones para Huawei.
    Para não deixar a Apple ficar para traz, os EUA estão forçando todas as empresas americanas a corta os laços com a Huawei.


  • O Android é um sistema de código aberto então ela pode continuar a usar , só que sem as bibliotecas e api da Google, coisa que ela já faz muito bem lá na china, só precisa expandir para o mercado global e desenvolver o sistema da própria forma dela se tiver capacidade, sobre os processadores aí já é problemático, essa guerra comercial vai causar muito dano para os EUA, eles acham q vão sair por cima mas dificilmente eles vão se sair melhor do que a china dessa guerra, porque a china pode acabar boicotando a Apple tambem


  • Tudo isso é por quê a empresa é a única que avançou na tecnologia 5G, já que as empresas americanas estão bem atrás, esta desculpa de espionagem é conversa para boi dormir, pois todos os países espionam, aliais, os americanos espionam todo mundo, mas, ama se fingir de santo, esqueceram daquele americano que criou um site denunciando o governo americano que espionaram empresas de outros países e etc. Até parece que Google, Microsoft não coleta dados e repassam para o governo americano, tudo isso é por que a China esta crescendo.


  • Huawei ocupa segunda posição de maior fabricante graças à fraude e espionagem industrial, pois atua sem ética e sem princípio básico empresarial.

    Esta empresa é financiada e ligada ao departamento militar do governo socialista da China.

    Além dos EUA, países da Europa e Índia estão boicotando equipamentos da Huawei e ZTE, pois foram detectados serviços especiais de rede sendo fornecidos ao departamento militar cibernetico da China.

    Basta ver o caso de 2016, onde milhões de aparelhos vendidos nos EUA tinham backdoors instalados.


  • E se essa guerra do Trump continuar e ele perseguir outras empresas chinesas como a Xiaomi?


  • Não defendo nenhum dos dois lados, ambos tem problemas, entendo que vai atingir muita gente.


  • A solução para a Huawei continuar no mercado será o desenvolvimento de um sistema seu próprio. Tanto no software, quanto no hardware.


  • Proximo são as outras Chinesas se Trump for esperto o sufuciente


    • Esperto? Jkkkkkk Trump tá doidinho pra se foder e foder toda nação americana, porque o custo dos impostos sobre os 200 bilhões são repassados aos cidadãos americano, e logo logo, a coisa vai ficar pior de aumentar impostos sobre os outros 300, além de que se ele sair capando tudo da china, uma hr ele vai sofrer um revés, o presidente da china já deve estar de saco cheio com o Trump com essa brincadeira de impor economia


  • O ocidente está claramente se movendo para esvaziar os cofres dos chineses e tirá-los da corrida pelo 5G, tecnologia da qual são líderes em desenvolvimento até o momento. Apenas dois tipos acreditam mesmo no papinho da espionagem contra as angelicais instituições dos EUA: idiotas.


  • Medo disso acontecer com a Xiaomi, agora que saí da Apple e investi na marca.


    • Pode ter certeza que uma hr ou outra a china vai boicotar a Apple no país, usar iPhone na china agora com essa guerra comercial para alguns é motivo de vergonha kkk apesar de alguns não ligarem, tem muitos patriotas chineses que podem largar os iPhones para usar um Huawei só por conta do atrito comercial


  • Isso que dá uma empresa espionar os EUA e financiar um país socialista (que paradoxalmente se sustenta através do capitalismo). Huawei deveria sair da China (se é que isso tem como acontecer) se quiser entrar na briga.


    • João, observe que todos esses pontos gravíssimos e escandalosos que voce apontou, parece ser convenientemente invisível a algumas pessoas, restando apenas a pecha de "malvado, feio, cabeça de mamão" ao Trump. Por mais que eu lamente mesmo a situação, esse problema tem uma raiz com nome e sobrenome, e é o governo socialista chinês. Que a Huawei saia da china, se é que isso tem como acontecer (2).


      • Mais um que deve ler Olavo de carvalho e fica nesta teoria da conspiração, basta ver o tipo de linguagem, governo socialista, tão socialista que é mais capitalista que os americanos, governo socialista não existe empresa privada, não existe nada disso, e na China você compra uma casa, ela é sua, você compra um carro ele é seu e tudo mais, ela já foi socialista, não é mais. Americanos espionam todo mundo e sabemos que teve vazamento grave mostrando isso, onde até a Petrobras foi espionada, eles sabiam tudo sobre ela, espionaram Alemanha entre outros países concorrentes diretos deles, e fica ai, com esta mania da China malvadona e americanos os bonzinhos, seu iludido.


    • NSA espionava todo mundo e deve continuar...
      negocio dos EUA é proteger empresa Apple que tras mais de 300 bilhões de fora para os EUA...


    • Larga de ser otario, Huawei é a empresa que representa a china, china é um país comunista não socialista, e apesar do comunismo lá ser severo o país deles lá funciona muito melhor que esse bosta de pais em que vivemos, agora vem acreditar em Papinho da Huawei estar sendo usada para espionar os estados unidos? Eles que espionam todo mundo? Até o e-mail da Dilma Rousseff invadiram, fica aí mamando ovo dos estados unidos capitalista, quando vive em um país que foi governado pelo pt por 16 anos

Mostrar todos os comentários