Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Asus e Motorola deveriam se preocupar com a chegada da Xiaomi ao Brasil?

Asus e Motorola deveriam se preocupar com a chegada da Xiaomi ao Brasil?

De forma resumida, a resposta é não. Mas assim como o caso Huawei contra Estados Unidos, sabemos que as respostas são mais complexas e cheias de facetas do que o que podemos buscar, e que tomar lados nem é uma opção aqui. Como gosto de fazer, trago apenas alguns pontos para exercitar o pensamento crítico.

A Motorola segue em segundo lugar no Brasil. Pouquíssimo ameaçada pelo terceiro lugar, que pertence à LG, também está longe do primeiro lugar da Samsung. Por mais que não esteja inovando muito, ela sabe que a linha Moto G tem prestígio e faz as mudanças necessárias para que o produto continue novo e vendendo.

A Asus está na batalha há alguns anos no Brasil e no mundo. Mais nova que as outras concorrentes nesse mercado de smartphones especificamente, o nosso país é essencial para ela, assim como para a Motorola. Atualmente, ela passa por uma reestruturação e deve chegar em agosto ou setembro com seu smartphone mais caro até então. Sua posição está por volta do sétimo lugar.

moto asus 03
Motorola e Asus na linha da Xiaomi? / © AndroidPIT por Stella Dauer

Enquanto isso, a Xiaomi não ostenta números de crescimento tão incríveis quanto os da Huawei, mas não está envolvida em nenhum problema político e traz uma dianteira por causa disso. Em compensação, no Brasil, sua fama e popularidade são mais complicadas. Embora seja a preferida da parcela de importadores que nosso Brasil ostenta, não tem a simpatia de quem a viu sair mais rápido do que chegou por aqui alguns anos atrás.

Para terminar de bagunçar o caldo, ela volta com tudo, trazendo loja física, produtos de smartphone e diversos smartphones, mas com preços que não agradaram de forma alguma seus fãs e fãs de seu custo benefício. E agora?

AndroidPIT Xiaomi Shop Barcelona 6628
Mi Store / © AndroidPIT

A curto e médio prazo, a Xiaomi não deve incomodar nem a Motorola e nem a Asus. Com números estáveis, a subsidiária da Lenovo não deve se preocupar com uma marca que é menos conhecida que ela e não trouxe preços arrasadores. Preço e marca são os objetivos de um consumidor comum brasileiro, e levarão alguns anos até a Xiaomi encontrar seu caminho nessas estradas por aqui.

Já a Asus, quem pode ser incomodada no sétimo lugar? Ao contrário, ela é quem tem a chance de fazer diferente, uma vez que traz menos pressão nas costas. Seus resultados atuais no país agradam a sede taiwanesa, e as mudanças de diretrizes dão mais espaço para trazer mudanças. Não é uma marca a mais na sua frente que vai incomodá-la.

Apesar de ter um ótimo nome mundo afora, a Xiaomi precisará sim se provar aqui no país. Sem preços arrasadores, ela é uma ótima marca, que provavelmente ameaçará a LG, mas que vai entrar na fila do pão como todo mundo para conquistar seu lugar ao sol.

E para você, a Motorola e a Asus devem se preocupar?

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Léo Walk há 4 meses

    Por incrível que pareça existem brasileiros que ainda vem a Xiaomi como "Xing-Ling" mas com a chegada da Loja Oficial e do suporte técnico esse pensamento deve mudar.

  • Hugo Morais há 4 meses

    Eu como usuário da Xiaomi, não acredito no sucesso dela no Brasil. Nós que acompanhamos sites de tecnologias e a galera da importação representa um numero insignificante do geral do mercado brasileiro. A galera que compra em lojas físicas vão torcer o nariz quando ver esse nome desconhecido, se ao menos os preços fossem atraentes podia ser melhor. Mas como esta vindo caro, sei não... Só vai ter grande procura no ML e Amazon pelo preço baixo e sem garantia como é hoje.

  • Juliano Olivetti há 4 meses

    Parabéns pela análise Stella! A Xiaomi vai ter que fazer um pouco mais para conquistar o usuário brasileiro com seu produto importado de maneira oficial. A abertura de uma loja local é algo interessante, mas enquanto ficar restrita em São Paulo não vai fazer muita diferença na estratégia.

30 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Estava para comprar um Xiaomi...mas li tanto sobre bugs que estou desanimado,
    já tive vários sansungs e recentemente um moto g6 plus (à um ano) e nunca tive problemas.
    Queria muito o Mi9 SE, mas...


  • Não compraria. Mas quanto mais concorrência melhor pro consumidor.


  • como já disse, não sou muito fã da Xiaomi, mas torço muito por ela aqui, torço para quê incomode todo mercado, principalmente no quesito política de preços, mas se o pensamento da editora estiver certo, quê é bastante coerente aliás, o quê eu tenho é apenas uma utopia


  • Não só asus e a Motorola no meu entendimento todas as outras marcas vai sentir a entrada da Xiaomi seus produtos são bem conhecidos no país ...


  • A Asus é a marca que deveria desaparecer do mercado. Já tive 3, e todos eles apresentaram defeito em pouco tempo. Na verdade, todo mundo que conheço que teve Asus, não quer mais nem ouvir falar. A Asus não consegue sequer bater a Motorola ou a Samsung... é a próxima condenada à extinção. Deveria focar em tablets.


  • A Asus, não sei, acho que sim. Já a Motorola, não.


  • Não!


  • Samsung e Motorola são as queridinhas dos que não entendem nada sobre especificações de celulares. A linha J principalmente é sofrível mas como a Samsung sabe que o povo quer celular apenas pra usar face, whats e tirar umas fotos, portanto, qualidade pouco importa.


  • Não deviam se preocupar não! A Asus tem preços melhores e ótimos aparelhos aqui no Brasil e a Motorola é a queridinha do povo, então, fim da história!

    CAV


  • Toda chegada de uma nova empresa de forma oficial incomoda a concorrência , ninguém quer perder market share , acredito que a curto/médio prazo as que irão perder um pouco de mercado sejam a LG e Asus , com os atuais preços praticados pela Xiaomi a Samsung e Motorola poderão , ainda, dormir tranquilas.


  • Enquanto os preços se mantiverem altos, não


  • Não concordo totalmente. Revendo acessórios Xiaomi e a maioria dos meus clientes destacaram a qualidade do produto (Câmera, especificações), claro, o preço também se destacou, mas para o usuário que assimila mais qualidade do que preço, porque convenhamos, Samsung, Motorola e LG sempre tiveram qualidade questionável por aqui, com exceção dos topo de linha. O preço é sim decepcionante, mas muitos gostam mesmo é da qualidade, e isso a Xiaomi tem de sobra. Mas veremos nos próximos anos quem estará certo.


  • Acho que devam ficar com "olhos bem aberto", sabemos que a maioria gosta é de preço.Poucos analisam ao fundo as especificações detalhadas. e Xiaomi tem um bom portfólio.


  • Claro que irão preocupar. Quem conhece de tecnologia sabe que essa marca e outras chinesas são ótimas marcas com produtos de qualidade. Vejo no momento um problema com chegada da Xiaomi ao Brasil, preços bem elevados. Creio quando ajustar esses preços ao nivel motorola e asus ai sim irá alavancar suas vendas. Quem usa smart desta marca elogia muito, faltará a empresa investir em marketing para o consumidor brasileiro conhecer a marca.


  • A Xiaomi por ser uma empresa chinesa, muitos brasileiros tem esse preconceito, associam a imagem como se fosse uma porcaria. A própria Chery Motors que é chinesa também, evoluiu bastante e usa tecnologia de ponta, mas voltando ao assunto, cabe a própria Xiaomi ainda, fincar raízes, ter um bom atendimento, suporte e preços, ai sim, ela irá se consolidar no mercado. Por enquanto não assusta nem de perto a Lenovo, dona da Motorola, pois a empresa é reconhecida no Brasil e vende muito bem, já a Asus, precisa trabalhar mais o pós venda, melhorar muito a sua imagem. Mas a longo prazo, se a Xiaomi investir em marketing, pode quem sabe, incomodar até a líder Samsung, tudo depende de como ela irá tratar o mercado brasileiro, espero dessa vez, que a empresa tenha aprendido com os erros.

    Como consumidor, torço sempre para que a concorrência melhore a qualidade como num todo, afinal, precisamos de mais empresas nesse segmento. Só não entendo, como há pessoas, ainda torcem o nariz pelo simples fato de ser uma empresa chinesa. A muito tempo atrás, a famosa e idolatrada Samsung, quase ninguém conhecia e hoje se tornou esse monstro mundial, tudo depende verdadeiramente de como uma empresa se porta, coloca no mercado. Caso haja endossando, um trabalho sério e forte na imagem da empresa, ela pode fazer barulho, enfim, vamos torcer.


  • Por incrível que pareça existem brasileiros que ainda vem a Xiaomi como "Xing-Ling" mas com a chegada da Loja Oficial e do suporte técnico esse pensamento deve mudar.

Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.